Economia

Espaço para debates sobre assuntos que não sejam relacionados a Chespirito, como cinema, política, atualidades, música, cotidiano, games, tecnologias, etc.
Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38503
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3639 vezes
Curtiram: 3086 vezes

Economia

Mensagem por Victor235 » 07 Ago 2020, 20:09

Imagem
Sem ser lançada pelo Banco Central, nota de R$ 200 já circula no Rio de Janeiro
A nova cédula de R$ 200 ainda não foi lançada para circulação nacional, mas já está gerando polêmica e, até mesmo, falsificações. Circula nas redes sociais que em Madureira, na Zona Norte do Rio, populares estariam com cédulas falsificadas do duzentão.
A nota é alaranjada e tem o desenho do Lobo-Guará, animal escolhido para ilustrar a cédula. No entanto, o Banco Central do Brasil informou que o lançamento da nova moeda só será feito no final de agosto e que as características da nota de R$ 200 ainda estão sendo definidas.
https://www.meiahora.com.br/geral/2020/ ... neiro.html

Imagem
Vira-lata caramelo pode fazer parte das notas de R$ 200
O Banco Central estuda uma ação para fazer o vira-lata caramelo o animal oficial da nota de R$ 200. A informação foi divulgada pelo portal UOL.
A mobilização começou nas redes sociais. Desde que o lobo guará foi anunciado como o desenho que faria parte da cédula, um abaixo-assinado foi criado para que o cachorro levasse esse lugar, já que representa o Brasil melhor que qualquer outro bichinho. A petição já ultrapassa mais de 50 mil assinaturas e lançada pelo deputado federal Fred Costa (Patriota-MG), no último dia 30.
https://www.meiahora.com.br/geral/2020/ ... --200.html
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38503
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3639 vezes
Curtiram: 3086 vezes

Economia

Mensagem por Victor235 » 13 Ago 2020, 20:09

"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Avatar do usuário
Noizuresu
Membro
Membro
Mensagens: 4347
Registrado em: 20 Mar 2017, 16:31
Programa CH: Chapolin
Localização: Vitória - ES
Curtiu: 1042 vezes
Curtiram: 530 vezes

Economia

Mensagem por Noizuresu » 02 Set 2020, 17:10

E a partir de hoje a cédula de R$ 200 já está entre nós:

Imagem

Ficou legalzinha, apesar da escolha de cor inconsistente e essa fonte esticada na frente da cédula.
Canal onde posto YTPBR, shitpost e outras coisas aleatórias: https://www.youtube.com/c/MemeirodoOito

Avatar do usuário
gusta dos biscoitos
Membro
Membro
Mensagens: 10761
Registrado em: 24 Jul 2018, 12:05
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Grêmio
Localização: RSRSRSRS
Curtiu: 4591 vezes
Curtiram: 1005 vezes

Economia

Mensagem por gusta dos biscoitos » 02 Set 2020, 18:17

Eu sinceramente odiei o "200 que muda de cor". A fonte parece ser diferente das demais notas, os números parecem estar mais gordinhos. Deve ser só impressão minha, e espero que seja, porque ficaria feio de mais.
Imagem


Informações confidenciais. Leia se for capaz.
Chanfle, você foi capaz! :vamp:

Me! Follow me the goods! =)
Usuário do fórum desde 24 de julho de 2018.
Eleito "Usuário do mês" em Agosto/2018, Outubro/2018, Dezembro/2018, Janeiro/2019, Fevereiro/2019, Abril/2019 e Novembro/2020.
Eleito "Usuário do ano" em 2018.
Eleito "Moderador global" entre Maio/2019 e Maio/2020.
♥️ ✧◝(⁰▿⁰)◜✧ ♥️ entre 06 de novembro de 2019 e 18 de janeiro de 2020.

Avatar do usuário
Barbano
Administrador
Administrador
Mensagens: 42373
Registrado em: 28 Jan 2009, 13:29
Time de Futebol: São Paulo
Localização: São Carlos (SP)
Curtiu: 1993 vezes
Curtiram: 3958 vezes

Economia

Mensagem por Barbano » 03 Set 2020, 11:07

Yoshi Toupeira escreveu:
02 Set 2020, 17:10
Ficou legalzinha, apesar da escolha de cor inconsistente e essa fonte esticada na frente da cédula.


Faz sentido...
Esses usuários curtiram o post de Barbano (total: 1):
Noizuresu

Avatar do usuário
Noizuresu
Membro
Membro
Mensagens: 4347
Registrado em: 20 Mar 2017, 16:31
Programa CH: Chapolin
Localização: Vitória - ES
Curtiu: 1042 vezes
Curtiram: 530 vezes

Economia

Mensagem por Noizuresu » 03 Set 2020, 11:30

Vai ver a nota ia ser maior mesmo, só que mudaram de ideia no final. :P
Canal onde posto YTPBR, shitpost e outras coisas aleatórias: https://www.youtube.com/c/MemeirodoOito

Avatar do usuário
Barbano
Administrador
Administrador
Mensagens: 42373
Registrado em: 28 Jan 2009, 13:29
Time de Futebol: São Paulo
Localização: São Carlos (SP)
Curtiu: 1993 vezes
Curtiram: 3958 vezes

Economia

Mensagem por Barbano » 03 Set 2020, 11:37

Não duvido. Uma nota maior do que a de 100 poderia causar uma série de problemas. A de 100 mal cabe na carteira, imagine uma nota maior... Mas a carteira é o de menos. Caixas eletrônicos, por exemplo, tem compartimentos para cédulas com um tamanho limitado. Uma nota maior do que o maior padrão poderia acarretar em necessidade de alterações físicas (além das alterações de sistema que serão necessárias de qualquer forma). Até uma gaveta de caixa de supermercado poderia precisar de alterações.
Esses usuários curtiram o post de Barbano (total: 1):
Noizuresu

Avatar do usuário
Chapolin Comunista
Membro
Membro
Mensagens: 3528
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 167 vezes
Curtiram: 55 vezes

Economia

Mensagem por Chapolin Comunista » 24 Set 2020, 20:25

O Índice Nacional de Preço ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15) teve alta de 0,45% para o mês de setembro, a maior para esse mês nos últimos anos.
https://www.causaoperaria.org.br/no-que ... ta-nos-20/
O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?


''A direita é a escória.''
RUI COSTA PIMENTA

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 91334
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5592 vezes
Curtiram: 2044 vezes

Economia

Mensagem por E.R » 25 Set 2020, 10:39

NOTÍCIAS
https://exame.com/brasil/exame-ideia-me ... alimentos/

Imagem

A inflação dos alimentos, que chegou a 8,83% em agosto, em comparação aos 12 meses anteriores, vêm impactando diretamente os gastos das famílias.

Cerca de 66% dos brasileiros já começaram a reduzir despesas com atividades de lazer.

Outros 57% cortaram os gastos com salões de beleza e restaurantes.

É o que revela uma pesquisa inédita EXAME/IDEIA, projeto que une Exame Research, braço de análise de investimentos da EXAME, e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública.

O levantamento também mostra que metade dos brasileiros está tendo que cortar despesas na carne – 49% trocaram alimentos e itens de primeira necessidade por similares mais baratos. “Quando chega a esse ponto, é um sinal de que a economia não vai muito bem”, diz Maurício Moura, fundador do IDEA.

“As pessoas estão sentindo fortemente a alta dos preços e já estão readequando seus orçamentos”.

O levantamento foi realizado entre os dias 21 e 24 setembro de 2020 com 1.200 pessoas, por telefone, em todas as regiões do país. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Imagem

O aumento dos preços do arroz, que subiu quase 20% no ano, e de outros componentes essenciais da cesta básica, como o feijão e o óleo, com altas de mais de 12% e 18%, respectivamente, tornou-se um sério fator de preocupação para os brasileiros.

Mais da metade dos entrevistados (55%) acredita que a inflação dos insumos básicos continuará aumentado. “O consumidor vai ao mercado e comprova, dia após dia, esses aumentos”, diz Maurício Moura. “Por isso, a percepção é de que a inflação deverá continuar crescendo”.

EXAME/IDEIA também perguntou a quem se deve atribuir o aumento dos preços – 41% responsabilizam a política econômica do governo federal. Só 11% culpam os donos de supermercados e redes de alimentos.

Não foi só o arroz. O feijão e o óleo também tiveram seus preços remarcados. O tomate ficou 12% mais caro. Hoje, também é preciso pagar 7% a mais pelos ovos e frangos, em comparação aos últimos 12 meses.

Com as refeições consideravelmente mais caras, 72% dos brasileiros acreditam que o custo de vida teve um aumento superior aos índices de inflação divulgados pelo governo.

O baque tem sido sentido principalmente pela população mais pobre. Cerca de 70% das pessoas que ganham até um salário mínimo precisaram diminuir as compras de alimentos e 35% tiveram que reduzir os gastos com transporte. A maioria (73%) da população que se encontra nessa faixa de renda também cortou as compras de roupas e sapatos.

“É um dado preocupante, porque a redução do consumo pode levar a uma piora do nível de emprego”, diz Maurício Moura. “Os dados mostram que setores importantes da economia, como o de serviços e a indústria, podem ser afetados”

Entre os mais pobres, 36% tiveram que reduzir custos com as contas de celular e internet.

