Eleições 2022

Espaço para debates sobre assuntos que não sejam relacionados a Chespirito, como cinema, política, atualidades, música, cotidiano, games, tecnologias, etc.
Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 86599
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5353 vezes
Curtiram: 1878 vezes

Re: Eleições 2022

Mensagem por E.R » 01 Jan 2020, 22:25

https://www.esmaelmorais.com.br/2020/01 ... iz-noblat/

O jornalista Ricardo Noblat, da Veja, afirma que o apresentador Luciano Huck e o governador do Maranhão Flávio Dino (PC do B) estão tricotando, nos bastidores, com vistas à eleição presidencial de 2022.

Luciano Huck vai se filiar ao Cidadania.
Imagem
Imagem

Imagem
SBT, exiba os episódios perdidos mundiais do Chaves e do Chapolin !
Imagem

Avatar do usuário
Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 37337
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3492 vezes
Curtiram: 3018 vezes

Re: Eleições 2022

Mensagem por Victor235 » 01 Jan 2020, 22:26

Há uns três anos falam por aí que o Huck vai se filiar ao PPS/Cidadania.
Na luta pela mudança da favicon do fórum.

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 86599
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5353 vezes
Curtiram: 1878 vezes

Re: Eleições 2022

Mensagem por E.R » 02 Jan 2020, 20:15

O ESTADO DE S.PAULO

Apesar de aliados de João Doria avaliarem que 2019 terminou com saldo positivo para o governador de São Paulo na caminhada rumo a 2022, observam que ele precisa de um contato mais direto com o “povão”, especialmente no Nordeste.

Assim como, exemplificam, vem fazendo o apresentador Luciano Huck.

João Doria, a exemplo de seus antecessores tucanos no cargo de governador (Geraldo Alckmin e José Serra) ainda é considerado “paulista demais” no contato com o povo : ou seja, um tanto reservado.
Imagem
Imagem

Imagem
SBT, exiba os episódios perdidos mundiais do Chaves e do Chapolin !
Imagem

Avatar do usuário
Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 37337
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3492 vezes
Curtiram: 3018 vezes

Re: Eleições 2022

Mensagem por Victor235 » 02 Jan 2020, 21:53

Vai ter que comer mais pastéis por aí :P
Na luta pela mudança da favicon do fórum.

Avatar do usuário
Phoebe Buffay
Membro
Membro
Mensagens: 7792
Registrado em: 13 Nov 2012, 23:45
Programa CH: Chespirito
Localização: Casa nº 21
Curtiu: 17 vezes
Curtiram: 670 vezes

Re: Eleições 2022

Mensagem por Phoebe Buffay » 02 Jan 2020, 22:47

"o que a gente n faz pra ser presida"

Imagem
Esses usuários curtiram o post de Phoebe Buffay (total: 1):
Victor235
Imagem

Avatar do usuário
Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 37337
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3492 vezes
Curtiram: 3018 vezes

Re: Eleições 2022

Mensagem por Victor235 » 02 Jan 2020, 22:49

A mais engraçada é a segunda. Achando o fim do mundo tomar um café com leite :lol:
Na luta pela mudança da favicon do fórum.

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 86599
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5353 vezes
Curtiram: 1878 vezes

Re: Eleições 2022

Mensagem por E.R » 03 Jan 2020, 09:41

https://veja.abril.com.br/politica/cida ... u-liberal/

Chancelado pelo Tribunal Superior Eleitoral há pouco mais de três meses, o partido Cidadania destaca em seu estatuto a “defesa da liberdade, do pluralismo político e do protagonismo da sociedade civil”.

Não faz nenhuma referência ao socialismo nem ao comunismo. O documento, assim, ratifica o divórcio da legenda com seus antepassados : o histórico Partido Comunista Brasileiro (PCB), fundado em 1922 — de quem é considerado herdeiro formal pelo TSE — e o seu sucessor, o Partido Popular Socialista (PPS), nome que passou a ostentar em março de 1992, depois do fim da União Soviética, e que carregava até 2019.

A mudança não é só cosmética : a sigla abandonou o marxismo-leninismo dos velhos tempos e o “socialismo democrático” dos anos pós-queda do Muro de Berlim para abraçar uma combinação que une a defesa do liberalismo econômico com um forte discurso progressista na área social.

O movimento não é ocasional. Nos últimos meses, o partido atraiu diversos grupos de renovação política como o RenovaBR, o Agora!, o Livres e o Acredito, todos guiados por certo liberalismo humanista e imbuídos da pretensão de construir uma alternativa à polarização entre a direita, representada pelo bolsonarismo, e a esquerda, ainda capitaneada por Lula e pelo PT.

O objetivo final do processo é abrigar em 2022 a candidatura presidencial do apresentador Luciano Huck, hoje sem partido, mas muito ligado a esses movimentos, inclusive financiando alguns, como o RenovaBR e o Agora!.

A estratégia tem duas frentes. Uma é criar uma relação próxima com esses grupos ao acomodar seus representantes no comando da sigla.

No Diretório Nacional estão o senador Alessandro Vieira (SE), do Acredito e do RenovaBR, e os deputados Marcelo Calero (RJ), do Livres e do Agora!, e Daniel Coelho (PE), do Livres, este alçado à condição de líder na Câmara.

A outra é deixar os parlamentares ligados a esses movimentos à vontade para votar segundo suas convicções. “Colocamos de maneira clara no nosso estatuto que não há mais fechamento de questão, para que o integrante do movimento tenha sua posição garantida”, diz Daniel Coelho.

Essa orientação é essencial para atrair deputados como Tabata Amaral (PDT) e Felipe Rigoni (PSB), ambos ligados ao RenovaBR e ao Acredito, que foram suspensos por seus partidos após votarem a favor da reforma da Previdência, contrariando a orientação das direções.

Enquanto namoram o Cidadania — e para preservar os seus mandatos — os dois foram ao TSE pedir para deixar as suas legendas por “justa causa”, alegando que estão sendo perseguidos.

No Cidadania, não teriam problemas em defender suas teses. O partido votou em peso a favor de medidas do ministro Paulo Guedes (Economia), como a reforma da Previdência, a Medida Provisória da Liberdade Econômica — que reduz a burocracia para empreendedores e flexibiliza regras trabalhistas — e a reforma administrativa, que diminuiu o total de ministérios de 29 para 22 no governo Jair Bolsonaro.

“Era muito comum que pessoas do movimento sindical participassem do dia a dia dos partidos. Hoje, temos esses movimentos políticos. É preciso ouvi-­los e mantê-los por perto”, afirma o presidente do Cidadania, Roberto Freire.

Roberto Freire diz que conversa com Luciano Huck desde 2017 — o apresentador chegou a ensaiar uma candidatura em 2018.

Luciano Huck evita assumir que é presidenciável, mas emite sinais cada vez mais frequentes de que estará na disputa. Ele tem participado de reuniões com esses grupos e de encontros com lideranças, nos quais dá o tom do discurso em uma eventual candidatura : defender a economia de mercado, mas criar uma política consistente que evite aprofundar o abismo social existente no Brasil. “O Chile era o state of art (estado da arte). Só que se esqueceu das pessoas. Então virou exemplo de eficiência sem afetividade”, disse em evento com políticos e empresários em São Paulo, em outubro. É discurso de candidato. E é o mesmo tom do Cidadania.
Imagem
Imagem

Imagem
SBT, exiba os episódios perdidos mundiais do Chaves e do Chapolin !
Imagem

Avatar do usuário
Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 37337
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3492 vezes
Curtiram: 3018 vezes

Re: Eleições 2022

Mensagem por Victor235 » 03 Jan 2020, 21:51

O próprio PPS já não atuava mais no campo da esquerda há anos. A mudança de nome apenas oficializou uma mudança de pensamento que já existia dentro do partido.
Na luta pela mudança da favicon do fórum.

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 86599
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5353 vezes
Curtiram: 1878 vezes

Re: Eleições 2022

Mensagem por E.R » 04 Jan 2020, 04:42

O ESTADO DE S.PAULO

O encontro recente de Luciano Huck com o governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), não pode ser entendido como fortuito ou isolado, dizem interlocutores de ambos.

O apresentador busca intensificar diálogo com a esquerda para evidenciar preocupação com a desigualdade social e a educação.

O virtual presidenciável se aproximou dos governadores Camilo Santana (PT) e Paulo Câmara (PSB), considerados “moderados”.

No último semestre, Luciano Huck teve entre suas prioridades encontros com lideranças de esquerda do Nordeste.

Os três se conheceram num evento da Fundação Lemann sobre Educação, em Cingapura, no ano passado.

Auxiliares dos governadores dizem que Luciano Huck os surpreendeu positivamente.

A ideia do grupo político do apresentador é criar uma frente de centro que possa chegar ao segundo turno.

Até o PSOL entrou na ciranda : Luciano Huck mantém conversas com Marcelo Freixo, candidato à prefeitura do Rio de Janeiro.
Imagem
Imagem

Imagem
SBT, exiba os episódios perdidos mundiais do Chaves e do Chapolin !
Imagem

Avatar do usuário
Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 37337
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3492 vezes
Curtiram: 3018 vezes

Re: Eleições 2022

Mensagem por Victor235 » 04 Jan 2020, 20:52

Já chamavam o cara de comunista por causa do avião, imagine agora... Pior que o Huck está articulando bem. Vai ser mal visto pois o momento é de polarização, mas ele tem agido melhor do que eu imaginava. Parece querer construir algo sério, e não só uma mera candidatura.
Na luta pela mudança da favicon do fórum.

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 86599
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5353 vezes
Curtiram: 1878 vezes

Re: Eleições 2022

Mensagem por E.R » 07 Jan 2020, 05:13

O ESTADO DE S.PAULO

Interlocutores de Luciano Huck se dividem sobre o timing para ele lançar uma eventual candidatura a presidente.

Uma ala diz que a campanha só começa no segundo semestre de 2021, quando há também a renegociação do seu contrato com a TV Globo.

Outra acha que, se esperar até 2021, ficará em cima.
Imagem
Imagem

Imagem
SBT, exiba os episódios perdidos mundiais do Chaves e do Chapolin !
Imagem

Avatar do usuário
Chapolin Comunista
Membro
Membro
Mensagens: 3240
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 152 vezes
Curtiram: 45 vezes

Re: Eleições 2022

Mensagem por Chapolin Comunista » 07 Jan 2020, 16:52

Vai ganhar por um nariz.
Esses usuários curtiram o post de Chapolin Comunista (total: 2):
Victor235Barbano
Avatar: Bolsocorno, o rei do gado se transformou em boi para se assemelhar ao rebanho bolsonarista. Osmar Enterra na rachadinha da Micheque.

O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?


''A direita é a escória.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 86599
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5353 vezes
Curtiram: 1878 vezes

Re: Eleições 2022

Mensagem por E.R » 08 Jan 2020, 12:03

https://www.gp1.com.br/noticias/caminha ... 69162.html

O ex-senador João Vicente Claudino (PTB) disse que pode se candidatar à senador ou à governador pelo Piauí em 2022 e pode pedir o apoio de Wellington Dias (PT).
Imagem
Imagem

Imagem
SBT, exiba os episódios perdidos mundiais do Chaves e do Chapolin !
Imagem

Avatar do usuário
Chapolin Comunista
Membro
Membro
Mensagens: 3240
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 152 vezes
Curtiram: 45 vezes

Re: Eleições 2022

Mensagem por Chapolin Comunista » 08 Jan 2020, 16:48

Temos 2022?


Existem duas políticas fundamentais diante do governo golpista de Jair Bolsonaro: esperar até 2022 para tirá-lo nas eleições, ou mobilizar os trabalhadores nas ruas em torno da exigência do imediato fim do governo, com a palavra de ordem Fora Bolsonaro! A segunda dessas políticas propõe um confronto com o regime político por meio dos métodos dos trabalhadores, com greves e protestos, até que o governo se torne insustentável. A primeira consiste em procurar desgastar o governo durante seus quatro anos e então aproveitar isso eleitoralmente.

São políticas mutuamente excludentes, ou se espera até 2022, ou se exige a saída de Bolsonaro agora, mobilizando os trabalhadores e a população contra o governo. Quem exige Fora Bolsonaro! agora não quer esperar até 2022. Já quem prefere canalizar eleitoralmente os fracassos do governo ao longo de todo o seu mandato, usando isso em uma campanha eleitoral em 2022, é contra a mobilização pelo fim do governo. Ou seja, é a favor da continuidade desse governo até 2022.

Um problema da política de esperar as eleições, entre muitos outros, é saber se haverá eleições presidenciais em 2022. E se houver eleições, em que condições elas ocorrerão. Essa mesma política já foi testada uma vez no atual momento político. Tentou-se derrotar o golpe de 2016 durante as eleições de 2018, mesmo sem Lula poder participar. O resultado dessa aposta temerária, apresentada na ocasião como uma política mais “realista” e “pragmática”, agora já é conhecido. Surpreende, portanto, a persistência em um erro similar.

Contudo, não há apenas exemplos do passado a deporem contra uma nova aposta eleitoral. Essa semana o candidato do PT em 2018, o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, foi condenado em primeira instância à prisão por caixa 2 nas eleições de 2012. Sua defesa denuncia que Haddad sequer era acusado disso no processo em que foi condenado, o que evidencia mais um processo fraudulento contra um dirigente petista, dessa vez em uma farsa ainda mais escancarada. O regime golpista nem se preocupa mais em tentar encobrir o caráter persecutório de suas ações no Judiciário.

Portanto, cabe perguntar: haverá eleições normais em 2022? Em caso de haver eleições, a esquerda conseguirá participar ou todos os seus candidatos remotamente viáveis serão condenados sem provas e perseguidos?

Além disso, à parte o problema eleitoral diante de um regime progressivamente cada vez mais autoritário, também cabe perguntar se ainda haverá Brasil em 2022. Bolsonaro está destruindo o patrimônio público, rasgando todos os direitos dos trabalhadores, estimulando a guerra contra os trabalhadores sem terra, atirando milhões de pessoas na miséria, destruindo o meio ambiente etc. É viável aguardar para ver até onde essa destruição pode chegar caso o governo perdure até 2022? Devemos reafirmar claramente que não. Um governo como esse deve acabar o quanto antes, e é em torno disso que se deve mobilizar os trabalhadores nas ruas. Fora Bolsonaro!

https://www.causaoperaria.org.br/temos-2022/
Avatar: Bolsocorno, o rei do gado se transformou em boi para se assemelhar ao rebanho bolsonarista. Osmar Enterra na rachadinha da Micheque.

O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?


''A direita é a escória.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
Phoebe Buffay
Membro
Membro
Mensagens: 7792
Registrado em: 13 Nov 2012, 23:45
Programa CH: Chespirito
Localização: Casa nº 21
Curtiu: 17 vezes
Curtiram: 670 vezes

Re: Eleições 2022

Mensagem por Phoebe Buffay » 08 Jan 2020, 18:35

Se o PT acha que estamos vivendo em um golpe, que ele não participe das eleições, simples.
Esses usuários curtiram o post de Phoebe Buffay (total: 2):
gusta dos biscoitosBugiga
Imagem

Responder