Disney

Espaço destinado às discussões sobre TV, como programas, audiências, grades de programação, etc.
Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 89186
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5498 vezes
Curtiram: 1983 vezes

Re: Disney

Mensagem por E.R » 18 Mar 2020, 06:19

https://www.uol.com.br/esporte/futebol/de-primeira/

Não será neste mês de março que a fusão entre Disney e Fox será discutida ou aprovada no Brasil.

Marcada para hoje (18), a última sessão do mês de março do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), o negócio não consta na pauta.

Com isso, o assunto fica adiado pelo menos para abril, quando a próxima sessão está marcada para o dia 1º.

Isso, claro, se o avanço no covid-19 não suspender reuniões do Cade.

Isso não é descartado pelo órgão, que deve definir isto até o fim desta semana.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 89186
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5498 vezes
Curtiram: 1983 vezes

Re: Disney

Mensagem por E.R » 20 Mar 2020, 12:07

"Frozen 2" entrou hoje no Now (Claro).
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 89186
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5498 vezes
Curtiram: 1983 vezes

Re: Disney

Mensagem por E.R » 27 Mar 2020, 06:10

https://www.uol.com.br/esporte/futebol/de-primeira/

A pandemia do novo coronavírus não está afetando o trabalho do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) em relação à fusão entre Disney e Fox no Brasil, pelo menos neste primeiro momento.

Nos últimos dias, reuniões continuaram acontecendo entre o relator do caso, Luís Henrique Bertolino Braido, e partes interessadas na situação.

A última delas chamou a atenção : o Cade convocou a empresa RioMotorsports para prestar esclarecimentos sobre a negociação entre a empresa e o Fox Sports para a exibição da MotoGP a partir deste ano, depois do Grupo Globo abrir mão da competição. O Cade quis entender detalhes financeiros da compra, para saber qual é a situação atual do Fox Sports nesse quesito.

Todas as conversas, atendendo orientações da OMS (Organização Mundial da Saúde) estão acontecendo por vídeoconferência.
Imagem
Imagem

Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38447
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3639 vezes
Curtiram: 3084 vezes

Re: Disney

Mensagem por Victor235 » 01 Abr 2020, 23:52

Imagem

(via Mickey (Culturama) # 11, de fevereiro de 2020)
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 89186
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5498 vezes
Curtiram: 1983 vezes

Re: Disney

Mensagem por E.R » 07 Abr 2020, 12:03

https://www.uol.com.br/esporte/ultimas- ... brasil.htm

A Rio Motorsports, empresa que venceu a licitação para construir um autódromo no Rio de Janeiro e que adquiriu os direitos de transmissão da MotoGP no Brasil, quer comprar o Fox Sports no país. O grupo enviou ontem (6) toda a documentação para fazer uma proposta financeira firme para a Disney.

O UOL Esporte teve acesso a documento anexado ao processo de concentração entre Disney e Fox no Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) que mostra que a Rio Motorsports enviou comprovantes de sua capacidade financeira e técnica e descreveu os principais executivos da empresa americana.

Imagem

A holding diz que espera uma resposta da empresa intermediária designada pela Disney para ter acesso aos dados sigilosos que detalham a situação da compra da Fox pela Disney no Brasil. Uma vez que tiver as informações em mãos, a Rio Motorsports tem 45 dias para analisar e fazer uma proposta financeira pelo canal esportivo.

O documento é assinado por JR Pereira, CEO da empresa que tem sede nos Estados Unidos, mais exatamente na cidade de Dover, no estado de Delaware, mas é composta apenas por brasileiros. JR é o nome usado por José Antonio Soares Pereira Júnior, fundador da holding.

A Rio Motorsports ficou conhecida no Brasil por ter sido a única que entrou na licitação para a construção de um novo autódromo no Rio de Janeiro em 2019. O fato gerou polêmica, já que faz parte de um projeto que tenta negociar com a Fórmula 1 a transferência do Grande Prêmio do Brasil de São Paulo para a capital fluminense.

A empresa também já tem uma relação próxima com o Fox Sports. Em fevereiro, a holding comprou os direitos de transmissão da MotoGP no Brasil e negociou sua entrada na programação do canal esportivo no início deste ano.

Segundo apurou a reportagem ao negociar com o Fox Sports o licenciamento da MotoGP, a Rio Motorsports entendeu a situação do canal esportivo e se interessou pela TV ao notar que seria importante ter uma emissora no Brasil para ampliar a capacidade de promoção de seus planos no país.

