Jair Bolsonaro

Espaço para debates sobre assuntos que não sejam relacionados a Chespirito, como cinema, política, atualidades, música, cotidiano, games, tecnologias, etc.
Avatar do usuário
Chapolin Gremista
Membro
Membro
Mensagens: 4443
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 90 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Chapolin Gremista » 15 Mai 2022, 06:49

O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?

''Pacifismo é a pregação para os coitados do mundo de que eles devem apanhar calados.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
Chapolin Gremista
Membro
Membro
Mensagens: 4443
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 90 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Chapolin Gremista » 15 Mai 2022, 20:09

Rui Pimenta explica porque burguesia pode migrar para Bolsonaro

Imagem
Nesse sábado, 14/05, foi ar a Análise Política da Semana, na Causa Operária TV, apresentada por Rui Costa Pimenta.

Nessa edição, o presidente do PCO falou sobre a importância histórica do 13 de Maio para a luta do povo negro e as tentativas da burguesia de esconder da população o real significado da data.

Com a participação dos companheiros Rafael Dantas e Eduardo Vasco, falando direto província da República Popular de Lugansk, Rui comentou sobre os últimos acontecimentos referentes à guerra na Ucrânia.

O tema principal, no entanto, foi a movimentação da burguesia brasileira no sentido de Bolsonaro. Com as dificuldades de emplacar a Terceira Via, há uma tendência bastante forte de migração da burguesia para apoiar Bolsonaro logo no Primeiro Turno das eleições. Um movimento parecido com o que ocorreu em 2018.

Ainda é cedo para afirmar se essa tendência vai se confirmar ou se a burguesia vai conseguir manobrar para a Terceira Via, mas fato é que existe uma movimentação clara no sentido de Bolsonaro.

Se a campanha de Lula não se transformar numa grande mobilização, a situação de sua candidatura ficará cada vez mais complicada. Por isso, o clima de já ganhou do PT é um perigo para Lula.

Veja todos os detalhes da Análise assistindo ao vídeo. O programa vai ao ar todo sábado, ao vivo, às 16h.

https://www.causaoperaria.org.br/rede/j ... bolsonaro/
O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?

''Pacifismo é a pregação para os coitados do mundo de que eles devem apanhar calados.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
Chapolin Gremista
Membro
Membro
Mensagens: 4443
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 90 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Chapolin Gremista » 20 Mai 2022, 09:18

O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?

''Pacifismo é a pregação para os coitados do mundo de que eles devem apanhar calados.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
Dias
Membro
Membro
Mensagens: 2267
Registrado em: 30 Dez 2014, 15:39
Programa CH: Chapolin
Localização: São João de Meriti - RJ
Curtiu: 34 vezes
Curtiram: 147 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Dias » 23 Mai 2022, 17:41

Gestão Bolsonaro tira verba de auxílio a famílias pobres e compra trator para aliados

Governo tira R$ 90 mi do combate à Covid; operação envolve drible a determinação do TCU e pressão para acelerar recursos

https://www1.folha.uol.com.br/poder/202 ... ados.shtml
"Yesterday, all my troubles seemed so far away" - PENALTY, Corner.

Imagem

Avatar do usuário
Chapolin Gremista
Membro
Membro
Mensagens: 4443
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 90 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Chapolin Gremista » 23 Mai 2022, 23:15

Por unanimidade
STF é “fica Bolsonaro”!
Supremo Tribunal Federal só intervém quando se trata de cassar liberadas e direitos democráticos dos que, de algumamaneira, se opõem à ditadura do regime golpista.

ImagemO presidente do STF, Luiz Fux, durante sessão virtual – Foto: Reprodução.




Em plenário virtual, o Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu no último sábado que o presidente da Câmara Federal não está obrigado a encaminhar para apreciação dos deputados, em qualquer prazo que seja o julgamento dos mais de 140 pedidos de impeachment contra o presidente ilegítimo Jair Bolsonaro.

A decisão foi adotada, por unanimidade, com a totalidade dos 11 ministro decidindo rejeitar uma ação que pedia o estabelecimento de prazo para que o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), analisasse os 144 pedidos de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro que foram protocolados ao longo dos últimos anos naquela Casa Legislativa.

A ação foi protocolada pelo deputado federal Rui Falcão (PT-SP) e por Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo e atual pré-candidato do PT a governador de SP, também pelo PT, que já havia sido negada pela relatora, a ministra Carmen Lúcia.

Em seu voto a ministra anotou que

“No ordenamento jurídico vigente, inexiste norma assecuratória da pretensão de processamento automático ou com prazo estabelecido sobre processamento de pedido de impeachment por denúncia de crimes de responsabilidade atribuídos ao presidente da República”.

O STF como árbitro do regime golpista

A votação, plenário virtual, iniciou-se no último dia 13 e terminou no final da noite da última sexta-feira (20). Todos os ministros julgaram o mérito da através da inserção de votos no sistema eletrônico do tribunal e foram unânimes em acompanhar o voto da relatora, sem anotar divergências.

Se o STF fosse um Tribunal técnico que julgasse as questões, como se anuncia, com base na Constituição, sequer teria sentido julgar a petição, uma vez que o tema deveria ser alvo de decisão política da Câmara dos Deputados que, se não fosse uma ditadura, da presidência, deveria colocar todos as questões levantadas pelos parlamentares e pelas entidades representativas da sociedade, como as dezenas de partidos, centenas de organizações sindicais, populares, personalidades de diversos setores sociais etc., em discussão pela “casa do povo”.

Houvesse qualquer infração legal à vontade popular de que o tema fosse deliberado, a sociedade e os seus “representantes” deveriam ser confrontados (para o que seria necessária uma ampla luta popular) para que se impusesse a vontade da maioria, como supostamente deveria ocorrer em uma democracia.

O fato de que o tema seja levado ao STF já mostra o caráter ditatorial do atual regime, no qual o Judiciário é colocado acima dos demais poderes da República, podendo julgar suas atitudes, funcionamento, cassar seus membros etc. o que não tem qualquer fundamento nem mesmo no arremedo de regime democrático que outrora existiu no País.

Mas este procedimento está, podemos dizer, em consonância, com o atual funcionamento do regime político golpista, na qual o STF se intromete por decisão própria ou motivado por ações de terceiros – inclusive, de setores da esquerda como nesse caso – para que haja como um verdadeiro poder moderador, acima dos demais poderes, o que é característico de um regime de arbítrio e totalmente ilegal.

Em defesa do regime golpista, “fica Bolsonaro”

Chamado a se manifestar, o que faz com enorme interesse de se fortalecer como árbitro do regime político e atuando, de fato como um partido político ditatorial que defende os interesses das classes sociais que representa, no caso a burguesia golpista, o STF não declinou de avocar para si a decisão de se o presidente da Câmara dos Deputados deveria ou não fazer A ou B, e decidiu – de fato – que ele não está obrigado a fazer nada, ou seja, pode manter tudo como está, com os pedidos de impeachment sendo empilhados desde a presidência de Rodrigo Maia (então no DEM e, hoje, no PSDB).

Em favor do STF, como anotado na decisão judicial, a imprensa destacou que ele não tinha base legal para decidir de modo contrário, como pedia esta e outras ações sobre o mesmo tema, que agora ficam prejudicadas. No entanto, este está longe de ser o critério daquela “Corte Suprema” que, nos últimos anos, cometeu todo tipo de aberração legal, de violação da Constituição para cassar deputados, manter preso ilegalmente o ex-presidente Lula, ajudar a negar o seu direito legal de concorrer à presidência e até de conceder entrevistas etc. tudo para garantir a fraude da vontade popular e a eleição fraudulenta de Jair Bolsonaro, evitando assim a vitória da esquerda. Ou seja, agindo claramente como um partido de direita, atuando por cima da Lei.

O STF que não se deteve nos marcos da Lei para atacar Lula e cassar os direitos democráticos do povo, agora, agiu – limitadamente – nos marcos legais para defender os interesses de Bolsonaro e de todo o regime golpista que é a “estabilidade” do atual governo (da mesma forma que ocorreu com o governo golpista de Michel Temer) e, muito possivelmente, a sua reeleição – diante da falta de alternativa melhor para a direita golpista – para continuar levando adiante a política de ataque ao povo e defesa dos interesses do grande capital e de suas máfias políticas e togadas.

Fica mais uma vez evidente com a decisão do Judiciário que a novela da “guerra” contra Bolsonaro da parte do STF, que todos os dias é estampada pelo monopólio da imprensa capitalista e que ganha apoio até mesmo em amplas parcelas da esquerda burguesa e pequeno burguesa, não é mais do que uma disputa entre frações da burguesia com o objetivo de decidir “quem fica por cima”, no comando da terceira etapa do golpe contra o povo trabalhador.

Para defender os interesses do imperialismo e dos setores da burguesia “nacional” a que estão vinculados, os ministros do STF, estão dispostos a acobertar Bolsonaro e “fazer cumprir a Lei”, bem como a descumpri-la para conter o poder de Bolsonaro (como no caso dos ataques ao deputado Daniel Silveira, dentre outros) e procurar impor alumbraste controle sobre ele, como julgam necessário setores cada vez mais amplo da burguesia que mesmo não apoiando-o integralmente, consideram que ele continua sendo a única alternativa real para tentar, por meio da manipulação e da fraude, derrotar a esquerda e o povo brasileiro.

https://www.causaoperaria.org.br/rede/d ... bolsonaro/
O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?

''Pacifismo é a pregação para os coitados do mundo de que eles devem apanhar calados.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
Fola
Membro
Membro
Mensagens: 906
Registrado em: 06 Nov 2017, 13:23
Programa CH: Chaves
Localização: Bucareste, Romênia
Curtiu: 213 vezes
Curtiram: 131 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Fola » 24 Mai 2022, 22:11

NOTÍCIAS
Bolsonaro é aplaudido após apoiadores entenderem que gasolina baixaria para R$ 3

Presidente fazia crítica a falsas promessas, mas apoiadores que estavam no cercadinho do Alvorada se confundiram

O presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou o discurso de integrantes da oposição de que a volta do ex-presidente Lula (PT) ao Palácio do Planalto levaria à redução do preço dos combustíveis. Em conversa com apoiadores divulgada nesta terça-feira (24), o chefe do Executivo não citou o petista, mas ironizou quem afirma que a gasolina voltará a custar R$ 3 caso o atual governo não continue no poder.

Os simpatizantes, porém, não entenderam a ironia e o aplaudiram após ele mencionar a possibilidade de o valor dos combustíveis retornar a patamares de anos atrás. "Sempre aquele discurso fácil, salvar, ajudar, a gasolina vai voltar a R$ 3. No mundo todo está R$ 12, só aqui vai voltar a R$ 3", disse.

Depois dos aplausos, ele explicou: "Pera aí, pera aí. É o que o cara diz, pô", afirmou.

Bolsonaro tem repetido o discurso de que a inflação é um problema global e que não é responsável pela alta de preços.

Além disso, também costuma culpar medidas restritivas impostas durante a pandemia de Covid-19 por governadores e prefeitos pela crise econômica.

Lula, por sua vez, costuma criticar a política do governo atual em relação à Petrobras e fazer críticas, por exemplo, à privatização da BR Distribuidora.

O atual presidente teme o impacto eleitoral nas recorrentes altas nos preços dos combustíveis e tem tomado diversas medidas para tentar resolver o problema.

Neste mês, ele trocou o ministro de Minas e Energia e o presidente da Petrobras na tentativa de achar uma fórmula para reduzir os preços.

A troca no comando da estatal petrolífera, por exemplo, ocorreu após o anúncio de reajuste de 8,87% no preço do diesel. Em outra tentativa de dividir o ônus pelos altos valores, o presidente também já fez uma cruzada contra os impostos cobrados por governadores em cima dos combustíveis.
https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2 ... 5yTUF5Z2lg

O vídeo do hilário momento:

"Um governo que não aparece faz o povo feliz. Um governo que tudo quer determinar faz o povo infeliz." - Lao Tsé

Avatar do usuário
JF CH
Membro
Membro
Mensagens: 15960
Registrado em: 29 Dez 2015, 14:02
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Santos
Localização: Dourados-MS
Curtiu: 1122 vezes
Curtiram: 1030 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por JF CH » 25 Mai 2022, 18:31

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
JF CH
Usuário do Fórum Chaves desde 29 de Dezembro de 2015
Campeão do De Que Episódio é Essa Foto? - Edição 2016
Usuário do Mês de Outubro/2016, Janeiro/2018, Maio/2019, Janeiro/2020 e Setembro/2020

F42 escreveu:
18 Abr 2021, 21:26
com todo o perdão da palavra e com toda a certeza que eu serei punido, piada é a cabeça da minha piroca! porra mano, eu tive que adicionar seu nome como "pseudo" pré candidato a moderação lá no datafórum e você agora fala que é piada? o que vc tem na sua cabeça, mano?
piadaitaliano/

Avatar do usuário
Chapolin Gremista
Membro
Membro
Mensagens: 4443
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 90 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Chapolin Gremista » 03 Jun 2022, 01:27

Retroceder 50 anos em 5
Bolsonaro participa do aniversário de Jataí
Bolsonaro repete os passos de JK e visita a cidade de Jataí, no Goiás, para fazer campanha

ImagemÉ preciso tomar as ruas pela derrubada de Bolsonaro – Foto: Reprodução

No dia 4 de abril de 1955, a cidade Jataí, situada no sudoeste de Goiás, recebia o então presidenciável Juscelino Kubitschek. O comício eleitoral foi marcante porque ali se anunciou a transferência da capital, no Rio de Janeiro, às terras goianas, excluindo-se, assim, o projeto de construir Brasília no Estado de Minas Gerais. No dia 31 de maio de 2022, a cidade recebe o candidato à reeleição, Jair Bolsonaro, em seu 127º aniversário.

A revelação feita por JK marcou a história da cidade goiana de tal forma que foi construído um museu em seu nome. O museu se situa numa praça bem planejada, que também recebe o nome de JK, e conta com um lago preservado. Além disso, as crianças aprendem, desde cedo, a associar o marco histórico com as suas origens, cultura e memória.

No aniversário da cidade, a gestão do Prefeito Humberto Machado (MDB), convida para o “comício extraoficial”, o então golpista Jair Messias Bolsonaro a pretexto de comemorar o aniversário da cidade e inaugurar a obra. No entanto, diferentemente do Plano JK, Bolsonaro pretende jogar o Brasil no túnel do tempo com o plano de privatizações.

Registra-se que o Plano JK previa o desenvolvimento econômico por meio do fortalecimento da indústria nacional. Embora muitas das metas não tivessem se concretizado, como por exemplo, a criação de uma indústria automobilística nacional, por outro lado, houve um esforço para a construção das Usinas Hidrelétricas de Furnas (1957) e de Três Marias (1957-1962), as quais tiveram um papel fundamental para a formação da Eletrobrás.

Atualmente, a União detém 72% das ações da Eletrobrás e o governo Bolsonaro quer tornar essa porcentagem ainda menor (45%) para que o setor privado consiga ter o controle total sobre a empresa. Segundo o sindicato dos funcionários da Eletrobrás, a Eletrobrás vale R$ 400 bilhões ou mais. Porém, foi anunciada por R$ 67 bilhões.

Todo o sistema de geração e distribuição de energia elétrica brasileiro foi e é imprescindível ao desenvolvimento nacional. Acontece que, tal patrimônio, ora construído a duras penas pelo povo brasileiro, tornou-se moeda de troca de Bolsonaro que, de maneira absolutamente demagógica, aparece em sua campanha como patriota.

Vale dizer que a Exposição Agropecuária de Jataí (EXPAJA) preparou terreno para recepcionar Bolsonaro. Tanto é assim que foram quatro dias emendados de shows sertanejos, ocorridos entre os dias 26 a 30 de maio. Cantores como Gustavo Lima, Zé Vaqueiro, Barões da Pisadinha e Guilherme & Benuto se apresentaram ao público tendo a ciência de que, no dia 31, Bolsonaro capitalizaria o público para tirar proveito eleitoral.

Não há de se olvidar a hipocrisia do governo, que chegou a acionar o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra Lula, por que alguns artistas durante o Lollapalooza, acenaram timidamente um apoio político ao ex-presidente. O pedido foi acatado, no sentido de censurar os artistas, sob o argumento de combater “campanha eleitoral antecipada”.

As manifestações políticas em prol de Lula foram, em grande medida, espontâneas. Todavia, o que aconteceu na comemoração do aniversário de Jataí foi planejado cuidadosamente pela oligarquia regional vinculada ao agronegócio.

Há campanha antecipada por parte de Bolsonaro sem que isso seja objeto de questionamento pelos fiscais do TSE e TRE. O que se vê é a burguesia de carne e osso agindo à luz do dia sem sofrer qualquer tipo de retaliação. Nota-se, portanto, que a lei eleitoral não é aplicada igual aos candidatos, favorecendo um em detrimento de outro.

Só é possível barrar o plano de devastação econômica por meio da classe trabalhadora em luta. Nesse sentido, a mobilização é a única solução consequente para reverter o quadro político. Afinal, a burguesia e as oligarquias regionais se agrupam e se definem cada vez mais em torno de Bolsonaro que, por sua vez, pretende pagar a reeleição às custas da entrega das riquezas nacionais.

Já a candidatura de Lula favorece o agrupamento das organizações de luta da classe trabalhadora e isso resulta na polarização política entre ele e Bolsonaro. Por essa razão, Lula deve ser apoiado incondicionalmente, pois o ex-presidente representa uma oposição natural ao Bolsonaro e ao retrocesso econômico e social que se prenuncia.

https://www.causaoperaria.org.br/rede/d ... -de-jatai/
O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?

''Pacifismo é a pregação para os coitados do mundo de que eles devem apanhar calados.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
CHarritO
Membro
Membro
Mensagens: 62006
Registrado em: 02 Fev 2009, 12:40
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Localização: Indaial/SC
Curtiu: 68 vezes
Curtiram: 501 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por CHarritO » 07 Jun 2022, 12:56

:sbt:



Ratinho entrevista Jair Bolsonaro pela Rede Massa.
Meus títulos e conquistas no FCH:
Moderador Global do FCH (2012 à 2014 / 2016 à 2020)
Moderador do Meu Negócio é Futebol (2010 à 2012 / 2015 à 2016)
Eleito o 1º vencedor do Usuário do Mês - Março 2010
Campeão do Bolão da Copa do FCH (2010)
Campeão do 13º Concurso de Piadas (2011)
Bicampeão do Bolão do FCH - Brasileirão (2011 e 2012)
Campeão do Bolão do FCH - Liga dos Campeões (2011/2012)
Campeão de A Casa dos Chavesmaníacos 10 (2012)
Campeão do Foot Beting (2014)
Hexacampeão da Chapoliga (2014, 2015, 2016, 2017, 2019 e 2020)
Campeão de O Sobrevivente - Liga dos Campeões (2016/2017)
Campeão de O Sobrevivente - Copa América (2019)
Campeão do Bolão da Copa América (2019)

Avatar do usuário
JF CH
Membro
Membro
Mensagens: 15960
Registrado em: 29 Dez 2015, 14:02
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Santos
Localização: Dourados-MS
Curtiu: 1122 vezes
Curtiram: 1030 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por JF CH » 07 Jun 2022, 17:24

Bolsonaro tá que nem a Marioneta, todo ano dá entrevista pro Ratinho :lol:
JF CH
Usuário do Fórum Chaves desde 29 de Dezembro de 2015
Campeão do De Que Episódio é Essa Foto? - Edição 2016
Usuário do Mês de Outubro/2016, Janeiro/2018, Maio/2019, Janeiro/2020 e Setembro/2020

F42 escreveu:
18 Abr 2021, 21:26
com todo o perdão da palavra e com toda a certeza que eu serei punido, piada é a cabeça da minha piroca! porra mano, eu tive que adicionar seu nome como "pseudo" pré candidato a moderação lá no datafórum e você agora fala que é piada? o que vc tem na sua cabeça, mano?
piadaitaliano/

Avatar do usuário
Chapolin Gremista
Membro
Membro
Mensagens: 4443
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 90 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Chapolin Gremista » 07 Jun 2022, 17:44

''Entrevista'' não é bem a palavra. É quase uma mamada em público.
Esses usuários curtiram o post de Chapolin Gremista (total: 1):
Barbano
O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?