Outros 24% diminuíram os investimentos em educação.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
BazzoReverso
Membro
Membro
Mensagens: 3127
Registrado em: 08 Nov 2017, 11:08
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro - RJ
Curtiu: 295 vezes
Curtiram: 380 vezes

Economia

Mensagem por BazzoReverso » 02 Out 2020, 21:16

Dólar tá quase 5,70 agora, quem quer apostar comigo que até o fim do mês chega a 6 reais?
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 91334
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5592 vezes
Curtiram: 2044 vezes

Economia

Mensagem por E.R » 05 Out 2020, 02:34

NOTÍCIAS
https://www1.folha.uol.com.br/colunas/p ... rmas.shtml

Paulo Guedes, ministro da Economia, perdeu pontos tanto entre investidores do mercado financeiro quanto entre parlamentares na última semana.

Enquanto os investidores passaram a enxergar maior fragilidade do ministro e dificuldade em avançar em temas importantes para dar sobrevida ao teto de gastos, como a PEC emergencial, os congressistas usaram termos como “trapalhão” e “bêbado na ladeira” para descrever como ele lidou com as divergências políticas em público.

A saída do ministro não está nas contas de investidores, mas a alta do dólar e dos juros também refletiu um sentimento de que, mesmo que fique no governo, Paulo Guedes pode não conseguir entregar as reformas.

Ainda não se vislumbra a construção de um substituto.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Barbano
Administrador
Administrador
Mensagens: 42373
Registrado em: 28 Jan 2009, 13:29
Time de Futebol: São Paulo
Localização: São Carlos (SP)
Curtiu: 1993 vezes
Curtiram: 3958 vezes

Economia

Mensagem por Barbano » 05 Out 2020, 10:04

Bazzo escreveu:
02 Out 2020, 21:16
Dólar tá quase 5,70 agora, quem quer apostar comigo que até o fim do mês chega a 6 reais?
Tá apostado.

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 91334
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5592 vezes
Curtiram: 2044 vezes

Economia

Mensagem por E.R » 10 Out 2020, 14:14

NOTÍCIAS
https://economia.uol.com.br/noticias/re ... mistas.htm

Quando o real se desvaloriza muito em relação ao dólar, como é o caso atualmente, há vantagens e desvantagens, dizem economistas.

As exportações saem ganhando, mas o brasileiro viaja menos para o exterior e a inflação aqui no país pode acelerar, por exemplo.

O problema, segundo especialistas ouvidos pelo UOL, é que o lado ruim está ganhando.

Economistas dizem que isso acontece por causa dos fatores por trás desse ciclo. Há uma preocupação de investidores e empresários locais e estrangeiros com relação à dívida pública, que está crescendo, e com a política econômica que o governo vai usar para enfrentar esse problema.

Essa incerteza está travando a capacidade de o Brasil aproveitar os benefícios do dólar valorizado.

Desvantagens do dólar alto

. Inflação mais alta : Produtos importados ou que tenham cotação em dólar estão ficando mais caros. Isso afeta matérias-primas e insumos usados pela indústria, que precisa repassar os valores aos produtos finais vendidos no país. É o caso, por exemplo, do trigo, do milho, da soja e da carne - cotados no mercado internacional - ou de componentes de eletroeletrônicos.

. Menor poder de compra das famílias : Esses produtos ficam mais caros e estão provocando a alta do IGP-M, um índice de inflação que mede preços no atacado. Como o IGP-M é usado para corrigir diversos contratos, como aluguéis, escolas e de consumo, a alta dele já afeta o IPCA, a inflação da vida diária das famílias.

. Menos turismo internacional : Com o dólar alto, viajar ao exterior fica mais caro para as famílias brasileiras.

. Menor previsibilidade para investir : Quando o dólar sobe muito rapidamente e passa a apresentar comportamento instável, como está acontecendo no mercado brasileiro, empresários e investidores perdem poder de projetar o comportamento da economia. Por isso, preferem segurar investimentos. Isso explica o baixo nível de investimento este ano ante o PIB.

. Percepção de risco : A menor capacidade de previsão entre empresários e investidores se converte em menor confiança no país e piora a percepção de risco da economia brasileira. Isso encarece as taxas pagas por empresas, bancos e do governo brasileiros na hora de tomar dinheiro emprestado lá fora.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 91334
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5592 vezes
Curtiram: 2044 vezes

Economia

Mensagem por E.R » 01 Fev 2021, 09:50

NOTÍCIAS
Imagem
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Scopel
Membro
Membro
Mensagens: 6721
Registrado em: 05 Fev 2009, 16:10
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Curtiu: 4 vezes
Curtiram: 57 vezes

Economia

Mensagem por Scopel » 09 Fev 2021, 19:17

Bazzo escreveu:
02 Out 2020, 21:16
Dólar tá quase 5,70 agora, quem quer apostar comigo que até o fim do mês chega a 6 reais?
Se vai colocar seu dinheiro nisso não é melhor colocar no dólar?

Responder