Além da Rio Motorsports, pelo menos outras duas empresas estão interessadas em comprar o Fox Sports no Brasil. A gigante IMG, dona da plataforma de streaming DAZN, e o Mediapro, grupo espanhol que negocia direitos de transmissão do Campeonato Espanhol pelo mundo, também estão na disputa.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 89186
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5498 vezes
Curtiram: 1983 vezes

Re: Disney

Mensagem por E.R » 14 Abr 2020, 15:14

https://www.uol.com.br/esporte/futebol/de-primeira/

O IFT (Instituto Federal de Telecomunicações), órgão regulador de mídia do México, suspendeu por três meses a obrigatoriedade da Disney de vender o Fox Sports no México.

O prazo antigo iria até maio, mas por causa da pandemia do Covid-19, o prazo deixa de correr e volta a ser contado em 20 de junho.

Com isso, como faltava 45 dias para terminar a data inicialmente estabelecida, a Disney precisa encontrar um comprador para o Fox Sports no México até o dia 3 de agosto deste ano. Caso contrário, o canal será encerrado no México.

As decisões do órgão regulamentador do México costumam servir de referência para outros países, como o Brasil.

Aqui no Brasil, a fusão entre Disney e Fox não tem previsão para ser julgada pelo Cade.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 89186
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5498 vezes
Curtiram: 1983 vezes

Re: Disney

Mensagem por E.R » 29 Abr 2020, 21:03

https://entretenimento.uol.com.br/notic ... filmes.htm

A Disney lançou o 'Disney Magic Moments', um site pretende levar os fãs da marca para dentro dos filmes no período de quarentena devido ao novo coronavírus.

Os conteúdos vão desde apresentações nos parques da Disney, aprender a desenhar personagens, até o download de papéis de parede, em alta qualidade, para videochamadas, celular ou desktop.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 89186
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5498 vezes
Curtiram: 1983 vezes

Re: Disney

Mensagem por E.R » 30 Abr 2020, 12:11

https://uol.com.br/esporte/ultimas-noti ... -feira.htm

O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) marcou para a próxima quarta-feira (6) o julgamento que vai decidir o futuro da fusão entre Disney e Fox no Brasil.

A informação foi obtida pelo UOL Esporte no início da tarde de ontem (29) e confirmada pelo órgão, que divulgou o cronograma da próxima sessão.

O processo influi diretamente na vida da ESPN Brasil e do Fox Sports, dois dos canais de esporte mais importantes do país.

A discussão acontecerá por videoconferência, já que o plenário do Cade não tem se reunido em Brasília por causa da pandemia da Covid-19.

A reportagem do UOL Esporte apurou que a marcação da data para uma nova discussão ocorreu após a Disney fazer várias reclamações sobre a demora do órgão para se posicionar sobre o assunto.

Tais reclamações ocorrem desde o início do ano, bem antes da pandemia da Covid-19.

A Disney defende que a ausência de uma decisão para o assunto a impede de fazer os investimentos desejados no Brasil, principalmente na área esportiva, mais exatamente na ESPN. Esses investimentos incluem renovação de direitos de transmissão.

No entanto, o plenário voltar a discutir o assunto não é exatamente o fim da novela, que já dura mais de dois anos.

O que acontecerá agora é um parecer final sobre a reconsideração do órgão em reavaliar a fusão das duas empresas no Brasil.

Existem duas possibilidades : a primeira, e considerada desfavorável para a Disney, seria a venda obrigatória do Fox Sports para a melhor proposta que aparecer.

A segunda é o Cade aprovar de vez a fusão com o Fox Sports, considerando algumas questões como direitos de transmissão e pessoal. Essa é a solução que mais agrada à Disney, já que em outros países onde isso aconteceu, como na Argentina, ESPN e Fox Sports já compartilham direitos e até alguns membros da equipe.

Entre as empresas que estão interessadas em comprar o Fox Sports, estão a produtora espanhola Mediapro, o DAZN e a holding Rio Motorsports. Esta última, no entanto, teve exigências para entrar como interessada recentemente e ainda não fez uma proposta concreta. A Disney, como noticiou o UOL Esporte recentemente, discordou da visão do Cade sobre uma possível venda para a holding, alegando que ela não tem experiência no mercado de televisão esportiva.

O órgão, no entanto, sempre defendeu que uma nova empresa entrasse nesse mercado e adquirisse o Fox Sports.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Rondamon
Membro
Membro
Mensagens: 5466
Registrado em: 30 Jul 2012, 11:48
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: São Paulo
Localização: Caieiras, SP
Curtiu: 322 vezes
Curtiram: 273 vezes

Re: Disney

Mensagem por Rondamon » 30 Abr 2020, 12:46

Vi no guia de programação que agora a Fox passa alguns programas do Disney Jr nos domingos de manhã.
Há 8 anos no Fórum Chaves! :vitoria:

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 89186
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5498 vezes
Curtiram: 1983 vezes

Re: Disney

Mensagem por E.R » 30 Abr 2020, 20:47

https://www.uol.com.br/esporte/ultimas- ... sports.htm

O Cade deverá aprovar na próxima quarta-feira (6) a fusão entre Disney e Fox no Brasil, e isto inclui a fusão entre ESPN Brasil e Fox Sports em território nacional.

O relatório já foi fechado pelo relator do caso, o conselheiro Luis Henrique Bertolino Braido, que aprovou a questão.

O seu voto é "condutor da decisão". Ou seja, o que ele decidir, o plenário deverá seguir na reunião de quarta. O seu relatório foi obtido em primeira mão pelo UOL Esporte.

Nele, Luiz Henrique Bertolino Braido condiciona a aprovação ao chamado "Acordo em Controle de Concentrações". Com isso, a Disney terá que oferecer algumas garantias para os profissionais do Fox Sports e para sua estrutura nos próximos anos, como estabilidade de emprego e até continuidade do canal esportivo por algum tempo. O acordo ainda será discutido, assim que o plenário aprovar a questão.

Também no relatório, ele afirma que a Disney nunca se opôs a vender o Fox Sports em nenhuma hipótese, mas após reuniões com possíveis compradores, como a joint-venture Simba, a produtora espanhola Mediapro e o DAZN, ocorridas entre dezembro de 2019 e abril deste ano, não houve nenhuma empresa que cumprisse o que o Cade determinasse para a transação.

O relatório também cita a tentativa da RioMotorsports, empresa que cumpriu requisitos básicos para comprar o Fox Sports, mas pesou o fato de a Disney ter mostrado que nem mesmo ela tinha capacidade para adquirir o canal esportivo. O próprio relator admitiu que se empenhou pessoalmente para tentar achar um comprador, mas que nenhum agradou todas as partes envolvidas.

A discussão em plenário, como informou o UOL Esporte hoje, será na quarta. O relatório de Luis Henrique Bertolino Braido é favorável para a Disney, que sempre defendeu a fusão de ESPN Brasil e Fox Sports no Brasil, por defender que não havia monopólio como o Cade alegava. Advogados e o banco ING foram contratados pela Disney para explicar o ponto de vista e fazer lobby junto ao órgão.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 89186
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5498 vezes
Curtiram: 1983 vezes

Re: Disney

Mensagem por E.R » 03 Mai 2020, 06:22

https://www.esporteemidia.com/2020/05/o ... ports.html

Com o voto favorável do relator do Cade (Conselho Administrativa de Defesa Econômica), Luis Henrique Bertolino Brado, a fusão da Disney com a FOX deve ser definitivamente aprovada pelo órgão federal na sessão da próxima quarta-feira (6).

Em fevereiro do ano passado, o Cade condicionou a aprovação a venda do FOX Sports pela Disney.

Desde então, algumas empresas mostraram interesse superficial, outras avançaram com propostas : o serviço de streaming DAZN, a produtora europeia Mediapro e a Simba, que é uma sociedade entre a Record TV, SBT e RedeTV.

Nenhuma delas agradou. Ainda teve o interesse concreto da RioMotorsports, que não mostrou garantias financeiras para fechar o negócio. Nenhuma das empresas, porém, cumpriu os requisitos impostos pelo Cade, que percebeu que, depois de nove meses, decidiu rever o processo do caso.

O LANCE! informa que um dos grandes motivos que acabou afastando possíveis interessados foi a operação financeira do FOX Sports no Brasil, que fez grandes investimentos ao longo dos anos.

Fontes relataram que o prejuízo financeiro foi tão impressionante que, caso a emissora não fosse administrada por uma empresa tão grande e tão bem estabelecida economicamente, seria um início de uma enorme crise financeira.

A decisão do relator do Cade pontuou, no entanto, um item importante sobre a aprovação da fusão : garantias sobre a manutenção dos empregados, das estruturas e, além disso, a continuidade do funcionamento do canal como FOX Sports.

O Cade deve exigir que a Disney mantenha os canais FOX Sports no ar por mais três anos.

Isto entra em conflito com as intenções da Disney sobre toda a fusão, já que o processo padrão em outros países foi o fim do FOX Sports e a integração ao nome ESPN.

A decisão não é definitiva e será revista assim que tudo for concretizado, mas mostra uma postura ainda conservadora por parte do Cade em relação ao processo.

Ainda em conformidade com o LANCE!, o sentimento com a notícia do sinal verde concedido pelo relator do Cade foi de alívio nos corredores do FOX Sports com a aproximação do fim de todo o longo e árduo processo que durou dois anos.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 89186
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5498 vezes
Curtiram: 1983 vezes

Re: Disney

Mensagem por E.R » 05 Mai 2020, 19:30

https://www.terra.com.br/esportes/lance ... 39pw5.html

A novela sobre a fusão da Fox Sports e ESPN ganhou um novo capítulo nesta terça-feira. A Rio Motorsports, que se apresentou como uma das interessadas na compra da Fox Sports, entrou com uma ação solicitando o cancelamento da sessão do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) que discutiria nesta quarta a fusão entre os canais no Brasil.

A sessão iria aprovar que a Fox Sports fosse incorporada à Disney. Segundo os documentos obtidos pelo UOL, a empresa Rio Motorsports alega que não foram cumpridos prazos em relação aos critérios para habilitação da empresa como possível compradora e não foi dada a chance de uma nova proposta formal para adquirir a Fox Sports.

A Rio Motorsports ressalta que enviou no dia 2 de abril toda a documentação para entrar como interessada no negócio e que o Cade deu 45 dias para a Disney enviar informações sobre a situação. A empresa promete tomar "medidas judiciais cabíveis para defesa de nossos interesses e direitos" caso a sessão seja realizada e seja aprovada a fusão.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 89186
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5498 vezes
Curtiram: 1983 vezes

Re: Disney

Mensagem por E.R » 06 Mai 2020, 12:21

https://www.uol.com.br/esporte/ultimas- ... adores.htm

Em sessão realizada hoje (6), o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) aprovou a fusão entre Disney e Fox no Brasil.

O maior entrave era o Fox Sports, que a princípio deveria ser vendido, mas nenhum comprador que se apresentou cumpriu os requisitos da entidade reguladora.

Assim, outra solução foi dada : o canal precisa ser mantido no ar pela multinacional por três anos e cumprir seus contratos de direito de transmissão.

Além disso, a Disney precisa se comprometer a manter o Fox Sports no ar em pacotes básicos até 1 de janeiro de 2022 com a exibição da Libertadores sendo obrigatória.

No entanto, o Cade aprovou que outros direitos de transmissão sejam exibidos em canais irmãos. Ou seja, a ESPN está liberada para exibir a Libertadores, caso queira.

Ao fim dos três anos, a Disney pode devolver a marca Fox Sports ao mercado, para que ela fique disponível para outras empresas.

Profissionais, sede do Fox Sports no Rio de Janeiro e direitos de transmissão ficam totalmente com a empresa americana.

O relator do caso, o conselheiro Luis Henrique Bertolino Braido, iniciou o voto após ser elogiado pelo economista-chefe do departamento de estudos econômicos do Cade, Guilherme Resende, que disse que o processo foi muito bem gerido por Luiz Henrique Bertolino Braido e que teve "competência" para tomar a decisão que tomaria.

Após resumir o assunto, Luiz Henrique afirmou que a solução interior do assunto, a venda do Fox Sports, não poderia ser feita naquele momento porque houveram mudanças no mercado econômico que merecem ser consideradas, já que a medida anteriormente definida não foi cumprida, segundo informações, por inaptidão de compradores. O motivo foi o desempenho financeiro ruim do Fox Sports, que deu prejuízo nos últimos anos e afastou compradores.

"O que exatamente aconteceu? Pois, nós chegamos algumas conclusões. O negócio Fox Sports está em prejuízo ao longo do ano de 2019. Os canais Fox eram negociados em pacote para a TV por assinatura, ou seja, nenhum canal tinha um valor fixo. Pedi recibos contábeis dos canais, e observa-se com clareza, que o negócio desinvestido tinha receitas boas em 2015. Em 2016, ele passa a ter considerável prejuízo por conta dos direitos de transmissão mais caros de futebol", afirmou o conselheiro.

Luiz Henrique usou como exemplo que a Libertadores da América, que é o principal torneio de futebol e que o Fox Sports tem o melhor pacote de TV paga, com final exclusiva na TV paga. Para o conselheiro, o Fox Sports pagou mais do que tinha em caixa, e não obteve retorno de audiência e de faturamento com esses direitos de transmissão comprados a partir de 2016.

Após perceber isto, o conselheiro afirmou que a partir de fevereiro, pediu um plano de revisão do remédio de concentração. A Disney relutou e a partir de negociações, aceitou a nova sugestão do Cade, que consultou três possíveis compradores que queriam adquirir o Fox Sports, mas todos eles desistiram após notarem que não teriam lucro financeiro no futuro com o canal esportivo.

Luiz Henrique citou um quarto comprador, que entrou em abril - no caso, a Rio Motorsports, que inclusive pediu a suspensão da sessão sobre o assunto. Segundo o conselheiro, este novo interessado não foi aprovado em relatório feito pelo responsável para negociar com possíveis compradores, por não comprovação de poderio financeiro e experiência no meio de televisão.

O conselheiro disse que o fato da Rio Motorsports estar em negociações de Fórmula 1 pelos seus direitos de transmissão não tem nenhuma valia para tornar a empresa apta para comprar. Ele também disse que a empresa mentiu ao dizer que tem fundos de capital para comprar o Fox Sports. "A Rio Motorspots disse que ainda estava atrás deste capital", afirmou ele, descartando a empresa da negociação.

Ao seguir seu voto, o conselheiro disse que o estado brasileiro não pode impedir que uma empresa não tenha direito aos ativos que comprou sem motivos ou responsabilidade. Ele também citou a pandemia do Coivd-19, dizendo que os canais esportivos são os que mais sofrem com a situação.

"O Fox Sports em particular sofre bastante com a desvalorização do real. Os seus direitos de transmissão negociações estão em euros e dólares, enquanto seus contratos de publicidade são feitos em reais, o que torna a sua situação ainda mais dramática", afirmou ele.

Ao fim da justificativa, o conselheiro apresentou sua sugestão. Luiz Henrique defendeu em seu relatório que a Disney mantenha a "diversidade de programação". Ou seja, a Disney terá que manter o Fox Sports no ar por três anos, ou até acabar todos os direitos de transmissão com quais o Fox Sports tenham contrato.

O Cade também determinou que a Disney mantenha, até o dia 1 de janeiro de 2022, o canal principal do Fox Sports terá que transmitir a Libertadores da América em canais básicos. No entanto, a Disney poderá transmitir o evento em outos canais de sua posse - ou seja, a ESPN está liberada para exibir o torneio, caso queira fazer.

Para finalizar o relatório, o relator afirmou que, ao fim dos três anos, caso a Disney queira descontinuar a marca, ela ficará disponível para um novo possível comprador adquiri-lá, assim "devolvendo" a marca para o mercado.

Por fim, ele pediu uma investigação contra as programadoras e operadoras de TV por assinatura, acusando-as de discriminação de preço. Ou seja, ele quer provar que as operadoras de TV paga não são convidativas para novas empresas investirem, já que o setor não tem qualquer concorrência forte, concentrando a sua concorrência. A investigação faz parte de uma preocupação do conselho em entender os impactos da fusão no mercado.
Imagem
Imagem

Bia N
Membro
Membro
Mensagens: 2168
Registrado em: 07 Ago 2011, 19:05
Curtiu: 130 vezes
Curtiram: 326 vezes

Re: Disney

Mensagem por Bia N » 06 Mai 2020, 19:28

Saindo um pouco do assunto do Fox Sports:

Tava vasculhando a internet e vi que tavam falando de que nas quintas vai ter uma programação retrô no Disney Channel. Verdade isso?

Quanto tempo vai durar isso... :ponder:
Ela não desapareceu, apenas se escondeu.


Desde 2011

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 89186
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5498 vezes
Curtiram: 1983 vezes

Re: Disney

Mensagem por E.R » 06 Mai 2020, 23:36

https://www.uol.com.br/esporte/futebol/ ... x-espn.htm

O grupo Disney se mostrou satisfeito com a decisão do Cade de confirmar a fusão entre os canais ESPN e Fox Sports no Brasil.

Em nota enviada ao UOL Esporte, o principal executivo da empresa no país, Hernán Estrada, falou pela primeira vez sobre o caso.

"A The Walt Disney Company (Disney) está satisfeita com a decisão publicada pelo CADE nesta quarta-feira, Conselho Administrativo de Defesa Econômica, de aprovar a aquisição das redes de esportes a cabo adquiridas pela Disney no Brasil em sua fusão com a 21st Century Fox. De acordo com os termos desta resolução, a Disney espera oferecer um conteúdo ainda mais variado e qualificado de esporte e entretenimento para os consumidores no Brasil", disse o gerente-geral da Disney no Brasil.
Imagem
Imagem

Responder