Jair Bolsonaro

Espaço para debates sobre assuntos que não sejam relacionados a Chespirito, como cinema, política, atualidades, música, cotidiano, games, tecnologias, etc.
Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 90424
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5547 vezes
Curtiram: 2015 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por E.R » 30 Jul 2020, 18:30

NOTÍCIAS
https://veja.abril.com.br/blog/radar/mi ... ronavirus/

Imagem

A primeira-dama Michelle Bolsonaro testou positivo para o coronavírus.

A informação foi confirmada há pouco pelo Palácio do Planalto.
Imagem
Imagem

Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38503
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3639 vezes
Curtiram: 3085 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Victor235 » 30 Jul 2020, 21:12

Marcelinho Carioca é demitido depois da 'presepada' com Bolsonaro
A reportagem da revista Veja destaca que “o encontro também gerou constrangimento na diretoria do Corinthians e no banco BMG, seu patrocinador. O clube se apressou em dizer que não tinha qualquer relação com o encontro. “O Sport Club Corinthians Paulista torna público que não teve qualquer participação na iniciativa do ex-jogador Marcelinho Carioca, em Brasília. A entrega da camiseta nesta quarta, na Presidência da República, foi uma ação única e exclusiva do ex-atleta.”
A matéria ainda acrescenta que “o presidente do clube, Andrés Sanchez, ex-deputado federal pelo PT, afirmou que “Marcelinho não é contratado nem funcionário do Corinthians. Como cidadão, faz o que bem entende”. O ex-jogador, no entanto, era embaixador de uma parceria entre o Corinthians e o banco BMG, patrocinador master do clube. No Twitter, a hashtag #VergonhaBMG entrou entre os assuntos mais comentados do Twitter.”
https://www.brasil247.com/geral/marceli ... -bolsonaro
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38503
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3639 vezes
Curtiram: 3085 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Victor235 » 31 Jul 2020, 20:32

Mário Frias promete criar cargo para Regina Duarte na Cinemateca
O secretário especial de Cultura Mário Frias prometeu criar um cargo para que a atriz Regina Duarte tenha um "lugar de destaque" na Cinemateca Brasileira quando o imbróglio jurídico que envolve a instituição for resolvido.
Um imbróglio processual envolvendo o Ministério da Educação, a Secretaria Especial de Cultura e a Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp) coloca em dúvida o próprio funcionamento da Cinemateca Brasileira desde o início do ano, assim como o papel que Regina Duarte pode desempenhar na entidade.
O presidente Jair Bolsonaro prometeu um cargo a Regina Duarte na instituição, quando foi anunciada sua saída da secretaria especial de Cultura, em maio. Embora o governo federal possa ter influência nas decisões, as indicações para os cargos atualmente são feitas pela Acerp, organização social que administra a Cinemateca.
Embora a União detenha uma parcela considerável do acervo da Cinemateca, nem todo ele é de propriedade do Estado. Famílias e herdeiros possuem o direito de posse de muitos materiais importantes conservados ali.
https://cultura.estadao.com.br/noticias ... 0003380313
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38503
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3639 vezes
Curtiram: 3085 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Victor235 » 07 Ago 2020, 20:33

"Tu não é de Itajaí, né?": Bolsonaro ironiza aplicação retal de ozônio para tratar coronavírus
O presidente Jair Bolsonaro fez piada com a iniciativa da prefeitura de Itajaí em participar de um tratamento experimental que aplica ozônio via retal em pacientes com coronavírus. Em vídeo gravado no jardim do Palácio da Alvorada, em Brasília, Bolsonaro surge diante de apoiadores e, ao ouvir que um deles é de Santa Catarina, ri e diz que “está preocupado” com o Estado.
— Eu estou preocupado com Santa Catarina. Não é de Itajaí não, né?! — pergunta em meio a risadas.
Na sequência, o homem responde que não e que não “vamos usar ozônio”. Outra pessoa questiona: “gosta de ozônio?”, o que gera ainda mais risos entre os presentes, incluindo o presidente. O vídeo gravado na manhã desta quinta-feira (6) foi publicado pelo portal UOL. Assista:
https://www.nsctotal.com.br/noticias/ap ... com-itajai
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38503
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3639 vezes
Curtiram: 3085 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Victor235 » 08 Ago 2020, 20:55

Queiroz depositou R$ 72 mil em 21 cheques na conta de Michelle Bolsonaro
Preso por envolvimento em um esquema de “rachadinhas” quando trabalhava para o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), Fabrício Queiroz depositou pelo menos 21 cheques na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, entre 2011 e 2018. O valor total chega a R$ 72 mil, de acordo com reportagem do jornalista Fabio Serapião, publicada na revista Crusoé.
A revelação desmente Jair Bolsonaro que, em dezembro de 2018, antes de tomar posse, afirmou que o depósito de R$ 24 mil de Queiroz nas contas de Michelle seriam referentes a um empréstimo de R$ 40 mil que ele teria concedido ao amigo de décadas. A quebra do sigilo do ex-assessor de Flávio Bolsonaro mostra que não há qualquer depósito feito pelo presidente.
Após a quebra de sigilo de Queiroz autorizada pela Justiça, autoridades verificaram que o ex-assessor recebeu R$ 6,2 milhões em suas contas entre 2007 e 2018. Do total, R$ 1,6 milhão seriam salários recebidos como PM e como assessor na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), onde trabalhava para Flávio Bolsonaro.
Outros R$ 2 milhões teriam vindo de 483 depósitos de servidores do gabinete do parlamentar, o que indicaria o esquema de “rachadinha.” Já R$ 900 mil foram depositados em dinheiro, mas sem identificação do depositante.
https://catracalivre.com.br/cidadania/q ... bolsonaro/

Com clima anti-Doria, Bolsonaro visita ponte na qual investiu após 'dica' do irmão
Como mostrou a Folha, a decisão de investir na obra veio após solicitação do irmão, Renato, que foi convencido por políticos da região a telefonar para o presidente e apresentar o projeto. Bolsonaro se animou com o projeto após enxergar oportunidade política, relatam: o governador João Doria (PSDB) vinha sendo cobrado para fazer a obra.
"Bolsonaro foi muito ágil nessa questão da ponte, com a ajuda do irmão dele. E o Doria aprendeu uma lição: há questões que transcendem as ideologias políticas", diz França, pré-candidato a prefeito de SP.
https://www1.folha.uol.com.br/colunas/p ... rmao.shtml
Editado pela última vez por Victor235 em 11 Ago 2020, 00:43, em um total de 1 vez.
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38503
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3639 vezes
Curtiram: 3085 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Victor235 » 09 Ago 2020, 03:39

"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38503
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3639 vezes
Curtiram: 3085 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Victor235 » 10 Ago 2020, 22:01

"A edição da revista piauí deste mês traz uma matéria, assinada por Monica Gugliano, com o título “Vou Intervir!”. Ela conta a história de uma reunião de 22 de maio, no Palácio do Planalto, em que Bolsonaro teria decidido mandar tropas para fechar o STF.
O plano seria substituir os 11 ministros por 11 puxa-sacos de Bolsonaro, por tempo indeterminado. Uma quartelada vagabunda raiz, nada dessas sutilezas de lenta corrosão democrática “Steven Levitsky” de que eu vivo falando aqui. O presidente teria sido dissuadido pelo general Heleno, que, para apaziguá-lo, soltou uma nota ameaçando o STF".

https://gilvanmelo.blogspot.com/2020/08 ... erece.html
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38503
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3639 vezes
Curtiram: 3085 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Victor235 » 13 Ago 2020, 20:04

13/08: Primo de Michelle Bolsonaro expõe conversa polêmica da primeira-dama
Maria Aparecida Firmo Ferreira, avó materna de Michelle Bolsonaro, morreu na quarta-feira (12), vítima da Covid-19. Eduardo D’Castro, primo da primeira-dama, a atacou nas redes sociais e a acusou de não ter feito nada para impedir a morte da parente. As informações são do colunista Léo Dias, do jornal ‘Metrópoles’.
“Obrigado por você não ter feito absolutamente nada por nossa avó. Tanto poder, tanta influência e por vergonha, sim, vergonha, não ajudou seu próprio sangue. Você ajuda tantas pessoas, participa de tantos projetos pra ajudar os outros e sua própria família, você vira as costas. Triste ver quem você se tornou. Não reconhecemos mais você”, afirmou.
Horas mais tarde, Eduardo fez outra postagem, na qual expôs uma conversa íntima que teve com Michelle. A primeira-dama afirmou que irá processá-lo e ainda xingou o primo.
“Vou te processar por essa postagem. Acho melhor você rever sua postura em relação a essa postagem. Deixa de ser cretino. Você não é o rico da internet? Cuidado com as suas postagens, seu moleque. Você nem gostava da vó. Seu falso. Seu merda. Cuidado!”, disse.
https://www.feedclub.com.br/michelle-bo ... que-primo/

12/08: Bolsonaro sanciona com vetos lei que restringe circulação durante pandemia
O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou lei que permite às autoridades públicas restringir a circulação de pessoas para conter a disseminação do novo coronavírus no País, mas vetou a isenção tributária para produtos e serviços necessários ao enfrentamento da pandemia. O texto está publicado no Diário Oficial da União (DOU).
A norma diz que as autoridades poderão adotar, no âmbito de suas competências, restrição excepcional e temporária de entrada e saída do País e locomoção interestadual e intermunicipal, tanto por rodovias e portos quanto por aeroportos.
https://www.acritica.net/editorias/poli ... nd/469665/
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Avatar do usuário
CHarritO
Moderador
Moderador
Mensagens: 57626
Registrado em: 02 Fev 2009, 12:40
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Localização: Indaial/SC
Curtiu: 239 vezes
Curtiram: 988 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por CHarritO » 24 Ago 2020, 12:19

Meus títulos e conquistas no FCH:
Moderador Global do FCH (2012 à 2014 / desde 2016)
Moderador do Meu Negócio é Futebol (2010 à 2012 / 2015 à 2016)
Eleito o 1º vencedor do Usuário do Mês - Março 2010
Campeão do Bolão da Copa do FCH (2010)
Campeão do 13º Concurso de Piadas (2011)
Bicampeão do Bolão do FCH - Brasileirão (2011 e 2012)
Campeão do Bolão do FCH - Liga dos Campeões (2011/2012)
Campeão de A Casa dos Chavesmaníacos 10 (2012)
Campeão do Foot Beting (2014)
Pentacampeão da Chapoliga (2014, 2015, 2016, 2017 e 2019)
Campeão de O Sobrevivente - Liga dos Campeões (2016/2017)
Campeão de O Sobrevivente - Copa América (2019)
Campeão do Bolão da Copa América (2019)

iago83
Membro
Membro
Mensagens: 3185
Registrado em: 27 Set 2011, 14:42
Programa CH: Chaves
Curtiu: 29 vezes
Curtiram: 158 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por iago83 » 12 Set 2020, 23:47

Custo político do coronavírus? Para Bolsonaro do Brasil, não muito.
A COVID-19 parecia prestes a diminuir o apoio ao presidente Bolsonaro do Brasil, que chamou a pandemia de "gripezinha" e se recusou a usar máscara. Em vez disso, ele está prosperando. O que está acontecendo?

Imagem
Foto: André Borges/AP

Ana Valeria Braga acabava de se recuperar após cinco meses de desemprego quando o coronavírus atingiu o Brasil.

Ela conseguiu um trabalho vendendo cartões SIM na rua. Mas quando a pandemia parou sua cidade no centro-oeste do Brasil, Goiás, a mãe solteira também perdeu seu novo emprego. O que a salvou foi um auxílio mensal do governo de R$ 600 - o equivalente a US$ 110.

“Foi um raio de luz no fim de um túnel”, diz Braga ao telefone. "Isto fez toda a diferença. Isso significava que eu poderia pagar o aluguel. Isso significava que meu filho não teria que passar fome."

Esse auxílio emergencial - que chega a pouco mais da metade do salário mínimo mensal - provou ser uma tábua de salvação para os quase 63,5 milhões de brasileiros que o receberam depois de terem seu sustento paralisado pela pandemia.

Mas o programa, lançado em abril, também elevou a popularidade do presidente Jair Bolsonaro a novas alturas. Ele agora tem seu mais alto nível de aprovação desde que assumiu o cargo no início de 2019, apesar do que muitos consideram um tratamento catastrófico da pandemia. O populista de extrema direita está presidindo o terceiro maior surto mundial de COVID-19, que até agora infectou mais de 4 milhões de brasileiros e tirou a vida de 125.000. Desde o início da pandemia, ele descartou a ameaça do vírus, chamando-o de “gripezinha”, e criticou governadores que tentam parar os estados.

Enquanto outros líderes que adotaram uma abordagem semelhante - dos Estados Unidos ao México - foram punidos nas pesquisas por ignorar a gravidade da pandemia, Bolsonaro parece estar resistindo à tempestade e emergindo politicamente ileso.

“Muitos dos que recebem esta ajuda veem o Bolsonaro como a única coisa que os separa da fome”, disse Brian Winter, vice-presidente de políticas da Americas Society/Council of the Americas. Ele diz que o programa de vouchers deu a Bolsonaro um impulso entre os cidadãos mais pobres do país, um grupo que historicamente apoiou os partidos de esquerda do Brasil.

Mas minimizar o vírus “custou vidas incalculáveis”, acrescenta Winter. “E ele não pode pagar um preço político” por essas ações.

Uma pesquisa no mês passado mostrou que a aprovação de Bolsonaro subiu para 37%, ante 32% em junho. O número de brasileiros que desaprovam o presidente caiu de 44% para 34%. Quase metade da população, entretanto, diz que ele não é o culpado pelo custo da pandemia.

Mesmo assim, sua nova popularidade teve um custo altíssimo. O programa de vouchers de emergência inchou as contas dos gastos públicos do Brasil a níveis de dar água aos olhos e aprofundou as preocupações sobre a economia já vacilante do país, que tem lutado para se recuperar de uma recessão dolorosa em 2015-16. Agora, especialistas alertam que o país pode estar cada vez mais perto de uma crise fiscal.

Neste mês, o governo estendeu o programa até o final do ano. Mas, sob pressão para cortar custos, eles reduziram o valor de cada doação pela metade, o que poderia colocar em risco sua avaliação popular.

“Houve um impacto enorme, um aumento enorme na renda dessas famílias”, diz Ecio Costa, professor de economia da Universidade Federal de Pernambuco, no Nordeste do Brasil. “Essa política dá frutos politicamente? Claro que sim. Quem tirou essas famílias da miséria em que viviam terá apoio político ”, afirma.

“Mas também há uma grande preocupação fiscal por trás disso.”

Imagem
Foto: Silvia Izquierdo/AP

Aumento de popularidade
Quando o COVID-19 chegou ao Brasil, a pandemia parecia destinada a diminuir o apoio a Bolsonaro. Durante semanas, os brasileiros bateram panelas e frigideiras em suas janelas todas as noites, irritados com a forma como o presidente lidou com a pandemia. Dois ministros da saúde deixaram seu governo e os pedidos para o impeachment do presidente começaram a se acumular.

Mas, em cada crise, os principais apoiadores de Bolsonaro - tipicamente brasileiros conservadores e mais ricos, preocupados com questões como crime, corrupção e “valores da família tradicional” - permaneceram firmes. Ele manteve o foco nas questões que o elegeram: crime, economia e guerras culturais.

“Ele manteve sua base muito leal e engajada. Essa base o apoiou o tempo todo”, diz Winter.

Mas as repetidas críticas do presidente às medidas de quarentena também repercutiram entre os trabalhadores informais frustrados, que representam 40% do mercado de trabalho no Brasil. O distanciamento social e a quarentena desferiram golpes financeiros devastadores para aqueles que limpam casas, dirigem táxis ou vendem frutas na rua.

“Esse é o público que mais se beneficia com a reabertura da economia - pessoas que trabalham em empregos no setor de serviços, em empregos informais”, diz Cecília Machado, economista e professora da Fundação Getúlio Vargas. “Ele está falando para um público que simpatiza com suas ideias.”

Enquanto isso, a ajuda emergencial - que Bolsonaro não liderou e inicialmente criticou como generosa demais - conquistou novos torcedores para o presidente em regiões duramente atingidas pelo custo econômico da pandemia.

As regiões mais pobres do Brasil, “onde houve forte rejeição ao Bolsonaro”, segundo o professor Costa, foram as que mais se beneficiaram com o auxílio. Ele recentemente analisou o alcance do programa e descobriu que no município nordestino de Central do Maranhão - em um dos estados mais pobres do Brasil - a produção econômica da área aumentou em um quarto após a implementação do programa de vouchers.

A popularidade de Bolsonaro disparou no norte mais pobre do país, onde programas de bem-estar social como o Bolsa Família antes alimentavam uma forte lealdade ao Partido dos Trabalhadores, de esquerda, deposto em 2016.

José Daniel Lima da Silva não gosta dos comentários “arrogantes” do presidente sobre o vírus ou de sua recusa em usar máscara. Ele não dá crédito total ao presidente pela ajuda de emergência, mas o chaveiro de Recife diz que Bolsonaro fez mais bem do que mal durante a pandemia.

Oportunidade política
A ajuda de emergência deveria durar inicialmente apenas alguns meses. Mas com a pandemia ainda devastando o Brasil quase seis meses depois, ela foi prorrogada até dezembro - a um custo estimado de US$ 16,8 bilhões.

O governo tentou resolver o problema cortando os pagamentos mensais pela metade. Mas a mudança irritou muitos daqueles que dependem dela.

Antes da crise, Camilla Gomes recebia US$ 30 em assistência governamental por meio do programa de bem-estar Bolsa Família, que entrega transferências em dinheiro para brasileiros pobres que mandam seus filhos para a escola. Mas ela também ganhava de seu trabalho como escriturária em uma universidade. Quando ela perdeu o trabalho devido à pandemia, o novo voucher de emergência tornou-se a única fonte de renda de sua família.

“O Bolsonaro quer reduzir o pagamento [da pandemia]” para US$ 56, diz a Sra. Gomes, que mora nos arredores do Rio de Janeiro. “Até onde isso vai com três filhos? Eu pago as contas ou compro comida? ” ela pergunta.

"Ele pode sobreviver com tanto?"

Bolsonaro parece estar lutando para manter o dinheiro nas carteiras dos brasileiros necessitados. O governo agora está pensando em um plano para criar um programa de vouchers permanente, efetivamente reformulando a marca e substituindo o projeto Bolsa Família, que se tornou sinônimo de esquerda do país.

Encontrar uma maneira de continuar o programa pode ajudá-lo a manter o apoio entre os mais pobres do país, mas pode alienar seus apoiadores mais tradicionais, conforme as demandas crescem para colocar a economia de volta nos trilhos.

“Se ele for visto como guiando a economia na direção errada, isso pode custar-lhe a reeleição”, diz o professor Costa.

Para a ex-funcionária de universidade Gomes, o auxílio financeiro não é suficiente para apoiar o presidente.

“Isso tudo é apenas para ganhar votos nas próximas eleições”, diz Gomes. “Nós o veremos como um bom presidente somente quando ele começar a se preocupar com o povo brasileiro.”

Fonte: Christian Science Monitor (traduzido)

https://www.csmonitor.com/World/America ... o-not-much

Avatar do usuário
Chapolin Comunista
Membro
Membro
Mensagens: 3292
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 154 vezes
Curtiram: 47 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Chapolin Comunista » 24 Set 2020, 19:34

Em seu discurso na ONU, o fascista Jair Bolsonaro culpa comunidades tradicionais pelos incêndios no Pantanal e Amazônia para proteger os latifundiários
https://www.causaoperaria.org.br/incend ... bolsonaro/
Avatar: Bolsocorno, o rei do gado se transformou em boi para se assemelhar ao rebanho bolsonarista. Osmar Enterra na rachadinha da Micheque.

O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?


''A direita é a escória.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
CHarritO
Moderador
Moderador
Mensagens: 57626
Registrado em: 02 Fev 2009, 12:40
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Localização: Indaial/SC
Curtiu: 239 vezes
Curtiram: 988 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por CHarritO » 15 Out 2020, 19:47

Imagem

Genro de Silvio Santos, ministro Fábio Faria (PSD-RN) é diagnosticado com Covid-19 - https://noticiasdatv.uol.com.br/noticia ... 9?cpid=txt
Meus títulos e conquistas no FCH:
Moderador Global do FCH (2012 à 2014 / desde 2016)
Moderador do Meu Negócio é Futebol (2010 à 2012 / 2015 à 2016)
Eleito o 1º vencedor do Usuário do Mês - Março 2010
Campeão do Bolão da Copa do FCH (2010)
Campeão do 13º Concurso de Piadas (2011)
Bicampeão do Bolão do FCH - Brasileirão (2011 e 2012)
Campeão do Bolão do FCH - Liga dos Campeões (2011/2012)
Campeão de A Casa dos Chavesmaníacos 10 (2012)
Campeão do Foot Beting (2014)
Pentacampeão da Chapoliga (2014, 2015, 2016, 2017 e 2019)
Campeão de O Sobrevivente - Liga dos Campeões (2016/2017)
Campeão de O Sobrevivente - Copa América (2019)
Campeão do Bolão da Copa América (2019)

Avatar do usuário
CHarritO
Moderador
Moderador
Mensagens: 57626
Registrado em: 02 Fev 2009, 12:40
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Localização: Indaial/SC
Curtiu: 239 vezes
Curtiram: 988 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por CHarritO » 24 Out 2020, 00:23



Brasil é insuperável!!! :garg: :garg: :garg:
Meus títulos e conquistas no FCH:
Moderador Global do FCH (2012 à 2014 / desde 2016)
Moderador do Meu Negócio é Futebol (2010 à 2012 / 2015 à 2016)
Eleito o 1º vencedor do Usuário do Mês - Março 2010
Campeão do Bolão da Copa do FCH (2010)
Campeão do 13º Concurso de Piadas (2011)
Bicampeão do Bolão do FCH - Brasileirão (2011 e 2012)
Campeão do Bolão do FCH - Liga dos Campeões (2011/2012)
Campeão de A Casa dos Chavesmaníacos 10 (2012)
Campeão do Foot Beting (2014)
Pentacampeão da Chapoliga (2014, 2015, 2016, 2017 e 2019)
Campeão de O Sobrevivente - Liga dos Campeões (2016/2017)
Campeão de O Sobrevivente - Copa América (2019)
Campeão do Bolão da Copa América (2019)

Avatar do usuário
Rondamon
Membro
Membro
Mensagens: 5646
Registrado em: 30 Jul 2012, 11:48
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: São Paulo
Localização: Caieiras, SP
Curtiu: 351 vezes
Curtiram: 279 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Rondamon » 11 Nov 2020, 12:50

Brasil tem que deixar de ser país de maricas, diz Bolsonaro - https://www.poder360.com.br/governo/bra ... bolsonaro/
Fora que ele "chamou os EUA pra guerra"... rs
Editado pela última vez por Rondamon em 11 Nov 2020, 13:28, em um total de 1 vez.
Há 8 anos no Fórum Chaves! :vitoria:

Avatar do usuário
Chavo Arachán
Moderador
Moderador
Mensagens: 8046
Registrado em: 20 Jan 2013, 19:07
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Defensor Sporting (Uruguay)
Localização: Melo, Cerro Largo, Uruguay.
Curtiu: 694 vezes
Curtiram: 646 vezes

Jair Bolsonaro

Mensagem por Chavo Arachán » 11 Nov 2020, 13:25

Que coisa com vosso Presidente, hein.

Sempre apronta qualquer uma, e ainda com o que ele menos queria para ganhar.

Tem que mudar esse posicionamento, ou vai-se dar mal.
MINHA APRESENTAÇÃO:
Imagem

Responder