Política

Espaço para debates sobre assuntos que não sejam relacionados a Chespirito, como cinema, política, atualidades, música, cotidiano, games, tecnologias, etc.
Avatar do usuário
Barbano
Administrador
Administrador
Mensagens: 42374
Registrado em: 28 Jan 2009, 13:29
Time de Futebol: São Paulo
Localização: São Carlos (SP)
Curtiu: 1993 vezes
Curtiram: 3958 vezes

Re: Política

Mensagem por Barbano » 08 Mar 2021, 20:30

Bom, inocentado não foi, só vai recomeçar do zero o julgamento. Se a justiça for séria, obviamente ele vai parar atrás das grades de novo.
Esses usuários curtiram o post de Barbano (total: 2):
JF CHmaníacoJacinto
Imagem

Avatar do usuário
JF CHmaníaco
Membro
Membro
Mensagens: 14623
Registrado em: 29 Dez 2015, 14:02
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Santos
Localização: Dourados-MS
Curtiu: 1353 vezes
Curtiram: 1246 vezes

Política

Mensagem por JF CHmaníaco » 08 Mar 2021, 20:47

Aí que tá o problema: a justiça NÃO é séria. É só ver o STF de atualmente...
Esses usuários curtiram o post de JF CHmaníaco (total: 2):
gusta dos biscoitosE.R
JF CHmaníaco
Usuário do Fórum Chaves desde 29 de Dezembro de 2015
Campeão do De Que Episódio é Essa Foto? - Edição 2016
Usuário do Mês de Outubro/2016, Janeiro/2018, Maio/2019, Janeiro/2020 e Setembro/2020

Antonio Felipe escreveu:
07 Dez 2020, 19:39
Nessa pandemia eu rodo mais quilômetros descendo o scroll pelos posts gigantes do Flash do que caminhando na rua.
http://forumchaves.com.br/piadaitaliano/

Avatar do usuário
Chapolin Comunista
Membro
Membro
Mensagens: 3528
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 55 vezes

Política

Mensagem por Chapolin Comunista » 08 Mar 2021, 21:23

Colocar o Lula de novo na cadeia de novo é abrir uma panela de pressão que certamente eles não tem como lidar.
O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?


''A direita é a escória.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
Dias
Membro
Membro
Mensagens: 2053
Registrado em: 30 Dez 2014, 15:39
Programa CH: Chapolin
Localização: São João de Meriti - RJ
Curtiu: 41 vezes
Curtiram: 156 vezes

Política

Mensagem por Dias » 08 Mar 2021, 21:46

Triste saber que o cachaceiro de ego inflado é o único com a menor chance de ganhar do psicopata sedento por sangue.
Esses usuários curtiram o post de Dias (total: 2):
BarbanoJF CHmaníaco
"Yesterday, all my troubles seemed so far away" - PENALTY, Corner.

Imagem

Avatar do usuário
Chapolin Comunista
Membro
Membro
Mensagens: 3528
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 55 vezes

Política

Mensagem por Chapolin Comunista » 11 Mar 2021, 00:56

A grande imprensa burguesa, que elegeu Bolsonaro, não aceita Lula e vai novamente apoiar o fascista ou quem for necessário para derrotar Lula
Apesar dos fatos cada vez mais escancarados da perseguição política contra o ex-presidente, os jornais Estadão e O Globo continuam acusando e julgando Lula, sentenciando-o como criminoso.

Em meio a crise de falta de vacinas e com a imunização andando a passos de tartaruga nos estados. A decisão do ministro Fachin – ao anular as decisões do ex-juiz Sergio Moro na 13ª Vara da Justiça Federal em Curitiba e enviar os processos para a Justiça Federal em Brasília – mexeu com o tabuleiro eleitoral de 2022. Isto forçou todos os setores a reverem suas táticas e alianças.

É o caso das empresas que compõe o monopólio da imprensa burguesa, como Globo e Estadão por exemplo. Ambas estão se mostrando malabaristas nervosos. Obrigados a divulgar os fatos mais explosivos e com pouca margem de manobra para construir interpretações fantasiosas, fazem de tudo para demonstrar que a decisão do STF foi técnica, temporária e que não afeta o mérito dos processos, já que consideram Lula culpado de tudo.

De certa forma é justificável o comportamento da grande imprensa burguesa, já que atuou em todo o processo como agente consciente dos fatos que distorcia e que tinham como objetivo destruir o PT, derrubar Dilma Rousseff e retirar Lula das eleições.

Foi assim que se associaram ao projeto que envolveu:

1) Departamento de Justiça dos Estados Unidos da América (DoJ – EUA), as agências de inteligência e de segurança estadunidenses, CIA e FBI;

2) Judiciário brasileiro, desde parte do Supremo Tribunal Federal (STF) até a Justiça Federal do Paraná, passando pelo engodo que foi o voto combinado do Tribunal Regional Federal da 4ª Região;

3) Ministério Público Federal, em seus vários níveis e aglutinando um conjunto muito grande de procuradores federais;

4) Vários partidos e os presidentes do Senado e da Câmara, a partir da iniciativa das direções do PSDB, DEM e MDB;

5) Militares do Alto Comando do Exército, a partir da iniciativa dos generais Eduardo Villas-Bôas, Sérgio Etchegoyen, Fernando Azevedo, Walter Braga Netto entre outros;

O voto do ministro Gilmar Mendes, na 2ª Turma do STF em 9/3/21, no processo que está em curso sobre a suspeição do ex-ministro Sergio Moro, terá grande repercussão nacional e internacional, mas não deixará sequer envergonhados os procuradores e os juízes federais. O ministro Gilmar Mendes leu as mensagens trocadas e expôs o modus operandi da quadrilha de procuradores, policiais e juízes federais e as qualificou como atitudes notórias de regimes políticos autoritários. Assim como mostrou e demonstrou que essas ações ilegais só tinham efetividade com a participação consciente da imprensa burguesa. Demonstrou e comprovou que dia a dia a quadrilha judiciária federal arquitetava suas ações para que estivessem sendo expostas pelo Jornal Nacional da TV Globo.

Os governos Lula e Dilma foram fustigados pelo menos desde 2004, quando das acusações do mensalão. A força-tarefa da Lava Jato e o ex-juiz Sergio Moro foram parte da última etapa do processo, já a partir de 2014. Em outros momentos houve outros protagonistas, seus acertos e erros foram ajudando a construir a caminhada que tinha por objetivo aniquilar a esquerda, retirar o Brasil da trajetória de aliança com os BRICS e de conquista de espaços qualificados no capitalismo mundial, pelo menos nas áreas de grandes projetos de infra-estrutura, indústria aero-espacial, indústria petroquímica. Nesse período os EUA lançaram mão de escutas telefônicas e invasão de sistemas computacionais, fortes ações de mercado na manipulação de preços e de criação de barreiras para as empresas brasileiras. Provavelmente a ação mais barata que executaram foi a cooptação dos membros do Judiciário, do Ministério Público Federal (MPF) e da Polícia Federal. Não fosse assim, o golpe de 2016 não teria sido possível. Só ingênuos e crentes fundamentalistas acreditam que as tais “pedaladas” teriam sido suficientes para derrubar a presidenta.

O jornal Estado de S.Paulo (Estadão) se envolveu até a medula nesse processo e ultimamente vinha se concentrando nas críticas a Bolsonaro, no intuito de colocar o governo na linha da sua política. Porém, após Lula recuperar seus direitos, tem feito de tudo para justificar sua opção por Bolsonaro e seu governo, passando a duras críticas petista. Nada muito diferente de toda a sua trajetória histórica ao lado dos setores mais conservadores da burguesia e na ditadura militar. Para defender sua postura e, ao mesmo tempo, reconhecer como fato a decisão do ministro Fachin e o julgamento da 2ª Turma do STF, que está expondo o conluio criminoso ente juiz e procuradores na Lava Jato. Para o Estadão, a decisão de Fachin foi um prêmio, um presente ou um mimo dado à defesa de Lula, “finalmente foi premiada com uma decisão judicial que, na prática, livra o demiurgo de Garanhuns de prestar contas à Justiça e, ademais, lhe restitui os direitos políticos”. (Estadão, Editorial de 10/3/21)

Para esse jornal, a decisão de Fachin não mexe nem altera o mérito dos processos. Só reconhece que houve um equívoco de jurisdição. O esforço do Estadão é sentenciar Lula como culpado, como criminoso, como chefe de tudo de errado que se supõe ter existido em seu governo. Não interessa se os crimes foram inventados, se o apartamento triplex do Guarujá jamais pertenceu ao Lula e sua esposa Marisa. Para o Estadão interessa condenar, afastar, liquidar Lula, tamanho o ódio de classe que destila contra o ex-presidente.

Já O Globo, também em editorial de 10/3/21, esquece que divulgava em primeira mão as escutas ilegais e as delações inventadas – obtidas sob tortura ou ameaças criminosas. O jornal firma que o ministro Gilmar Mendes usou o vazamento das conversas entre procuradores e o juiz Moro para expor, descrever e reconhecer o absurdo conluio que comprova a parcialidade de Moro no julgamento de Lula.

Também esquece de dizer que o STF já julgou a transcrição dessas conversas como legais e que elas eram feitas por telefones de serviço, pertencentes do Estado. Para a empresa Globo, a condenação de Lula foi feita com base em “provas robustas” e em delações do presidente da Odebrecht e de diretor da OAS. Mesmo assim, William Bonner, apresentador do Jornal Nacional, estava nitidamente constrangido ao noticiar o voto do ministro Gilmar Mendes, que mostrou a parcialidade do ex-juiz e companheiro de governo de Bolsonaro – em todo o processo que levou à condenação de Lula.

Para a imprensa burguesa Lula continua sendo seu principal inimigo. Temem-no como o único capaz de derrotar Bolsonaro e qualquer outro candidato que inventem até 2022. Temem que ele se candidate e mobilize os trabalhadores por todo o país. “Com o futuro ainda incerto, Lula não admite com todas as letras a candidatura, mas seu discurso é de candidato.” (Estadão, 10/3/21) Morrem de medo de que Lula não aceite uma frente ampla com a direita ou mesmo que o PT não aceite uma chapa café-com-leite com algum integrante da ala direita do partido e um vice como Boulos (PSOL), que é aplaudido pelos grandes jornais burgueses.

Para mostrar que não quer briga com o Judiciário, Lula tem afirmado que não vai cobrar indenização pela prisão ilegal e pelas outras consequências pessoais que se abateram sobre ele:

“Vou falar muito mais do momento que vivemos. Estou mais preocupado com o Brasil do que comigo. Quero falar deste morticínio, da falta de vacinas, por absoluta imprevidência, e da nossa vergonhosa condição de ameaça à humanidade, porque falta empenho e competência do governo no combate à pandemia. Quero falar do atraso no auxílio emergencial por conta da crueldade deste governo. Dos 14 milhões de desempregados e da volta da fome, quando houve o tempo em que todos faziam três refeições e podiam comer picanha. Carne hoje é para poucos. E deste tombo da economia nacional, que passou da sexta maior do mundo, em meu governo, para a 12ª posição”, disse ele para a jornalista Tereza Cruvinel, pouco tempo depois do anúncio da decisão do ministro Fachin (Brasil 247, 9/3/21).

Independente da retomada da campanha da grande imprensa burguesa contra Lula e o PT, o jogo ainda não terminou, nem no Judiciário, nem na política. O STF expressa a crise social e política que afeta a burguesia, é parte indissociável do jogo político e ainda tem cartadas a dar. Não vai fazê-lo sozinho e nem somente a partir de questões jurídicas. Vai sofrer pressão dos comandantes militares, do Congresso Nacional e, principalmente dos capitalistas.

Essa guinada muito clara da burguesia, que até então estava se concentrando em críticas a Bolsonaro e agora passou a atacar Lula, é uma prova do porque a candidatura do ex-presidente é uma condição da luta contra o golpe de Estado, ou seja, da luta contra a burguesia.



https://www.causaoperaria.org.br/impren ... bolsonaro/
O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?


''A direita é a escória.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
CHarritO
Moderador
Moderador
Mensagens: 58378
Registrado em: 02 Fev 2009, 12:40
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Localização: Indaial/SC
Curtiu: 239 vezes
Curtiram: 991 vezes

Política

Mensagem por CHarritO » 13 Mar 2021, 20:43

Imagem
Ex-presidente Lula toma 1ª dose da vacina contra o coronavírus em São Bernardo do Campo.
Meus títulos e conquistas no FCH:
Moderador Global do FCH (2012 à 2014 / desde 2016)
Moderador do Meu Negócio é Futebol (2010 à 2012 / 2015 à 2016)
Eleito o 1º vencedor do Usuário do Mês - Março 2010
Campeão do Bolão da Copa do FCH (2010)
Campeão do 13º Concurso de Piadas (2011)
Bicampeão do Bolão do FCH - Brasileirão (2011 e 2012)
Campeão do Bolão do FCH - Liga dos Campeões (2011/2012)
Campeão de A Casa dos Chavesmaníacos 10 (2012)
Campeão do Foot Beting (2014)
Pentacampeão da Chapoliga (2014, 2015, 2016, 2017 e 2019)
Campeão de O Sobrevivente - Liga dos Campeões (2016/2017)
Campeão de O Sobrevivente - Copa América (2019)
Campeão do Bolão da Copa América (2019)

Avatar do usuário
Chapolin Comunista
Membro
Membro
Mensagens: 3528
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 55 vezes

Política

Mensagem por Chapolin Comunista » 14 Mar 2021, 13:29

Veja o que foi discutido na Análise Política da Semana
Na Análise Política do último sábado, o companheiro Rui discutiu a evolução da pandemia no Brasil, a decisão do STF sobre Lula e muito mais. Confira!
Neste último sábado (13), o canal Causa Operária TV transmitiu o seu programa mais popular, a Análise Política da Semana, apresentada pelo companheiro Rui Costa Pimenta. Como sempre, o presidente nacional do PCO elaborou uma análise e uma discussão sobre os temas da política nacional e internacional que obtiveram grande destaque na imprensa ao longo dessa última semana.

A questão da pandemia no Brasil, conforme colocada pelo companheiro Rui nesta Análise, já se encontra completamente fora de controle pela burguesia. Ela avança de forma extraordinária, com quase 3 mil mortos por dia, e os governos não têm capacidade e nem vontade política de esboçar nenhuma reação a ela.

Todas as medidas tomadas por Bolsonaro, e também pelos governadores, se provam ineficazes e superficiais. Em São Paulo, por exemplo, foi decretado um lockdown tardio e farsesco, que não atinge os setores mais afetados pela pandemia. Os comércios são fechados em um determinado horário, mas a indústria continua tendo que trabalhar e os trabalhadores continuam tomando transportes lotados.

Outra farsa total é a vacinação, que avança de forma muito lenta em todos os lugares, sem nenhuma perspectiva de melhora. O companheiro Rui destacou o desespero que a direita teve em aprovar leis de obrigatoriedade para a vacinação, devido à sua sanha punitivista, mas até agora não conseguiu as doses de vacinas para a população.

Ainda dentro do tópico da vacinação, também foi levantada a questão de que todas as principais vacinas são produzidas por grandes empresas, em sua maioria nos países imperialistas e estes são os únicos cuja população está sendo imunizada. Os países que não têm capacidade de produzir sua vacina, que representam a maior parte da população mundial, não têm nenhuma vacinação em andamento. Nesse sentido, seria importante exigir a quebra de patentes dessas vacinas, mesmo que de forma emergencial, para que se pudesse salvar centenas de milhares de vidas ao redor do mundo. No entanto, o Brasil, numa política extremamente colonial, votou contra essa quebra de patentes em reunião da OMC.

Outra questão de importância fundamental que surgiu na política nacional durante essa semana foi a decisão do STF com relação ao Lula. A decisão é, de um determinado ponto de vista, positiva para a esquerda. Ela devolve os direitos políticos a Lula, que é o principal candidato da classe trabalhadora e o que mais tem chances de vencer as próximas eleições.

No entanto, é preciso deixar claro que ela desnuda o fato de que o STF não é um tribunal de justiça normal, ele é uma corte política, que extrapola a usurpa funções que seriam dos poderes Executivo e Legislativo o tempo todo.

No caso em questão, foi decidido que o Paraná não seria o foro natural para que ocorressem os processos contra Lula. Porém, a defesa do ex-presidente já colocou esse ponto em discussão diversas vezes – pelo menos, uma vez por ano desde que os processos começaram – e só agora, o STF decidiu acatá-la, sem nenhuma justificativa aparente.

No entanto, é preciso ter claro que essa decisão só foi tomada para poder preservar a Lava Jato, que está sob ataque de um determinado setor do STF, que pretende acabar com ela para proteger os seus aliados políticos, os grandes líderes de partidos da burguesia, que estão ameaçados pela força-tarefa.

A ação foi necessária devido à grande desmoralização da Lava Jato no atual cenário, com as revelações de arquivos antes sigilosos e que foram conseguidos através de um hacker, que os revelou através do jornal The Intercept e, posteriormente, através do próprio STF.

Seria fundamental, para a esquerda, explorar essas revelações do caráter totalmente criminoso da Lava Jato, cuja única função foi a de perseguir a esquerda e derrubar o governo do PT. O crime efetuado por essa operação e todas as instituições, que atuaram junto a ela, é gigantesco. Foi uma verdadeira extorsão dos direitos políticos da população.

Outra questão que foi discutida é a manobra da burguesia com vistas às eleições de 2022. Com Lula colocado em evidência neste momento, um setor da direita começa a fazer demagogia elogiando Lula, dizendo que ele é um estadista maior do que Bolsonaro etc. No entanto, isso não quer dizer, de forma alguma, que a burguesia quer Lula como o novo presidente do Brasil.

O verdadeiro sentido dessa manobra é procurar derrubar a popularidade de Bolsonaro para poder impulsionar um outro candidato, mais diretamente alinhado com as ambições da burguesia e do imperialismo. Este candidato deveria, então, competir com algum nome fraco do PT, jamais com Lula. Um sinal da indisposição da burguesia com o ex-presidente foram os editoriais dos principais jornais da imprensa capitalista. O do Estadão criticou muito fortemente a decisão de Fachin, enquanto a Folha pediu celeridade nos novos julgamentos de Brasília, com a óbvia intenção de que Lula possa novamente ser impedido.

Além disso, o companheiro Rui também comentou o fato de João Doria ter desistido de sua candidatura presidencial e de ter declarado que vai concorrer à reeleição no governo do Estado de São Paulo. A burguesia tem a intenção clara de lançar um candidato que tenha um maior apelo à esqueda, ao contrário de Doria, que tem apelo com a direita. Uma possibilidade poderia ser Luciano Huck – que já faz muita demagogia esquerdista nas redes – ou até o próprio Ciro Gomes, que já utiliza um discurso pseudo-esquerdista desde o começo do golpe de estado.

Para um maior aprofundamento de todas essas discussões e outras mais, confira abaixo o vídeo completo da Análise Política da Semana, com o companheiro Rui Costa Pimenta:



https://www.causaoperaria.org.br/veja-o ... da-semana/
O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?


''A direita é a escória.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 91357
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5593 vezes
Curtiram: 2046 vezes

Política

Mensagem por E.R » 14 Mar 2021, 22:40

NOTÍCIAS
https://veja.abril.com.br/blog/radar/ro ... ar-ao-mdb/

Imagem

Rodrigo Maia entrou em contato com o Radar para afirmar que vai mudar de partido político.

“Vou me filiar ao MDB. Já está decidido”, disse Rodrigo Maia.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
JF CHmaníaco
Membro
Membro
Mensagens: 14623
Registrado em: 29 Dez 2015, 14:02
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Santos
Localização: Dourados-MS
Curtiu: 1353 vezes
Curtiram: 1246 vezes

Política

Mensagem por JF CHmaníaco » 18 Mar 2021, 17:18

NOTÍCIAS
https://noticias.uol.com.br/politica/ul ... vid-19.htm

Imagem

Senador Major Olímpio morre aos 58 anos em decorrência de complicações da Covid-19

:o
JF CHmaníaco
Usuário do Fórum Chaves desde 29 de Dezembro de 2015
Campeão do De Que Episódio é Essa Foto? - Edição 2016
Usuário do Mês de Outubro/2016, Janeiro/2018, Maio/2019, Janeiro/2020 e Setembro/2020

Antonio Felipe escreveu:
07 Dez 2020, 19:39
Nessa pandemia eu rodo mais quilômetros descendo o scroll pelos posts gigantes do Flash do que caminhando na rua.
http://forumchaves.com.br/piadaitaliano/

Avatar do usuário
Chapolin Comunista
Membro
Membro
Mensagens: 3528
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 55 vezes

Política

Mensagem por Chapolin Comunista » 20 Mar 2021, 18:15

Ele gostava de dizer que ''bandido bom é bandido morto''. :huh:


É preciso denunciar em todos os aspectos o regime ditatorial que está se impondo. Lançar, imediatamente, uma campanha pela revogação da famigerada LSN



Ao mesmo tempo em que ingressou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra os decretos de lockdown dos governos da Bahia, Rio Grande do Sul e do Distrito Federal, o presidente ilegítimo Jair Bolsonaro, voltou a ameaçar o povo brasileiro em meio a um colapso generalizado provocado pelas ações contra a economia nacional e o povo brasileiro e falta de ação de combate à pandemia, defesa dos empregos etc. não só do seu governo, mas de todo o regime golpista, incluindo, governos estaduais, Congresso Nacional, Judiciário etc.

Caos e ditadura

Com o País chegando aos 300 mil mortos oficiais (devem ser mais de 450 mil) na pandemia e com vários dias de médias deportes superiores a 2 mil pessoas e com a situação se agravando com a falta de leitos, equipamentos, remédios etc. o presidente cinicamente disparou e ameaçou:

“O caos vem aí. A fome vai tirar o pessoal de casa. Vamos ter problemas que a gente nunca esperava ter, problemas sociais gravíssimos”, declarou Bolsonaro. “Onde é que nós vamos parar? Será que o governo federal vai ter que tomar uma decisão antes que isso aconteça? Será que a população está preparada para uma ação do governo federal dura no tocante a isso?”

Bolsonaro utiliza a velha retórica reacionária dos gorilas das Forças Armadas que chamam de caos, não a morte, miséria, desemprego e fome de milhões de brasileiros e a devastação do País, mas a revolta da população contra os responsáveis por toda essa desgraça e procura indicar o caminho do arbítrio, do estado de sítio contra o povo brasileiro,

“Agora, o terreno fértil para ditadura é exatamente a miséria, a fome, a pobreza, onde o homem com necessidade perde a razão. Estão esperando o quê? Vai chegar esse momento. Eu gostaria que não chegasse esse momento, mas vai acabar chegando”

A direita não fica só em ameaças em direção à intensificação da violação dos direitos democráticos do povo.

Repressão

Em todo o País, vem se intensificando um conjunto de ações repressivas contra o conjunto da população, como se vê no caso da pandemia, no qual – da mesma forma que Bolsonaro – os governos estaduais e municipais, incluindo os supostos “científicos” que se opõem no discurso aos “negacionistas”, vem impondo uma série de restrições à população para a qual não garantiram qualquer medida efetiva de combate à pandemia, como testes em massa, ampliação da rede de atendimento público, fornecimento de equipamentos, higienização dos espaços públicos, medidas para evitar/reduzir a lotação dos serviços públicos etc. Esses senhores fingem que fizeram tudo que era possível e procuram culpar a população, como no caso do prefeito de Belo Horizonte que disse que quem provoca aglomeração é assassino (e não estava se referindo aos donos das empresas de ônibus, por exemplo), conduta que é repetida por vários governantes, até mesmo da esquerda, como o prefeito de Araraquara, Edinho Silva (PT) que pediu o apoio do Exército para impor o lockdown.

Nenhumas das alas da burguesia em disputa buscou garantir condições para que o povo enfrentasse a situação e até mesmo pudesse ficar em isolamento, em curtos períodos em que isso fosse necessário. O auxílio emergencial que eles aprovaram de forma unitária foi sempre uma miséria e um dos mais baixos do mundo, não se impediu as demissões etc. Agora, encenam uma disputa sobre manter a liberação geral e a reabertura de tudo (que todos eles defenderam) para atender aos interesses dos banqueiros e de outros senhores do “mercado”, como os tubarões do ensino pago, entre outros.

Lei da ditadura contra o povo

Em meio a essa onda repressiva, intensifica-se a censura e até mesmo as prisões de dezenas de pessoas com base na Lei de Segurança Nacional (LSN), da ditadura militar. Como nos casos da prisão ilegal do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), feita sem condenação e sem prévia autorização da Câmara dos Deputados; do processo contra o reacionário humorista Danilo Gentili e outros.

É o caso, nessa semana, de – pelo menos – 25 pessoas que foram intimadas a depor à Polícia Federal na cidade de Uberlândia (MG), sobre supostas mensagens nas redes sociais em que mencionam o presidente Jair Bolsonaro, contra os quais foi aberto um Inquérito, com base na Lei de Segurança Nacional, há duas semanas, após um morador publicar uma mensagem nas redes sociais em que mencionava uma visita do presidente à cidade e questionava alguém gostaria de se tornar “herói nacional” na ocasião.

Segundo um dos advogados dos investigados:

“As pessoas que estamos defendendo não fazem ideia por quê estão sendo intimadas, elas tuitam muita coisa, republicam, então não dá para saber”
explicou o advogado José Carlos Muniz.

Várias das pessoas foram detidas com base na LSN, como a jovem veterinária Isabela, de 24 anos, intimada a depor na PF no dia 20 de abril, que afirmou que “foi em tom de brincadeira. Minha rede social não tem muitos seguidores, então não me preocupei” ou João Reginaldo Junior, também de 24 anos, com pouco mais de 150 seguidores, que explicou que não havia caráter de ameaça no seu texto: “não tem nenhuma palavra, frase, ou menção explícita a algum tipo e ameaça ou incitação a ódio”.
Além das acusações arbitrárias, o que se vê é uma verdadeira ação de intimidação, típica dos períodos ditatoriais:
Policiais militares chegaram à casa de João por volta das 22h da quinta-feira, 4, pouco mais de seis horas após ele publicar a mensagem em que perguntou se haveria um “herói nacional” na visita de Bolsonaro à cidade. Eles disseram que o jovem respondia a uma investigação por possível crime contra a segurança nacional por causa do tuíte, e o acompanharam até a sede da corporação em Uberlândia.

O suposto autor da primeira mensagem foi detido poucas horas após publicação, mostrando a política de espionagem levada adiante pelos órgãos de repressão, e foi levado para depoimento na sede da Polícia Federal em Uberlândia. Como nos tempos da ditadura, ele passou cerca de um dia em um presídio de Uberlândia.

Denunciar e mobilizar contra a LSN

Toda essa operação criminosa se vê amparada no silêncio de muitos setores da esquerda burguesa e pequeno burguesa que apoiaram medidas repressivas e arbitrárias, como a prisão do deputado fascista, mostrando total falta de princípios, alegando que se tratava de ações contra excessos da direita e que não viram que isso – com toda certeza – se voltaria contra a esquerda e os direitos democráticos de todo o povo.

Parafraseando o poeta alemão, Bertolt Brecht, que a esquerda parece ter esquecido: “primeiro levaram os petistas, mas eu não me importei pois não era do PT…. depois levaram os direitistas, até apoiei, pois não sou de direita….Agora levaram a mim e quando percebi já era tarde”.

É preciso denunciar em todos os aspectos o regime ditatorial que está se impondo.

De imediato, lançar uma campanha pela revogação da famigerada LSN, que é inconstitucional e uma arma do regime arbitrário de 64, que a direita fascista está buscando usar cada vez mais amplamente contra a esquerda e todo o povo

A esquerda precisa também abandonar a posição inconsequente e reacionária que a fez ficar a favor do uso dessa lei da ditadura, seja contra quem for.

https://www.causaoperaria.org.br/imedia ... -nacional/
O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?


''A direita é a escória.''
RUI COSTA PIMENTA

Responder