Chocolate

Espaço para debates sobre assuntos que não sejam relacionados a Chespirito, como cinema, política, atualidades, música, cotidiano, games, tecnologias, etc.
Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Chocolate

Mensagem por E.R » 30 Jan 2020, 15:42

https://veja.abril.com.br/blog/radar/ca ... -la-creme/

A Cacau Show conseguiu, na Justiça, manter o direito de explorar a marca “La Crème” – uma de suas principais linhas de produtos.

O Instituto Nacional de Propriedade Intelectual havia negado o registro da marca à rede de chocolates, mas a 31ª Vara Federal do Rio de Janeiro anulou a decisão da autarquia e garantiu o registro.

O juiz entendeu que a marca tem elementos “suficientemente distintos” para não confundir o consumidor, principal argumento apontado pelo INPI para não conceder o registro.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Chocolate

Mensagem por E.R » 12 Fev 2020, 00:26

https://geekpublicitario.com.br/44356/t ... ack-arcor/

Imagem

A Arcor, que decidiu lançar mais uma versão para um de seus chocolates mais conhecidos : a Tortuguita.

A tartaruguinha em formato de chocolate, agora, também será vendida na versão “Tortuguita Snack”.

O formato traz quatro mini tartarugas de chocolate recheadas.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Chocolate

Mensagem por E.R » 19 Fev 2020, 16:58

https://www1.folha.uol.com.br/colunas/p ... ucar.shtml

Para avançar no mercado brasileiro, a marca belga Godiva Chocolatier fechou parceria com a rede Pão de Açúcar, começando por lojas em São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal, antes de expandir a distribuição.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Chocolate

Mensagem por E.R » 06 Mar 2020, 02:55

https://geekpublicitario.com.br/45030/hershe-hersheys/

No próximo domingo, dia 8, é comemorado o Dia Internacional da Mulher.

E a Hersheys decidiu criar uma campanha em homenagem a data, aproveitando dois pronomes em inglês que possui desde sempre no nome da marca.

Foi a partir do ‘Her’ e ‘She’ (pronomes em inglês que significam ‘dela’ e ‘ela’) presentes no nome que surgiu a ideia para campanha. A criação é da agência BETC/Havas.

A campanha HerShe transformou 30 mil embalagens do chocolate ao leite em verdadeiras galerias de arte. As embalagens vão carregar trabalhos de musicistas, cantoras, ilustradoras, poetisas e escritoras e várias outras mulheres talentosas. No total, são 6 embalagens diferentes que trazem ilustrações, QR Codes ou textos e poesias.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Chocolate

Mensagem por E.R » 09 Mar 2020, 01:25

https://valor.globo.com/empresas/notici ... apas.ghtml

Os preços dos ovos de Páscoa subiram cerca de 2% neste ano em relação a 2019, segundo a Associação Paulista de Supermercados (Apas).

Segundo Thiago Berka, economista da Apas, a alta recente do dólar pesou sobre o preço do cacau e açúcar — que se manteve estável no mercado internacional nos últimos 12 meses — com o preço de corantes e leite compensando parcialmente o aumento dos custos.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Chocolate

Mensagem por E.R » 11 Mar 2020, 07:13

https://geekpublicitario.com.br/45146/l ... o-e-avela/

Imagem

A Lacta apresentou os ovos de Páscoa com Tripla Camada de Oreo.
Esses usuários curtiram o post de E.R (total: 1):
Barbano
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Chocolate

Mensagem por E.R » 22 Mar 2020, 08:51

Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Chocolate

Mensagem por E.R » 22 Mar 2020, 19:11

https://geekpublicitario.com.br/45537/o ... em-acucar/

Uma das principais tendências dessa páscoa é o crescimento das opções com menos açúcares, gorduras e mais nutrientes, como fibras e colágeno.

Pensando nisso, a Linea Alimentos está trazendo uma linha completa de produtos sem adição de açúcar para quem quer celebrar a data com responsabilidade, mas sem deixar o sabor de lado.

A Linea acaba de anunciar seis sabores de ovos de Páscoa (ao leite, dark, branco, cookies’n cream, ao leite zero lactose e ao leite recheado com mousse de chocolate), tabletes culinários de 250g (ao leite e dark), os tabletes de 30g e 13g em cinco sabores (ao leite, dark, branco, cookies’n cream e ao leite zero lactose) e os bombons recheados com sabores clássicos e de frutas.

“Nos últimos anos notamos que o consumidor tem buscado para sua Páscoa vários formatos de chocolates além dos tradicionais ovos. Nesse sentido, a Linea Alimentos traz ao mercado uma linha completa de chocolates saudáveis sem adição de açúcar para todas necessidades, são bombons, ovos, tabletes e tabletes culinários.”, afirmou Fernanda Perillo, Gerente de Marketing da Linea Alimentos.

“Além disso, na contramão do mercado precificamos nossos produtos seguindo a regra de quanto maior o produto menor o preço por grama. Por exemplo, o preço por grama do nosso ovo ao leite de 180g é R$ 0,15/g, enquanto o tablete do mesmo chocolate com 30g é R$ 0,20/g. É uma data para presentear os amigos, a família e a si mesmo pagando valores justos. Uma data ‘Pra se apaixonar sem limites'”, completou.
Editado pela última vez por E.R em 04 Abr 2020, 18:45, em um total de 1 vez.
Imagem
Imagem

...
Membro
Membro
Mensagens: 8034
Registrado em: 30 Jul 2014, 22:54
Programa CH: Chapolin
Curtiu: 0
Curtiram: 621 vezes

Re: Chocolate

Mensagem por ... » 22 Mar 2020, 19:30

Março: coronavírus, quarentena, não saia de casa, não cumprimente ninguém.

Abril: Páscoa, chocolate, gente se amontoando pra comprar logo, grandes celebrações na igreja.

Avatar do usuário
Phoebe Buffay
Membro
Membro
Mensagens: 7936
Registrado em: 13 Nov 2012, 23:45
Programa CH: Chespirito
Localização: Casa nº 21
Curtiu: 19 vezes
Curtiram: 689 vezes

Re: Chocolate

Mensagem por Phoebe Buffay » 22 Mar 2020, 21:29

Vai nessa...
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Chocolate

Mensagem por E.R » 27 Mar 2020, 19:52

https://geekpublicitario.com.br/45754/d ... de-pascoa/

Imagem

Um dos danones mais queridos dos brasileiros, Danette, está apostando em um novo formato para essa páscoa.

Para a data que é marcada por ovos de páscoa de chocolate, a Danette apresenta o “Danette Gotas de chocolate”.

A proposta da marca é trazer uma opção de presente de Páscoa com um ótimo custo benefício.

Para isso, aposta em uma edição especial do produto com dois potinhos de 90g do creme de chocolate ao leite Danette, acompanhados de um topping de gotas de chocolate para ser misturado.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Chocolate

Mensagem por E.R » 29 Mar 2020, 11:59

https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2 ... izos.shtml

A Páscoa de 2020 nem chegou, e a indústria chocolateira gaúcha já quer esquecê-la.

A região de Gramado, Canela e Nova Petrópolis (RS) — cidades visitadas nesta época por turistas em busca de chocolate artesanal — está deserta devido ao coronavírus.

Quem caminha pelas ruas das cidadezinhas de ares germânicos encontra portas das lojas fechadas, inclusive as das chocolatarias.

Hotéis e pousadas estão fechados.

Para algumas fábricas, as vendas físicas representam 70% de seu faturamento.

Neste ano, a Páscoa é celebrada no domingo de 12 de abril, mas as atrações culturais costumavam começar ao menos uma semana antes.

Para complementar o cenário de desolação no setor, eventos de Páscoa que atraem milhares de turistas estão cancelados.

A pandemia fez com que 85% da produção de chocolate encalhasse. O número equivale a 1,2 mil tonelada de ovos, barras e bombons em estoque.

“O chocolate tem a Páscoa como safra. O impacto veio no pior momento possível. O que deveria ser a melhor época do ano virou um pesadelo”, afirma Augusto Schwingel Luz, diretor-executivo da Chocolate Lugano.

A empresa deve deixar de vender, sozinha, entre 35 e 40 toneladas de chocolate, o que representa cerca de R$ 5 milhões.

A fábrica tem 34 franquias no país, e essas lojas também estão fechadas. “Um cliente corporativo encomendou 9.000 ovos de Páscoa para os funcionários. Agora tenho 9.000 ovos parados no estoque”, afirma.

As mais de 30 fábricas de Gramado estão paradas. A suspensão das atividades na região resulta de decretos locais que buscam controlar a proliferação do novo coronavírus.

São cerca de 2.000 empregos temporários gerados nesta época, afirma o prefeito de Gramado, João Alfredo Bertolucci (PDT).

Para combater a pandemia, a prefeitura cancelou o evento Páscoa em Gramado, que esperava 350 mil visitantes em apenas uma semana.

A prefeitura estima que R$ 20 milhões deixarão de entrar pontualmente no caixa do município, incluindo o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), devido à crise.

Os vencimentos dos impostos estão sendo adiados. Os que venciam em março serão cobrados apenas em outubro, os de abril, em novembro, e assim por diante, diz o prefeito.

“É um prejuízo direto, mas ainda não sabemos calcular precisamente a ressaca econômica”, lamenta.

A Chocofest, em Nova Petrópolis — que esperava receber 200 mil visitantes — também foi cancelada. Primeiro, a decoração da festa não foi instalada na rua, para evitar exposição dos montadores ao coronavírus e possíveis aglomerações em torno dos simpáticos coelhos.

Depois, o evento precisou ser cancelado totalmente, diz Eduardo Zorzanello, diretor-executivo da Rossi & Zorzanello, empresa que realiza a Chocofest.

“A principal matriz da nossa economia é o turismo. Os eventos são um alicerce fundamental para conseguir movimentar as cidades e gerar sustento. Hoje se vê tudo parado, comércio fechado, hotelaria, gastronomia”, diz.

Sem circulação de pessoas, as vendas de chocolate são prejudicadas. A maior parte do comércio é tradicional, não virtual, e tem vendas concentradas na semana da Páscoa.

“Nossas vendas são em feiras, shoppings e aeroportos. Vendemos pelo site, mas ainda é um volume baixo”, diz Jaderson Souza, gerente de produção da marca Caracol.

“É uma Páscoa perdida. A reabertura de algumas lojas pode minimizar um pouco o prejuízo, mas consideramos uma Páscoa perdida. Já estamos pensando no futuro”.

No país, algumas das principais empresas do setor — que já haviam concluído a produção de ovos e estocado lojas — intensificaram os esforços para possibilitar entregas por delivery e limitar perdas.

Para a Cacau Show, que vende principalmente em lojas próprias, o impacto será grande, já que a Páscoa representa 30% de seu faturamento anual.

“Os ovos já estão fabricados e em estoque, mas as lojas estão fechadas. Isso é muito danoso. Ampliamos o delivery e estudando implementar um drive thru até a Páscoa. Mas isso não fará frente à demanda de anos anteriores”, disse o presidente da empresa, Alexandre Costa.

“A Páscoa é a grande salvadora do ano. Aceleramos a expansão de entregas e atendimento remoto. A esperança é que, quando tudo passar, essa infraestrutura tecnológica ajude na recuperação”, disse a gerente de expansão da Chocolateria Brasileira, Cintia Pitta.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Barbano
Administrador
Administrador
Mensagens: 41786
Registrado em: 28 Jan 2009, 13:29
Time de Futebol: São Paulo
Localização: São Carlos (SP)
Curtiu: 1894 vezes
Curtiram: 3816 vezes

Re: Chocolate

Mensagem por Barbano » 30 Mar 2020, 17:03

Churrumín Moscattelo escreveu:Março: coronavírus, quarentena, não saia de casa, não cumprimente ninguém.

Abril: Páscoa, chocolate, gente se amontoando pra comprar logo, grandes celebrações na igreja.
Essa Páscoa vai ser um fiasco.

Até o Dia das Mães deve ser fraquíssimo esse ano.
Esses usuários curtiram o post de Barbano (total: 2):
JacintoVictor235
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Chocolate

Mensagem por E.R » 01 Abr 2020, 09:55

https://veja.abril.com.br/blog/radar/pa ... -em-junho/

Na tentativa de salvar as fábricas de chocolates artesanais, impactadas por uma Páscoa em meio à pandemia de coronavírus, empresários do setor alimentício lançaram o movimento “Páscoa até junho”.

A ideia é estender a movimentação do mercado para além do domingo de Páscoa e fazer com que os consumidores não cancelem as encomendas mas adiem o recebimento delas, para tentar reduzir o saldo negativo para os microempreendedores.

Já aderiram à iniciativa grandes marcas como a Sodiê Doces, a Cromus e a Chocolândia.

A proposta é que a troca de ovos de chocolate seja feita no dia 14 de junho.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Chocolate

Mensagem por E.R » 04 Abr 2020, 18:44

O ESTADO DE S.PAULO

Lojas fechadas por conta do novo coronavírus levaram empreendedores de todos os ramos a apostar em vendas online e delivery.

No caso de pequenas e médias marcas de chocolate bean to bar (de DNA artesanal, sem a lógica de produção da grande indústria), ovos de Páscoa estão sendo levados a qualquer canto da cidade de São Paulo com frete grátis para tentar salvar a produção.

Além disso, a comunicação tem se ampliado, envolvendo não só as vendas pelo site das marcas e por aplicativos como Rappi, como também por WhatsApp e mensagens via e-mail ou pelo Instagram.

Tudo para alcançar o cliente nessa reta final de 10 dias da data, que tradicionalmente são os mais fortes para venda de ovos de Páscoa.

Ainda assim, é esperada queda de até 70% no faturamento.

No caso da Gallette, a Páscoa responde por cerca de 50% do faturamento anual da empresa. Após ter dobrado o quadro de funcionários para atender o volume de pedidos, a empreendedora Gislaine Gallette teve de recuar e a fábrica está parada desde o dia 23. Foi o tempo de entregar pedidos já encomendados por empórios, para os quais Gislaine vende o ano todo, além de sua loja na zona norte da capital. “A gente já fez todas as entregas, agora está na expectativa para que eles vendam, para a gente poder receber lá na frente.” A venda online ajuda, mas segundo a chocolateira não é para ter lucro, “e sim para pagar parte dos investimentos já feitos”.

A marca Mestiço, do chocolateiro Rogerio Kamei, colocou à disposição também um e-mail para as vendas, além dos contatos via redes como Facebook e Instagram. Com a fábrica em São Paulo fechada, o próprio Rogerio Kamei, que cultiva seu cacau no sul da Bahia, tem feito as entregas na capital. Ele diz que o cancelamento de feiras entre março e começo de abril afetou a expectativa para a Páscoa e o fez reduzir a produção. A previsão era fazer de 400 a 450 ovos, mas ele conta ter feito 70, uma parte já vendida.

“Desde o domingo dia 15 (de março) a gente já percebia o decréscimo de fluxo. No dia 20 não abrimos mais. E a gente acredita que não é com o fim do decreto que o consumidor vai sair na rua em seguida.”
Imagem
Imagem

Responder