Fórum Portal Vídeos Guia de Episódios Sobre



Todos os horários são GMT - 3 horas [ DST ]


Portal Chespirito Chico Rei



Criar novo tópico Responder  [ 524 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 31, 32, 33, 34, 35
  Exibir página para impressão

Re: Economia
Autor Mensagem
MensagemEnviado: 29 Ago 2017, 23:59 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 24360
Curtiu: 1989 vezes
Foi curtido: 1275 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Juíza derruba liminar que proibia Santander de emitir cartão free
Imagem
Exame.com
Anderson Figo

7 horas atrás

Imagem
© Reprodução Cartão Free: Audiência de conciliação entre Proteste e Santander foi marcada para outubro

São Paulo - A juíza Maria Christina Berardo Rucker, da 6ª Vara Empresarial do Rio, derrubou a liminar que determinava a suspensão em todo o país da comercialização do cartão de crédito Santander Free e a cobrança de anuidade aos consumidores que contrataram o serviço do banco.

A nova decisão foi concedida após a apresentação, pela defesa do Santander, de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que foi estabelecido com o Ministério Público.

O determinação de suspensão foi divulgada na última sexta-feira (25), por causa de uma ação coletiva movida pela associação de consumidoresProteste em junho de 2016.

Na época, a associação reuniu centenas de assinaturas de clientes do banco que foram surpreendidos pela alteração nas regras para utilização do cartão, quanto ao pagamento de anuidade. Isso porque o Santander passou a exigir, em maio do ano passado, que os clientes gastassem no mínimo 100 reais por mês no crédito para continuar isentos da taxa.

Inicialmente, os usuários do cartão precisavam apenas fazer uma operação por mês na modalidade crédito para ficar livres da anuidade. A partir de maio de 2016, todo mês em que não houvesse 100 reais de gasto no crédito, o banco passou a cobrar um valor proporcional à anuidade, que totalizava aproximadamente 270 reais.

Segundo a Proteste, “essa prática do Santander é um grave desrespeito ao Código de Defesa do Consumidor, pois não cumpre o que é prometido na oferta, contrariando o próprio nome do cartão: free. Portanto, configura publicidade enganosa.”

Além da suspensão de novas contratações do cartão Santander Free, a Justiça do Rio também havia determinado a suspensão da cobrança de anuidade dos consumidores que já possuíam o cartão, sob pena de multa diária de 50 mil reais.

Segundo a decisão da juíza Maria Christina Berardo Rucker, foi agendada uma audiência de conciliação entre representantes da Proteste e do Santander para o dia 4 de outubro.
MSN DINHEIRO / EXAME


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Economia
MensagemEnviado: 30 Ago 2017, 21:52 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 24360
Curtiu: 1989 vezes
Foi curtido: 1275 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
PSL contra as administradoras de planos de saúde: http://www.infomoney.com.br/blogs/bolsa ... coes-bolsa

@"João Vitor A.K.A The Butcher'


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Economia
MensagemEnviado: 21 Set 2017, 14:54 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 23 Mai 2015, 11:40
Mensagens: 1724
Localização: Brasil
Curtiu: 241 vezes
Foi curtido: 89 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Moreira Franco afirma que governo quer privatizar Correios
Nova York - Os Correios entraram para a lista de estatais que o governo pretende privatizar, um caminho já anunciado para a Eletrobrás, a Casa da Moeda e a Infraero. A confirmação veio de Nova York. O ministro Moreira Franco, da Secretaria Geral da Presidência, declarou que a venda dos Correios está em estudo, mas que precisa ser feita "com muito cuidado".

Moreira Franco, que integra a comitiva de Michel Temer aos Estados Unidos, disse que a tendência é que os Correios passem a atuar mais diretamente no setor de logística, em vez de se concentrar no monopólio postal. "É o mesmo caso da Casa da Moeda, que produzia mais de 3 milhões de cédulas por ano e agora está (produzindo) 1 milhão e pouco. As pessoas não usam mais moeda", destacou. "A situação financeira dos Correios, pelas informações que o (Ministério do) Planejamento tem e nos passa, é muito difícil. Até porque, do ponto de vista tecnológico, há quanto tempo você não manda telegrama? As pessoas perderam o hábito do uso da carta."

A informação irritou a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares (Fentect), que, desde terça-feira, lidera uma greve dos funcionários da estatal, por um reajuste salarial de 8% e correção inflacionária. "Somos contrários à privatização. A verdade é que não existe vontade política do governo federal de melhorar a empresa, o que querem é entregar os Correios a preço de banana", disse José Rivaldo da Silva, secretário-geral da Fentect.

