Direito

Espaço para debates sobre assuntos que não sejam relacionados a Chespirito, como cinema, política, atualidades, música, cotidiano, games, tecnologias, etc.
Avatar do usuário
Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38358
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3628 vezes
Curtiram: 3076 vezes

Direito

Mensagem por Victor235 » 05 Jul 2020, 20:03

Tomara que não consiga. Estão usando uma interpretação muito errada do regimento interno. Nem o Maia deveria ter conseguido outro mandato na Câmara...
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88053
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5426 vezes
Curtiram: 1941 vezes

Direito

Mensagem por E.R » 10 Jul 2020, 19:28

NOTÍCIAS
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Phoebe Buffay
Membro
Membro
Mensagens: 7936
Registrado em: 13 Nov 2012, 23:45
Programa CH: Chespirito
Localização: Casa nº 21
Curtiu: 19 vezes
Curtiram: 689 vezes

Direito

Mensagem por Phoebe Buffay » 15 Jul 2020, 23:29

Victor235 escreveu:
05 Jul 2020, 20:03
Tomara que não consiga. Estão usando uma interpretação muito errada do regimento interno. Nem o Maia deveria ter conseguido outro mandato na Câmara...
Parece o Putin que não se desgruda da cadeira :lol:

Brincadeiras a parte, é notável o limbo de lideranças políticas que faltam no país, os políticos pragmáticos que tem ou são bem apagados ou não tem capacidade de liderança. O que resta, é essa tentativa de perpetuação de poder por parte de Maia e Alcolumbre.
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88053
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5426 vezes
Curtiram: 1941 vezes

Direito

Mensagem por E.R » 17 Jul 2020, 07:14

NOTÍCIAS
Nomes que podem ir para o STF futuramente :

. André Mendonça (ministro da Justiça)

. Jorge Oliveira (ministro da Secretaria-Geral da Presidência)

. Marcelo Bretas (juiz)

. João Otávio de Noronha (presidente do Superior Tribunal de Justiça)
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38358
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3628 vezes
Curtiram: 3076 vezes

Direito

Mensagem por Victor235 » 20 Jul 2020, 19:34

"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Avatar do usuário
Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38358
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3628 vezes
Curtiram: 3076 vezes

Direito

Mensagem por Victor235 » 21 Jul 2020, 20:11

Imagem
Advogado usa nome da OAB para apoiar desembargador que rasgou multa em SP
O presidente da Comissão de Direito dos Refugiados e Migrantes da seccional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) em Santo André (SP), Alberto Carlos Dias, usou o nome da entidade para apoiar o desembargador Eduardo Siqueira, que desacatou 1 agente da Guarda Municipal de Santos no último sábado (18.jul.2020).
Em nota, Alberto Carlos Dias afirmou que a conduta do desembargador foi retratada “indevidamente” pela imprensa.
“A conduta do Desembargador retratada indevidamente pelos veículos de comunicação, com o fito apenas em impingi-lo como autoritário, reflete mais uma vez a sanha dos veículos de comunicação em alcançar os seus patrocinadores por meio do sensacionalismo”, afirmou.
“A ligação ao Inspetor -Chefe da Guarda Civil de Santos, apresentou o condão em resolver o conflito de maneira efetiva e legal, afinal quem não preza pela celeridade processual? [...] Igualmente, nenhum magistrado pode ser punido ou ameaçado de punição porque se manifestou publicamente na defesa da independência funcional da magistratura”.
A presidente da OAB de Santo André, Andréa Tartuce, informou que a comissão presidida por Alberto Carlos Dias não tem autorização para falar em nome da entidade, e que o advogado será afastado de suas funções por motivos de descumprimento ao regimento interno.
https://www.poder360.com.br/brasil/advo ... lta-em-sp/
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Avatar do usuário
A Turma do Chaves
Membro
Membro
Mensagens: 646
Registrado em: 20 Mai 2020, 18:57
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Levy Gasparian, RJ
Curtiu: 26 vezes
Curtiram: 56 vezes

Direito

Mensagem por A Turma do Chaves » 21 Jul 2020, 21:08

a cara do cara é o melhor da notícia kkkkkkkkkkkkkkkk
Esses usuários curtiram o post de A Turma do Chaves (total: 1):
Victor235
Imagem

Avatar do usuário
Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38358
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3628 vezes
Curtiram: 3076 vezes