''Pacifismo é a pregação para os coitados do mundo de que eles devem apanhar calados.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
Chapolin Gremista
Membro
Membro
Mensagens: 4443
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 90 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Chapolin Gremista » 11 Jun 2022, 04:04

O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?

''Pacifismo é a pregação para os coitados do mundo de que eles devem apanhar calados.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
Dias
Membro
Membro
Mensagens: 2267
Registrado em: 30 Dez 2014, 15:39
Programa CH: Chapolin
Localização: São João de Meriti - RJ
Curtiu: 34 vezes
Curtiram: 147 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Dias » 12 Jun 2022, 23:26

"Yesterday, all my troubles seemed so far away" - PENALTY, Corner.

Imagem

Avatar do usuário
Chapolin Gremista
Membro
Membro
Mensagens: 4443
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 90 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Chapolin Gremista » 15 Jun 2022, 17:02

Dia dos namorados
Entre tapas e beijos, Bolsonaro flerta com Biden
A Cúpula das Américas reafirmou relacionamento sério de Biden com Bolsonaro e com lideranças golpistas e farsantes da América Latina

ImagemBiden e Bolsonaro, um relacionamento sério – Reprodução

Nesta última semana, uma bela história de amor ocorreu na Cúpula das Américas, uma inclusive, tão sigilosa que nenhum jornal da burguesia ousou desafiar e tirar das escuras. Entretanto, caro leitor, faço essa matéria para expor as ousadias dos participantes, e mostrar que, na realidade, as relações amorosas nas novelas da política podem ter finais trágicos não só para os envolvidos, mas, sem a devida atenção, para toda a população.

Abertura e a suruba na Cúpula das Américas

O evento começou na quinta-feira. Biden, nosso galante protagonista, estava com os poucos pelos que lhe restavam por causa da velhice arrepiados. Tinha acabado de receber a notícia de que alguns de seus convidados estariam ausentes. Biden sabia que a culpa era sua e não sabia as possíveis consequências de um novo fracasso em seu governo durante a derrota que vem sofrendo na Ucrânia contra os russos.

Mesmo assim, estava confiante nas suas decisões. Não poderia, de forma alguma, convidar o governo de Cuba, Venezuela e Nicarágua para a Cúpula. Esse foi o motivo da rachadura diplomática que levou outros convidados a cancelarem a participação.

Era óbvio: Poucos iriam aceitar o argumento de que essas nações não poderiam participar por infringirem os direitos humanos e os princípios democráticos americanos. Entretanto seria ainda pior se elas participassem e mostrassem a fraude destes mesmos princípios. Seria uma crise de qualquer maneira. E Biden sabia disso melhor do que ninguém.

O governo mexicano disse que não participaria. Em seguida, as lideranças da Guatemala e de Honduras disseram o mesmo em protesto. Biden sabia que correria algum risco, só não esperava que os países centrais para a discussão da imigiração estariam ausentes no evento. Isso complicaria suas propostas sobre o tema.

Biden também estava com nervos à flor da pele pois não sabia como os presentes iriam reagir a sua presença. Sabia que se houvesse alguma revolta e a situação piorasse, seus problemas cardíacos não iriam perdoar. Assim, nos últimos minutos, encaminhou sua vice, Kamala Harris, para fazer o discurso inicial, que aceitou sem nenhuma hesitação e dirigiu-se ao palco. Se tem uma coisa que relaxa Biden é ser tratado como um sério, poderoso e respeitável presidente dos Estados Unidos.

Depois de Harris, falou Pedro Castillo, presidente do Peru, que acalmou Biden ao se colocar como um verdadeiro capacho e dizer o lema da Doutrina Monroe no final de sua fala: “América para os americanos”. A situação estava mais estabilizada, e Biden não teve problemas ou precisou de ajudantes e andadores para subir no palco desta vez. Mas a calmaria durou pouco, assim que Biden subiu no palco começaram as vaias. Algumas pessoas estavam indignadas não só com o fracasso do seu governo, que foi expulso do Afeganistão e agora perde para os russos, mas com a sua decisão de excluir Cuba, Venezuela e Nicarágua.

Enfim, os protestantes logo foram retirados, antes de qualquer reação mais grave de Biden. E as falas que se seguiram em defesa da “democracia”, do “clima” e das “instituições” pareceram acabar com o clima de revolta. Boric, inclusive, uma das principais pretendentes de Biden, chegou a concordar com a medida do presidente dos EUA em excluir as nações consideradas “autoritárias” e “policiais contra o povo”.

A realidade é que o evento em si é, nos termos desta matéria, uma grande suruba. Boa parte do que acontece são países firmando sua posição de subordinação dos Estados Unidos, e puxando o saco de Biden para serem as “cadelinhas favoritas”. Todavia, gostaria de destacar uma dessas cadelinhas e suas promessas de amor que são um pouco mais picantes e que muito esclarecem sobre a política nacional.

Biden e Bolsonaro: entre tapas e beijos

Mesmo com a abertura calorosa, uma das grandes estrelas e paqueras mais picantes de Biden não estava presente: Jair Messias Bolsonaro. Bolsonaro, a ilustre e insolente dama dos sonhos que Biden quer tomar para si, responsável pelo segundo maior país da América, se planejou para chegar apenas na sexta-feira, um dia após a abertura.

Biden, que não poderia deixar de cortejar a bela dama, chamou-a para uma reunião bilateral antes de sua entrada no evento. “Não aconteceria, eu não estava previsto para vir aqui. Ele [Biden] mandou um enviado especial para lá [Brasil] e acertamos a agenda”, como afirmou Bolsonaro.

O encontro estava marcado por ambiguidades. Bolsonaro, insolente como sempre com seus donos, levantava a necessidade de discutir sobre as urnas eletrônicas e sobre a liberdade de expressão, temas complicados para Biden, que se colocou em defesa das urnas e da democracia golpista brasileira. Mesmo assim, Bolsonaro saiu maravilhado da reunião.

Ele definiu a “experiência” como “simplesmente fantástica”. “Estou maravilhado e acreditando em suas palavras e naquilo que foi tratado reservadamente entre nós”, declarou. Ora, ninguém sabe de fato o que aconteceu entre eles, mas Bolsonaro deu uma pista: “É igual a um casamento, você vai aceitar os meus defeitos, eu vou aceitar os seus e vamos ser felizes”.

Aqui, indo além das brincadeiras, fica claro. Bolsonaro, por mais repugnante e insolente que seja, é uma das principais alternativas da burguesia para dominar o Brasil. Por um lado, o imperialismo diz que as eleições no Brasil são confiáveis, o que limita a investida de Bolsonaro contra as urnas; por outro, o encontro de Bolsonaro e Biden foi uma mais do que uma reaproximação, foi a “consolidação” de uma aliança mais forte, como relatou o próprio Bolsonaro. Ainda que o imperialismo deseje um candidato mais profissional para aplicar sua política neoliberal, está junto com Bolsonaro para combater Lula e a classe operária brasileira.

Inclusive, dados mostram que Bolsonaro pediu ajuda à Biden para combater Lula, argumentando que ele seria um problema para seu futuro casamento e para o governo dos EUA. De acordo com o jornalista Eric Martin, da Bloomberg: “O presidente brasileiro Jair Bolsonaro pediu ajuda ao presidente dos EUA, Joe Biden, em sua candidatura à reeleição durante uma reunião privada à margem de uma cúpula regional nesta semana, retratando seu oponente de esquerda como um perigo para os interesses dos EUA, segundo pessoas familiarizadas com o assunto”

Finalmente, Biden e todas as suas noivas e amantes estão à serviço do imperialismo e de sua política destrutiva. Não importa sua “personalidade” ou “características particulares”, seja Boric – o jovem tatuado e estudante descolado da esquerda – ou seja, Bolsonaro, ambos irão apoiar aquilo que seus padrões ordenarem. Biden, as instituições brasileiras, a terceira via, Bolsonaro e até parte da esquerda são todos engrenagens fundamentais para golpear novamente Lula em 2022. Não se trata apenas de uma ficção ou de uma mera ficada, para combater Lula e a classe trabalhadora, a burguesia vai se utilizar de todas suas armas.

https://www.causaoperaria.org.br/rede/d ... com-biden/
O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?

''Pacifismo é a pregação para os coitados do mundo de que eles devem apanhar calados.''
RUI COSTA PIMENTA

Responder