Fórum Portal Vídeos Guia de Episódios Sobre



Todos os horários são GMT - 3 horas


Portal Chespirito Chico Rei



Criar novo tópico Responder  [ 746 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 42, 43, 44, 45, 46, 47, 48 ... 50  Próximo
  Exibir página para impressão

Re: Notícias e Debates sobre o Rio de Janeiro
Autor Mensagem
MensagemEnviado: 09 Nov 2016, 21:10 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 07 Ago 2011, 19:05
Mensagens: 1845
Localização: Onde eu estiver
Curtiu: 25 vezes
Foi curtido: 137 vezes
Fantasias: Não utilizo
Enquanto acontece as algazarras lá de fora, por aqui a situação tá tensa.

Nesses últimos dois dias, teve manifestos para impedir a aprovação de um decreto do governo do Estado, que diz que vai aumentar as despesas, ou descontar os salários, dos servidores públicos de 11 para 30%.

As últimas informações estão nesses links abaixo:

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noti ... verno.html

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noti ... acote.html

_________________
Desde 2011

Ela não desapareceu, apenas se escondeu.


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Notícias e Debates sobre o Rio de Janeiro
MensagemEnviado: 05 Dez 2016, 23:52 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 60733
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3159 vezes
Foi curtido: 739 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/fechamento-de-unidades-supreende-usuarios-de-restaurantes-populares-do-rj.ghtml

Pessoas que dependiam do restaurante popular de Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, foram surpreendidas com o fechamento do estabelecimento nesta segunda-feira (5).

Como mostrou o RJTV desta segunda-feira (5), além de Niterói, o restaurante popular de Irajá, na Zona Norte também foi fechado por falta de pagamento do estado.

Quem tomava café da manhã e almoçava nesses restaurantes não sabe como vai fazer para comer pagando barato.

O café da manhã custava 50 centavos e o almoço R$2,00.

O RJTV foi até Niterói e encontrou muita gente que não sabia do fechamento.

A aposentada Maria Waldete Gonçalves contava com o restaurante popular da Central do Brasil. Depois que ele fechou, ela passou a almoçar em Niterói. Nesta segunda (5), ela foi surpreendida com mais um restaurante popular fechado.

"Agora o que eu vou fazer é puxar mais dinheiro e pronto. Eu sou aposentada. Estou desempregada, fazer o que ? Agora você pagava 2 reais vai ter que pagar 20 ? Com que dinheiro ? Eu não vou passar fome", diz a aposentada.

A empresa Alimentação Carmense, que administra os restaurantes de Niterói e Irajá diz que a dívida do governo do estado do Rio de Janeiro é de R$7,2 milhões.

A empresa afirma que buscou entendimento junto à Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos para evitar o fechamento, inclusive com aquisição de crédito junto a instituições bancárias, porém chegou ao limite de endividamento.

Indignado, o aposentado diz que o restaurante vai fazer muita falta para quem não tem condições de pagar mais caro em um prato. "Esse restaurante é a solução das pessoas que não tem como pagar R$15 numa quentinha", destaca o aposentado.

Em novembro, três restaurantes administrados por uma outra empresa, Home Bread Multiserviços, também pararam de funcionar pelo mesmo motivo. Só restaram três restaurantes abertos. Os restaurantes de Volta Redonda, Nova Iguaçu e Duque de Caxias.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Notícias e Debates sobre o Rio de Janeiro
MensagemEnviado: 06 Dez 2016, 08:03 
Offline
Avatar do usuário
Administrador

Registrado em: 28 Jan 2009, 13:29
Mensagens: 34654
Localização: São Carlos (SP)
Curtiu: 1163 vezes
Foi curtido: 2015 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: São Paulo
Fantasias: Não utilizo
Não existe almoço grátis. Agora literalmente.


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Notícias e Debates sobre o Rio de Janeiro
MensagemEnviado: 09 Dez 2016, 21:53 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 60733
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3159 vezes
Foi curtido: 739 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2016/11/21/ex-assessor-de-picciani-tambem-esta-na-mira-da-lava-jato.htm

Imagem
A Operação Calicute, etapa da Operação Lava Jato que prendeu o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho (PMDB), capturou também um ex-assessor de seu aliado, o deputado Jorge Picciani (PMDB).