Direito

Mensagem por Victor235 » 24 Jul 2020, 12:01

Twitter terá que identificar autor de ataques a chefe de gabinete de Araújo
A Justiça do Distrito Federal determinou que o Twitter exclua posts considerados ofensivos feitos contra Pedro Wollny, chefe de gabinete do ministro Ernesto Araújo (Relações Exteriores). A rede social tem 10 dias úteis para entregar os dados cadastrais disponíveis (nome completo, CPF e endereço) e os registros de IPs para identificação do ofensor vinculado ao perfil.
As postagens foram feitas em 1 perfil intitulado “Abu V” e, de acordo com a decisão, continham supostos ataques à honra de Wollny e possível caráter ilícito (civil e criminal).
Várias das mensagens denunciadas foram consideradas de caráter preconceituoso. Segundo a Justiça, têm a “intenção de atingir a honra do autor, eventualmente atacando sua orientação sexual, o que pode configurar injúria racial, após a interpretação ampliativa recente feita pelo Supremo Tribunal Federal“. Em 1 dos posts, o responsável pelo perfil disse que Wollny teria sido responsável pelo fim do casamento de Ernesto Araújo.
Pela decisão, o Twitter deve fornecer também as datas e horários GMT de acessos, bem como a porta lógica, de todos os acessos do responsável pela criação da conta no período analisado: de 16 de junho a 8 de julho de 2020.
https://www.poder360.com.br/justica/twi ... de-araujo/
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88053
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5426 vezes
Curtiram: 1941 vezes

Direito

Mensagem por E.R » 31 Jul 2020, 09:40

NOTÍCIAS


Allan dos Santos acusa Alexandre de Moraes (ministro do STF) de colocar escuta em sua casa.

No vídeo também há acusação contra o Ministro Barroso.

Editado pela última vez por E.R em 01 Ago 2020, 06:05, em um total de 1 vez.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88053
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5426 vezes
Curtiram: 1941 vezes

Direito

Mensagem por E.R » 31 Jul 2020, 11:52

NOTÍCIAS
O portal Terça Livre teve acesso nesta quinta-feira, 30, a uma carta conjunta de denúncia assinada por um ex-funcionário da Google e outros dois ex-funcionários do Facebook, endereçada aos membros do Comitê Judiciário da Câmara dos Estados Unidos.

O documento de seis páginas aponta uma série de acusações às redes sociais por censura aplicada aos conservadores ou liberais “mais alinhados à direita”.

Na carta, Zach McElroy, ex-moderador de conteúdo do Facebook, Zach Vorhies, ex-engenheiro de software da Google e Ryan Hartwig, ex-criador de conteúdo da Google, afirma que a censura “não é apenas uma preocupação doméstica”, mas uma pandemia global que infectou o mundo de uma maneira importante.

“Inclusive no Brasil, onde o judiciário federal está conspirando com o Facebook e o Twitter contra o Presidente brasileiro Jair Bolsonaro”, diz um trecho da carta.

Em outro trecho da carta, o ex-funcionário da Google afirmou ainda que existe um projeto de censura por parte das grandes empresas da internet.

“Eu me demiti do Google depois de descobrir um amplo projeto de censura chamado ‘Equidade de aprendizado de máquina’. Este projeto e seus subcomponentes representam um regime de censura que transforma o sistema de internet aberta da América em um sistema de internet censurado”, afirma na carta.

E continua :

“‘Não intervimos manualmente em nenhum resultado de pesquisa específico’. Estas foram as palavras do CEO do Google, Sundar Pichai, em 11 de dezembro de 2018 no Comitê Judiciário da Câmara.

Se o CEO do Google tivesse simplesmente feito uma pesquisa interna do termo ‘lista negra’ de dentro da empresa, ele teria encontrado o ‘youtube_controversial_query_blacklist’ abrangendo 42 páginas que ilustram a supressão de pesquisa e um profundo viés anti-Donald Trump”.

Embora este esteja longe de ser o único exemplo, mostra o grau em que o Google está disposto a afirmar publicamente a neutralidade, enquanto produz internamente uma imparcialidade absoluta.

“No último mês, tive a oportunidade de fazer entrevistas na mídia com mais de 20 veículos de notícias diferentes, nos Estados Unidos e no exterior. Em minhas entrevistas na Espanha, Canadá e Colômbia, notei que os cidadãos estão preocupados com o alcance e a influência do Facebook em suas eleições”, diz ainda Ryan Hartwig .

Os conservadores desses países também sofrem censura política. Esta não é apenas uma preocupação doméstica, é uma pandemia global; a censura política infectou o mundo de maneira importante, inclusive no Brasil, onde o judiciário federal está conspirando com o Facebook e o Twitter contra o presidente brasileiro Jair Bolsonaro.

O Facebook e o Twitter se dobram rapidamente quando são fortemente armados por uma multidão federal corrupta (equivalente à grande mídia nos Estados Unidos) puramente para fins políticos.

O ex-funcionário da Google ainda afirma que o viés político está permitindo não rotular, por exemplo, a Antifa como uma organização criminosa, apesar das inúmeras evidências sobre isso.

“Viés político significa excluir vídeos de apoiadores de Donald Trump sendo vitimados e atacados. Preconceito político significa proteger certos denunciantes e ativistas ambientais”, disse.

“Peço fortemente aos membros do Congresso que tomem medidas, seja por meio de alguma legislação, para limitar o poder do Facebook de reprimir a expressão política”, finaliza a carta.
Imagem
Imagem

Responder