Fórum Portal Vídeos Guia de Episódios Sobre



Todos os horários são GMT - 3 horas [ DST ]


Portal Chespirito Chico Rei



Criar novo tópico Responder  [ 2768 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 181, 182, 183, 184, 185
  Exibir página para impressão

Re: Dilma Rousseff • Rodrigo Janot denuncia Dilma por obstrução da Justiça
Autor Mensagem
MensagemEnviado: 25 Ago 2017, 23:54 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 23854
Curtiu: 1937 vezes
Foi curtido: 1248 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Imagem
MPF reabre investigação criminal sobre pedaladas fiscais do governo Dilma
Investigação do MPF vai apurar os atrasos nos pagamentos de obrigações do governo Dilma com o BNDES
http://www.gazetadopovo.com.br/politica ... cbgjkuh2mf


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Dilma Rousseff • Rodrigo Janot denuncia Dilma por obstrução da Justiça
MensagemEnviado: 30 Ago 2017, 21:23 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 23854
Curtiu: 1937 vezes
Foi curtido: 1248 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Dilma diz a Lula que não vai se candidatar a cargo político em 2018
No processo de impeachment, ex-presidente não foi punida com a inabilitação para funções públicas

Imagem
HÁ 8 HORAS POR NOTÍCIAS AO MINUTO

Imagem
© Reuters

Em conversa com o ex-presidente Lula, a também ex-presidente Dilma Rousseff deixou claro que não pretende se candidatar a cargo político nas eleições do próximo ano, conforme informações da coluna Expresso, da Época.

No dia 31 de agosto do ano passado, o plenário do Senado aprovou a saída dela da Presidência, por 61 votos favoráveis e 20 contrários.

Ela foi afastada sob a acusação de ter cometido crimes de responsabilidade fiscal – as chamadas "pedaladas fiscais" no Plano Safra e os decretos que geraram gastos sem autorização do Congresso Nacional, mas não foi punida com a inabilitação para funções públicas.

Com isso, ela poderá se candidatar para cargos eletivos e também exercer outras funções na administração pública.

Aliás, no período em que o impeachment completa um ano, a ex-presidente usou suas redes sociais para lembrar do seu pronunciamento, no dia 29 de agosto de 2016, no Senado Federal.

"Um ano de golpe, de destruição de direitos e de atentados à soberania nacional. Mas sempre na luta!", escreveu a petista, ao compartilhar um texto intitulado "Agosto de 2016, Dilma avisa do desastre".

Além de denunciar o que chama de "golpe contra a democracia e a Constituição", o material destaca que Dilma advertiu, há um ano, que o que estava em jogo “era o futuro do País, a oportunidade e a esperança de avançar sempre mais”.
NOTÍCIAS AO MINUTO


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Dilma Rousseff • Rodrigo Janot denuncia Dilma por obstrução da Justiça
MensagemEnviado: 31 Ago 2017, 22:46 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 23854
Curtiu: 1937 vezes
Foi curtido: 1248 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Um ano após impeachment, PT não sabe o que fazer com Dilma
Um ano depois do afastamento, presidente cassada vira problema dentro do partido; candidatura ao Senado ou Câmara é cogitada

Ricardo Galhardo, O Estado de S.Paulo
31 Agosto 2017 | 05h00

Um ano depois do impeachment, a presidente cassada Dilma Rousseff é vista por setores amplos do PT como uma página a ser virada. Embora o discurso oficial seja de martirização de Dilma e a militância apoie a ex-presidente, alas petistas a consideram culpada pela derrocada do partido e uma ameaça para a volta de Luiz Inácio Lula da Silva ao Palácio do Planalto.

Segundo estes setores do partido, a falta de controle de Dilma sobre a Polícia Federal – e não os casos de corrupção envolvendo integrantes da legenda – resultou na Lava Jato, no impeachment e na disseminação do sentimento antipetista.

Por outro lado, estes mesmos setores consideram que as maiores dificuldades para o retorno de Lula à Presidência são reverter o entendimento comum de que os erros de Dilma são a origem da crise econômica e recompor a aliança de centro esquerda esfacelada no processo de impeachment.

O partido não sabe o que fazer com Dilma. Hoje, as funções da presidente cassada se resumem à presidência do conselho curador da Fundação Perseu Abramo, muito longe do centro de poder real da sigla.

Na semana passada, a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, ex-ministra e uma das petistas mais próximas e fiéis a Dilma, perguntou à presidente cassada se ela pretende se candidatar em 2018.

“Ela disse que não tem nada decidido. Mas, se decidir se candidatar, vai ter muito voto”, disse a senadora. Para Gleisi, “Dilma é a grande liderança que encarna a injustiça contra o PT”.

2018. No entanto, a opinião da presidente do partido não é compartilhada por setores relevantes da máquina partidária. Em conversas reservadas, dirigentes dizem que, se Dilma for derrotada na disputa por uma cadeira no Senado pelo Rio Grande do Sul ou pelo Rio, causaria mais desgaste ao PT. Outros afirmam que ela tiraria a vaga de um senador petista e aceitam, no máximo, uma candidatura a deputado federal.

As críticas, antes veladas, agora vieram à tona. O próprio Lula, em entrevista à uma rádio de Salvador, apontou falhas de Dilma na condução da política e da economia e disse que ela poderia ter tomado a decisão de não se candidatar à reeleição.

O presidente estadual do PT do Rio, Washington Quaquá, escreveu que, com a chegada de Dilma ao Planalto, “uma arrogância desmedida tomou conta do centro de decisões”.

Em conversas recentes com amigos, Dilma demonstra falta de vontade de voltar a morar a Brasília, ficar presa a um mandato e ter de conviver com políticos que considera traidores.

Ela prefere a agenda de viagens internacionais nas quais denuncia o que chama de “golpe” e a convivência com intelectuais e artistas. No início de setembro, ela volta à Europa para um giro que inclui França, Bélgica, Itália e talvez a Rússia. Desta vez, além de “denunciar” o impeachment, vai fazer a defesa do direito de Lula de disputar a eleição de 2018.

A relação com o ex-presidente continua “inabalável”. Ambos conversam com frequência e se encontram quando possível. Defender Lula é uma das prioridades de Dilma. Na véspera da morte de seu ex-marido Carlos Araújo, ela foi ao Rio para o lançamento de um livro de juristas contra a condenação do petista pelo juiz Sérgio Moro, embora Araújo estivesse hospitalizado. A tristeza causada pela morte do ex-companheiro foi notada por amigos.

Dilma só demonstra incômodo com as agendas intermináveis do antecessor. Semana passada, confrontada com roteiro da caravana de Lula no Nordeste, capitulou: “Meu filho, não tenho mais saúde para essas coisas”.

Ela passa os dias entre Porto Alegre, Rio e Belo Horizonte, onde mora sua mãe. Mantém a rotina de pedaladas matinais e, à medida que as reações hostis diminuíram, tem gostado mais da relação direta com o povo. Ela vive da aposentadoria de R$ 5 mil, investimentos e aluguéis de imóveis da família.

Pouco tempo atrás teve oportunidade de comprar o apartamento vizinho ao seu, em Porto Alegre, mas recusou a oferta para não dispor dos R$ 1,2 mil mensais da taxa de condomínio.
ESTADÃO


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Dilma Rousseff • Rodrigo Janot denuncia Dilma por obstrução da Justiça
MensagemEnviado: 02 Set 2017, 01:24 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 20:39
Mensagens: 63871
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3426 vezes
Foi curtido: 801 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo


:pancada:

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Dilma Rousseff • Rodrigo Janot denuncia Dilma por obstrução da Justiça
MensagemEnviado: 07 Set 2017, 00:48 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 20:39
Mensagens: 63871
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3426 vezes
Foi curtido: 801 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/janot-denuncia-lula-e-dilma-por-obstrucao-de-justica/

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou nesta quarta-feira (6) uma nova denúncia contra os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, ambos do PT, desta vez por obstrução de justiça. O ex-ministro Aloizio Mercadante também foi denunciado pela PGR pelo mesmo crime.

Janot também menciona a troca de informações sigilosas sobre as investigações entre Dilma e a empresária Mônica Moura, mulher do marqueteiro João Santana, por meio de “contas de correio eletrônico clandestinas”, entre 2015 e 2016. Por último, o procurador-geral da República cita a nomeação de Lula, em março de 2016, para o cargo de ministro-chefe da Casa Civil, com a suposta finalidade de garantir-lhe foro privilegiado.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Dilma Rousseff • Rodrigo Janot denuncia Dilma por obstrução da Justiça
MensagemEnviado: 12 Out 2017, 20:18 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 23854
Curtiu: 1937 vezes
Foi curtido: 1248 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
TCU bloqueia bens de Dilma, Palocci e Gabrielli por prejuízos com Pasadena
11 de outubro de 2017, 19h39

Ao identificar “má gestão proposital com a finalidade de encobrir desvios”, o Tribunal de Contas da União determinou nesta quarta-feira (11/19) o bloqueio de bens da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) pelos prejuízos que a Petrobras sofreu quando comprou a refinaria de Pasadena, no Texas.

A medida vale por um ano e também atinge o ex-ministro Antonio Palocci e o ex-presidente da petrolífera José Sérgio Gabrielli, que integravam o Conselho de Administração da estatal na época da negociação, em 2006, e aprovaram o negócio por unanimidade. A Petrobras comprou 50% da refinaria, mas, por causa das cláusulas do contrato, acabou obrigada a adquirir toda a unidade e desembolsar US$ 1,18 bilhão.

Reprodução
Imagem
Dilma Rousseff comandava Conselho de Administração da Petrobras quando refinaria de Pasadena foi comprada.

O relator do processo, ministro Vital do Rego, disse que o conselho cometeu uma série de irregularidades na compra da refinaria.

“À primeira vista, todas essas circunstâncias poderiam indicar uma provável deficiência gerencial ou até mesmo decisões tomadas com base em cenários pertinentes, mas que não se realizaram. No entanto, o aprofundamento das apurações e toda a documentação aqui carreada indicam má gestão proposital com a finalidade de encobrir desvios”, afirmou.

Segundo o TCU, o prejuízo com a compra de Pasadena chegou a US$ 580,4 milhões. O bloqueio deverá alcançar todo o patrimônio necessário para garantir o integral ressarcimento do débito, exceto bens financeiros considerados necessários para a subsistência, inclusive tratamentos de saúde, e dos familiares deles dependentes. Ainda cabe recurso.

Em agosto, o TCU já condenou Gabrielli e o ex-diretor da área internacional da Petrobras Nestor Cerveró a pagar US$ 79,89 milhões, mais R$ 10 milhões cada um em multas, e declarou ambos inabilitados para exercer cargo público por oito anos.

A defesa de Dilma afirma não haver “prova alguma de qualquer ilícito praticado pelo Conselho Administrativo da Petrobras”, conforme nota divulgada pelo blog do jornalista Fausto Macedo, do jornal O Estado de S. Paulo. O texto diz que os membros do colegiado da estatal foram induzidos a erro.

“Está claro, pelas próprias atas do Conselho de Administração da Petrobras, que a compra de 50% das ações de Pasadena foi feita com base em avaliações e informações jurídicas e financeiras consideradas íntegras e cabais. Dois anos depois, o Conselho foi informado que tais informações eram parciais e incorretas, transmitidas por diretor hoje condenado por corrupção”, alega a defesa.
CONJUR - CONSULTOR JURÍDICO / AGÊNCIA BRASIL


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Dilma Rousseff • Rodrigo Janot denuncia Dilma por obstrução da Justiça
MensagemEnviado: Ontem, 13:19 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 23854
Curtiu: 1937 vezes
Foi curtido: 1248 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Dilma vai usar delação de Funaro para pedir anulação do impeachment
Imagem
HÁ 23 HORAS POR FOLHAPRESS

Segundo o ex-operador do PMDB, Eduardo Cunha recebeu R$ 1 milhão para "comprar" votos a favor do afastamento da petista

Imagem
© Reuters

A defesa de Dilma Rousseff vai usar as declarações de Lucio Funaro em sua delação premiada para reforçar o pedido de anulação do impeachment que a tirou do cargo, em 2016.

Segundo o ex-operador do PMDB, o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha recebeu R$ 1 milhão para "comprar" votos a favor do afastamento da petista.

O próprio Funaro teria providenciado os recursos, que teriam sido usados para Cunha "ir pagando os compromissos que ele tinha assumido" com os parlamentares que votaram contra Dilma.

"Desde o início do processo de impeachment, a defesa da presidenta eleita Dilma Rousseff tem sustentado que o processo que a afastou da Presidência da República é nulo", diz o ex-ministro e advogado da petista, José Eduardo Cardozo.

"Agora, na delação premiada do senhor Lúcio Funaro, ficou demonstrado que o ex-deputado Eduardo Cunha comprou votos de parlamentares em favor do impeachment", segue Cardozo, em nota.

Ele afirma que a defesa de Dilma "irá requerer, nesta terça-feira, 17 de outubro, a juntada dessa prova nos autos do mandado de segurança, ainda não julgado pelo STF, em que se pede a anulação da decisão que cassou o mandato de uma presidente legitimamente eleita".

Leia a íntegra da nota de Cardozo:

1. Desde o início do processo de impeachment, a defesa da presidenta eleita Dilma Rousseff tem sustentado que o processo de impeachment que a afastou da Presidência da República é nulo, em razão de decisões ilegais e imorais tomadas pelo ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha e por todos os parlamentares que queriam evitar "a sangria da classe política brasileira".

2. Agora, na delação premiada do senhor Lúcio Funaro, ficou demonstrado que o ex-deputado Eduardo Cunha comprou votos de parlamentares em favor do impeachment.

3 - A defesa de Dilma Rousseff irá requerer, nesta terça-feira, 17 de outubro, a juntada dessa prova nos autos do mandado de segurança, ainda não julgado pelo STF, em que se pede a anulação da decisão que cassou o mandato de uma presidenta legitimamente eleita.

4. Entendemos que na defesa da Constituição e do Estado Democrático de direito, o Poder Judiciário não poderá deixar de se pronunciar a respeito, determinando a anulação do impeachment de Dilma Rousseff, por notório desvio de poder e pela ausência de qualquer prova de que tenha praticado crimes de responsabilidade.

José Eduardo Cardozo
Advogado da Presidenta Eleita Dilma Rousseff
NOTÍCIAS AO MINUTO / FOLHAPRESS


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Dilma Rousseff • Rodrigo Janot denuncia Dilma por obstrução da Justiça
MensagemEnviado: Ontem, 14:10 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 29 Dez 2015, 15:02
Mensagens: 5691
Localização: Dourados-MS
Curtiu: 791 vezes
Foi curtido: 370 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Santos
Fantasias: Não utilizo
Fluminense tá ficando com inveja da Dilma, tá sendo ultrapassado no número de recursos :vamp:

_________________
JF CHmaníaco

Usuário do Fórum Chaves desde 29 de Dezembro de 2015
Campeão do De Que Episódio é Essa Foto? - Edição 2016
Usuário do Mês de Outubro/2016


Cleberson Pereira escreveu:
Já podem fecha o tópico

Chilpayate escreveu:
Sim, sr. moderador.


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 2768 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 181, 182, 183, 184, 185

Todos os horários são GMT - 3 horas [ DST ]


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Jegue e 5 visitantes


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Procurar por:
Ir para: