Carros e Motos

Tópico para notícias e discussão sobre veículos.

Espaço para debates sobre assuntos que não sejam relacionados a Chespirito, como cinema, política, atualidades, música, cotidiano, games, tecnologias, etc.
Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 90985
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5579 vezes
Curtiram: 2032 vezes

Carros e Motos

Mensagem por E.R » 23 Abr 2020, 12:21

https://exame.abril.com.br/revista-exam ... -adaptada/

Desde sua chegada ao Brasil em 1994, pelas mãos do tricampeão Ayrton Senna, a Audi tratou de envolver seus lançamentos em apresentações espetaculares.

Neste ano de 2020, a apresentação do e-tron também promete causar. Trata-se, afinal, do primeiro carro elétrico da marca, uma bússola apontando o futuro da montadora alemã. Estava tudo certo para um grande evento em maio. Mas no meio do caminho tinha uma pandemia.

A apresentação para a imprensa, normalmente em roteiros cinco estrelas por estradas e pernoites em hotéis de alto padrão, mudou radicalmente. Foi feita de forma individualizada, em um centro técnico da marca em São Paulo, e cada jornalista chegava na hora marcada para receber o carro, devidamente esterilizado e abastecido com máscara e álcool em gel, tudo aos olhos atentos de um serviço médico.

Ao final do dia, o e-tron voltava para a base, onde era novamente higienizado e preparado para outra sessão de avaliação.

A estimativa inicial é que seriam vendidas 200 unidades neste ano — e alguns clientes até já reservaram o carro.

O e-tron foi lançado mundialmente em dezembro de 2018, em Abu Dhabi, ocasião em que este repórter esteve presente e rodou por 400 quilômetros com o elétrico, entre deserto, terra e asfalto. O SUV que chega ao Brasil é o mesmo, estiloso, clean. Mudou apenas o pacote de opcionais.
Editado pela última vez por E.R em 17 Jun 2020, 09:43, em um total de 1 vez.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 90985
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5579 vezes
Curtiram: 2032 vezes

Re: Carros e Motos

Mensagem por E.R » 30 Abr 2020, 00:59

Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 90985
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5579 vezes
Curtiram: 2032 vezes

Re: Carros e Motos

Mensagem por E.R » 04 Mai 2020, 21:17

https://exame.abril.com.br/negocios/ven ... fenabrave/

Os emplacamentos de automóveis e comerciais leves, em abril, acumularam apenas 51.362 unidades, queda de 77% na comparação anual, informou a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

O desempenho da rede de concessionários foi fortemente impactado pela pandemia do novo coronavírus.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Barbano
Administrador
Administrador
Mensagens: 42329
Registrado em: 28 Jan 2009, 13:29
Time de Futebol: São Paulo
Localização: São Carlos (SP)
Curtiu: 1979 vezes
Curtiram: 3948 vezes

Re: Carros e Motos

Mensagem por Barbano » 07 Mai 2020, 14:05

Teve muito ainda. Maioria dos locais de emplacamento tá fechado, bem como os Detrans.
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 90985
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5579 vezes
Curtiram: 2032 vezes

Re: Carros e Motos

Mensagem por E.R » 09 Mai 2020, 03:59

https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2 ... egos.shtml

A pandemia do novo coronavírus derrubou a produção de veículos em abril.

Os números regrediram a níveis registrados em 1957, primeiro ano cheio de uma indústria que surgiu com o Plano de Metas do governo Juscelino Kubitschek.

Apenas 1.800 unidades foram fabricadas no país no mês passado, segundo a Anfavea (entidade que representa as montadoras instaladas no Brasil). a produção de veículos caiu 99,4% em relação a abril de 2019 e 99% na comparação com março.

Assim como ocorreu nos anos 1950, a solução para fortalecer a cadeia automobilística deve passar pelo incentivo à produção local, uma forma de preservar empregos e melhorar a rentabilidade diante da alta do dólar.

“A localização é uma questão crítica para reduzir a exposição ao câmbio, temos focado nisso já há algum tempo. Mas, claramente, os níveis atuais ainda deixam uma grande parte do nosso negócio exposta, o real tem sido uma das moedas com pior desempenho de todos os mercados emergentes”, diz Carlos Zarlenga, presidente da General Motors América do Sul.

O executivo lembra que a moeda acumula uma desvalorização de quase 40% desde janeiro de 2020. “Isso afeta drasticamente a lucratividade da indústria e da GM. A maioria das empresas de automóveis está perdendo dinheiro, e o colapso extraordinário do real faz esse cenário ficar insustentável.”

Sobre o processo de nacionalizar componentes, Moraes explica que sempre será necessário importar algumas tecnologias e peças de menor volume. Há também o problema dos prazos de desenvolvimento e homologação: equipamentos de segurança, por exemplo, levam cerca de 24 meses para serem desenvolvidos e aplicados nos automóveis.

Por outro lado, há muitos outros itens que podem voltar a ser manufaturados no Brasil, pois migraram para o exterior apenas por questões de custo. Essa reversão, além de contornar o problema do câmbio, será importante para manter a indústria ativa em um ambiente de redução das vendas e de baixa atratividade para disputar contratos.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 90985
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5579 vezes
Curtiram: 2032 vezes

Re: Carros e Motos

Mensagem por E.R » 12 Mai 2020, 02:48

https://exame.abril.com.br/negocios/fia ... -reduzido/

A Fiat Chrysler anunciou o religamento gradual de suas fábricas de veículos no Brasil após 48 dias de paralisação devido às consequências da epidemia de Covid-19 no país.

A companhia afirmou que 4.300 funcionários da fábrica em Betim (MG), a maior da empresa na América Latina, retornaram ao trabalho e que outros 1.500 voltaram a seus postos na unidade em Goiana (PE).

Além deles, 600 trabalhadores já tinham voltado para a fábrica de motores de Campo Largo (PR) em 4 de maio.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 90985
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5579 vezes
Curtiram: 2032 vezes

Carros e Motos

Mensagem por E.R » 21 Mai 2020, 00:03

NOTÍCIAS
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 90985
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5579 vezes
Curtiram: 2032 vezes

Carros e Motos

Mensagem por E.R » 17 Jun 2020, 09:41

NOTÍCIAS
ANCELMO GOIS - O GLOBO

A Nissan vai retomar a produção na fábrica em Resende na semana que vem.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 90985
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5579 vezes
Curtiram: 2032 vezes

Carros e Motos

Mensagem por E.R » 23 Jun 2020, 05:01

NOTÍCIAS
O ESTADO DE S.PAULO

Às vésperas de retomar a produção nesta quarta-feira, após quase três meses de paralisação, a Nissan anunciou ontem 398 demissões na fábrica de Resende (RJ), em meio à crise provocada pela pandemia de covid-19.

O número equivale a 16% da mão de obra da empresa na unidade, onde são feitos os modelos March, Versa e Kicks.

A montadora informou que vai voltar às operações com apenas um turno de trabalho.

Antes da parada operava em dois turnos, com um total de 2,5 mil funcionários.

A empresa alega que está adequando suas operações à nova situação do mercado automotivo em decorrência da crise atual e precisou adotar a medida “para garantir a sustentabilidade do seu negócio no País e a travessia deste momento de adversidade”.

Segundo a Nissan, os cortes levam em conta as projeções de queda do mercado automotivo para este ano.

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) projetava em janeiro vendas de 3 milhões de veículos no País, previsão revista no início deste mês para 1,67 milhão de unidades.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 90985
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5579 vezes
Curtiram: 2032 vezes

Carros e Motos

Mensagem por E.R » 24 Jun 2020, 00:01

NOTÍCIAS
Imagem
Imagem

Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38503
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3639 vezes
Curtiram: 3086 vezes

Carros e Motos

Mensagem por Victor235 » 24 Jun 2020, 22:22

Quer é uma coisa, poder, e em plena pandemia, é outra...

Sobre a Nissan, que sacanagem, logo depois que anunciam na imprensa a retomada da produção (o que deve ter gerado expectativa alta nos funcionários), demitem toda essa gente?
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 90985
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5579 vezes
Curtiram: 2032 vezes

Carros e Motos

Mensagem por E.R » 25 Jun 2020, 00:30

NOTÍCIAS
Imagem
Imagem

Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38503
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3639 vezes
Curtiram: 3086 vezes

Carros e Motos

Mensagem por Victor235 » 25 Jun 2020, 00:45

"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 90985
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5579 vezes
Curtiram: 2032 vezes

Carros e Motos

Mensagem por E.R » 27 Jun 2020, 05:58

NOTÍCIAS
https://www1.folha.uol.com.br/sobretudo ... mada.shtml

Após uma série de adiamentos causados pela pandemia do novo coronavírus, o segundo semestre de 2020 vai concentrar os lançamentos do ano na indústria automotiva.

Carros que devem disputar as primeiras posições de vendas em seus segmentos chegam às concessionárias ao mesmo tempo, o que deve estimular o mercado nos próximos meses.

Os modelos mais aguardados são a nova picape Fiat Strada, o utilitário esportivo Volkswagen Nivus e a segunda geração do hatch compacto Peugeot 208.

São carros que pertencem a segmentos de grande volume no Brasil : juntos, esses três nichos respondem por cerca de 70% das vendas de veículos leves e pesados no país.

As fabricantes esperam que as novidades sejam tão bem recebidas pelos consumidores como foi o novo jipinho urbano Chevrolet Tracker, cujas vendas começaram de forma prioritariamente online ainda no mês de abril.

Hoje, o carro Chevrolet Tracker está entre os mais vendidos do Brasil e com crescimento de 50,7% na comparação entre os meses de maio de 2020 e de 2019.

De acordo com Alarico Assumpção Júnior, presidente da Fenabrave (entidade que representa os distribuidores de veículos), apenas 32% das 7.200 concessionárias do país estavam com seus departamentos de vendas funcionando no começo de abril.

Nesse período, alguns negócios foram fechados pela internet, tendência que se estendeu pelo mês de maio.

O empresário acredita que números mais consolidados serão apurados no mês de julho, quando muitas das novidades já estarão nas lojas, e as montadoras estarão produzindo ao menos em um turno.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 90985
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5579 vezes
Curtiram: 2032 vezes

Carros e Motos

Mensagem por E.R » 30 Jun 2020, 21:32

NOTÍCIAS
https://quatrorodas.abril.com.br/notici ... d-escapam/

A Honda atualizou os preços de seus veículos no configurador de seu site oficial nesta semana, e o reajuste chega até 9,75%.

De todos os veículos e versões oferecidos pela marca japonesa em nosso mercado, apenas a opção Personal – destinadas ao público PcD – de City e Fit escaparam da alta, mantendo o valor de R$ 68.700.

Modelos importados foram os que registraram as maiores altas, consequência da recente disparada do dólar acima dos R$ 5.
Imagem
Imagem

Responder