Eleições 2022

Espaço para debates sobre assuntos que não sejam relacionados a Chespirito, como cinema, política, atualidades, música, cotidiano, games, tecnologias, etc.
Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 95987
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro
Curtiu: 4232 vezes
Curtiram: 1630 vezes

Eleições 2022

Mensagem por E.R » 17 Mai 2022, 16:20

NOTÍCIAS
https://g1.globo.com/politica/blog/andr ... urno.ghtml

Lideranças do PT têm intensificado as conversas nas últimas semanas com integrantes do PDT para convencer Ciro Gomes (PDT) a desistir da disputa presidencial.

Na avaliação de coordenadores da campanha de Lula ouvidos pelo blog, se Ciro Gomes desistir da disputa, os votos do candidato do PDT migrariam para Lula.

Ciro Gomes, no entanto, tem rechaçado essa ideia- pelo menos até agora.

Ao blog, fontes da cúpula do PDT confirmam as conversas com o PT – mas reforçam que qualquer decisão sobre a candidatura de Ciro Gomes será tomada pelo próprio Ciro Gomes.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Chapolin Gremista
Membro
Membro
Mensagens: 4417
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 87 vezes

Eleições 2022

Mensagem por Chapolin Gremista » 17 Mai 2022, 21:06

O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?

''Pacifismo é a pregação para os coitados do mundo de que eles devem apanhar calados.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
Chapolin Gremista
Membro
Membro
Mensagens: 4417
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 87 vezes

Eleições 2022

Mensagem por Chapolin Gremista » 18 Mai 2022, 17:33

Análise Política na TV 247
Os caminhos da luta por Lula presidente, por Rui C Pimenta
Rui Costa Pimenta faz mais uma de suas aguardadas análises a respeito dos acontecimentos políticos nacionais e internacionais

ImagemRui Costa Pimenta na TV 247 – Reprodução

Nesta terça-feira (17), 16 horas, Rui Costa Pimenta, presidente do PCO-Partido da Causa Operária, fez mais uma aguardada Análise Política na TV 247.

O começo do programa foi permeado por uma avaliação da atual situação na Ucrânia. Rui falou sobre a guerra e os desdobramentos da situação militar quanto aos avanços do exército russo sobre o território ucraniano. “Os russos estão ocupando todo um vasto território do leste da Ucrânia, desalojando as milícias nazistas”, disse acrescentando que a única resistência se deu por parte dessas milícias, o que demonstra que o exército da Ucrânia está totalmente controlado pela extrema-direita.

Nesta terça-feira (17), 16 horas, Rui Costa Pimenta, presidente do PCO-Partido da Causa Operária, fez mais uma aguardada Análise Política na TV 247.

O começo do programa foi permeado por uma avaliação da atual situação na Ucrânia. Rui falou sobre a guerra e os desdobramentos da situação militar quanto aos avanços do exército russo sobre o território ucraniano. “Os russos estão ocupando todo um vasto território do leste da Ucrânia, desalojando as milícias nazistas”, disse acrescentando que a única resistência se deu por parte dessas milícias, o que demonstra que o exército da Ucrânia está totalmente controlado pela extrema-direita.

Confira na íntegra.



https://www.causaoperaria.org.br/rede/j ... c-pimenta/
O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?

''Pacifismo é a pregação para os coitados do mundo de que eles devem apanhar calados.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 95987
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro
Curtiu: 4232 vezes
Curtiram: 1630 vezes

Eleições 2022

Mensagem por E.R » 18 Mai 2022, 19:57

NOTÍCIAS
https://www.estadao.com.br/politica/pre ... -terceira/

Os presidentes do PSDB, do MDB e Cidadania decidiram nesta quarta-feira indicar a senadora Simone Tebet (MDB) como candidata única da terceira via à Presidência.

A decisão ainda precisa passar pelo crivo das Executivas nacionais dos três partidos, que devem se reunir na próxima terça-feira, mas já indica que o ex-governador João Doria, pré-candidato do PSDB, foi rifado.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Chapolin Gremista
Membro
Membro
Mensagens: 4417
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 87 vezes

Eleições 2022

Mensagem por Chapolin Gremista » 19 Mai 2022, 00:11

Crise na direita tradicional
Terceira Via entra na UTI
Sem nenhuma opção viável a crise dos partidos burgueses tradicionais caminha para um estado terminal.

ImagemEntre julho e agosto ocorrerão as convenções partidárias e Doria já ameaçou judicializar a questão caso seu nome não seja mantido como candidato ao Planalto. – Foto: Reprodução.

Esta semana será decisiva para os rumos da chamada terceira via nas eleições presidenciais deste ano. Os últimos acontecimentos envolvendo os partidos de direita MDB, PSDB e Cidadania, que trabalham para lançar uma candidatura única em outubro, dão conta de que não há unidade entre as siglas.

O União Brasil, resultado da fusão do Democratas (DEM) com o Partido Social Liberal (PSL) – partido pelo qual Bolsonaro se elegeu – já anunciou que sairá do bloco e lançará o deputado federal e presidente da sigla Luciano Bivar. A nova legenda passou a deter a maior bancada do Congresso Nacional e consequentemente a maior verba eleitoral.

Seria precipitado afirmar que estes partidos, tradicionais representantes da burguesia estão fora do jogo, no entanto, é perceptível que com base nas últimas pesquisas e na própria conjuntura política polarizada há uma tendência destas forças em se deslocar para apoiar Bolsonaro.

Isso se deve ao fato de que a terceira via que aposta atualmente nos nomes da senadora do Mato Grosso do Sul Simone Tebet (MDB) e do ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) para cabeças de chapa não conseguem emplacar nenhum dos dois na preferencia do eleitorado. Doria não ultrapassa a casa de 3% e Tebet fica no 1%.

Sem nenhuma opção viável a crise dos partidos burgueses tradicionais caminha para um estado terminal. Nesse sentido esta quarta-feira 18 de maio será uma data decisiva, uma vez que será divulgada uma pesquisa encomendada pelo bloco direitista que pode definir seu candidato e assim definir os planos da burguesia.

A pesquisa foi realizada pelo Instituto Guimarães e ouviu teoricamente 2.000 pessoas em 23 estados da federação. A intenção do bloco golpista é avaliar “qualidades” dos candidatos pela opinião pública incluindo a maior e menor rejeição.

Antes mesmo de sua divulgação a pesquisa já é alvo do pré-candidato tucano João Dória que exige ser o indicado de seu partido após vencer o ex-governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite nas prévias do PSDB em novembro. Nem mesmo a vitória de interna de Dória foi capaz de pacificar o partido, pelo contrário, abriu-se uma crise ainda maior.

Recentemente figuras escatológicas do PSDB como Aécio Neves e Fernando Henrique Cardoso vieram a público numa tentativa desesperada de tentar fazer um esforço para unificar o partido, pois o racha interno poderia levar a sigla que foi engolida pelo bolsonarismo a se espatifar de vez.

O presidente do PSDB Bruno Araújo pretende escutar novamente a direção executiva do partido sobre o acordo com o MDB e espera receber o aval para manter as negociações com Simone Tebet. Entre julho e agosto ocorrerão as convenções partidárias e Doria já ameaçou judicializar a questão caso seu nome não seja mantido como candidato ao Planalto.

“É até comum assistir à judicialização de um partido contra outro, de um candidato contra outro. É pouco comum alguém judicializar contra seu próprio partido, isso não é da natureza da política. Continuo apostando que a política é a solução dos caminhos”, disse Araújo.

Já pensando além de 2022 e prevendo a continuidade da polarização atual entre Lula e Bolsonaro, outros elementos da baixa política nacional também se movimentam no tabuleiro da política nacional.

É o caso do senador Jorge Kajuru (Podemos) que ressuscitou uma PEC de 2019 para acabar com a reeleição para cargos executivos (prefeitos, governadores e presidência). A iniciativa que tem apoio do presidente do Senado Rodrigo Pacheco (PSD) interessa diretamente aos partidos tradicionais da burguesia, os mesmos que colapsaram após o Golpe de 2016.

Kajuru disse ficar “muito preocupado com a séria, correta, ética senadora Simone Tebet. Enquanto ela trabalha de um lado, outros senadores experientes desejam emplacar Lula e ponto final. No PSDB a gente também vê racha, Tasso Jereissati de um lado, Aécio Neves de outro, João Doria de outro. Portanto, esse clima para mim desestabiliza e inviabiliza a terceira via. Fica o Ciro sozinho, a sintonia que deveria haver nessa terceira via para uma única chance, que já é difícil, de terminar a polarização entre Lula e o presidente seria essa sintonia que não existe, não vai existir. Vai continuar Ciro Gomes com toda dificuldade dele, embora seja o mais preparado na minha opinião, e vai para polarização.”

De todo modo, a crise aberta nos partidos tradicionais da burguesia força estas legendas a entrarem num novo “grande acordo nacional”. Acordo este que será provavelmente o de apoiar outra vez Jair Bolsonaro. A ordem para tanto vem de cima, de seus patrões. Isto porque Bolsonaro detém para o bem ou para o mal algo fundamental que a direita tradicional imperialista perdeu em suas investidas golpistas: voto.

O problema da terceira via, portanto não é a política miúda e os desentendimentos internos partidários. O problema chave é o seguinte: o posicionamento da burguesia empresarial que está a ponto de se deslocar de vez para o Bolsonaro. Os grandes industriais e banqueiros já cogitam ir com o atual presidente para manter a política econômica em salvaguarda.

Nesse sentido, é preciso que toda militância de esquerda fique atenta aos próximos passos desta direita que atualmente como terceira via encontra-se na UTI da política. Todavia, recursos financeiros e subterfúgios não faltam a este consórcio do golpe para que ressurja surpreendentemente às vésperas do pleito.

https://www.causaoperaria.org.br/rede/d ... ra-na-uti/
O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?

''Pacifismo é a pregação para os coitados do mundo de que eles devem apanhar calados.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 95987
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro
Curtiu: 4232 vezes
Curtiram: 1630 vezes

Eleições 2022

Mensagem por E.R » 19 Mai 2022, 01:58

NOTÍCIAS
Imagem
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Chapolin Gremista
Membro
Membro
Mensagens: 4417
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 87 vezes

Eleições 2022

Mensagem por Chapolin Gremista » 19 Mai 2022, 05:39

Geraldo Alckmin
Comendo pela beirada
A política conciliadora cede cada vez mais espaço para a direita tentar dominar a candidatura Lula

ImagemQuem tramou contra o PT por fora, para levar Temer ao governo, agora, atua por dentro da campanha de Lula – Foto: Reprodução.

Aimprensa capitalista e até mesmo setores da imprensa alternativa deram destaques, nos últimos dias ao fato do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSB) estar supostamente mantendo entendimentos com o comando da candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para nomear colaboradores de sua confiança na coordenação de campanha e do programa de governo.

O PIG (Partido da Imprensa Golpista) chega a destacar que “Alckmin quer aliados de confiança na coordenação de campanha de Lula“. De um modo geral, está-se a ideia de que o ex-governador de São Paulo e ex-presidente do PSDB, poderia se valer de sua experiência para a elaboração de um programa de PPPs (Parcerias Público-Privadas), contando com a experiência que adquiriu como governador de São Paulo.

O pasquim tucano, a Folha de S. Paulo, destacou na sua sessão Painel, que chefia o governo paulista, Alckmin patrocinou uma lei das PPPs que incluiu a criação da CPP (Companhia Paulista de Parcerias), que servia como um fundo garantidor para as empresas privadas que participassem de projetos do Estado.

Com estas e outras medidas vai ficando evidente que a presença do neoliberal tucano na chapa de Lula não visa, de forma alguma – como anunciam alguns dirigentes da esquerda – promover uma aproximação de setores da direita das propostas da esquerda, em geral, ou de Lula, em particular, mas servir como base para pressionar o ex-presidente Lula e toda a sua campanha, no sentido oposto, na direção da capitulação para propostas caras à direita golpista, como a defesa das PPP, das privatizações etc.

Não por acaso, se anuncia que Alckmin vai escolher “pessoas de confiança” sua para pressionar no sentido dessas políticas direitistas. Isso significa buscar desarmar a campanha de Lula daquilo que ela tem de mais progressista, ou seja, o enorme potencial que ela tem para mobilizar os trabalhadores, a juventude e outros setores dos explorados contra a ofensiva, a política que a direita impôs – de forma mais acelerada – com o golpe de Estado. Se profundamente vitoriosa essa posição, a campanha de Lula deixaria de ser um polo de defesa das reivindicações populares, para ser uma campanha de defesa do programa neoliberal de Alckmin, PSDB e outros setores da direita golpista para o País.

Na medida em que Lula reage, empiricamente, em vários aspectos à essa pressão, quando discursa contra as privatizações, contra a existência do teto de gastos etc. a direita reage, chama Lula de irresponsável, como fez o reacionário jornal O Estado de S. Paulo, nesta semana, ataca Lula de fora de sua campanha, Alckmin, o PSB e outros “cavalos-de Tróia” infiltrados em sua campanha, procuram atacar-lo por dentro da campanha.