José Orlando Rabelo atuou no gabinete do presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) com salários de cerca de R$ 10 mil.

José Orlando Rabelo foi citado por dois executivos da Carioca Engenharia, como encarregado de pegar propina para Hudson Braga, ex-secretário de Obras do governo Cabral.

O Ministério Público Federal afirma que, após Hudson Braga deixar o governo do Rio, José Orlando Rabelo passou a ocupar cargo em comissão na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, vinculado ao gabinete do deputado Jorge Picciani.

A despeito disso, continuou a trabalhar para Hudson Braga, resolvendo desde assuntos pessoais (como projeto para construção de uma casa) até questões relacionadas às empresas deste. Conforme apurado pela Polícia Federal, Rabelo começou a trabalhar na empresa de consultoria de Hudson Braga, a H Braga Consultoria Empresarial - EPP.

"Em 16 de março de 2015, foi assinado entre a H Braga e Rabelo um contrato de prestação de serviços de consultoria administrativa e financeira. Em 2016, Rabelo passou também a constar como funcionário da Sulcon, outra empresa (...) do investigado Hudson Braga", relata a Procuradoria da República.

"Mesmo lotado no Gabinete do deputado Jorge Picciani, José Orlando, em e-mail enviado para terceiros, deixa expresso, portanto, para quem trabalha, assinando a mensagem com a identificação de H. Braga Consultoria", diz a promotoria.

Executivos da Carioca e da Andrade Gutierrez afirmaram que Hudson Braga cobrava propina no valor de 1% dos contratos celebrados com o Governo do Estado do Rio de Janeiro. O nome do ex-secretário foi citado por seis colaboradores diferentes, segundo o Ministério Público Federal.

"A relação de proximidade entre José Orlando e Hudson Braga existe, no mínimo, desde 26 de setembro de 2011, quando o primeiro foi nomeado para ocupar cargo do alto escalão da Secretaria de Obras do Estado Rio de Janeiro", afirma a força-tarefa da Lava Jato. "Desde então, José Orlando, após assumir o cargo de chefe de gabinete de Hudson Braga, tornou-se seu 'secretário particular', resolvendo diversas pendências que iam desde agendamento de consultas médicas até a cobrança de pagamento de propina, conforme teor de e-mails descritos adiante."

Quebra telemática na Lava Jato apontou para "diversos e-mails" que indicariam crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. A força-tarefa destacou uma das mensagens.

"No e-mail com o sugestivo título 'caixinha', Hudson Braga cobra José Orlando por este não ter entregue possivelmente dinheiro oriundo de propina", anota a Procuradoria da República.

Em 31 de agosto de 2012, Hudson Braga escreve a José Orlando e a um interlocutor identificado como "SS Iran". "O prazo dos srs esgotou hoje e nenhum de vocês dois me trouxeram nada!!!! Eh lamentável eu ter que ficar cobrando!!! Gostaria de inverter essa lógica!!! Não estou conseguindo mais ficar cobrando minha pressão não está ajudando!!! Foi a minha última cobrança!!", diz Husdon na mensagem.

No dia seguinte, em 1º de setembro de 2012, às 12h03, José Orlando Rabelo responde. "Secretário, falo na segunda pessoalmente com você sobre este item. Att."

Rabelo está na mesma cela de Sérgio Cabral no Complexo de Bangu. Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), o peemedebista está preso na Cadeia Pública Pedrolino Werling de Oliveira, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu. O ex-governador divide cela com mais cinco internos, de nível superior, que também foram presos na mesma operação: José Orlando Rabelo, Carlos Emanuel de Carvalho Miranda, Hudson Braga, Luiz Paulo Reis e Paulo Fernando Magalhães Pinto Gonçalves.



--


_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Notícias e Debates sobre o Rio de Janeiro
MensagemEnviado: 09 Dez 2016, 23:10 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 60733
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3159 vezes
Foi curtido: 739 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
http://odia.ig.com.br/rio-de-janeiro/2016-12-09/picciani-nomeou-ex-mulher-de-cabral-na-alerj.html

Imagem

Citada na Operação Calicute como suposta beneficiária de dinheiro oriundo de esquema de corrupção em obras que teria funcionado no governo do Rio de Janeiro de 2007 a 2014, Susana Neves Cabral, ex-mulher do ex-governador Sérgio Cabral Filho (PMDB), foi nomeada há quatro meses assessora do presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Jorge Picciani (PMDB).

Pela função de chefe de gabinete parlamentar, Susana Neves Cabral recebeu, em novembro, R$ 17.630,51: R$ 3.443,46 por cargo em comissão e R$ 14.187,05 em gratificação.

Sérgio Cabral Filho e sua atual mulher, Adriana Ancelmo, estão presos no Complexo de Gericinó, por ordem da Justiça.

"Susana Neves Cabral foi nomeada em 1.º de agosto de 2016 na Presidência da Alerj e desde então presta assessoria política ao presidente Jorge Picciani", confirmou a Alerj à reportagem, por nota.

Embora conste como chefe de gabinete na folha de pagamento da Assembleia, Susana Neves Cabral não exerce a função.

Segundo a assessoria de imprensa do Legislativo estadual, "o cargo ocupado tem salário que corresponde ao salário de chefe de gabinete, por isso está publicado dessa forma". "Ela também trabalhou no gabinete de Francisco Dornelles (atual vice-governador do Rio) durante seus oito anos de mandato no Senado".

O órgão não informou a formação de Susana Neves Cabral e nem por quem ela foi indicada ao cargo. A reportagem procurou a ex-mulher de Cabral nesta sexta-feira mas não conseguiu localizá-la.

Susana Neves Cabral foi nomeada pelo próprio Jorge Picciani.

Ela é prima de Dornelles e do presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG).

Jorge Picciani é aliado e parceiro político de Sérgio Cabral Filho por muitos anos. De 1995 a 2002, Sérgio Cabral Filho presidiu a Alerj, enquanto o atual presidente era primeiro secretário.

Na denúncia em que pediu a prisão de Sérgio Cabral Filha, o Ministério Público Federal (MPF) afirmou que Susana Neves Cabral recebeu R$ 883 mil oriundos do esquema de corrupção que teria sido montado pelo ex-governador Sérgio Cabral Filho para receber propina de empreiteiras por grandes obras públicas.

Susana Neves Cabral teria recebido, ao menos em 13 ocasiões, recursos ilícitos da organização criminosa, de 2014 a 2016.

A denúncia não afirma que ela tivesse conhecimento da origem ilícita do dinheiro.

A ex-mulher de Sérgio Cabral Filho teria recebido repasses em dinheiro de dois supostos operadores de propina que agiriam a mando do peemedebista, Luiz Carlos Bezerra e Carlos Miranda. As investigações identificaram que Susana e Bezerra se comunicaram por 221 ligações telefônicas nos últimos cinco anos.

Durante as aputações da Operação Calicute, a Polícia Federal identificou uma transferência no valor de ¤ 10 mil para Susana feita por Bezerra. Miranda também foi detectado em ligações telefônicas com ela. A ex-mulher de Cabral, porém, não foi denunciada, nem indiciada nas investigações.

"Resta clara a vinculação entre Carlos Bezerra e a destinatária dos valores, ao se analisar os dados do Sittel, em que constam 221 ligações entre ambos, nos últimos cinco anos, o que confirma a função do operador financeiro no pagamento das despesas da ex-esposa de Sérgio Cabral", disseram os procuradores.

Segundo o MPF, Susana era tratada nas planilhas da distribuição da propina pelo codinome "Susi", como na do dia 23 de outubro de 2014, na qual consta: "26.018,00 visa Susi + carro 5.160,00 + seguro 1.647,00 = 32.825,00 + 10.000,00".


--

http://blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/post/picciani-visita-cabral.html

Imagem

Jorge Picciani, o poderoso-chefão do PMDB do Rio de Janeiro, visitou ontem Sérgio Cabral em Bangu.

Velhos companheiros, devem mesmo ter muito o que conversar.

A propósito, Sérgio Cabral continua chorando muito. E reclamando que foi esquecido pelos bajuladores de outrora.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Notícias e Debates sobre o Rio de Janeiro
MensagemEnviado: 11 Dez 2016, 03:15 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 60733
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3159 vezes
Foi curtido: 739 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
EXTRA

Imagem

O vereador César Maia (DEM) considera que é preciso evitar excessos como os cometidos por Eduardo Paes (PMDB), que, segundo ele, extrapolou nos gastos para divulgar os feitos de sua gestão na prefeitura do Rio de Janeiro.

Um levantamento feito pelo gabinete da vereadora Teresa Bergher (PSDB) mostra que, em oito anos de governo, Eduardo Paes gastou R$ 516,8 milhões em ações de publicidade, propaganda e comunicação social.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Notícias e Debates sobre o Rio de Janeiro
MensagemEnviado: 11 Dez 2016, 16:42 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 28 Jun 2013, 18:49
Mensagens: 5632
Localização: Centro de Atenção Integrada à Saúde Mental - Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo
Curtiu: 19 vezes
Foi curtido: 482 vezes
Programa CH: Chespirito
Time de Futebol: Ed Gein FC
Fantasias: Chiquinha
Nada sobre o italiano assassinado? Quando me contaram nem precisou falar a cidade. GPS vale merda no Rio, se tens um, joga fora.

_________________
Imagem

- Que filho da puta!


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Notícias e Debates sobre o Rio de Janeiro
MensagemEnviado: 18 Dez 2016, 22:14 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 60733
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3159 vezes
Foi curtido: 739 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2016/12/13/alerj-aprova-aumento-de-impostos-para-gasolina-luz-cerveja-e-cigarro-no-rj.htm

Imagem

A Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) aprovou o projeto que aumenta a alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) em diversos produtos e serviços no Estado, entre eles o da cerveja, cigarro, gasolina e de energia elétrica.

Os valores desses tributos vão durar enquanto o estado de calamidade estiver decretado.

O prazo atual é o dia 31 de dezembro de 2017.

A estimativa é que os reajustes gerem receita extra de R$ 800 milhões no ano que vem.

A lei que faz parte do pacote anticrise do governo do Rio de Janeiro aumenta para 20% a alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Serviços e Mercadorias) da cerveja e do chope. Antes, o percentual era de 19%, já inclusos os 2% destinados ao FECP (Fundo de Combate à Pobreza).

Segundo o projeto aprovado, o imposto sobre a gasolina sobe de 32% para 34%, sendo 4% revertidos para o FECP (Fundo de Combate à Pobreza).

Já na cerveja e no chope, o ICMS sairá de 17% para 18%, com mais 2% para o mesmo fundo.

Outros produtos e serviços que terão mais impostos são o cigarro (de 25% para 37%, com a derrubada de um decreto do governo que diminuía o imposto) e o setor de telecomunicação (de 30% para 32%, já incluídos os 4% para o FECP).

A proposta do governo para a mudança no ICMS para energia elétrica foi totalmente reformulada. Inicialmente, o Executivo queria reduzir a faixa de consumo de energia elétrica de menor tributação de 300 kWh para 200 kWh.

O projeto aprovado estabelece que a alíquota para quem consume de 300 quilowatts/hora (kWh) a 350 kWh subirá de 29% para 30%. A taxa será de 31% para a faixa entre 350 kWh e 450kWh; e de 32%, para quem consumir acima disso.

Nos discursos que se seguiram ao encerramento da votação, deputados que fazem oposição ao governo do PMDB reclamaram da condução da sessão por Jorge Picciani (PMDB).

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Notícias e Debates sobre o Rio de Janeiro
MensagemEnviado: 20 Dez 2016, 14:23 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 60733
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3159 vezes
Foi curtido: 739 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
Imagem

Depois de ser expulsa do PR , Clarissa Garotinho (Clarissa Matheus) se filia ao PRB e vai comandar a Secretaria do Trabalho no Rio de Janeiro.

Imagem


_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Notícias e Debates sobre o Rio de Janeiro
MensagemEnviado: 24 Dez 2016, 20:22 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 60733
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3159 vezes
Foi curtido: 739 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
https://noticias.terra.com.br/brasil/cidades/com-salarios-atrasados-servidores-do-rio-protestam-com-ceia-da-miseria,46225839c99c90354447aa01f62e592btv8bn1lx.html

Imagem

Sem salários desde de novembro, centenas de servidores do Estado do Rio de Janeiro organizaram ontem (23) uma caminhada em direção ao Palácio Guanabara, sede do governo estadual do Rio de Janeiro, chefiado pelo governador Pezão (PMDB).

Eles cobravam a regularização do pagamento, que só será depositado em janeiro de 2017, e o 13º salário.

O ponto alto da manifestação foi a "ceia da miséria", encenada em frente ao palácio, quando os servidores comeram pão e beberam água em alusão à penúria do Natal dos servidores.

Quem também está sem receber são os servidores da Ciência e Tecnologia, incluindo os professores e demais profissionais das universidades estaduais. "A Universidade [Estadual do Rio de Janeiro] (Uerj) está sendo sucateada. Os salários de docentes e técnicos estão atrasados, os bolsistas estão sem bolsas e a universidade recebeu pouco mais de 10% de seu orçamento", denunciou a diretora de bibliotecas da Uerj, Rosângela Sales. "Tem um ano que a situação é dramática", desabafou.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Notícias e Debates sobre o Rio de Janeiro
MensagemEnviado: 25 Dez 2016, 10:33 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 60733
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3159 vezes
Foi curtido: 739 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
EXTRA

Presidente da Alerj, Jorge Picciani alerta Pezão e Dornelles que há risco de impeachment se folha dos servidores não for quitada.

Ele dá prazo até abril.

Após dois meses de confrontos entre servidores e policias, rusgas entre deputados e um pacote-bomba a ser votado, o todo poderoso Jorge Picciani (PMDB) fala abertamente, pela primeira, que o início de 2017 será decisivo para o governo de Luiz Fernando Pezão, seu colega de partido.

Para Jorge Picciani, é preciso colocar a casa em ordem até abril, caso contrário não haverá como governar.

Ainda existe apoio ao governo estadual na Alerj ?
Já não há mais base do governo. Os deputados dos mais diferentes partidos se tornaram independentes. Tudo aquilo que se consegue aproveitar dos projetos, a gente tem votado. Hoje, a situação é assim : “O governador quer isso, o deputado é contra”. Se o governo souber dialogar, ele consegue a ajuda da Alerj.

Concordou com a posição do Executivo em entregar à Assembleia Legislativa um “pacote-bomba” sem que houvesse uma discussão prévia ?
O parlamento tem que estar preparado para ajudar o Estado com bom senso. Não se pode esperar que o parlamento aprove tudo.

O senhor acha que o Estado chegou ao fundo do poço ao não pagar os servidores ?
Se continuar esse quadro, quitando novembro em janeiro... O salário de dezembro não paga mais em dia a Educação e também a Segurança. Como fevereiro é um mês curto, o salário (de dezembro) será quitado já para o fim de março. Olha, você vai ter o 13º salário sem pagar, janeiro e fevereiro vencido, e, quando estiver no fim de março, nós já teremos a preocupação de iniciar o pagamento em abril. Serão praticamente quatro meses de dívida. Aí não tem governabilidade que resista.

Imagem
Isso abre possibilidade para o impeachment do governador Pezão ?
O meu esforço é para que não se chegue a esse ponto. Eu sou contra. O governador tem que levar o seu governo até o último dia. Mas ele tem que resolver as coisas. Abril será decisivo.

Mas há base para um pedido ?
A minha posição é que se volte a pagar em dia os servidores e os dois (Pezão e o vice-governador Francisco Dornelles) continuam. Hoje, não tem base para falar em nada. O governo vai precisar se esforçar para que não haja nada nos próximos meses. Enquanto isso, o Pezão precisa recompor sua base.

O que o senhor faria?
Precisa encontrar nomes para colocar as coisas em ordem. O (Wagner) Victer (secretário de Educação) é o melhor nome para assumir uma secretaria de gestão. Alguém com autoridade, que leve uma ordem única do governador Pezão. Que sente com cada secretaria para dizer o que deve fazer. Hoje, cada um faz o que quer no governo.

As férias podem ajudar a amenizar os ânimos, que estão bastante acirrados ?
As férias são necessárias. Os funcionários (servidores) têm que refletir. Eles podem não ceder nem 1%, mas, depois, não terão salário. O Estado precisa encontrar um caminho. O governador foi muito bem na ida a Brasília e na articulação sobre a renegociação da dívida.

Por que o projeto que adiou os reajustes da Segurança foi devolvido para o governo ?
O Pezão mandou um projeto alterando uma lei de 30 de julho de 2014. A poucos meses da eleição que ele ganhou, ele ofereceu um pacote de bondade para se reeleger. Não há como tirar. Qual a legitimidade que ele tem para deixar esta despesa para um outro governante ? Eu teria que colocar para votar sem nenhum ambiente entre os parlamentares. Não aprovaria. Teria grande tensão dentro e fora da assembleia. Em relação ao aumento da contribuição à previdência... A minha intenção é voltar com o projeto. Mas vamos ver em qual ambiente vamos ter isso. Está evidente a necessidade de se avançar a contribuição de 11% para 14%. Eu defendo que isso avance em 1% por ano. O governo, no entanto, mandou um projeto ruim, com aumento de 3% já em 2017. Eu quero que isso seja escalonado.

Sobre o pacote como um todo, qual a sua avaliação ?
O governo estadual mandou um pacote desestruturado. Queria mudar a Constituição estadual por projeto de lei, queria votar coisas que já tinham sido rejeitadas no ano, votar leis que reduziam gastos em R$ 350 mil por ano. Isso não é nada. O bom senso mandou devolver. Não tem lógica.

O senhor teria feito diferente do que foi feito ?
Pelo pacote que o governo fez, poderia ter enviado quatro a cinco leis. O governo já tinha errado em 2015, pois pediu o aumento de impostos, do IPVA e do ITD em novembro. Foi sancionado antes do fim do ano, mas a noventena (período de 90 dias antes de um aumento de tributo entrar em vigor) foi cumprida no início de 2016. Perderam R$ 600 milhões em arrecadação.

O senhor acredita que o cenário econômico pode piorar no ano que vem ?
Eu espero que 2017 seja menos difícil. Ainda que cresça pouco. Já chegamos ao fundo do poço. O processo de renegociação da dívida vai ajudar. Eu sou otimista. A arrecadação pode voltar a crescer com a alta do valor do petróleo.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Notícias e Debates sobre o Rio de Janeiro
MensagemEnviado: 25 Dez 2016, 23:04 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Mensagens: 22528
Curtiu: 1836 vezes
Foi curtido: 1194 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Paes diz que vai entregar cidade muito melhor e com finanças arrumadas
Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, disse hoje (24) que entregará uma cidade “muito melhor” e com “finanças arrumadas” para o seu sucessor, Marcelo Crivella. O prefeito, que se despede da administração da cidade no próximo dia 1º, depois de oito anos, participou da inauguração da última etapa da expansão do Parque de Madureira, na zona norte da cidade.

“A gente vai entregar uma cidade arrumada, com finanças arrumadas e com a quase totalidade das obras entregues. As obras que eventualmente existam estão com recursos garantidos do BNDES [Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico Social] ou da Caixa Econômica Federal. E estamos entregando uma cidade muito diferente. Ainda cheia de desafios, mas uma cidade muito melhor”, disse Paes.

O prefeito disse, por exemplo, que as verbas para a conclusão do corredor exclusivo de ônibus (BRT) Transbrasil estão garantidas. O BRT Transbrasil é um dos quatro BRTs da cidade, três dos quais foram inaugurados para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

Com 50% do projeto concluído, as obras do Transbrasil estão paralisadas desde antes dos Jogos, devido a uma demanda das empreiteiras Odebrecht, OAS e Queiroz Galvão, por uma revisão do contrato.

“Há o pleito deles para o reajuste de alguns aditivos que a minha administração discorda. É óbvio que você vai chegando no fim do governo, as negociações são sempre mais difíceis. Fica um clima de desconfiança sobre o que o próximo prefeito vai fazer. Já conversei com o prefeito eleito [Marcelo Crivella] e acho que ele vai sentar na mesa com muito mais força, muito mais possibilidade do que eu para negociar”, disse Paes.

Segundo ele, a obra tem financiamento do governo federal e as verbas estão garantidas. “Os recursos estão à disposição. Não tem a menor dificuldade. Dá para encerrar. O prefeito eleito se comprometeu com isso durante a campanha”, disse Paes.

Ele disse também que, antes de deixar a prefeitura, autorizará o reajuste das tarifas de ônibus e fará mais algumas inaugurações, entre elas a de uma escola e de um novo equipamento na Praça Mauá.

Com lágrimas nos olhos, Paes disse que os únicos planos para o futuro envolvem dedicar-se à sua família e que não está pensando em política, por enquanto.

Edição: Lílian Beraldo
EBC - AGÊNCIA BRASIL


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Notícias e Debates sobre o Rio de Janeiro
MensagemEnviado: 26 Dez 2016, 12:04 
Offline
Avatar do usuário
Moderador Global

Registrado em: 30 Abr 2010, 16:00
Mensagens: 17434
Localização: Rio de Janeiro - RJ
Curtiu: 1124 vezes
Foi curtido: 581 vezes
Programa CH: Chapolin
É, pelo visto lá vem mais um aumento da tarifa de ônibus... Quero nem ver o caos que isso vai trazer pra cidade.

_________________
Trakt.tv | Last.fm

Moderador do TV de Segunda Mão (Novembro de 2010 / Novembro de 2013).
Moderador do Da Discussão Nasce a Luz! (Maio de 2014 / Novembro de 2014).
Moderador Global desde Novembro de 2014.
No Meio CH desde 2010.


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Notícias e Debates sobre o Rio de Janeiro
MensagemEnviado: 27 Dez 2016, 13:02 
Offline
Avatar do usuário
Moderador Global

Registrado em: 05 Ago 2011, 20:35
Mensagens: 10004
Localização: Belford Roxo - RJ
Curtiu: 149 vezes
Foi curtido: 648 vezes
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Botafogo
Fantasias: Não utilizo
O problema é que a tarifa municipal e o Bilhete Único Intermunicipal influenciam todas as outras tarifas.

Se tudo aumentar na mesma proporção, as distâncias maiores vão ficar ainda mais caras.

_________________


Usuário do mês - novembro de 2012
Vencedor do Balão do Usuário 3.0 #5 e #11
Vice-campeão do Torneio GUF - Série B (2013)
Vencedor de A Casa dos Chavesmaníacos 13 (2014)
Vencedor do Torneio GUF - Série A (2014)
Vice-campeão do Torneio GUF - Série B (2016)

Moderador do Fórum Único Chespirito (12/2012 - 03/2013)
Submaster do Vizinhança do Chaves (01/2013 - 08/2014)
Administrador do Vizinhança do Chaves (08/2014 - 12/2016)

Moderador - Da Discussão Nasce a Luz / CH no Exterior
(05/2013 - 11/2013 e 05/2016 - 11/2016)

Moderador Global (11/2013 - 11/2014 e 11/2016 - )
Administrador (11/2014 - 05/2016)


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Notícias e Debates sobre o Rio de Janeiro
MensagemEnviado: 27 Dez 2016, 14:45 
Offline
Avatar do usuário
Moderador Global

Registrado em: 30 Abr 2010, 16:00
Mensagens: 17434
Localização: Rio de Janeiro - RJ
Curtiu: 1124 vezes
Foi curtido: 581 vezes
Programa CH: Chapolin
Pois é. Capaz que rolem protestos iguais aos de 2013 novamente.

_________________
Trakt.tv | Last.fm

Moderador do TV de Segunda Mão (Novembro de 2010 / Novembro de 2013).
Moderador do Da Discussão Nasce a Luz! (Maio de 2014 / Novembro de 2014).
Moderador Global desde Novembro de 2014.
No Meio CH desde 2010.


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 746 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 42, 43, 44, 45, 46, 47, 48 ... 50  Próximo

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Procurar por:
Ir para: