Trocar para a skin padrão
Tópicos fechados criados originalmente no Bar do Chespirito.
Tópico trancado

Re: PSDB

12 Mai 2016, 20:37

Antonio Felipe escreveu:Vai pra rua pedir a prisão do Aécio.


Eu não fui pra rua nem pra pedir a prisão da Dilma.

A única vez que fui pra rua foi quando a Patrícia Amorim tirou o Zico do Flamengo.

Re: PSDB

12 Mai 2016, 20:42

Esse post explica muita coisa...

Re: PSDB

12 Mai 2016, 20:49

Explica que lutar por um homem de caráter como o Zico vale a pena.

Lutar contra o PT pra no final da história assumir o Aécio ou o Temer, de caráter duvidoso, não vale tão a pena.

Enquanto o sistema político for o presidencialismo de coalização sempre vai ter o PMDB com seu fisiologismo, seja PT ou PSDB no poder.

E daí um Ministério dos Esportes vai para o Picciani com o Temer assim como o Ministério da Pesca foi para o Crivella com a Dilma.

Não se nomeia um ministro pela competência e sim para ter o apoio político de partido A ou B.

Helder Barbalho, se não me engano foi ministro de Dilma e vai ser ministro de Temer.

Re: PSDB

12 Mai 2016, 20:58

"Explica que lutar por um homem de caráter como o Zico vale a pena."

É FUTEBOL CARA
VOCÊ MISTUROU FUTEBOL COM POLÍTICA

Re: PSDB

12 Mai 2016, 21:08

Futebol pra muita gente no Brasil é tão forte quanto religião.

O maior ídolo do seu time (principalmente sendo uma pessoa de caráter) é como se fosse alguém da família da gente.

Mas voltando ao PSDB, não fui pra rua contra Dilma também por medo de violência, aqui no Rio sempre teve um ou outro grupo de petistas ou gente da Frente Popular que se metia nas manifestações, só não tiveram coragem na última, quando só colocaram aquele helicóptero.

Re: PSDB

12 Mai 2016, 21:09

Perigoso era andar de vermelho por aí.

Re: PSDB

12 Mai 2016, 21:12

Antonio Felipe escreveu:Perigoso era andar de vermelho por aí.

Principalmente pelas bandas do Humaitá.

Re: PSDB

12 Mai 2016, 21:18

Eu não vou ficar argumentando mais porque senão isso aqui vai ficar igual ou pior ao tópico da Monarquia. :lol:

Imagem
Hoje, só hoje, promoção no Habib´s : Coxinha Feliz por apenas R$ 0,55

Promoção que nem essa só daqui a alguns meses, mas aí vai ser por R$ 0,56 ou R$ 0,57.

Um centavo de aumento vai ter porque o filho do Jader Barbalho virou Ministro.
Editado pela última vez por Antonio Felipe em 12 Mai 2016, 21:35, em um total de 1 vez.
Razão: Favor não postar várias vezes seguidas desnecessariamente

Re: PSDB

12 Mai 2016, 21:30

Coxinha Feliz

ASHUREASHURHSDUFHASDUFASHDURASDH

Sugestivo pra caralho

Re: PSDB

14 Mai 2016, 00:03

Como fica o Itamaraty com José Serra ministro das Relações Exteriores?
http://epoca.globo.com/tempo/noticia/20 ... iores.html

Com Serra, Itamaraty muda tom e rejeita críticas de bolivarianos
http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2016 ... anos.shtml

Re: PSDB

23 Mai 2016, 17:24

Re: PSDB

30 Mai 2016, 14:30

Secretário da Justiça de Alckmin anuncia demissão
Imagem

O secretário da Justiça e da Defesa da Cidadania, Aloisio de Toledo César, publicou neste domingo (29) em sua página do Facebook o conteúdo de uma carta de demissão que já teria sido entregue ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). No texto, Toledo diz que deixa a secretaria porque precisa de tempo para concluir dois livros.

O PTB, partido que indicou o secretário para o cargo, pretende manter sua influência na pasta e indicar o nome do procurador-geral de Justiça de São Paulo, Márcio Fernandes Elias Rosa, para o posto. A assessoria do Governo do Estado não quis comentar a saída de Toledo e a possível indicação de Rosa.

Toledo assumiu a pasta em dia 1º de janeiro do ano passado, indicado por Campos Machado, presidente do PTB (partido aliado do governo Alckmin).

De acordo com o relato do próprio Toledo, o pedido de demissão foi recebido pelo governador de forma "afetuosa". O agora ex-secretário está em processo de conclusão de dois livros que pretende publicar ainda neste semestre: "Os Limites da Improbidade Administrativa" e "Prefeitos: Crimes e Ilícitos Administrativos Mais Comuns".

No fim de sua carta de demissão, Toledo diz que estará torcendo para que Alckmin "complete a sua linda biografia, elegendo-se presidente da República, sonho possível de ser realizado".

A assessoria deputado estadual Campos Machado afirmou que o líder do PTB não vai abrir mão de indicar o substituto de Toledo. O nome mais forte e, segundo fontes do próprio PTB, com mais aceitação pelo governador seria mesmo o de Elias Rosa. A expectativa é que a definição saia nesta quarta-feira (1º). As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/brasil/2016/05/30/secretario-da-justica-de-alckmin-anuncia-demissao.htm

Re: PSDB

07 Jun 2016, 11:39

http://g1.globo.com/politica/noticia/2016/06/gilmar-mendes-autoriza-investigacao-sobre-aecio-paes-e-clesio-andrade.html

Imagem

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta segunda-feira (6) a abertura de um segundo inquérito para investigar o senador Aécio Neves (MG) sobre uma suposta manobra para tirar da CPI dos Correios, em 2005, informações sobre o chamado mensalão mineiro.

O pedido da Procuradoria Geral da República (PGR) se baseia em informações relatadas na delação premiada do senador cassado Delcídio do Amaral (sem partido-MS)

No mesmo inquérito, também serão investigados o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), e o ex-senador Clésio Andrade (PMDB-MG).

Re: PSDB

15 Jun 2016, 16:08

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/06/1781941-propinas-bancaram-eleicao-de-aecio-a-presidencia-da-camara-diz-machado.shtml

O ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado relatou, em sua delação premiada na Operação Lava Jato, que participou da captação de recursos ilícitos para bancar a eleição do hoje senador Aécio Neves (PSDB-MG) à presidência da Câmara dos Deputados, no ano de 2001.

Aécio Neves já é investigado em dois inquéritos abertos a partir da delação premiada do ex-senador Delcídio do Amaral (ex-PT-MS).

Segundo Sérgio Machado, ficou acertado que entre ele, Aécio Neves e Teotônio Vilela [Filho, à época presidente nacional do PSDB] que levantariam recursos financeiros para ajudar cerca de 50 deputados a se elegerem, o que viabilizaria o apoio à eleição de Aécio Neves ao comando da Câmara.

Esse recurso foi solicitado à campanha nacional de Fernando Henrique Cardoso, que se reelegeu presidente em 1998.

Foram arrecadados cerca de R$ 7 milhões à época, de acordo com Sérgio Machado, dentre recursos que vieram de empresas e também do exterior.

Sérgio Machado à época era do PSDB, antes de mudar para o PMDB.

Sérgio Machado afirma que parte dos recursos vieram da campanha de FHC, por intermédio de "Luiz Carlos Mendonça", mas não especifica se era Luiz Carlos Mendonça de Barros, ex-ministro das Comunicações de FHC.

Ele diz que Luiz Carlos Mendonça assumiu a função de cuidar dos recursos depois da morte do ex-ministro das Comunicações Sérgio Motta, que negociava com os candidatos o apoio financeiro.

"Esses recursos ilícitos foram entregues em várias parcelas em espécie, por pessoas indicadas por Mendonça; que os recursos foram entregues aos próprios candidatos ou a seus interlocutores; que a maior parcela dos cerca de R$ 7 milhões de reais arrecadados à época foi destinada ao então deputado Aécio Neves, que recebeu R$ 1 milhão em dinheiro", detalhou Machado.

Segundo ele, Aécio Neves recebia os valores "através de um amigo de Brasília que o ajudava nessa logística", mas não informou o nome da pessoa.

Sérgio Machado também corroborou outros depoimentos sobre Aécio Neves em relação ao recebimento de propina de Furnas e disse que "parte do dinheiro para a eleição de Aécio Neves para a Presidência da Câmara veio de Furnas", comandada à época por Dimas Toledo.

"Todos do PSDB sabiam que Furnas prestava grande apoio ao deputado Aécio Neves via o diretor Dimas Toledo, que era apadrinhado por ele durante o governo Fernando Henrique Cardoso e Dimas Toledo contribuiu com parte dos recursos para a eleição da bancada da Câmara à época", disse Sérgio Machado, em sua delação.

Re: PSDB

15 Jun 2016, 20:24

Aécio é mais citado em delação do que o sanduíche de presunto no Chaves;
Tópico trancado
AnteriorPróximo