Como assinalamos inúmeras vezes nesse Diário, não trazem qualquer apoio real para Lula – uma vez que não têm apoio popular – mas se apóiam em Lula, no seu prestígio, para tentar minar por dentro o caráter combativo de sua campanha, de oposição ao regime golpista decadente. Uma politica que serve para minar as chances de vitoria de Lula que, para ser vitorioso, depende de uma ampla mobilização popular que derrote a direita, o que não pode ser feito com base em políticas hostis aos interesses dos trabalhadores, mas justamente como parte da luta contra elas.

Essa trama para minar a base política da campanha de Lula, se junta a outras manobras como a rendição do PT diante de políticos burgueses reacionários, como o prefeito do ex-prefeito Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), para o governo de Minas Gerais que conseguiu que o PT não só abrisse mão de disputar o governo estadual, como também desistisse da candidatura ao Senado do seu líder na Câmara, o deputado federal Reginaldo Lopes e passasse a apoiar o senador Alexandre Silveira (PSD), candidato à reeleição. Silveira é ex-delegado de polícia e chegou ao senado após eleger-se primeiro suplente de senador do ex-governador Antonio Anastasia (PSDB), que foi indicado pelo “centrão” para o cargo de ministro do Tribunal de Contas da União (TCU).

Os “aliados” burgueses do PT, retirados do “túmulo” pelas enormes concessões políticas do Partido à direita golpista que derrubou Dilma e prendeu Lula, vão colocando as “manguinhas de fora”, procurando conter Lula e defendendo seus mesquinhos interesses políticos. Outro exemplo é o ex-deputado Paulinho da Força, presidente do Solidariedade, que busca se reeleger e se “recolocar no mercado politico” se passando por aliado de Lula, ao mesmo tempo em que São Paulo, declarou apoio ao governador tucano, Rodrigo Garcia (PSDB), contra a candidatura de Fernando Haddad (PT). Com aliados assim, quem precisa de adversários?

Fica cada dia mais claro que o PT e a esquerda de um modo precisa abandonar essa política de conciliação a todo o custo pois isso vai dando cada vez mais espaço pra direita e colocando a a campanha de Lula no caminho da desmoralização e da derrota.

É preciso por um freio à essa situação em que a direita vai assumindo o comando de aspectos centrais da campanha do ex-presidente, como se Lula fosse o vice de Alckmin.

https://www.causaoperaria.org.br/rede/d ... a-beirada/
O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?

''Pacifismo é a pregação para os coitados do mundo de que eles devem apanhar calados.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 95987
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro
Curtiu: 4232 vezes
Curtiram: 1630 vezes

Eleições 2022

Mensagem por E.R » 20 Mai 2022, 08:53

NOTÍCIAS
https://exame.com/brasil/pesquisa-eleit ... ndo-turno/

PESQUISA EXAME / IDEIA

PRESIDENTE - PRIMEIRO TURNO

. Lula (PT) - 41 %
. Jair Bolsonaro (PL) - 32 %
. Ciro Gomes (PDT) - 9 %
. Demais candidatos somados - 6 %

--

PRESIDENTE - SEGUNDO TURNO

. Lula (PT) - 46 %
. Jair Bolsonaro (PL) - 39 %
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Chapolin Gremista
Membro
Membro
Mensagens: 4417
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 87 vezes

Eleições 2022

Mensagem por Chapolin Gremista » 21 Mai 2022, 18:19

:rolleyes:
A inviabilidade de Dória
A iminente liquidação da candidatura de Doria e a crise da 3ª via
Rumo à unificação

ImagemDória isolado. – Foto: Reprodução

Os nomes para a terceira via ainda estão em jogo. Bolsonaro é tido como uma figura muito instável, difícil de controlar, motivo pelo qual os principais setores da burguesia não quererem o atual presidente da República frente ao executivo por mais quatro anos. Mas também não querem o retorno do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva”. Segundo o empresário e analista Luis Stuhlberger em entrevista ao jornal golpista da democracia e pro-imperialista Estadão.

Segundo o jornal imperialista Le Monde, Lula, que “já está em campanha, está trabalhando para mobilizar a esquerda e seduzir o centro, com uma estratégia clara em mente: ser o ‘Joe Biden do Brasil’ . O ex-metalúrgico tomou como modelo o galã de Donald Trump. Ele sonha consigo mesmo como um grande reconstrutor de uma nação brasileira em ruínas, ‘pequeno avô dos povos’ pacificador, benevolente, unificador, protetor. Lula não hesita em lembrar que em 2022 completará 77 anos, a mesma idade de Joe Biden em sua campanha vitoriosa. O mundo pertence aos septuagenários…”

Ainda segundo o mesmo jornal, “Seguro de si e do seu carisma, o tribuno de esquerda avança sem se preocupar com um programa ou propostas específicas, contentando-se em invocar a memória dos anos dourados que foram os dos seus dois mandatos (2003-2011), que viram 40 milhões de brasileiros tirados da pobreza e o país atinge o pico de sua popularidade. ‘Eu não preciso fazer nenhuma promessa. Já fiz a diferença neste país‘ , confidenciou Lula recentemente ao jornal britânico The Guardian .”

O temor do empresariado é a possibilidade de sequer existir um candidato à terceira via competitivo para disputar as eleições. Contudo fica nas entrelinhas que o empresariado tenta atingir Bolsonaro na esperança de que ele mude de atitude, e com isso demonstram claramente que eles dariam seu voto a Bolsonaro mas de maneira nenhuma a Lula, que representa para o empresariado o que há de pior, apesar de esforços do ex-presidente Lula de se apresentar como uma opção viável para o empresariado.

Para o empresariado esse cenário de não haver nenhum nome viável para a terceira via é comparável ao ‘apocalipse’ e causa desespero na categoria, segundo Luis Stuhlberger, em entrevista ao Estadão, “Se tivéssemos um único candidato do centro, haveria três disputando o primeiro turno, com uma chance de uma alternativa a Lula e Bolsonaro ir para o segundo turno. Mas, na prática, isso não existe. Os empresários – e eu estou junto a eles – estão literalmente apavorados com a hipótese de ter de escolher num segundo turno entre Bolsonaro e Lula, no ano que vem. O empresariado está desesperadamente buscando um candidato do centro.” A avaliação de setores do empresariado é que João Dória tem muito a perder caso fracasse em 2022. Aparentemente o empresariado procura algum candidato que, caso perca em 2022, ainda tenha fôlego para disputar em 2026.

A julgar pelas últimas cenas, a terceira via continua dando mostras de que não está conseguindo um nome que satisfaça aos empresários e menos ainda ao PSDB que é o principal partido da burguesia imperialista e caso se mantenha essa tendência o normal é ir para o apoio ao Bolsonaro. A maioria dos presentes na última reunião da Executiva tucana manifestou descontentamento com a possibilidade de Dória ser candidato à presidência.

Além disso, o ex-governador fascista de São Paulo, João Dória (PSDB), com sua personalidade exacerbada e ambiciosa decidiu não participar de um encontro com a cúpula tucana, que estava marcado para esta quarta-feira, 18, em Brasília, e tinha como objetivo fazer com que ele desistisse de ser candidato à Presidência, o que por si só já mostra sua incontrolabilidade como subordinado aos interesses do partido, tanto mais quanto aos interesses da burguesia. O tucano Dória está praticamente liquidado como candidato à terceira via pois até parlamentares que antes atuavam como aliados dele, como o líder do PSDB no Senado, Izalci Lucas (DF), e o secretário-geral da sigla, deputado Beto Pereira (MS), passaram a destacar a inviabilidade eleitoral do tucano.

O Identi-Dória perdeu a confiança dentro do tucanato pois além de liquidar qualquer possibilidade sobre Alckmin (que foi quem o apoiou para o cargo de governador), quando este ainda estava no PSDB, depois que saiu do cargo de governador de São Paulo o fascista Dória também perdeu o apoio de parlamentares do estado. O presidente nacional do partido, Bruno Araújo, disse a aliados que uma candidatura presidencial de Dória “mata” a tentativa de reeleição do governador paulista Rodrigo Garcia (PSDB). O argumento usado pela cúpula do PSDB é o de que Dória, além de não crescer nas pesquisas de intenção de voto, tem alto índice de rejeição.

O comando do PSDB anunciaria uma aliança com o MDB, que tem a senadora Simone Tebet (MS) como pré-candidata a presidente. Os dois partidos contrataram pesquisas qualitativa e quantitativa para definir uma candidatura única. Tanto o grupo de Doria quanto o de seu rival, o deputado Aécio Neves (PSDB-MG), avaliaram, porém, que as pesquisas foram feitas sob medida para fazer com que Tebet seja a candidata, sob o argumento de que ela é menos rejeitada.

Como vemos ainda não há acordo na terceira via sobre a disputa presidencial e o fato de o PSDB não lançar candidato demonstra uma grande crise do regime político, uma vez que o PSDB é o principal partido da burguesia. A tendência é que uma definição ocorra somente perto do período das convenções dos partidos, entre o fim de julho e o início de agosto.

Segundo o que já destacamos até aqui, será muito difícil a burguesia não embarcar na via B-olsonaro novamente.

https://www.causaoperaria.org.br/rede/d ... da-3a-via/
O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?

''Pacifismo é a pregação para os coitados do mundo de que eles devem apanhar calados.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
Chapolin Gremista
Membro
Membro
Mensagens: 4417
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 87 vezes

Eleições 2022

Mensagem por Chapolin Gremista » 22 Mai 2022, 19:19

Eleições
Eleições: um alerta para a esquerda do “já ganhou”
A campanha PT à Presidência da República precisa ser liderada e coordenada com a seriedade que a atual conjuntura exige.

ImagemLula em Belo Horizonte na semana passada: mobilização popular é tímida. – Foto: Twitter do Lula/Ricardo Stuckert

Na minha coluna desta semana, decidi fazer uma reflexão sobre as eleições presidenciais à luz de duas experiências que tive e que gostaria de compartilhar com os leitores do DCO.

Na tarde de terça-feira, assisti à análise de Rui Costa Pimenta na TV 247, que voltou a alertar sobre o perigo do “já ganhou” na atual fase da campanha do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, único candidato que pode nos ajudar a reverter o estado de indigência ao qual o país foi jogado.

No programa, o presidente do PCO usou argumentos concretos e fatos para expor sua preocupação com a falta de mobilização popular em torno da candidatura do Lula. O PT, partidos da coligação, sindicatos e demais associações do campo progressista parecem acomodados e paralizados, como mostrou a celebração de 1o de Maio realizada na cidade de São Paulo.

Embalados pelo tom aparentemente positivo das recentes pesquisas eleitorais, os coordenadores da campanha estão se limitando a atuar nos bastidores institucionais e nas alianças estratégicas como suficientes para ganhar o pleito, deixando de lado os mais interessados no resultado: os milhões de eleitores brasileiros que estão vivendo uma crise econômica terrível, como bem apontou o presidente do PCO durante a transmissão.

Uma pessoa da audiência do programa chegou a concordar com ele e ressaltou a “apatia geral”. Muitos que assistiam, no entanto, criticaram a análise e a chamaram de “pessimista”. Mesmo o apresentador, o jornalista Leonardo Attuch, não ficou muito convencido, mostrando que há um clima de que a eleição está ganha e que isso pode acontecer no primeiro turno.

No mesmo momento em que assistia a este debate, fui interrompida pelo trabalho. Tive que falar com um jornalista de um dos principais jornais da burguesia sobre uma pauta qualquer corporativa e a conversa enveredou pela conjuntura nacional.

Para minha surpresa, esta fonte (que prefiro deixar anônima) traçou um cenário surpreendemente parecido com o de Rui Costa Pimenta na TV 247. Trata-se de um jornalista de economia que conhece o mercado financeiro, executivos, políticos e empresários e está acompanhando de perto o ânimo desses personagens.

Sua percepção é a de que há uma crise na campanha do Lula, que não decola. E que há grandes chances de que Bolsonaro vença a eleição por causa disso. Demonstra-se assim que a ideia de “apatia geral” é sentida muito além da lucidez de poucos no campo progressista.

Como bem lembrou Rui no programa, a burguesia brasileira, com o desastre da chamada terceira via, apoirá Bolsonaro de olhos fechados. O jornalista com quem conversei disse a mesma coisa, com outras palavras. Os “mercados” nem cojitam outra opção e o clima entre eles é de que o seu fascista de estimação já ganhou. No espírito desse pessoal, não há espaço para o imponderável.

Estamos a cinco meses da eleição e é fundamental que as forças progressistas encarem e liderem a campanha presidencial com a seriedade que o cenário exige. A mobilização popular e o diálogo aberto com os eleitores brasileiros devem constituir um esforço comum de todos que veem a reeleição do Bolsonaro como um pesadelo.

Caso contrário, esse clima de “já ganhou no primeiro turno” pode nos levar direto para um desastre histórico irreversível.

https://www.causaoperaria.org.br/rede/d ... ja-ganhou/
O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?

''Pacifismo é a pregação para os coitados do mundo de que eles devem apanhar calados.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 95987
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro
Curtiu: 4232 vezes
Curtiram: 1630 vezes

Eleições 2022

Mensagem por E.R » 23 Mai 2022, 12:52

NOTÍCIAS
https://www.metro1.com.br/noticias/poli ... cao-ferido

O ex-governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou, nesta segunda-feira, a desistência da sua pré-candidatura à Presidência da República.

"Me retiro da disputa com o coração ferido. Mas com alma leve", disse, ao ressaltar que a cúpula do PSDB não quis sua candidatura. "Não sou a escolha da cúpula do PSDB", acrescentou.
:corona:
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
CHarritO
Membro
Membro
Mensagens: 61988
Registrado em: 02 Fev 2009, 12:40
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Localização: Indaial/SC
Curtiu: 68 vezes
Curtiram: 501 vezes

Eleições 2022

Mensagem por CHarritO » 23 Mai 2022, 13:26

Será que ele vai se candidatar a reeleição pra governo de SP? :unsure:
Meus títulos e conquistas no FCH:
Moderador Global do FCH (2012 à 2014 / 2016 à 2020)
Moderador do Meu Negócio é Futebol (2010 à 2012 / 2015 à 2016)
Eleito o 1º vencedor do Usuário do Mês - Março 2010
Campeão do Bolão da Copa do FCH (2010)
Campeão do 13º Concurso de Piadas (2011)
Bicampeão do Bolão do FCH - Brasileirão (2011 e 2012)
Campeão do Bolão do FCH - Liga dos Campeões (2011/2012)
Campeão de A Casa dos Chavesmaníacos 10 (2012)
Campeão do Foot Beting (2014)
Hexacampeão da Chapoliga (2014, 2015, 2016, 2017, 2019 e 2020)
Campeão de O Sobrevivente - Liga dos Campeões (2016/2017)
Campeão de O Sobrevivente - Copa América (2019)
Campeão do Bolão da Copa América (2019)

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 95987
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro
Curtiu: 4232 vezes
Curtiram: 1630 vezes

Eleições 2022

Mensagem por E.R » 23 Mai 2022, 14:10

CHarritO escreveu:
23 Mai 2022, 13:26
Será que ele vai se candidatar a reeleição pra governo de SP? :unsure:
Claro que não. O Rodrigo Garcia que será o candidato do PSDB, o próprio João Dória falou isso hoje.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Rondamon
Membro
Membro
Mensagens: 5982
Registrado em: 30 Jul 2012, 11:48
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: São Paulo
Localização: Caieiras, SP
Curtiu: 325 vezes
Curtiram: 232 vezes

Eleições 2022

Mensagem por Rondamon » 23 Mai 2022, 18:15

Há 9 anos no Fórum Chaves! :vitoria:

Avatar do usuário
Chapolin Gremista
Membro
Membro
Mensagens: 4417
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 87 vezes

Eleições 2022

Mensagem por Chapolin Gremista » 23 Mai 2022, 23:11

Descartado pelos "aliados"
Doria subiu no telhado da Terceira Via
Partidos golpista devem escolher Tebet, resta saber se a burguesia não vai bandear para Bolsonaro

ImagemCandidatos a presidência em 2022 – a terceira via naufraga em definitivo – Foto: Reprodução

As últimas pesquisas eleitorais, pelo XP/Ipespe, indicam os percentuais de intenção de votos estimulada para os candidatos a presidente, no primeiro turno que se dará em 2 de outubro.

Os resultados apurados foram 44% para Lula (PT), 32% para Bolsonaro(PL), 8% para o Ciro (PDT), 4% para o Doria (PSDB), 2% para Simone Tebet (MDB), Janones (AVANTE) e indecisos. Os demais não pontuaram, Felipe d’Avila (Novo), Vera Lúcia (PSTU) e Eymael (DC), embora tenham sido citados, não chegaram a 1%.

Num possível cenário onde ficassem Lula e Bolsonaro para o 2º turno, Lula receberia 53% e Bolsonaro 34%, brancos/nulos/indecisos/abstenções ficou com 13%.

Outro cenário entre Lula e Ciro, Lula teria 53% e Ciro 25%, brancos/nulos/indecisos/abstenções com 22%.

No cenário entre Lula e Doria, Lula teria 54% e Doria 20%, brancos/nulos/indecisos/abstenções com 26%.

No cenário entre Ciro e Bolsonaro, Ciro teria 44% e Bolsonaro 40% ,brancos/nulos/indecisos/abstenções com 16%.

Num cenário entre Bolsonaro e Doria, Bolsonaro teria 40%, Doria 38%, brancos/nulos/indecisos/abstenções ficou com 22 %.

Segundo os resultados apresentados até agora pelas pesquisas organizadas pela burguesia, ficam para o segundo turno Lula e Bolsonaro, os demais não chegam a dois dígitos de intenção de votos. E nas hipóteses de cenário do segundo turno, mesmo sem chance para outros candidatos como Doria e Ciro que mais pontuaram, ainda serão Lula ou Bolsonaro os possíveis vencedores.

O “representante mor” da burguesia, Alexandre Garcia, afirma que a terceira via já está decidida com a candidatura de Simone Tebet (MDB), com o apoio do PSDB e do Cidadania do Roberto Freire, após o naufrágio do União Brasil. Quem teria anunciado a decisão foi Roberto Freire do partido “puxadinho” do PSDB, a ser confirmado pelos partidos.

Alega que Doria foi jogado na vala da política, mesmo tendo ganhado as prévias do partido para sair como o candidato do PSDB. Isso devido à traição aos eleitores, prometendo não abandonar o governo da prefeitura, mas se candidatando ao governo do estado, se tornando o governador mais hostil a Bolsonaro. E recentemente abandonou esse governo para se candidatar à presidência da República. Alexandre Garcia afirma que esse é o destino dos traidores. Que fique claro aos demais candidatos o destino fatal, caso cometam traição, na visão do Alexandre Garcia, é claro, o que quer que isso signifique.

Já Ciro e o presidente do partido Carlos Luppi estão esperançosos de poder chegar a ser a terceira via, embora ironizem a terceira via, dizendo que parece com o terceiro lugar. Para apimentar essa campanha, fizeram apoio à chapa de ACM Neto para o governo da Bahia e querem fazer o mesmo com Ronaldo Caiado em Goiás.

Ao que parece, a ironia à terceira via é uma crítica à União Brasil (MDB, PSDB, Podemos e Cidadania) que tenta ser os representantes da terceira via. Só que agora parece que fecharam com Simone Tebet com seus 2% de intenções de votos. Isso tem chance de dar certo?

A cada dia fica mais claro que a terceira via não decola nem mesmo com o auxílio de uma catapulta. O desespero está batendo forte na burguesia.

Já tentaram mais de dez candidatos possíveis, Moro, Mandetta, Ciro, Doria, etc, etc, etc, e nenhum conseguiu alçar voo na campanha. Nem mesmo a guerra encarniçada de Ciro contra o PT e Lula deram resultado, ao contrário, revelou a verdadeira face do abutre como sendo o pau mandado da burguesia para tirar votos da esquerda.

Nem toda a campanha feita pela imprensa imperialista oficial pelos candidatos da terceira via deu resultado em cerca de dois anos de tentativas. Evidenciando que o imperialismo está mesmo nas cordas, prestes a receber o atestado de óbito.

Fica claro que na luta de classes a sociedade está polarizada e com isso é natural que o centro desapareça, engrossando os extremos da esquerda e da direita, expressa-se isso no primeiro colocado e no segundo, Lula e Bolsonaro, com ampla vantagem para a esquerda, apesar de praticamente toda a esquerda encontrar-se paralisada e dormente.

Assim sendo, o que a imprensa golpista e imperialista deixa transparecer é que diante dos fracassos da terceira via, pretendem colocar em campo a opção de Bolsonaro mesmo, com todas as dificuldades e ambiguidades dele. Se for mesmo assim, e não tiver nenhuma outra carta na manga da burguesia, o PT e Lula precisam radicalizar no discurso e na luta política, caso contrário corremos o risco de Bolsonaro se eleger. Precisa acabar com toda a inércia da campanha e colocar na pauta as necessidades reais dos trabalhadores, mais salários, mais emprego, jornada de 35 horas semanais, alinhamento com os BRICS, já que os EUA, Otan, UE estão à beira da falência total.

https://www.causaoperaria.org.br/rede/d ... ceira-via/
O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?

''Pacifismo é a pregação para os coitados do mundo de que eles devem apanhar calados.''
RUI COSTA PIMENTA

Responder