Política

Tópico para notícias e debates sobre política em geral

Espaço para debates sobre assuntos que não sejam relacionados a Chespirito, como cinema, política, atualidades, música, cotidiano, games, tecnologias, etc.
Avatar do usuário
Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 37272
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3481 vezes
Curtiram: 3001 vezes

Política

Mensagem por Victor235 » 21 Mai 2020, 01:08

Deputado Luiz Lauro Filho morre aos 41 anos em Campinas
Luiz Lauro Ferreira Filho nasceu em Campinas em 10 de junho de 1978. Publicitário de formação, foi eleito deputado federal por São Paulo nas eleições de 2014, ainda no PSB.
Nas eleições de 2018, não conseguiu se reeleger e terminou como suplente. Em dezembro de 2019, já no PSDB, assumiu o mandato após a licença Jefferson Campos. Em abril de 2020, foi efetivado deputado federal com a morte de Luiz Flávio Gomes.
Luiz Lauro é sobrinho do prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB).
https://www.acidadeon.com/campinas/coti ... pinas.aspx
Na luta pela mudança da favicon do fórum.

Avatar do usuário
JF CHmaníaco
Membro
Membro
Mensagens: 12161
Registrado em: 29 Dez 2015, 14:02
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Santos
Localização: Dourados-MS
Curtiu: 892 vezes
Curtiram: 914 vezes

Política

Mensagem por JF CHmaníaco » 21 Mai 2020, 10:21

Tufman escreveu:
20 Mai 2020, 23:24
o Conar que vá toma no Conar
Gusttavo Lima curtiu isso :vamp:
JF CHmaníaco
Usuário do Fórum Chaves desde 29 de Dezembro de 2015
Campeão do De Que Episódio é Essa Foto? - Edição 2016
Usuário do Mês de Outubro/2016, Janeiro/2018, Maio/2019 e Janeiro/2020

F42 escreveu:Desculpa pelos palavrões, mas essa é a verdade: Está tudo uma bela e triste bosta.

Avatar do usuário
Phoebe Buffay
Membro
Membro
Mensagens: 7775
Registrado em: 13 Nov 2012, 23:45
Programa CH: Chespirito
Localização: Casa nº 21
Curtiu: 17 vezes
Curtiram: 668 vezes

Política

Mensagem por Phoebe Buffay » 21 Mai 2020, 11:27

Tufman escreveu:
20 Mai 2020, 23:24
o Conar que vá toma no Conar

Meu sonho é abrir uma rede de TV nacional, exibir uns desenho antigo piratão igual a RBTV e meter criança no comercial segurando polly e chocolates Baton na cara da câmera falando: vem compra seu lixo você não vai ter amigos se não comprar um

Aí no dia seguinte ia abrir o estúdio com gincanas entre crianças para disputarem um xbox com direito a garotos propagandas em volta do cenário incentivando os competidores a ganharem o prêmio para serem melhores na vida

o Conar só ia me prende na base da bala
se eu tinha qualquer coisa contra o Tufman, não tenho mais.
Imagem

Avatar do usuário
Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 37272
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3481 vezes
Curtiram: 3001 vezes

Política

Mensagem por Victor235 » 23 Mai 2020, 21:29

Imagem
GAZETA DO POVO
Na luta pela mudança da favicon do fórum.

Avatar do usuário
Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 37272
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3481 vezes
Curtiram: 3001 vezes

Política

Mensagem por Victor235 » 24 Mai 2020, 21:04

Em vídeo, Damares acusa opositores de contaminar indígenas com coronavírus
Durante a reunião ministerial do dia 22 de abril — cujo vídeo foi divulgado pelo ministro do STF Celso de Mello nesta sexta-feira (18), a ministra da Mulher e Direitos Humanos, Damares Alves, acusou opositores de infectarem indígenas com coronavírus de propósito para poder “colocar nas costas do presidente Bolsonaro”.
Damares ainda pediu ao então ministro da Saúde, Nelson Teich, que não deixe liberarem o aborto. “Neste momento de pandemia a gente tá vendo aí a palhaçada do STF trazer o aborto de novo para a pauta, e lá tava a questão de ... as mulheres que são vítima do zikavírus vão abortar, e agora vem do coronavírus? Será que vão querer liberar que todos que tiveram coronavírus poderão abortar no Brasil? Vão liberar geral?”, questionou.
Damares ainda opinou que, durante a pandemia do coronavírus, “nunca houve tanta violação como neste período”. “Idosos estão sendo algemados e jogado dentro de camburões no Brasil. Mulheres sendo jogadas no chão e sendo algemadas por não terem feitos nada... feito nada”, disse a ministra.
“A pandemia vai passar, mas governadores e prefeitos responderão processos e nós vamos pedir inclusive a prisão de governadores e prefeitos. E nós tamo subindo o tom e discursos tão chegando. Nosso ministério vai começar a pegar pesado com governadores e prefeitos”, afirmou.
https://br.noticias.yahoo.com/damares-o ... 52827.html
Na luta pela mudança da favicon do fórum.

Avatar do usuário
Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 37272
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3481 vezes
Curtiram: 3001 vezes

Política

Mensagem por Victor235 » Ontem, 20:20

Dilma usou assessores da Presidência durante campanha ao Senado em 2018
A ex-presidente Dilma Roussef levou servidores pagos pela Presidência da República para Minas Gerais durante a sua campanha ao Senado em 2018. Eles receberam 350 diárias num total de R$ 84 mil. A despesa total, incluindo passagens aéreas, chegou a R$ 128 mil, em valores atualizados. Naquele ano, Dilma também fez um roteiro de 12 dias por Espanha e Estados Unidos, em defesa da liberdade de Lula, com despesas de R$ 204 mil aos cofres públicos.
Os gastos começaram na convenção que aprovou a candidatura de Dilma ao Senado, realizada em 5 de agosto em Belo Horizonte. Ela foi acompanhada de um assessor de 1º a 9 daquele mês. Em 7 de agosto, deu aula inaugural no auditório da Universidade Federal de Minas Gerais no curso “O Impeachment de Dilma Rousseff como Golpe de Estado”. Ela foi a Montes Claros no dia 10 e retornou à capital, onde o assessor permaneceu por mais 14 dias. Ele recebeu um total de 23 diárias, no valor de R$ 4,9 mil. A estadia completa, incluindo passagens, ficou por R$ 8,4 mil.
Os ex-presidentes da República tem direito a oito servidores com salários pagos pela Presidência. São assessores técnicos, seguranças e motoristas. A prestação de contas não informa qual a atividade dos servidores que acompanham o ex-presidente. Em 30 anos, os ex-presidentes já gastaram R$ 60 milhões com viagens, veículos e salários de servidores, como mostrou reportagem do blog e 6 de abril.
Todas as viagens de 2018 custaram R$ 385 mil. Em 2017, as despesas com os deslocamentos para o exterior ficaram em R$ 353 mil. Mas o recorde aconteceu no ano passado, quando Dilma gastou R$ 544 mil com 13 viagens ao exterior, como mostrou reportagem publicada no blog em 20 de fevereiro.
https://www.gazetadopovo.com.br/vozes/l ... ncia-lula/
Na luta pela mudança da favicon do fórum.

Avatar do usuário
Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 37272
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3481 vezes
Curtiram: 3001 vezes

Política

Mensagem por Victor235 » Hoje, 01:29

Covid-19 derreteu extremismo e fábricas de fake news na política digital
"Todos os mecanismos e robôs utilizados para fomento do extremismo (basicamente de direita) foram nocauteados sem dó pela covid-19. A informação crível passou a ser exigência global e escanteou a sabotagem", escrevem Luiz Pimental e Luiz Gallo.
A referência para essas táticas recebera alcunha de firehosing, em alusão às mangueiras de incêndio e seu potencial de espalhar água contra fogo.
No caso, o objetivo era de espalhar gasolina no fogo. Ironicamente, os principais incentivadores das práticas eram os que chamavam de fake news informações que os contradissessem. Algo como um fulano que grita “Fogo” dentro de sala de teatro com isqueiro em uma mão e galão de combustível na outra.
Se a esquerda não conseguia se armar para defender posição à altura no embate pré-covid, a direita levou o pêndulo tão ao extremo que transformou todo o cinza entre os polos em oposição, quando esta se viu obrigada a descer do muro.
A crise fez o centro aparecer nas estatísticas orgânica e massivamente.
Nas duas horas seguintes ao pronunciamento de Moro, as hashtags #BolsonaroTraidor e #ForaBolsonaro dispararam em primeiro e segundo lugares nos trending topics.
Uma terceira hashtag oposta começou a crescer depois disso e foi estimulada em tuíte do filho 03 do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro.
A ferramenta Bot Sentinel, verificadora de fraudes e uso de robôs, apontou, no entanto, que “trollbots are tweeting” (robôs estão tuitando, basicamente) a hashtag para que ganhasse espaço entre os assuntos mais comentados e ficasse em destaque.
Na segunda-feira posterior, os indícios de utilização de robôs ganharam mais força quando começou a subir entre os assuntos mais comentados uma hashtag com erro de grafia, que citava o nome do presidente como Bolsonaro, com um “L” a mais.
“A movimentação dos trending topics (ranking de assuntos mais comentados do Twitter) deixou o cenário muito claro. Antes, havia um certo monopólio (conservador)“.
“Desde que começou a pandemia, quando sobe uma hashtag (conservadora), logo sobe também uma contra-hashtag (oposta)”, diz Pedro Barreto, digital intelligence da Vert, empresa de Transformação Digital.
[..] Nas redes e propriedades governamentais, um público novo e gigantesco se formou em um terceiro viés. Pessoas com posições de “neutralidade emocional” assumiram protagonismo em forma de comentários, em proporção que lhes conferiu a liderança com 70% dos comentários no governo de Mato Grosso do Sul em tom questionador, buscando informações críveis e que os direcionasse.
A rede de Mark Zuckerberg [Facebook] se tornou meio que a casa da avó, blindada contra palavrões e manifestações agressivas por estar cercada de álbuns de família, fotos dos netinhos e vídeos fofos.
É bom contextualizar que o cenário está devidamente paramentado para os extremos no Twitter dada a personalidade da rede. É por lá que as pessoas descarregam as tensões.
A “personalidade” da rede foi captada por estudo conduzido pela antropóloga e programadora da Unicamp Adriana Dias que, ao monitorar o Twitter durante 15 períodos de 24 horas cada intervalados, chegou à média de uma manifestação de ódio a cada 8 segundos na rede no Brasil.
A presidência foi magistral em criar noticiário e/ou factoides durante a quase totalidade do governo até a pandemia. Ocupava o noticiário um dia e no seguinte, sem que fosse digerida a atividade prévia, já disparava novo petardo, que igualmente era encoberto pela fumaça do seguinte. E assim em diante.
O vírus roubou o protagonismo governamental.
https://www.poder360.com.br/opiniao/cor ... a-digital/

Na luta pela mudança da favicon do fórum.

Responder