Fórum Portal Vídeos Guia de Episódios Sobre



Todos os horários são GMT - 3 horas


Portal Chespirito



Criar novo tópico Responder  [ 528 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 32, 33, 34, 35, 36
  Exibir página para impressão

Re: Economia • Brasileiro paga mais Imposto de Renda do que deveria
Autor Mensagem
MensagemEnviado: 29 Dez 2017, 18:43 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Mensagens: 25061
Curtiu: 2042 vezes
Foi curtido: 1335 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Na onda. O governo Alckmin assinou protocolo de intenção com a empresa CG/LA Infrastructure para estudar a possibilidade de utilização de criptomoedas para financiar projetos de infraestrutura no Estado. A parceria não envolve custo.

Tem mais. O acordo também prevê a possibilidade de adoção da tecnologia blockchain, que dá apoio ao Bitcoin, como ferramenta de implantação e acompanhamento de projetos na área de iluminação pública.
COLUNA DO ESTADÃO / ESTADÃO


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Economia • Brasileiro paga mais Imposto de Renda do que deveria
MensagemEnviado: 12 Jan 2018, 05:24 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 66929
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3898 vezes
Foi curtido: 885 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
http://www.valor.com.br/brasil/5254883/defasagem-no-imposto-de-renda-esta-em-884-diz-sindifisco

O Orçamento de 2018 deixou de incluir um reajuste na tabela do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) e, com isso, a defasagem nos números deve aumentar ainda mais. De acordo com estudo do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco Nacional), a diferença entre os dados vigentes e aqueles que deveriam vigorar considerando a inflação acumulada já chega a 88,4%.

A defasagem calculada pela entidade considera o período acumulado desde 1996, quando houve a conversão da tabela para Reais, e representa a média dos percentuais registrados nas cinco faixas de renda. O sindicato afirma que a correção pela inflação livraria, por exemplo, todo trabalhador que ganha até R$ 3.556,56 mensais de reter imposto na fonte.

Hoje, esse benefício chega apenas aos contribuintes que ganham até R$ 1.903,98.

Para a Sindifisco, a diferença pune as camadas de mais baixa renda.

Segundo o sindicato, o último reajuste na tabela do imposto foi em 2015. "Ao se apossar daquilo que não tem direito, o governo achata a renda do trabalhador. Obriga-o a pagar mais imposto, dinheiro que poderia ser mais bem aplicado na poupança, no aprimoramento da formação educacional, no consumo", afirmou Cláudio Damasceno, presidente do Sindifisco.

De acordo com o estudo da entidade, todas as demais faixas obrigam o contribuinte a pagar mais imposto de renda do que deveria.

E, de acordo com o sindicato, o problema também está presente nos descontos permitidos no imposto de renda.

O abatimento por dependente, por exemplo, de R$ 189,59 ao mês (o que representa R$ 2.275,08 ao ano), deveria ser de R$ 357,19 ao mês (R$ 4.286,28 ao ano). Já com educação, o desconto corrigido chegaria a R$ 6.709,90 - mas, pela tabela de 2017, o teto foi de R$ 3.561,50.

A Receita Federal confirma que o ano de 2018 - assim como ocorreu em 2016 e 2017 - não deve ter reajuste. "No Orçamento aprovado pelo Congresso Nacional, não está prevista a correção da tabela", informou o Fisco. De acordo com o órgão, não havia uma medida legal para a correção dos números na época do envio do projeto de Orçamento aos parlamentares.

Para o Sindifisco, a correção representa "tão somente uma obrigação do governo de manter a mesma carga tributária de um exercício para outro". "A não correção ou sua correção parcial em relação à inflação aumenta a carga tributária e penaliza de maneira mais acentuada o contribuinte de menor renda", diz a entidade.

O Sindifisco defende a atualização pelo índice integral da inflação. "A correção busca um estado de maior justiça fiscal, evitando o aumento da regressividade de nossa tributação, fator este um indutor das desigualdades sociais", diz a entidade nas conclusões do estudo divulgado.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Economia • Brasileiro paga mais Imposto de Renda do que deveria
MensagemEnviado: 12 Jan 2018, 19:17 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Mensagens: 25061
Curtiu: 2042 vezes
Foi curtido: 1335 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Sem rumo. Após o rebaixamento do Brasil na nota da agência internacional de risco Standard & Poor’s, o articulador político do governo, Carlos Marun, mandou recado aos deputados: “Continuem fingindo que a Previdência não é necessária para vermos onde vamos parar”.

Empurra-empurra. A decisão da S&P acirrou ainda mais os ânimos entre os presidenciáveis Maia e Henrique Meirelles (Fazenda). Enquanto a agência culpou o Congresso pelo rebaixamento, deputados jogaram a responsabilidade para a equipe econômica.

Boicote. Como punição, parlamentares chegaram a ameaçar retaliar o governo na votação da Previdência.

CLICK. Um dia antes de ter a nota do País rebaixada, a Fundação Ulysses Guimarães, do MDB, comemorava o índice de inflação em 2,95% com o famoso bordão de Lula.

Imagem
Divulgação MDB
COLUNA DO ESTADÃO / ESTADÃO


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 528 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 32, 33, 34, 35, 36

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Procurar por:
Ir para: