Fórum Portal Vídeos Guia de Episódios Sobre



Todos os horários são GMT - 3 horas [ DST ]


Portal Chespirito Chico Rei



Criar novo tópico Responder  [ 957 mensagens ]  Ir para página 1, 2, 3, 4, 5 ... 64  Próximo
  Exibir página para impressão

As maiores polêmicas e bizarrices da Televisão Brasileira
Autor Mensagem
MensagemEnviado: 18 Mai 2009, 17:19 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 00:42
Mensagens: 2077
Curtiu: 0 vez
Foi curtido: 0 vez
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Paysandu
Crio este tópico com a finalidade de lembrarmos alguns dos piores e mais polêmicos momentos da TV.

Vou iniciar com o famoso caso "Latininho:

Citação:
O circo na TV

O capixaba Rafael Pereira dos Santos, 15 anos, sofre de uma doença rara chamada síndrome de Seckel. Mede 87 centímetros, pesa 8 quilos e tem o corpo fino como um boneco de brinquedo. A síndrome de Seckel é pior do que o nanismo. Além de atrofia no crescimento, tem como característica a microencefalia (cabeça pequena), que pode gerar problemas no cérebro. Rafael tem a idade mental de 3 anos e, abandonado pelos pais, vive num orfanato. É um mal transmitido hereditariamente. Os irmãos Fajardo, do México, sofrem de outra doença rara, a hipertricose, que faz crescer pêlos por todo o corpo, do rosto aos pés, dando ao portador uma aparência de lobisomem. Trata-se de uma mutação genética. Já o cearense Carlos Augusto Torres é aparentemente normal, mas, segundo sua família, tem problemas mentais. Aos 33 anos, porta-se como uma criança de 10. Ganha a vida nas ruas de Fortaleza fazendo estripulias como colocar uma dúzia de limões na boca, uma caverna escura de tamanho desmedido onde Carlos Augusto, o "Bocão", consegue também enfiar 120 canetas Bic de uma só vez. Ainda pequeno, quando fez um exame do cérebro, constatou que sofria também de epilepsia.

Pessoas como Carlos Augusto, Rafael e os irmãos Fajardo seriam casos típicos de literatura médica. Em vez disso, nas últimas semanas foram disputados a tapa por emissoras de televisão para ser exibidos em programas de variedades. Motivo: são grandes chamarizes de audiência. Ligar a televisão no domingo, nesses momentos, dá a impressão de um passeio a circos de antigamente, em que havia atrações grotescas como a mulher barbada, o homem-elefante e a mula de duas cabeças. Os circos de hoje, no entanto, progrediram, têm cuidados com a sua imagem. "Não exibimos anões há 22 anos", informa Rolando Garcia, proprietário do circo que leva seu nome. Já a televisão brasileira regrediu.

Na bacia – Em seu programa de domingo dia 8, na Rede Globo, o apresentador Fausto Silva colocou em cena o garoto Rafael, da altura do seu joelho. Logo que o peso-pena pisou no programa, Faustão tentou entrevistá-lo. O menino, com sua idade mental de criança que acabou de deixar a fralda, não entendia as perguntas. Respondia uma ou outra, com uma voz que parecia um balbucio. Houve então sessões de piada tendo o garoto como tema. Numa delas, Fausto Silva, que mede 1,89 metro, sentou o garoto numa perna e o músico Caçulinha, que mede 1,60, na outra. Disse: "A Xuxa que me perdoe, mas agora quem apresenta o show dos baixinhos sou eu". Rafael ficou no ar por longos 37 minutos, enquanto a máquina que registra a audiência instantaneamente mostrava que o programa estava ganhando mais público. Houve uma apresentação do cantor Latino, de quem Rafael fez uma imitação desajeitada, vestido em roupa preta, sapatos bicolores e um bigodinho pintado a lápis em cima da boca. Espantoso, chocante, mas sem nenhuma sombra de graça.

Logo depois, entraram em cena os humoristas do programa de rádio paulistano Café com Bobagem, especialistas em imitações. Um deles, com a voz de Lula: "Isso sim é um grande homem. Menor que você, só o salário mínimo". Outro, imitando Gugu Liberato: "Vou chamar você para entrar na minha banheira. Ou melhor, na minha bacia". Um terceiro, caracterizado como o falecido trapalhão Mussum: "Vou dar a ele uma cachaça, para ver se fica um pouco alto". Por último, ouve-se a voz afetada, imitando a do costureiro Clodovil: "Para fazer uma roupa para ele, bastava um retalho". O menino com síndrome de Seckel não entendia direito as piadas, mas ria de vez em quando. Na sexta-feira, o Juizado de Menores do Rio de Janeiro e o Ministério Público resolveram investigar a participação de Rafael no Domingão. A Globo teria infringido o artigo 258 do Estatuto da Criança ao colocar na TV um menor sem alvará.

Bolas de sinuca – A apresentação do bizarro na televisão é um recurso que dá resultado, sempre deu. O bizarro atrai a atenção do ser humano quase que por instinto, sem que ele raciocine. "Todas as imagens comuns estão registradas pela memória", diz o neurocirurgião Roth Vargas, professor da Universidade de Campinas. "Quando a pessoa vê algo incomum, um anão, por exemplo, a informação é recebida pelo tálamo, uma espécie de porta de entrada do cérebro que registra que a informação é diferente do habitual, e isso faz com que a pessoa continue olhando. É o mecanismo da curiosidade." Se os telespectadores ficam olhando curiosos, o ibope do programa sobe e isso significa sucesso comercial, mais anúncios, mais faturamento.

Qual é a fronteira, qual a linha divisória entre o que se pode levar ao ar para atrair mais telespectadores? "É tênue a linha que divide o que é curioso e o que transforma a curiosidade em algo que ridiculariza uma pessoa", arrisca o empresário Silvio Santos, dono do SBT, uma emissora que não raro transpõe essa linha. Não é uma linha muito clara, mas nas últimas semanas os telespectadores sentiram claramente que ela foi ultrapassada em várias oportunidades. Houve exagero há uma semana, por exemplo, quando a nonagenária Dercy Gonçalves se apresentou no programa Sai de Baixo, domingo à noite, na Globo. Dercy chamou suas partes baixas por nomes chulos, simulou flatulência, levantou a roupa para mostrar seus seios ao Brasil inteiro, como se a idade avançada lhe permitisse qualquer coisa. Se é para levar o critério do bizarro ao limite, por que então não apresentar logo um strip-tease do oxigenado Falabella? Homem pelado não dá ibope? Então quem sabe da atriz Marisa Orth, o novo símbolo sexual da TV. Dercy Gonçalves pode tirar a roupa toda, se quiser, em seus shows no teatro, recomenda o bom senso. Vai quem quer. E quem lá aparece sabe o que ouvirá e verá. Nada errado com isso. Na tela da Globo, domingo à noite, pareceu demais. Não apenas a Dercy. O número do Faustão também. E chocou não apenas os telespectadores.

O vice-presidente de mídia eletrônica da Globo, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, assistiu ao programa do Faustão em casa e no próprio domingo, a mão, escreveu um memorando para avisar que aquilo não deveria repetir-se. "Achei a apresentação do Rafael uma agressão estética. Como ele não sabia cantar, dançar nem fazer imitações, ele estava lá apenas porque é pequeno, e isso é uma agressão", explica Boni. "Um menino, ou um anão, como é o caso do Nelson Ned, pode ter uma boa voz, cantar bem ou ser engraçado, e aí vale colocá-lo no ar. Mas não era esse o caso. Achei a coisa tão chocante, tão agressiva que, para extravasar, escrevi o memorando em casa mesmo." Na segunda-feira, depois de digitar o memorando, a secretária de Boni comentou com o chefe: "O senhor está irritado, mas nem viu a Dercy Gonçalves no Sai de Baixo." Só então Boni foi assistir ao programa. Ficou irritado outra vez e escreveu um segundo memorando, desta vez dirigido à equipe responsável pelo Sai de Baixo. Segundo Boni, houve no caso da Dercy dois erros. "Primeiro, ela deve ser protegida. É um abuso colocar uma mulher da idade dela naquela situação. E, em segundo lugar, não é necessário: o Sai de Baixo é líder absoluto no horário, não precisa apelar."

O velho recurso de apresentar coisas curiosas no vídeo ganhou impulso em agosto, quando o programa de Fausto Silva foi antecipado para o horário das 15h30 e passou a concorrer diretamente com o de Gugu Liberato, no SBT. Nesse momento, o demônio do ibope cochichou alguma coisa no ouvido de Gugu. Para bater Faustão, o campeão de audiência dos domingos, Gugu colocou no ar, no dia 25 de agosto, os irmãos mexicanos Fajardo, que em sua terra natal são conhecidos como "Los Peludos". A audiência começou a subir, foi de uma média de 13 para 16 e chegou a picos de 21 pontos. Pela primeira vez em sete anos, Fausto Silva foi batido. Diante do risco da derrota no ibope, Carlos Manga, diretor do núcleo do Faustão, reagiu imediatamente. No outro domingo, Faustão colocou em cena o cearense Carlos Augusto Torres, o "Bocão", trazido por um conterrâneo seu, o humorista Tom Cavalcante. Bocão deu um show. Primeiro, colocou na boca sete bolas de pingue-pongue. Depois, alternadamente, quatro de sinuca, quatro ovos (sem quebrar), cinco limões, um copo de suco, quatro copos de cachaça. E entre uma coisa e outra arregaçava sua boca diante da câmara. Com o cearense Bocão e o garoto Rafael, Fausto Silva, que possui uma média de 24 pontos, chegou aos 30.

Fonte: Revista Veja




Alguns outros momentos polêmicos da TV:
Citação:
Marca divisória – Essa é a briga atual. Suas raízes estão lá atrás, na história de décadas da TV brasileira. Em 1992, para citar um caso mais recente, a emissora paranaense CNT exibiu, às 11 horas da noite, o filme Calígula, em que cenas de sexo explícito deixaram os telespectadores perplexos e provocaram uma discussão sobre os limites a ser respeitados pela televisão. Aconteceu de novo em 1993, quando o programa Aqui Agora, do SBT, exibiu, ao vivo e em rede nacional, o suicídio de uma garota, que se jogou de um prédio. Quando Calígula foi exibido, já havia uma onda de filmes de sexo velado na televisão. Da mesma forma, o suicídio exibido pelo Aqui Agora vinha numa onda de violência na TV. Mas foram esses dois programas, respectivamente, que pareceram ultrapassar a marca divisória entre aquilo que é aceitável e o que não é. Assim como a exibição do garoto Rafael no Faustão, na semana passada, estourou a cota do bizarro.

Dentro da Globo também houve uma onda de choque. Na mesma segunda-feira em que Boni distribuiu seus memorandos, Faustão declarou-se constrangido e disse que havia sido "pressionado" a apresentar o garoto. Rafael foi indicado para a produção do programa pelos cantores Zezé di Camargo e Luciano. Mas, segundo Faustão, quando a equipe de produção viu o menino, houve dúvida se ele seria ou não colocado no ar. "Meia hora antes do programa, a gente percebeu que a situação era delicada", diz o apresentador. A palavra final coube ao diretor Carlos Manga. Como Faustão falou em "constrangimento", Boni resolveu divulgar seus memorandos, esclarecendo que a direção da emissora não constrangera ninguém a apelar para a baixaria. "Num mesmo domingo foram levadas ao ar duas seqüências apelativas, a do Rafael e a da Dercy", diz Boni. "Essas coisas acontecem, é a Lei de Murphy, e nos cabe reconhecer os erros e corrigi-los. Foi o que fizemos. Mas é uma tolice pegar dois deslizes isolados e querer transformá-los numa filosofia de programação, ou numa crise. A família Marinho, eu e toda a direção da Globo somos contra o mundo cão."

Um obstáculo nesses casos é que as emissoras precisam se auto-regular e fica difícil resistir à tentação de ir um pouquinho mais longe, na expectativa de receber as palmas do Ibope. O único critério formalizado é o que está previsto no Código de Ética da Radiodifusão Brasileira, um documento publicado em 1991 pela Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão, Abert. O código, curiosamente, não fala nada sobre a exibição de deficientes físicos como Rafael ou os irmãos peludos do México. Mas tem artigos que condenariam grande parte da programação exibida hoje pelas emissoras. "Os programas transmitidos não terão cunho obsceno e não advogarão a promiscuidade ou qualquer forma de perversão sexual", diz o artigo 8 do código. Recomenda o artigo 11 que a violência e o crime jamais sejam apresentados inconseqüentemente. Na semana que vem, numa reunião no Recife, a Abert estará rediscutindo esse código.


Fonte: Revista Veja

-----------

Pois bem, comentem ae outros casos bizarros e polêmicos que vocês se lembram.

Ps.: Eu procurei um vídeo do Latininho e não achei >.<

_________________
. Campeão do 2° Vila dos Artistas
. Campeão do 9° GUF - Série A
. Campeão do 8º GUF - Série B
. Vencedor do Prêmio Ramón Valdez 2008 na categoria Colunista Revelação


Imagem


Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter
Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: As maiores polêmicas e bizarrices da Televisão Brasileira
MensagemEnviado: 18 Mai 2009, 17:59 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 18 Fev 2009, 14:51
Mensagens: 762
Localização: Não interessa!
Curtiu: 0 vez
Foi curtido: 1 vez
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Não sou chegado em futebol.
Caramba...

Mas sabe, a TV aberta já é grande... grande porcaria!

Por isso que eu gosto de assistir TV a cabo! Pelo menos em TV a cabo não tem essa briga toda por audiência (que eu saiba), e os caras não ficam apelando (sempre, né Imagem).

A TV aberta hoje está baixa nos dois sentidos: no sentido de audiência e de polêmica... Os caras só apelam pro sexo e pra baixaria...

_________________
Imagem
Que tal pão com ameixa?


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: As maiores polêmicas e bizarrices da Televisão Brasileira
MensagemEnviado: 18 Mai 2009, 19:15 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 02 Fev 2009, 00:29
Mensagens: 276
Curtiu: 0 vez
Foi curtido: 0 vez
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: FLA-MEN-GO
birdmonster escreveu:
A TV aberta hoje está baixa nos dois sentidos: no sentido de audiência e de polêmica... Os caras só apelam pro sexo e pra baixaria...

Hoje? esse aí não pegou a época da Banheira do Gugu no SBT, Tiazinha e Feiticeira na band e etc. :P

Não vejo o pessoal da Tv aberta hoje "apelando" como antigamente não!

_________________
Desde 2005 no Meio CH!

Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: As maiores polêmicas e bizarrices da Televisão Brasileira
MensagemEnviado: 18 Mai 2009, 19:21 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 18 Fev 2009, 14:51
Mensagens: 762
Localização: Não interessa!
Curtiu: 0 vez
Foi curtido: 1 vez
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Não sou chegado em futebol.
Chavo del 8 escreveu:
birdmonster escreveu:
A TV aberta hoje está baixa nos dois sentidos: no sentido de audiência e de polêmica... Os caras só apelam pro sexo e pra baixaria...

Hoje? esse aí não pegou a época da Banheira do Gugu no SBT, Tiazinha e Feiticeira na band e etc. :P

Não vejo o pessoal da Tv aberta hoje "apelando" como antigamente não!


É porque você não assiste a Escolinha... Ou o Raja (esse programa já está fora do ar), etc...

Ou assiste?

_________________
Imagem
Que tal pão com ameixa?


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: As maiores polêmicas e bizarrices da Televisão Brasileira
MensagemEnviado: 18 Mai 2009, 19:29 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 02 Fev 2009, 00:29
Mensagens: 276
Curtiu: 0 vez
Foi curtido: 0 vez
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: FLA-MEN-GO
birdmonster escreveu:
Chavo del 8 escreveu:
birdmonster escreveu:
A TV aberta hoje está baixa nos dois sentidos: no sentido de audiência e de polêmica... Os caras só apelam pro sexo e pra baixaria...

Hoje? esse aí não pegou a época da Banheira do Gugu no SBT, Tiazinha e Feiticeira na band e etc. :P

Não vejo o pessoal da Tv aberta hoje "apelando" como antigamente não!


É porque você não assiste a Escolinha... Ou o Raja (esse programa já está fora do ar), etc...

Ou assiste?

Escolinha meu vô vê todo dia, tá falando da mulher de biquini? ah .. nada demais cara, não se compara com antes!

Raja eu ví alguns episódios, não vi nada demaiis, o que tem de tãão de baixaria? :wacko:

_________________
Desde 2005 no Meio CH!

Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: As maiores polêmicas e bizarrices da Televisão Brasileira
MensagemEnviado: 18 Mai 2009, 19:31 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 28 Jan 2009, 23:16
Mensagens: 2027
Localização: São Paulo - SP
Curtiu: 71 vezes
Foi curtido: 19 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
birdmonster escreveu:
Chavo del 8 escreveu:
birdmonster escreveu:
A TV aberta hoje está baixa nos dois sentidos: no sentido de audiência e de polêmica... Os caras só apelam pro sexo e pra baixaria...

Hoje? esse aí não pegou a época da Banheira do Gugu no SBT, Tiazinha e Feiticeira na band e etc. :P

Não vejo o pessoal da Tv aberta hoje "apelando" como antigamente não!


É porque você não assiste a Escolinha... Ou o Raja (esse programa já está fora do ar), etc...

Ou assiste?

Isso não é nada. Quem não lembra do "H", do Luciano Huck? Reduto dos adolescentes punheteiros com a Feiticeira e a Tiazinha?

_________________
Saiba sobre o universo da luta-livre/pro-wrestling no podcast Cotovelo Voador[/center]


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: As maiores polêmicas e bizarrices da Televisão Brasileira
MensagemEnviado: 18 Mai 2009, 19:57 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 28 Jan 2009, 23:16
Mensagens: 2027
Localização: São Paulo - SP
Curtiu: 71 vezes
Foi curtido: 19 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Mas falando a verdade: quem não via a Banheira do Gugu com a Helen Ganzarolli e a Nana Gouvêa, hein?

_________________
Saiba sobre o universo da luta-livre/pro-wrestling no podcast Cotovelo Voador[/center]


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: As maiores polêmicas e bizarrices da Televisão Brasileira
MensagemEnviado: 18 Mai 2009, 20:28 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 00:42
Mensagens: 2077
Curtiu: 0 vez
Foi curtido: 0 vez
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Paysandu
Eu me lembrei também daquele caso dos traficantes falsos que o Gugu pagou para fazerem entrevista polêmica. Acabou que o tiro terminou saindo pela culatra. :lol:

_________________
. Campeão do 2° Vila dos Artistas
. Campeão do 9° GUF - Série A
. Campeão do 8º GUF - Série B
. Vencedor do Prêmio Ramón Valdez 2008 na categoria Colunista Revelação


Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: As maiores polêmicas e bizarrices da Televisão Brasileira
MensagemEnviado: 19 Mai 2009, 16:01 
Offline
Avatar do usuário
Administrador

Registrado em: 29 Jan 2009, 14:37
Mensagens: 40113
Localização: Porto Alegre - RS
Curtiu: 582 vezes
Foi curtido: 1903 vezes
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Fantasias: Não utilizo
Apagadas algumas mensagens. Vamos maneirar nas discussões, gente...

_________________
Fundador e administrador do Fórum Chaves
Diretor do Fã-Clube Chespirito Brasil
Autor do livro "O Diário do Seu Madruga"

Eleito pelos usuários como o melhor moderador em 2011, 2012, 2013 e 2014


Twitter: @Antonio_Felipe


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: As maiores polêmicas e bizarrices da Televisão Brasileira
MensagemEnviado: 19 Mai 2009, 16:47 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 18 Fev 2009, 14:51
Mensagens: 762
Localização: Não interessa!
Curtiu: 0 vez
Foi curtido: 1 vez
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Não sou chegado em futebol.
Alguém sabe de alguma polêmica relacionada à TV sem ser nos anos 90?

Eu sei de uma, mas não é relacionada à TV, e sim ao futebol :devil:

_________________
Imagem
Que tal pão com ameixa?


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: As maiores polêmicas e bizarrices da Televisão Brasileira
MensagemEnviado: 20 Mai 2009, 21:55 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 14 Fev 2009, 17:15
Mensagens: 377
Localização: Campo Grande - MS
Curtiu: 1 vez
Foi curtido: 5 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
AS 10 maiores mancadas da TV brasileira

1. Ricupero: "Eu não tenho escrúpulos"

ANO - 1994

EMISSORA - Globo

MANCADA - Quem tinha antena parabólica e via o canal 23 por volta das 20h30 do dia 1º de setembro acompanhou um acontecimento histórico: depois de participar do Jornal Nacional, o então ministro da Fazenda, Rubens Ricupero, se preparava para gravar uma entrevista para o Jornal da Globo. Enquanto as câmeras eram ajustadas, Ricupero conversava com o jornalista Carlos Monforte. Mal sabia ele que o papo estava sendo captado pelas parabólicas. Descuidado, declarou: "Eu não tenho escrúpulos. O que é bom a gente fatura; o que é ruim, esconde"

REPERCUSSÃO - Três dias depois da célebre mancada, Ricupero afastou-se do governo Itamar Franco. Ciro Gomes assumiu o posto

2. Bispo chuta imagem de Nossa Senhora

ANO - 1995

EMISSORA - Record

MANCADA - Para mostrar que a Igreja Universal do Reino de Deus não cultua imagens de santos, o pastor Sérgio Von Helder deu socos e pontapés em uma imagem de Nossa Senhora Aparecida bem no dia da santa (12 de outubro). Enquanto aplicava os golpes - exibidos nos programas Despertar da Fé e Palavra da Vida - o bispo dizia: "Isso não é Deus coisa nenhuma"

REPERCUSSÃO - Com medo de perder fiéis, Edir Macedo, o poderoso chefão da Universal, pediu desculpas publicamente, quatro dias após a "santa surra"

3. Sílvio Santos cai no tanque de água

ANO - 1992

EMISSORA - SBT

MANCADA - Para sair do marasmo, Sílvio Santos resolveu fazer uma gracinha durante o Topa Tudo por Dinheiro. Na clássica brincadeira em que uma pessoa senta em uma prancha sobre um tanque de água e outra joga bolinhas para derrubá-la, Sílvio decidiu testar a prancha. Aconteceu o óbvio mais surpreendente possível: ele caiu na água de terno e tudo, bagunçando o penteado inabalável

REPERCUSSÃO - Se fosse outra pessoa, o episódio podia acabar em demissão, mas como se tratava do dono do canal, o "tibum" se transformou em mais uma das fantásticas histórias envolvendo Sílvio Santos

4. Galvão troca as bolas na Copa de 74

ANO - 1974

EMISSORA - Gazeta

MANCADA - Na Copa de 74, o jovem locutor da Rádio Gazeta Galvão Bueno foi convocado para narrar videoteipes de alguns jogos pela TV da mesma empresa. No jogo Alemanha Oriental x Austrália, Galvão narrou vários minutos pensando que a partida era Bulgária x Suécia. Os uniformes eram parecidos com os de alemães e australianos, só que búlgaros e suecos só jogariam no dia seguinte...

REPERCUSSÃO - A Gazeta nunca teve grande audiência, por isso pouca gente acompanhou a gafe.

5. Brida termina com resumo da história

ANO - 1998

EMISSORA - Manchete

MANCADA - Depois de tentar de tudo para levantar a audiência da novela Brida - trocaram os roteiristas, inventaram novos papéis, turbinaram as cenas de sexo -, a Manchete optou por uma alternativa drástica: cortou a história no meio e botou um narrador contando o que aconteceria até o final

REPERCUSSÃO - Para não correr riscos, a Manchete reprisou o megasucesso Pantanal no horário de Brida. Mas não adiantou: a audiência continuou baixa e a emissora naufragou de vez alguns meses depois

6. Avallone e Milton Neves quebram o pau

ANO - 1997

EMISSORA - Gazeta

MANCADA - Roberto Avallone caiu na besteira de duvidar da ética de Milton Neves, que compareceu ao Mesa Redonda (então comandado por Avallone) para se defender. Durante 40 minutos os dois só faltaram sair no tapa. Entre frases como "Perdoai esta anta que não pára de falar", Milton Neves declarou: "Existe um homossexual nesta mesa". O tempo fechou, mas o tal homossexual não saiu do armário

REPERCUSSÃO - A audiência foi às alturas e a dupla seguiu a disputa nos tribunais. Avallone perdeu e teve de fazer uma doação a um asilo de Muzambinho (MG), cidade natal de Milton Neves

7. Vanucci come bolacha no ar

ANO - 1998

EMISSORA - Globo

MANCADA - Para manter seu padrão de qualidade, a Globo mantém regras de conduta rigorosas nas suas dependências. O apresentador Fernando Vanucci resolveu desobedecer uma delas (proibido comer no estúdio), mas foi além: durante o Esporte Espetacular ele entrou no ar comendo uma bolacha

REPERCUSSÃO - A bolacha foi a tampa da sepultura que Vanucci vinha cavando na Globo havia muito tempo (na Copa de 94, por exemplo, ele se queimou dizendo que não gostava de futebol). Depois de afastá-lo por alguns dias, a emissora resolveu demiti-lo, colocando fim a uma parceria de 26 anos

8. Bial: "Isso é coisa de veado!"

ANO - 1998

EMISSORA - Globo

MANCADA - As pessoas que viam a matéria sobre o Balé Kirov no Fantástico de 3 de maio ouviram, no meio da matéria, um comentário do apresentador Pedro Bial em alto e bom som: "Isso é coisa de veado!". Bial e sua parceira de estúdio Glória Maria continuaram o programa normalmente, mas os telefones da Globo começaram a tocar loucamente

REPERCUSSÃO - Dias depois, a Globo admitiu a falha em um relatório oficial, mas poupou Pedro Bial da culpa. Segundo a emissora, um equipamento tinha apagado a fita pela metade, deixando parte do áudio gravado em outra ocasião

9. Galvão solta o verbo com Pelé

ANO - 1994

EMISSORA - Globo

MANCADA - Novamente a Globo caiu na armadilha das parabólicas, que desta vez (durante a Copa de 94) captaram Galvão Bueno discutindo com algum diretor que reclamava dos comentários de Pelé: "Só se eu matar ele [Pelé], cara! Ele mete a mão no microfone, abre e fala. Quem contratou, conversa, pô." Tudo no ar!

REPERCUSSÃO - O Brasil ganhou a Copa e tudo ficou em paz. Bastou a seleção faturar o caneco para Pelé e Galvão saírem abraçados gritando: "É tetra! É tetra!"

10. Casal bate boca no Jornal

ANO - 1993

EMISSORA - SBT

MANCADA - Mais um dia, mais uma edição do Jornal do SBT. Nada de novo, até que a âncora Leila Cordeiro dá uma bronca no parceiro de estúdio e marido, Eliakim Araújo: "Peraí, pára, pára tudo! Pô, assim não dá, Eliakim, você só fica reclamando! Pára um pouco!" O programa era gravado, mas alguém botou no ar a fita errada e a mancada foi exibida

REPERCUSSÃO - O jornal saiu do ar e, longos segundos depois, voltou a ser transmitido desde o início, com a fita certa, claro. O casal segue junto até hoje
http://www.midiainteressante.com/2008/1 ... leira.html


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: As maiores polêmicas e bizarrices da Televisão Brasileira
MensagemEnviado: 20 Mai 2009, 22:19 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 18 Fev 2009, 14:51
Mensagens: 762
Localização: Não interessa!
Curtiu: 0 vez
Foi curtido: 1 vez
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Não sou chegado em futebol.
Essa do Chute na Santa foi phoda... O cara quer ser religioso, mas não respeita a religião dos outros? Ainda mais uma que é a maioria no país! Que coisa...

Por isso que procuro me afastar de religiões assim...

_________________
Imagem
Que tal pão com ameixa?


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: As maiores polêmicas e bizarrices da Televisão Brasileira
MensagemEnviado: 22 Mai 2009, 23:27 
Offline
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 14:35
Mensagens: 3216
Curtiu: 10 vezes
Foi curtido: 19 vezes
Fantasias: Não utilizo
Durante a exibição de "Dr. Who", nos EUA (Isso faz bastante tempo), a exibição foi interrompida e apareceu um maluco usando uma mascara e falando um monte de besteira ao vivo. Isso já foi postado no FUCH, mas eu não achei o vdeo...


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: As maiores polêmicas e bizarrices da Televisão Brasileira
MensagemEnviado: 23 Mai 2009, 01:13 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 00:24
Mensagens: 705
Curtiu: 0 vez
Foi curtido: 0 vez
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Inter e Remo
Essa do Galvão com o Pelé é impagável!!!!!

"Só se eu der com a marreta na cabeça dele". :lol: :lol: :lol: :lol:

_________________
Webmaster, redator e colunista do Portal Chaves
Webmaster do SAMBARIO - O site dos sambas-enredo
Leia também o blog Futebol Gaúcho
Siga-me no Twitter: @marcoandrews

Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: As maiores polêmicas e bizarrices da Televisão Brasileira
MensagemEnviado: 23 Mai 2009, 18:30 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 30 Jan 2009, 17:41
Mensagens: 20662
Localização: Americana-SP
Curtiu: 0 vez
Foi curtido: 4 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: São Paulo
Mestre Maciel escreveu:
Essa do Galvão com o Pelé é impagável!!!!!

"Só se eu der com a marreta na cabeça dele". :lol: :lol: :lol: :lol:


E agora ele dá bronca é no cuitado do Arnaldo mesmo :lol:

_________________
Imagem

Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 957 mensagens ]  Ir para página 1, 2, 3, 4, 5 ... 64  Próximo

Todos os horários são GMT - 3 horas [ DST ]


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Bing [Bot] e 3 visitantes


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Procurar por:
Ir para: