Fórum Chaves • Chaves, Chapolin e Chespirito é aqui
http://forumchaves.com.br/

DISNEY
http://forumchaves.com.br/viewtopic.php?f=55&t=13452
Página 45 de 50

Autor:  E.R [ 27 Jul 2018, 23:41 ]
Título:  Re: DISNEY


Autor:  E.R [ 28 Jul 2018, 19:08 ]
Título:  Re: DISNEY

http://cinepop.com.br/a-lenda-do-tesouro-perdido-pode-ganhar-reboot-para-o-servico-de-streaming-da-disney-2-186378

Uma das franquias mais preciosas de Nicolas Cage é 'A Lenda do Tesouro Perdido', deve ganhar um reboot para ser lançado no Disney Play, o streaming da Disney.

A informação foi revelada pelo diretor Jon Turteltaub.

Autor:  E.R [ 03 Ago 2018, 03:57 ]
Título:  Re: DISNEY

Finalmente o canal Disney Júnior HD entrou na NET, é o canal de número 606.


--

Agora só falta o Disney XD entrar em HD na NET.

Autor:  Tio Monchito [ 07 Ago 2018, 23:50 ]
Título:  Re: DISNEY

E.R escreveu:
Finalmente o canal Disney Júnior HD entrou na NET, é o canal de número 606.

Li rapidamente 666. Estranhei. Voltei. Ufa!

Autor:  E.R [ 08 Ago 2018, 01:20 ]
Título:  Re: DISNEY

https://www.valor.com.br/empresas/5718841/lucro-da-disney-sobe-26-no-terceiro-trimestre-fiscal

A Disney registrou um lucro líquido de US$ 2,9 bilhões (US$ 1,95 por ação) no terceiro trimestre fiscal de 2018 - encerrado em 30 de junho - representando um aumento de 26% ante mesmo período de 2017.

Em igual intervalo, a receita da companhia cresceu 7%, passando de US$ 14,2 bilhões para US$ 15,2 bilhões.

O faturamento com serviços somou US$ 13,1 bilhões (+9%) e o ganho com produtos foi de US$ 2 bilhões (-2,4%).

Por segmento, a Disney detalhou que a receita com redes de mídias cresceu 5%, para US$ 6,1 bilhão; com parques e resorts subiu 6%, para US$ 5,2 bilhões; e com estúdios avançou 20%, para US$ 2,9 bilhões.

No sentido oposto, o faturamento com produtos de consumo e mídia interativa caiu 8%, para US$ 1 bilhão.

Autor:  E.R [ 13 Ago 2018, 22:13 ]
Título:  Re: DISNEY

https://tvefamosos.uol.com.br/colunas/flavio-ricco/2018/08/13/fim-da-parceria-contrato-da-disney-nao-sera-renovado-no-sbt.htm

A parceria de três anos SBT – Disney vai se encerrar no final deste mês, ou seja, 31 de agosto será o último dia do “Mundo Disney”, exibido diariamente às 8h30, com duas horas de duração, assim como está certa a sua saída a faixa das 11 da manhã, aos domingos.

Não houve acordo para a renovação.

A negociação, como aconteceu desde o começo, foi conduzida pessoalmente por Silvio Santos.

O que se sabe é que algumas pessoas da emissora já foram informadas desta decisão, para tomar as providências que serão necessárias.

Em torno disso, também já existe a decisão que uma nova programação de desenhos animados será colocada no seu lugar, isto no que diz respeito à programação de segunda a sábado.

A Comunicação da casa, consultada, não quis se pronunciar sobre o assunto. 

Autor:  E.R [ 15 Ago 2018, 09:38 ]
Título:  Re: DISNEY

FLÁVIO RICCO - O DIA

A partir do instante em que foi definida a não renovação de contrato com o SBT, começaram a surgir especulações sobre o futuro da Disney, se há o desejo dos americanos em continuar ou não por aqui.

Não há ainda uma posição sobre isso, no entanto, a título de ilustração, convém lembrar que no passado chegou a haver um começo de conversa com a Bandeirantes.

Na ocasião, a pretensão dos americanos era ficar com toda a faixa da manhã e o horário da igreja, à noite, para exibir sua programação.

A conversa não prosperou. E não prosperou porque não houve interesse da Band.

O dinheiro era muito bom, mas a entrega foi considerada grande demais.Vale salientar que isso foi há algum tempo, quando a situação era bem diferente e a Band vivia um momento nada parecido com o atual. Quem sabe agora não existe a chance de tudo caminhar de maneira diferente ?

Difícil até saber se, entre Disney ou Band, para qual das duas e nesta altura dos acontecimentos um acordo como esse seria mais conveniente.

Autor:  E.R [ 22 Ago 2018, 16:02 ]
Título:  Re: DISNEY

https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/ooops/2018/08/22/disney-e-sbt-ainda-negociam-fim-de-contrato-pode-custar-r-200-mi-ao-sbt.htm

:sbt:

A nove dias do fim do contrato atual, Disney e SBT ainda estão em uma última rodada de negociações na tentativa de renovação do acordo atual, pelo qual o SBT vende diariamente duas horas de sua grade para o gigante norte-americano de mídia.

A renovação é de interesse das duas partes, mas muito mais por parte do SBT.

Explico : sem o "Mundo Disney" o SBT pode perder um faturamento estimado em até R$ 200 milhões anuais.

Esse seria o valor estimado que a Disney vem desembolsando à emissora de Silvio Santos nos últimos três anos.

Parece muito, mas, para efeitos de comparação, estima-se que só a igreja de R.R. Soares pague cerca de R$ 100 milhões anuais à Band pela compra de horários na grade.

E a Band, lembremos, é bem menor que o SBT em audiência e público.

Procurada pela coluna, o SBT informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que só vai se manifestar a respeito do assunto no próximo dia 31, data em que termina o contrato. Segundo a assessoria “nada ainda foi decidido”.

Caso não haja mesmo renovação, o SBT terá de reformar boa parte de sua grade matinal.

Afinal, não basta à emissora apenas substituir as duas horas da Disney por mais programação infantil.

Isso porque esse tipo de conteúdo não rende comercialmente - dadas as inúmeras restrições sobre propaganda destinada às crianças.

Uma das alternativas do SBT é ampliar sua programação jornalística, enquanto decide algum outro programa para ocupar as manhãs.

O departamento de Jornalismo do SBT já foi avisado para estar pronto a ampliar seu conteúdo a partir do próximo dia 3 de setembro, segunda-feira.

Também o “Bom Dia & Cia”, de Silvia Abravanel, e o “Domingo Legal”, de Celso Portiolli, poderão ganhar mais tempo na grade e já estão avisados.

Autor:  E.R [ 27 Ago 2018, 15:03 ]
Título:  Re: DISNEY

http://cinepop.com.br/disney-play-streaming-da-disney-sera-mais-barato-que-a-netflix-186377

O serviço de streaming da Disney ganhou novidades. Segundo Bob Iger, o CEO da Disney, a plataforma terá o nome de Disney Play e deve ser inaugurada no final de 2019.

Além disso, ele revelou que a assinatura do serviço será mais barata que a Netflix.

"Estamos correndo para desenvolver conteúdo, e temos a vantagem de ter várias marcas e franquias conhecida. Queremos prezar pela qualidade, e não pela quantidade.", afirmou.

Vale ressaltar que a saga de ‘Star Wars’ e as demais produções da Marvel estarão presentes na grade de programação.

No entanto, não espere ver as série do estúdio feitas em parceria com a Netflix. Este universo - que inclui ‘Luke Cage’, ‘Jessica Jones’, ‘Punho de Ferro’, ‘O Justiceiro’, ‘Os Defensores’ e ‘Demolidor’ - permanece com a concorrente Netflix.

Nenhum material que possua classificação rated-R, para maiores de idade, estará presente em seu catálogo. Isso significa que filmes como ‘Deadpool’, que agora pertence à Marvel, não poderão ser encontrados pelos futuros assinantes.

As produções que possuem conteúdo agressivo explícito ficarão disponíveis na plataforma da Hulu.

Autor:  E.R [ 29 Ago 2018, 14:43 ]
Título:  Re: DISNEY

https://noticiasdatv.uol.com.br/mobile/noticia/mercado/em-fusao-com-a-disney-canais-da-fox-vao-deixar-de-existir-no-brasil--21966.amp

A marca Fox e seus canais pagos vão acabar no Brasil.

O Notícias da TV apurou que o sumiço das marcas ocorrerá em até sete anos, uma vez que houver a aprovação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) para a fusão entre a Disney e a 21st Century Fox, anunciada em junho nos Estados Unidos.

No mercado, aposta-se que isso ocorrerá bem antes.

Entre os canais de que a marca Fox dispõe no país, estão campeões de audiência da TV paga, como a própria Fox e o Fox Sports.

Parte das operações da Fox deverão ser assumidas pela ESPN.

Já campeonatos como a Libertadores poderão migrar para a nova plataforma de streaming da Disney.

No negócio de US$ 71,3 bilhões, a Disney comprou os direitos de todas as operações da Fox no mundo, menos nos Estados Unidos.

Por lá, a Fox vai continuar com seus principais canais em operação, segundo prevê o acordo de venda.

No Brasil e nos demais países, os canais da empresa serão descontinuados e substituídos por marcas pertencentes à Disney que operam no mesmo tipo de negócio.

Além da compra da Fox, a Disney levou sucessos produzidos ou distribuídos pela concorrente, como a série de animação Os Simpsons, e filmes, como os premiados X-Men e Quarteto Fantástico - que poderão se juntar ao universo cinematográfico dos super-heróis da Marvel, do qual já fazem parte nas histórias em quadrinhos.

Entre as mudanças mais imediatas esperadas pelo mercado publicitário e que serão sentidas pelo público brasileiro fã de futebol, estão as que acontecerão nas programações de Fox Sports e ESPN/ESPN Brasil.

Um publicitário de peso, que comanda uma companhia multinacional, afirmou ao Notícias na TV que a informação do fechamento dos canais Fox na América Latina, incluindo o Brasil, já circula nos Estados Unidos, onde está a matriz dos canais.

Outro profissional peso-pesado, executivo de um grande anunciante das transmissões de futebol do Fox Sports, em especial da Libertadores, diz que o fim do canal já é dado como certo pelo mercado publicitário do Brasil.

"Os anunciantes ainda não foram oficialmente informados. Mas já se ouve o burburinho da fusão entre os canais ESPN-Fox Sports, com a ESPN englobando os direitos de transmissão e a comercialização da Libertadores e de outros campeonatos", revela.

Um outro importante executivo ligado a transmissões esportivas pela TV, que pede anonimato, confirma que não faz sentido para a Disney manter uma operação com o nome de um concorrente.

"É natural que uma empresa comprada desapareça", explica. "Tudo isso é um movimento da Disney para o desenvolvimento de uma plataforma de streaming, como a Netflix, que ela deve lançar nos Estados Unidos em 2019, e que certamente trará alguns dos principais campeonatos de futebol, como é o caso da Libertadores, além de seus filmes, séries etc."

Uma fonte ligada à ESPN, que também pediu para não ser identificada, disse que já há apreensão entre os funcionários, apresentadores e comentaristas da casa com uma eventual fusão Fox Sports e ESPN Brasil. Isso porque haveria superposição de operações e a possibilidade iminente de cortes entre os colaboradores dos canais.

A conjuntura financeira das duas empresas, Fox e ESPN, não é nada boa para quem trabalha nelas. "Tanto Fox Sports quanto ESPN Brasil fecharam 2017 no vermelho, mas é esperado que neste ano o rombo do Fox Sports seja ainda maior por causa da Copa", afirmou.

"A Fox investiu cerca de US$ 9 milhões (cerca de R$ 36 milhões) neste ano para a cobertura da Copa do Mundo, mas infelizmente não houve o retorno esperado", explicou.

O resultado insatisfatório do Mundial da Rússia nos cofres do canal custou o emprego de seu vice-presidente comercial, Arnaldo Rosa.

Outro ponto que gera temor entre os funcionários é a grande oferta de profissionais da área, já que houve recentemente o fechamento dos canais Esporte Interativo.

Procurado pelo Notícias da TV, o departamento de Comunicação da ESPN disse que "a proposta de aquisição está em fase de aprovação dos órgãos regulatórios e todos os comunicados oficiais estão sendo realizados diretamente pela Disney".

A assessoria da Fox respondeu que o canal não se pronunciará sobre o assunto.

Autor:  E.R [ 05 Set 2018, 10:58 ]
Título:  Re: DISNEY

https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/ooops/2018/09/05/band-e-redetv-disputam-interesse-do-grupo-disney-para-parceria.htm

Com o fim da parceria com o SBT, o megagrupo Disney está sendo disputado por duas outras emissoras abertas.

Com seus faturamentos ameaçados pela saída ou redução de gastos da Igreja Universal, que compra horários em ambas emissoras, Band e RedeTV estão disputando o interesse da Disney em uma parceria milionária.

Um contrato com a Disney obrigaria essas emissoras a mudar completamente suas “linhas editoriais” atuais, já que não têm praticamente nada para o público infanto-juvenil.

Porém poderia render dezenas, quiçá acima de uma centena de milhões de reais anuais para reforçar o caixa.

Hoje, Band e RedeTV se mantêm basicamente com a venda de horários para igrejas, além de merchandising. Tem sido um ano de queda nas receitas publicitárias, com exceção, talvez, da Globo - que exibiu a Copa do Mundo da Rússia.

Estima-se que a Disney pagasse cerca de R$ 200 milhões anuais ao SBT. A parceria durou três anos e terminou na semana passada.

A Disney tinha interesse em renová-la, mas queria propor mudanças contratuais e uma “sociedade” ao SBT, que recusou.

Vale dizer que, segundo a coluna apurou, o próprio SBT ainda não fechou completamente as portas para uma negociação futura com a Disney.

Falta saber quem vai ganhar essa disputa.

Autor:  CHarritO [ 05 Set 2018, 20:32 ]
Título:  Re: DISNEY

Ainda bem que não tem mais a maratona Disney com o SBT! Mas combinaria p/ passar o Mundo Disney todas as manhãs na RedeTv! :joinha:

Autor:  Tapete do Kagiva [ 05 Set 2018, 20:43 ]
Título:  Re: DISNEY

Só eu aqui acho que a Disney está querendo dominar o mundo na área da mídia? Ela está comprando tudo

Autor:  Luciano Junior ✅ [ 05 Set 2018, 21:20 ]
Título:  Re: DISNEY

Se tiver um bloco da Disney em outra emissora, que exibam conteúdo que preste, tipo os curtas antigos do Mickey e Donald, os desenhos do Disney XD e as séries do Disney Channel.

Autor:  E.R [ 10 Set 2018, 14:59 ]
Título:  Re: DISNEY

https://natelinha.uol.com.br/televisao/2018/09/10/band-deve-ser-o-novo-canal-parceiro-da-disney-no-brasil-119786.php

:band:

Após a Walt Disney Company não renovar contrato que durou três anos com o SBT, a disputa para atrair o dinheiro e o conteúdo qualificado do conglomerado de mídia se tornou um leilão de vantagens protagonizado pela Band e RedeTV!.

Conforme adiantou o jornalista Ricardo Feltrin, do UOL, os representantes dos dois canais brasileiros estiveram nas últimas semanas na Argentina, negociando o contrato com a empresa norte-americana.

Porém, segundo fontes do mercado ouvidas pelo NaTelinha, a Band deve ser a nova emissora que exibirá o conteúdo do grupo Disney no país, a partir de 2019.

As conversas entre as duas empresas estariam bem adiantadas e o anúncio é aguardado para os próximos dias.

No leilão de vantagens que se tornou a disputa pela Disney, a Band ofereceu faixas no período matutino, vespertino e seu grande trunfo : no horário nobre, que foi tão cobiçado pela Disney na antiga parceria com o canal de Silvio Santos.

Diferente da RedeTV!, que tem seu prime time diário já desenhado, a Band está atravessando uma reformulação integral. Ou seja, a programação que a emissora do Morumbi irá formatar para 2019 será baseada no motor que será essa nova parceria de conteúdo.

Também conta a favor do Grupo Bandeirantes de Comunicação o fato do canal já atingir uma audiência, em sua média-dia, superior a da RedeTV!. De acordo com a Kantar Ibope SP, de segunda a sexta entre 7h e meia-noite, a Band atinge médias de 2,5 a 2,8 pontos, contra 0,6 a 1 de média da concorrente.

Para a vitrine que a Disney busca em torno da sua marca no Brasil, esse fator é visto com destaque.

:redetv:
O NaTelinha apurou que nas rodadas de conversas entre a empresa do Mickey e os representantes da RedeTV! na Argentina, a emissora brasileira teria ofertado o espaço de seis horas diárias, dividida em três blocos. Horários que atualmente são ocupadas por concessionárias. Na proposta inicial, dentre algumas variações, os programas e desenhos da Disney ocupariam de duas horas a três horas da programação no período da manhã e o restante na faixa da tarde. Em conversa com fontes envolvidas, para a RedeTV! seria um excelente negócio. Além de manter o faturamento mensal no azul, qualificaria suas faixas e teria fôlego para sair do traço, ao mesmo tempo, suas chances de ultrapassar a Band na média-dia da audiência seriam maiores.

Para a Disney, ter sua presença na TV aberta brasileira seria uma estratégia de disseminar seu conteúdo para diversas plataformas no país, fortalecendo sua marca.

No Brasil, o conglomerado de mídia e seus produtos estão presentes, principalmente, em rádios, internet e TV paga. Com a antiga parceria com o SBT, os estúdios Disney detinham um espaço diário em um canal de televisão aberta que penetrava 95% dos lares brasileiros.

Outra vantagem : todas as inserções comerciais que eram exibidas durante o bloco "Mundo Disney" eram vendidos no mercado publicitário pela empresa do Mickey com um leque de opções de plataformas ou todas juntas.

Página 45 de 50 Todos os horários são GMT - 3 horas
Powered by phpBB® Forum Software © phpBB Group
https://www.phpbb.com/