A estatal é presidida por Guilherme Campos, ex-deputado federal por São Paulo e vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, comandado por Gilberto Kassab. Ambos são do PSD.

http://odia.ig.com.br/economia/2017-09- ... reios.html

:feliz:

_________________
Usuário do Fórum Chaves desde de 23/05/2015
Membro do Fã Clube Chespirito Brasil
Ex Responsável pelo Jogo "De que Episódio é essa Foto?"
Entrevista da Semana #15 - Antonio Gabriel
Entrevistador do Entrevista da Semana(2017)
Colaborador do Vizinhança do Chaves(2016.05 - 2016.12)
Administrador do Site Notícias dos Simpsons(2014.08 -)

Administrador do Site/Blog Mundo Pica - Pau Brasil(2015.09 -)
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Economia
MensagemEnviado: 12 Out 2017, 01:02 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 20:39
Mensagens: 65184
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3634 vezes
Foi curtido: 828 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2017/10/empresarios-reagem-proposta-do-governo-de-aumentar-piscofins.html

Entidades empresariais e tributaristas reagiram contra a proposta do governo de elevar a alíquota do PIS e da Cofins.

O governo quer compensar a perda de arrecadação, depois que o Supremo decidiu que o ICMS não pode fazer parte da base de cálculo desses dois tributos.

Pergunte a quem paga o que acha de mais imposto. “Acho que a mordida está muito grande e o governo cada vez querendo mais da gente, acho que está muito difícil”, disse a advogada Maria Carmen Moccia.

O jornal “Folha de S. Paulo” publicou, nesta quarta-feira (11), que o governo pretende aumentar a alíquota do PIS e da Cofins de 9,25% para a casa dos 10%.

O Ministério da Fazenda quer compensar a queda de arrecadação depois que o governo sofreu uma derrota no Supremo Tribunal Federal. Em março, a maioria dos ministros do STF decidiu que o ICMS, um imposto estadual, não pode fazer parte da base de cálculo do PIS e da Cofins, que são federais.

Imagine que o bolo é a soma do faturamento e do ICMS de uma empresa. A alíquota do PIS/Cofins incidia sobre o bolo inteiro. Com a decisão do Supremo, os tributos vão incidir só sobre o faturamento. O governo diz que essa fatia representa R$ 27 bilhões a menos na arrecadação.
“Criar puxadinhos, soluções casuísticas para burlar uma decisão do STF, isso pesa contra o governo”, explicou o advogado tributarista Miguel Silva.

A reação entre os empresários foi a pior possível. Uma padaria de São Paulo é uma das milhares de empresas que pagam PIS e Cofins. A expectativa era por uma reforma tributária, que simplificasse os tributos e estimulasse a economia, não o movimento contrário.
“Uma parte desse acréscimo, muitas vezes, o consumidor vai ter que pagar, porque comerciante não aguenta tanto imposto”, afirmou o dono de padaria Milton Guedes de Oliveira.

“O ajuste das contas públicas definitivamente não pode vir com mais aumento de impostos. A sociedade brasileira está asfixiada. Tem que vir via redução dos gastos públicos”, explicou o economista-chefe da Firjan, Guilherme Mercês.

O tributarista da Federação do Comércio de São Paulo Ives Gandra Martins disse que o ensaio do governo de aumentar imposto tem efeitos negativos. “É um tributo que incide sobre o consumo em alíquotas que são elevadas e essas alíquotas elevadas destinadas exclusivamente ao governo vai, evidentemente, trazer, digamos, uma menor possibilidade de recuperação da economia do que o governo estaria prevendo”, disse.

Em Washington, o ministro da Fazenda Henrique Meirelles confirmou que o governo tem feito estudos sobre mudança na cobrança de impostos, mas negou aumento da carga tributária.
“A Receita está efetuando estudos visando avaliar se há necessidade de alguma medida visando aumentar a tributação para atingirmos um ponto de neutralidade. Não há nenhuma intenção ou projeto de aumento de carga tributária”, afirmou.
Para tentar cobrir o rombo das contas públicas, o governo já tinha recorrido a um aumento de tributos. Em julho, chegou a dobrar as alíquotas de PIS/Cofins sobre combustíveis.

“O governo não faz aperto fiscal, não faz nada, nenhum ajuste. Você vê ele só soltando dinheiro para as emendas de deputados e senadores e nada de fechar a torneira na área pública do governo. Então isso é uma injustiça”, disse o administrador Roni Lezerrozici.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Economia
MensagemEnviado: 30 Out 2017, 23:13 
Online
Avatar do usuário
Moderador Global

Registrado em: 02 Fev 2009, 13:40
Mensagens: 44695
Localização: Indaial/SC
Curtiu: 221 vezes
Foi curtido: 647 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
https://g1.globo.com/economia/noticia/governo-reve-para-baixo-salario-minimo-de-2018-de-r-969-para-r-965.ghtml

O Ministério do Planejamento informou nesta segunda-feira (30) que o governo baixou novamente a previsão para o salário mínimo de 2018, passando de R$ 969 para R$ 965.

A estimativa consta da mensagem modificativa da proposta de orçamento de 2018, que ainda será enviada ao Congresso Nacional. Nesta mensagem, o governo informará ter elevado a previsão de gastos em R$ 44,5 bilhões.

A estimativa para o salário mínimo do proximo ano já havia sido reduzida em agosto, de R$ 979 para R$ 969. Atualmente, o salário mínimo está em R$ 937.

Cerca de 45 milhões de pessoas no Brasil recebem salário mínimo, entre aposentados e pensionistas, cujos benefícios são, ao menos em parte, pagos pelo governo federal.

Com o salário mínimo menor, portanto, o governo economizará nas despesas com o pagamento desses benefícios.

A expectativa do Ministério do Planejamento é de economizar R$ 1,2 bilhão com a revisão do salário mínimo para baixo.

_________________
Meus títulos e conquistas no FCH:

Moderador Global do FCH (2012 à 2014 / desde 2016)
Moderador do Meu Negócio é Futebol (2010 à 2012 / 2015 à 2016)
Eleito o 1º vencedor do Usuário do Mês - Março 2010
Campeão do Bolão da Copa do FCH 2010
Campeão do 13º Concurso de Piadas 2011
Bicampeão do Bolão do FCH - Brasileirão (2011 e 2012)
Campeão do Bolão do FCH - Liga dos Campeões (2011/2012)
Campeão de A Casa dos Chavesmaníacos 10 (2012)
Campeão do Foot Beting (2014)
Tricampeão da Chapoliga (2014, 2015 e 2016)
Campeão de O Sobrevivente - Liga dos Campeões (2016/2017)


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Economia
MensagemEnviado: 30 Out 2017, 23:26 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 20:39
Mensagens: 65184
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3634 vezes
Foi curtido: 828 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
Teve que baixar o valor do salário mínimo porque não fez a concessão de Congonhas pra agradar o Valdemar Costa Neto e liberou milhões em emendas parlamentares para se manter na presidência.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Economia
MensagemEnviado: 03 Nov 2017, 23:11 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 24360
Curtiu: 1989 vezes
Foi curtido: 1275 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
NOTÍCIAS
Imagem

Tio Patinhas # 30, de janeiro de 1968, foi dedicada ao "passatempo" preferido do personagem, o dinheiro.

A primeira HQ, "A história do dinheiro", começa com citações do economista Buchanan e do aristocrata Aristodemus. Patinhas entra em cena cantando uma paródia de Roberto Carlos: "Estou amando loucamente o rico dinheirinho que é todo meu".

O pato começa a contar a seus sobrinhos a história do dinheiro, e diz: "Sal era chamado salarium. Agora sabem de onde vem a palavra salário". Na verdade, seria meio o contrário: a palavra "salário" é que deriva de "sal", que era usado como uma antiga forma de pagamento. Huguinho, Zezinho e Luisinho citam a expressão "não vale o sal que come".

A HQ foi escrita no tempo que a equivalência do dinheiro era medida em ouro (padrão-ouro), não sendo ainda o dólar a moeda de referência mundial. Depois da história, uma matéria traz mais informações. Por exemplo, a de que o governo brasileiro havia decretado há cerca de dois anos a criação do cruzeiro novo, que valia o equivalente a mil cruzeiros. Mas o dinheiro antigo ainda não havia sido substituído por completo, e as cédulas circulantes foram carimbadas com o novo valor que representavam.

Segundo o texto, a palavra "real" - que décadas depois veio a se tornar nossa moeda - já existia no vocabulário financeiro do país, sendo o singular de "réis", sistema monetário introduzido pelos portugueses e utilizado até 1942.

Ainda sobre dinheiro, há uma página com curiosidades e outra com uma lista com o nome da moeda de cada país à época. Lendo isto hoje, nos deparamos com países que não mais existem de tal forma ou mudaram de nome, como Alto Volta.

Uma história do Mickey começa com um quadro: "Como todos nós sabemos, um elemento básico na indústria mecânica de precisão é o diamante negro". Esta não parece ser uma informação tão difundida não, até o Google custou a encontrar as duas expressões juntas.

O gibi trouxe também duas ótimas HQs curtas de Barks, "Resoluções de ano novo" e "Moedas raras às pampas". Foi publicada também uma história de Juca e Mário com a participação da personagem Anete, que segundo pesquisei era uma pessoa real de uma série televisiva da Disney, e acabou "participando" de três histórias em quadrinhos.

Durante a leitura, ainda anotei palavras como "óbolo", "caturrão", "sorver", "de través", "dispepsia", "lançante", "fundeado", "lira" e "cipriota".


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Economia
MensagemEnviado: 03 Nov 2017, 23:13 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 20 Abr 2016, 17:14
Mensagens: 2394
Localização: São Paulo
Curtiu: 244 vezes
Foi curtido: 167 vezes
Programa CH: Chaves
Fantasias: Não utilizo
Achei que tinha me enganado de tópico.


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Economia
MensagemEnviado: 07 Nov 2017, 19:01 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 24360
Curtiu: 1989 vezes
Foi curtido: 1275 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Intensivão. O presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-SP) contratou o professor Adolfo Saschida para lhe dar aulas de economia básica. Ele é pesquisador do Ipea e filiado ao DEM. Pelo Facebook, o economista disse que não foi contratado por Bolsonaro, mas confirma que tem “conversado com o Deputado Bolsonaro e trocado com ele muitas ideias sobre economia”. Segundo ele, “nessas conversas o Deputado expõe suas ideias e ouve as minhas.”
COLUNA DO ESTADÃO / ESTADÃO


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Economia
MensagemEnviado: 07 Nov 2017, 19:51 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 24360
Curtiu: 1989 vezes
Foi curtido: 1275 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Novo vazamento global revela offshores de Meirelles no Caribe
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/20 ... ribe.shtml


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Economia
MensagemEnviado: 08 Nov 2017, 20:08 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 24360
Curtiu: 1989 vezes
Foi curtido: 1275 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Detalhe. Mansueto Almeida (Fazenda) apontou, em seminário, o que considera duas anomalias na economia brasileira: comprar roupa de bebê nos EUA e o serviço “marido de aluguel”. O primeiro, diz, é reflexo da carga tributária. O segundo, de o ensino médio não passar conhecimentos técnicos.
COLUNA DO ESTADÃO / ESTADÃO


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Economia
MensagemEnviado: 10 Nov 2017, 20:20 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 24360
Curtiu: 1989 vezes
Foi curtido: 1275 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Retrato. A Corretora Guide levou investidores para conversar com Jair Bolsonaro. Ele atrasou uma hora. Quando chegou, falou duas horas. Mas o que ficou na lembrança do grupo foi o quadro de Ernesto Geisel na parede do seu gabinete.
COLUNA DO ESTADÃO / ESTADÃO


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Economia
MensagemEnviado: 24 Nov 2017, 12:33 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 24360
Curtiu: 1989 vezes
Foi curtido: 1275 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Chacoalhão. A apresentação pessimista do economista Marcos Lisboa, do Insper, no jantar oferecido pelo presidente Temer aos deputados da sua base de apoio, ontem, tinha como título “A janela está se fechando”.
COLUNA DO ESTADÃO / ESTADÃO


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Economia
MensagemEnviado: 01 Dez 2017, 20:25 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 24360
Curtiu: 1989 vezes
Foi curtido: 1275 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Imagem
Otimismo com a economia tem pior índice em 8 anos
A expectativa no governo federal é de que a melhora lenta da atividade econômica – incluindo os indicadores de crescimento, renda e emprego – se transforme em um ativo eleitoral para impulsionar um candidato governista na disputa presidencial do próximo ano, mas só 21% preveem mais prosperidade no ano que vem; 86% consideram governo corrupto.
http://politica.estadao.com.br/noticias ... 0002103745


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 524 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 31, 32, 33, 34, 35

Todos os horários são GMT - 3 horas [ DST ]


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Paola Provocadora e 1 visitante


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Procurar por:
Ir para: