Netflix e outros serviços de TV por streaming

Tópico para falar de serviços de streaming como Amazon Prime, Netflix, Globoplay, DAZN , etc.

Espaço destinado às discussões sobre TV, como programas, audiências, grades de programação, etc.
Avatar do usuário
Barbano
Administrador
Administrador
Mensagens: 41755
Registrado em: 28 Jan 2009, 13:29
Time de Futebol: São Paulo
Localização: São Carlos (SP)
Curtiu: 1888 vezes
Curtiram: 3805 vezes

Re: Netflix e outros serviços de TV por streaming

Mensagem por Barbano » 11 Set 2019, 09:43

A Amazon chegou com tudo, heim? O preço desse serviço tá fantástico pelo que é oferecido! É stremming de vídeos, áudio, frete grátis, tudo por R$ 9,90/mês (ou menos de R$ 7,50/mês no plano atual). Tá bem barato.
Esses usuários curtiram o post de Barbano (total: 1):
Victor235

Avatar do usuário
Tapete do Kagiva
Membro
Membro
Mensagens: 1863
Registrado em: 11 Set 2016, 23:48
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Santos
Curtiu: 345 vezes
Curtiram: 237 vezes

Re: Netflix e outros serviços de TV por streaming

Mensagem por Tapete do Kagiva » 12 Set 2019, 21:39

DISNEY+ TERÁ SÉRIES ANIMADAS CLÁSSICAS DA DISNEY E MARVEL
http://anmtv.xpg.com.br/disney-tera-ser ... -e-marvel/
Imagem

Avatar do usuário
Trascastro
Administrador
Administrador
Mensagens: 1330
Registrado em: 03 Jan 2017, 16:22
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Corinthians
Curtiu: 174 vezes
Curtiram: 555 vezes

Re: Netflix e outros serviços de TV por streaming

Mensagem por Trascastro » 13 Set 2019, 13:51

Barbano escreveu:A Amazon chegou com tudo, heim? O preço desse serviço tá fantástico pelo que é oferecido! É stremming de vídeos, áudio, frete grátis, tudo por R$ 9,90/mês (ou menos de R$ 7,50/mês no plano atual). Tá bem barato.
É a maior ofensiva no mercado nacional dos últimos, sei lá, 5 anos.

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88123
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5428 vezes
Curtiram: 1943 vezes

Re: Netflix e outros serviços de TV por streaming

Mensagem por E.R » 20 Set 2019, 19:05

Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88123
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5428 vezes
Curtiram: 1943 vezes

Re: Netflix e outros serviços de TV por streaming

Mensagem por E.R » 25 Set 2019, 13:18

Imagem

Nova imagem da série "The Witcher", que sairá no final do ano para a Netflix.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88123
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5428 vezes
Curtiram: 1943 vezes

Re: Netflix e outros serviços de TV por streaming

Mensagem por E.R » 02 Out 2019, 14:36

https://www.esporteemidia.com/2019/10/d ... onato.html

O DAZN fechou contrato para a transmissão exclusiva do Campeonato Turco no Brasil pelos próximos três anos.

A paixão e o ambiente do futebol turco, considerados únicos graças ao torcedor local, influenciou o DAZN na busca pelo torneio. "O torcedor turco é considerado um dos mais apaixonados pelo futebol no mundo e isso dá um clima diferente aos jogos da liga. Com este novo direito, buscamos oferecer ao assinante do DAZN uma competição nova e rica dentro e fora de campo", afirma Bruno Rocha, vice-presidente executivo da companhia no Brasil.

O acordo, que vale a partir da atual temporada, terá a transmissão das partidas ao vivo no serviço de streaming da rodada 7 em diante.

Ao todo o campeonato conta com 18 clubes que se enfrentam em formato de pontos corridos com jogos de ida e volta ao longo de 34 rodadas, totalizando 306 partidas.

Os três principais vencedores do campeonato ao longo da história, Galatasaray com 22 títulos, Fernerbahçe, logo atrás com 19 taças e Besiktas com 15 conquistas, são conhecidos globalmente pela paixão dos seus fãs.

O Campeonato Turco também tem uma forte relação com jogadores brasileiros nos gramados locais. Com mais de 20 atletas do nosso país na competição, a transmissão do torneio pelo DAZN é a oportunidade perfeita pra acompanhar ídolos brasileiros jogando na Europa.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88123
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5428 vezes
Curtiram: 1943 vezes

Re: Netflix e outros serviços de TV por streaming

Mensagem por E.R » 03 Out 2019, 14:32

Imagem
Imagem

Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38412
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3636 vezes
Curtiram: 3080 vezes

Re: Netflix e outros serviços de TV por streaming

Mensagem por Victor235 » 10 Out 2019, 00:20

Imagem
Netflix vai ao Senado contra sobretaxa de streaming e obrigatoriedade de conteúdo nacional
https://www.gazetadopovo.com.br/republi ... -nacional/
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38412
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3636 vezes
Curtiram: 3080 vezes

Re: Netflix e outros serviços de TV por streaming

Mensagem por Victor235 » 10 Out 2019, 14:36

https://www.gazetadopovo.com.br/opiniao ... -com-isso/

"Deu a louca na guerra do streaming. As principais operadoras estão pagando quantias multimilionárias por séries antigas. A Netflix pagou US$ 500 milhões pelos direitos de transmissão de Seinfeld; a Warner, US$ 1 bilhão pelos 300 episódios de The Big Bang Theory, e outros US$ 425 milhões por Friends. E a americana Comcast desembolsou US$ 500 milhões por The Office. A grande questão: elas vão dar audiência e retorno?"
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88123
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5428 vezes
Curtiram: 1943 vezes

Re: Netflix e outros serviços de TV por streaming

Mensagem por E.R » 18 Out 2019, 03:10

https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2 ... vais.shtml

O número de novos assinantes da Netflix ficou um pouco acima das estimativas de Wall Street no terceiro trimestre, um alívio para os investidores que estavam preocupados que a empresa pudesse ficar aquém do esperado, conforme a Disney e a Apple se preparam para intensificar a guerra dos serviços de streaming.

Os resultados de julho a setembro representaram uma recuperação em relação ao trimestre anterior, quando a Netflix perdeu clientes de streaming nos Estados Unidos pela primeira vez em oito anos e não atingiu metas de assinantes estrangeiros.

Esse desempenho, combinado com preocupações sobre novos concorrentes, pesou sobre as ações da Netflix, que tinham caído 21% em relação ao último balanço da empresa.

Para o terceiro trimestre, a Netflix foi impulsionada por novas temporadas de séries como "Stranger Things" e "13 Reasons Why".

A empresa adicionou 6,77 milhões de assinantes em todo o mundo, superando a expectativa média de analistas de quase 6,7 milhões, de acordo com dados do IBES da Refinitiv.

A Netflix disse que estava no caminho certo para atingir margem operacional de 13% no ano e estava visando outra expansão de 300 pontos base em 2020.

O número total de assinantes atingiu 158 milhões. Ainda assim, a empresa enfrenta desafios.

"Os resultados da Netflix foram bons o suficiente para amenizar as preocupações com a sensibilidade de preços e os níveis de penetração nos mercados domésticos", disse um diretor da Fitch, Patrice Cucinello. "Uma ressalva é que a concorrência ainda não a atingiu."

A empresa projetou que captaria 7,6 milhões de clientes nos últimos três meses de 2019. Os analistas esperavam 9,4 milhões.

A empresa vai lançar uma nova temporada de "The Crown" e o filme de Martin Scorsese "The Irishman" durante esse período.

Mas ela vai enfrentar nova concorrência a partir de novembro diante do Disney+, um serviço de streaming da Walt Disney Co, que será recheado com filmes e séries da Marvel, de "Star Wars", animações e outros.

A Apple também vai estrear um serviço de streaming de vídeo muito menor e programação original em novembro. O HBO Max da AT&T e um novo serviço da Comcast deverão entrar no mercado no próximo ano.

A Netflix argumentou que os novos serviços aumentariam o interesse no mercado de streaming de vídeo em geral.

"Em nossa opinião, o resultado provável do lançamento desses novos serviços será acelerar a mudança da TV tradicional para o consumo de entretenimento sob demanda", escreveu a empresa em uma carta aos investidores.

A Netflix reconheceu, no entanto, que ainda estava sendo atingida pelos aumentos de preços no início deste ano nos Estados Unidos. "A retenção ainda não retornou totalmente aos níveis de antes da mudança de preços, o que levou a um crescimento mais lento do número de assinantes nos Estados Unidos", afirmou.

O plano da Netflix mais popular nos Estados Unidos custa US$ 13 (R$ 54), quase o dobro do custo de US$ 7 (R$ 29) por mês do Disney+. O Apple TV+ será lançado a US$ 5 (R$ 20) por mês.

No terceiro trimestre, o lucro líquido da Netflix aumentou para US$ 665 milhões (R$ 2,7 bilhões), ou US$ 1,47 (R$ 7,09) por ação, ante US$ 403 milhões (R$ 1,6 bilhões), ou US$ 0,89 (R$ 3,71) por ação, um ano antes. Isso superou a meta de Wall Street de US$ 1,04 9R$ 4,33).

A receita total subiu para US$ 5,25 bilhões (R$ 21,8 bilhões), de cerca de US$ 4 bilhões (R$ 16,6 bilhões). Analistas, em média, esperavam US$ 5,52 bilhões (R$ 23 bilhões).

A dívida que a Netflix acumulou gerou preocupação entre alguns investidores. A empresa disse em seu balanço que esperava que o fluxo de caixa livre melhorasse em 2020 e anualmente além disso. Enquanto isso, a Netflix continuará a explorar o mercado de alto rentabilidade conforme necessário, disse ele.

No Brasil, são mais de 10 milhões de assinaturas.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88123
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5428 vezes
Curtiram: 1943 vezes

Re: Netflix e outros serviços de TV por streaming

Mensagem por E.R » 25 Out 2019, 18:39

https://valor.globo.com/empresas/notici ... asil.ghtml

A WarnerMedia anunciou nesta sexta-feira (25) que chegou a um acordo e se tornará proprietária única de todos os serviços HBO, MAX, Cinemax e HBO Go nos países de língua espanhola da América Latina e no Caribe, adquirindo a participação minoritária da Ole Communications na HBO Ole Partners, uma joint-venture entre as partes.

Entretanto, o mesmo não acontecerá neste momento no Brasil.

Presidente da WarnerMedia International Networks, Gerhard Zeiler explicou que tem a preferência de negócios por aqui, mas optou por não realizar a transição agora por causa dos problemas que o setor audiovisual enfrenta no país.

“Temos a opção de adquirir os negócios no Brasil, mas não faremos isso no momento. Como dissemos, investimento direto adicional no Brasil não é atualmente atrativo para nós devido à incerteza regulatória existente no país. Apoiamos e continuamos otimistas quanto aos esforços em andamento para alterar a lei do SeAC de sorte a garantir que o setor de mídia tenha uma estrutura regulatória clara e previsível que promova o investimento e a inovação”, afirmou em nota.

"Estamos entusiasmados em deter toda a HBO Ole Partners, que opera uma das principais redes de televisão premium com base em assinaturas da região. A aquisição nos permitirá levar versões locais do nosso próximo serviço de streaming nos Estados Unidos, o HBO Max, para os consumidores dos países de língua espanhola da América Latina e no Caribe", completou Gerhard Zeiler, que será o responsável pela nova marca assim que a transação for concluída.

Em comunicado oficial, a WarnerMedia e a Ole Communications afirmaram que vão continuar fazendo a distribuição de canais básicos na América Latina.

"A WarnerMedia tem sido uma grande parceira na América Latina e estamos orgulhosos de termos construído juntos as redes da marca HBO na região", disse Enrique Cusco, Presidente e CEO da Ole Communications. "Estamos satisfeitos por continuarmos com a distribuição de nosso grande portfólio de canais básicos no mercado, um portfólio que inclui o Warner Channel e os canais da A+E Networks Latin America, NBCUniversal International Networks Spanish Latin America e Sony Pictures Entertainment", completou.

--

https://natelinha.uol.com.br/mercado/20 ... 135876.php

A WarnerMedia, conglomerado formado após a aquisição da Time Warner pela AT&T, comprou fatia minoritária da Ole Communications na HBO Ole Partners na América Latina. A HBO Ole Partners detém os canais HBO, Max, Cinemax e HBO Go nos países de língua espanhola da América Latina e no Caribe. Com a operação, cujo valor não foi informado, a WarnerMedia passará a deter 100% dos serviços HBO na região.

Segundo o comunicado, a sociedade HBO Brasil Partners, exclusiva para o país, não foi incluída na transação no momento, apesar de a WarnerMedia ter esta opção. “Atualmente, o investimento direto adicional no Brasil não é atrativo para nós, devido à incerteza regulatória existente”, disse o presidente da WarnerMedia International Networks, Gerhard Zeiler.

A Lei do Serviço de Acesso Condicionado (SeAC), que unificou o mercado de TV por assinatura no país em 2011, não admite, em seu Artigo 5, a participação cruzada entre empresas dos segmentos de TV paga e programação de canais. A discussão no Senado relativa à alteração da chamada Lei da TV Paga não avança desde setembro.

Este projeto de lei remove restrições à propriedade cruzada entre prestadoras de serviços de telecomunicações e concessionárias de serviços de radiodifusão. Hoje, a legislação tem dispositivos que impedem uma operadora de telefonia de ter acima de 50% de uma produtora de conteúdo; e essa, por sua vez, de deter mais de 30% de uma operadora.

A alteração beneficia diretamente a compra da Time Warner pela AT&T, um negócio de US$ 85 bilhões realizado em 2016 e que criou a WarnerMedia. A multinacional obteve as aprovações de órgãos reguladores em 17 países, restando apenas o Brasil. A operadora AT&T é dona da empresa de TV por assinatura Sky Brasil.

Gerhard Zeiler disse, no comunicado, que a WarnerMedia apoia e continua otimista em relação aos esforços em andamento para alterar a Lei do SeAC para “garantir que o setor de mídia tenha uma estrutura reguladora clara e previsível, que promova o investimento e a inovação”.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88123
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5428 vezes
Curtiram: 1943 vezes

Re: Netflix e outros serviços de TV por streaming

Mensagem por E.R » 31 Out 2019, 15:42

Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88123
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5428 vezes
Curtiram: 1943 vezes

Re: Netflix e outros serviços de TV por streaming

Mensagem por E.R » 01 Nov 2019, 17:27



HBO Max
--
O VÍCIO

De acordo com um relatório da Variety, a Warner realmente pretende investir pesado no HBO Max, sua futura plataforma de streaming.

Já em 2020, a expectativa é que sejam injetados US$ 2 bilhões em conteúdo original.

A warner pretende lançar de oito a dez filmes originais por ano e algumas dessas produções serão baseadas no Universo DC.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88123
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5428 vezes
Curtiram: 1943 vezes

Re: Netflix e outros serviços de TV por streaming

Mensagem por E.R » 10 Nov 2019, 03:07

Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88123
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5428 vezes
Curtiram: 1943 vezes

Re: Netflix e outros serviços de TV por streaming

Mensagem por E.R » 22 Nov 2019, 14:40

https://natelinha.uol.com.br/mercado/20 ... 137058.php

Miguel Falabella entrou na mira da Amazon para assumir o cargo de diretor de conteúdo de sua plataforma de streaming voltada para séries originais, a Prime Vídeo, no Brasil.

Segundo apurou o NaTelinha, João Mesquita, executivo contratado para assumir a chefia da empresa no Brasil, não deve ser o nome indicado para receber os projetos de dramaturgia da Amazon no Brasil, e ele estaria buscando um nome de peso para a função. Seu preferido é Miguel Falabella.

A intenção da multinacional seria ter um nome conhecido de autores e produtoras para receber projetos para serem avaliados. João Mesquita, que foi diretor do Globoplay, tem ótima relação com Miguel Falabella e entenderia que o nome dele é o ideal para assumir a função.

Pessoas ligadas a Amazon no Brasil ouvidas pela reportagem afirmam que, ao menos neste momento, não há um plano B para Miguel Falabella, tamanha convicção de João Mesquita.

Na Amazon, além de diretor, Miguel Falabella também teria a liberdade de realizar seus projetos e este seria um diferencial para que o artista aceite a proposta.

A gigante pretende investir pesado no Brasil nos próximos anos para popularizar a Prime Video e enxerga que o conteúdo original brasileiro é um dos caminhos. Porém, até o momento, nenhum projeto de dramaturgia está sendo avaliado, até porque João Mesquita ainda está preparando terreno e a expectativa é de que as avaliações de projetos fiquem para o ano que vem.
Imagem
Imagem

Responder