Fórum Portal Vídeos Guia de Episódios Sobre



Todos os horários são GMT - 3 horas


Portal Chespirito



Criar novo tópico Responder  [ 1127 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 51, 52, 53, 54, 55, 56, 57 ... 76  Próximo
  Exibir página para impressão

Re: Michel Temer
Autor Mensagem
MensagemEnviado: 20 Mai 2017, 12:41 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 68181
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 4071 vezes
Foi curtido: 939 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
http://g1.globo.com/politica/blog/andreia-sadi/post/temer-deve-fazer-novo-pronunciamento-neste-sabado.html

Imagem
O presidente Michel Temer quer fazer um novo pronunciamento neste sábado.

A ideia era ter feito na sexta-feira, mas o presidente ficou dedicado a organizar uma estratégia jurídica com seus advogados para enfrentar a delação da JBS.

Agora, ele quer apresentar uma nova defesa sobre os fatos e questionar pontos do depoimento do dono da JBS.

O pronunciamento está previsto para ocorrer no Planalto, à tarde.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Michel Temer
MensagemEnviado: 20 Mai 2017, 18:08 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 68181
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 4071 vezes
Foi curtido: 939 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Michel Temer
MensagemEnviado: 20 Mai 2017, 18:26 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 68181
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 4071 vezes
Foi curtido: 939 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
http://www.estadao.com.br/noticias/geral,temer-fui-vitima-de-armacao-de-bandidos-que-saquearam-o-pais-e-querem-sair-impunes,70001799924

Minutos depois do pronunciamento que fez sobre a crise que atinge seu governo, Michel Temer reafirmou ao Estadão sua recusa a renunciar à Presidência, se disse vítima de “armação”, negou que tenha participado de um plano para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha e disse estranhar que a delação da JBS, que o atingiu, tenha sido selada “no momento em que a economia começa a se recuperar”.

Michel Temer concedeu uma entrevista exclusiva ao Estadão por telefone.

Disse estar convencido da capacidade de rearticulação política do governo, deu sua versão para o encontro que teve com Joesley Batista, da JBS, em março — que foi gravado e entregue ao Ministério Público Federal, o que desencadeou a delação do grupo, e criticou os termos da colaboração negociada com o empresário pela Operação Lava Jato.

“Esse sujeito me ligou seguidamente, ao longo de vários dias, me pedindo para ser recebido”, afirmou o presidente.

Segundo ele, a segurança da Presidência vive repreendendo-o por “atender o celular”. “Eu tenho o hábito, que a segurança do Planalto vive reclamando, de atender o celular, responder mensagem. É um mau hábito pela liturgia do cargo, mas que eu adquiri da experiência parlamentar”, disse Michel Temer.

Segundo ele, depois de muita insistência por parte de Joesley, ele concordou em recebê-lo no Palácio do Jaburu.

Questionado sobre o horário tardio da conversa, Temer disse que a razão foi o fato de que, anteriormente, ele compareceu à festa de aniversário da carreira do jornalista Ricardo Noblat. “Disse a ele : estou na festa do Noblat. Se quiser, passa mais tarde no Jaburu. E ele concordou.”

Temer afirmou que já conhecia Joesley, e que tem o costume de receber empresários para conversas. “Já recebi dezenas de empresários. Em São Paulo, no Jaburu, no Planalto. Muitas dessas reuniões acontecem fora da agenda”, disse o peemedebista.

Questionado sobre os assuntos tratados na reunião, alguns deles a confissão de crimes como o suborno a um procurador e supostamente a dois juízes, Temer disse ter atribuído o teor da conversa ao fato de Joesley ser alguém acuado por investigações e contrariado por não obter acesso que tinha antes a altas autoridades do governo. “Logo de cara, vi que ele era um falastrão”, afirmou.

Ele afirmou ter achado “estranho" o teor da conversa, mas que não levou a sério as afirmações. “Mas você veja que comecei a ser cada vez mais monossilábico, quando a conversa dele começou a enveredar para o pedido de que precisaria ter acesso a esse ou aquele setor do governo.”

Temer afirmou que a divulgação do áudio da conversa demonstra que ele não deu aval à compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha, conforme se divulgou inicialmente. “Veja que ele diz que está mantendo uma boa relação com ele, e incentivo que deveria manter, apenas isso.”

Sobre o eventual interesse em evitar uma delação de Cunha, Temer evoca o fato de o ex-aliado tê-lo arrolado como testemunha : “Que silêncio do Cunha eu poderia comprar ? Se ele me mandou 21 perguntas num processo e 17 em outro, todas claramente tentativas de me incriminar, e o próprio juiz Sergio Moro tratou de indeferir ?”.

A respeito da sugestão para que Joesley procurasse o ex-assessor especial da Presidência e deputado afastado Rodrigo Rocha Loures, Temer disse que apenas confirmou uma sugestão do empresário. “Falei que poderia falar com o Rodrigo sobre assuntos do grupo, como poderia falar o Moreira, ou o Padilha”, justificou.

Temer disse acreditar que Rocha Loures “deve ter sido seduzido” pela promessa de receber R$ 500 mil ao longo de 20 anos.

Questionado pelo Estadão se tomou conhecimento, em algum momento, da negociação de recursos por Rocha Loures, ou se autorizou a transação, o presidente negou.

Afirmou que o suborno ao deputado foi negociado pela obtenção de um acordo no Cade que foi negado. “O Cade resolveu ? Não resolveu ! Ele estava desesperado porque a Maria Silvia saneou o BNDES, ele teve de mudar a operação da empresa para outro país porque fechamos a torneira do BNDES”, afirmou o presidente.

Temer criticou os termos da delação oferecida ao grupo JBS. “Fui vítima de bandidos que saquearam o País nos governos passados e não obtiveram acesso ao nosso. E negociaram um acordo pelo qual querem sair impunes !”, afirmou o presidente, para em seguida dizer que tentará todos os recursos jurídicos para tentar anular o inquérito aberto contra ele no STF, que, segundo sua avaliação, se baseou em provas armadas.

Ele afirmou que não renunciará e que tentará recompor a base de sustentação do governo para aprovar as reformas. “Querem me tirar para continuar com as mesmas reformas que eu propus, com o meu programa. A quem interessa desestabilizar o governo ?”, questionou o presidente.

Temer disse “estranhar” que a crise tenha sido “criada" justamente quando a economia começava a dar sinais de reação. E repetiu os dados que dissera no pronunciamento, de que a JBS lucrou com o câmbio e a venda de ações nos dias que antecederam a Operação Patmos.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Michel Temer
MensagemEnviado: 20 Mai 2017, 20:32 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Mensagens: 25624
Curtiu: 2125 vezes
Foi curtido: 1375 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Antonio Felipe escreveu:
Montagem.
E mal feita. Pixels desalinhados.


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Michel Temer
MensagemEnviado: 20 Mai 2017, 21:17 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Mensagens: 25624
Curtiu: 2125 vezes
Foi curtido: 1375 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Delator relata entrega de R$ 1 milhão para 'coronel', amigo de Michel Temer
19/05/2017 - 18h13 | Atualizado em 19/05/2017 - 18h28

De acordo com Florisvaldo Caetano de Oliveira, primeiro encontro teve como objetivo conhecer o destinatário e combinar a forma de entrega dos valores

Imagem
Delator relata entrega de R$ 1 milhão para 'coronel', amigo de Michel Temer
Foto: Estadão conteúdo

BRASÍLIA - O contador Florisvaldo Caetano de Oliveira, apontado como homem do grupo J&F responsável pelas entregas de dinheiro a políticos, relatou em seu acordo de colaboração com a Procuradoria-Geral da República (PGR) ao menos dois encontros com João Baptista Lima Filho, amigo pessoal do presidente Michel Temer.

De acordo com o delator, o primeiro encontro teve como objetivo conhecer o destinatário, chamado de "coronel", e combinar a forma de entrega dos valores. No segundo encontro, por sua vez, Oliveira afirma ter entregado R$ 1 milhão em espécie para Lima Filho.

"(..)Por determinação de Ricardo Saud, o depoente entregou 1 milhão de reais no seguinte endereço: Rua Juatuba, Vila Madalena, São Paulo, num escritório cuja titularidade o depoente desconhecia. Que o escritório era conhecido como sendo de alguém ligado a Michel Temer", afirmou o delator em seu depoimento.

Outro delator, o diretor de relações Institucionais da J&F Ricardo Saud, responsável por solicitar os pagamentos à Lima Filho, entregou uma série de documentos à PGR comprovante que o endereço citado por Florisvaldo era o da empresa Argeplan, cujo dono é o amigo de Temer.

Coronel da Polícia Militar aposentado, Lima Filho é dono da Argeplan Arquitetura e Engenharia, empresa que faz parte de um consórcio que ganhou concorrência para executar serviços relacionados à usina de Angra 3 - cujas obras são investigadas na Operação Lava Jato.

A empresa finlandesa AF foi a vencedora de um contrato de R$ 162 milhões na Eletronuclear e, por exigência brasileira, subcontratou duas empresas locais: a Engevix e a AF Brasil - da qual a Argeplan faz parte.

Lima era gestor do contrato com a Eletronuclear, pela parte da Argeplan. O contrato foi assinado em 2012 para serviços de eletromecânica.

O jornal O Estado de S. Paulo revelou, em maio de 2016, que a Lava Jato investiga se houve negociação de propina nesse negócio. As irregularidades envolvendo as obras da usina foram delatadas por executivos da UTC, da Andrade Gutierrez, da Camargo Corrêa e, recentemente, da Odebrecht.

Baptista Lima foi citado na tentativa de delação do sócio da Engevix, José Antunes Sobrinho Filho, como alguém que se apresentava como um interlocutor do então vice-presidente da República. O caso foi revelado pela revista Época, há um ano. Sobrinho Filho desistiu da delação depois da vinda à tona das revelações que ele prometia fazer.
DCI / ESTADÃO CONTEÚDO


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Michel Temer
MensagemEnviado: 21 Mai 2017, 11:42 
Offline
Avatar do usuário
Moderador

Registrado em: 02 Fev 2009, 12:40
Mensagens: 46464
Localização: Indaial/SC
Curtiu: 245 vezes
Foi curtido: 706 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
E depois do novo pronunciamento, Temer ofereceu feijoada aos seus aliados.

Imagem

Por sinal, também almoçarei com isso hoje. :P

_________________
Meus títulos e conquistas no FCH:

Moderador Global do FCH (2012 à 2014 / desde 2016)
Moderador do Meu Negócio é Futebol (2010 à 2012 / 2015 à 2016)
Eleito o 1º vencedor do Usuário do Mês - Março 2010
Campeão do Bolão da Copa do FCH 2010
Campeão do 13º Concurso de Piadas 2011
Bicampeão do Bolão do FCH - Brasileirão (2011 e 2012)
Campeão do Bolão do FCH - Liga dos Campeões (2011/2012)
Campeão de A Casa dos Chavesmaníacos 10 (2012)
Campeão do Foot Beting (2014)
Tetracampeão da Chapoliga (2014, 2015, 2016 e 2017)
Campeão de O Sobrevivente - Liga dos Campeões (2016/2017)


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Michel Temer
MensagemEnviado: 21 Mai 2017, 13:20 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 24 Ago 2016, 03:57
Mensagens: 3496
Localização: Bluffington
Curtiu: 25 vezes
Foi curtido: 235 vezes
Programa CH: Chespirito
Time de Futebol: Genoa
Nossa, que pobreza, nem pra oferecer um Escargot.

_________________
Imagem
"Não costumo ser um homem religioso, mas se tu estás lá em cima, me salva, SUPER HOMEM"


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Michel Temer
MensagemEnviado: 21 Mai 2017, 17:44 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 68181
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 4071 vezes
Foi curtido: 939 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
http://www.oantagonista.com/posts/boca-livre-cancelada

Michel Temer cancelou o jantar em seu apoio por falta de apoio.

Alguns parlamentares da base aliada recusaram o convite em sinal de que endossam o desembarque do governo.

Outros preferiram ignorar e permanecer em suas bases políticas.

Entre os ministros, segundo a Veja, "as confirmações para o jantar foram tímidas. Por isso, o governo passou a reajustar o discurso, afirmando que o Palácio da
Alvorada sediará nesta noite apenas um 'encontro informal' de aliados.

Neste momento, estão reunidos com Michel Temer os ministros Moreira Franco (Secretaria-geral), Eliseu Padilha (Casa Civil), Raul Jungmann (Defesa) e Osmar Serraglio (Justiça).

São esperados ainda hoje os também ministros Osmar Terra (Desenvolvimento Social), Helder Barbalho (Integração) e Mauricio Quintella Lessa (Transportes).

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Michel Temer
MensagemEnviado: 21 Mai 2017, 21:08 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Mensagens: 25624
Curtiu: 2125 vezes
Foi curtido: 1375 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Nossa, uma matéria do Antagonista com mais de duas linhas.


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Michel Temer
MensagemEnviado: 21 Mai 2017, 21:17 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 24 Ago 2016, 03:57
Mensagens: 3496
Localização: Bluffington
Curtiu: 25 vezes
Foi curtido: 235 vezes
Programa CH: Chespirito
Time de Futebol: Genoa
Matéria com mais de um paragrafo amanhã!

_________________
Imagem
"Não costumo ser um homem religioso, mas se tu estás lá em cima, me salva, SUPER HOMEM"


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Michel Temer
MensagemEnviado: 21 Mai 2017, 22:21 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 68181
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 4071 vezes
Foi curtido: 939 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Michel Temer
MensagemEnviado: 21 Mai 2017, 22:59 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 08 Ago 2011, 17:29
Mensagens: 3862
Localização: São Leopoldo/RS
Curtiu: 145 vezes
Foi curtido: 278 vezes
Programa CH: Chapolin
E.R escreveu:
Michel Temer cancelou o jantar em seu apoio por falta de apoio.

Putz :garg:


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Michel Temer
MensagemEnviado: 22 Mai 2017, 00:46 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 24 Ago 2016, 03:57
Mensagens: 3496
Localização: Bluffington
Curtiu: 25 vezes
Foi curtido: 235 vezes
Programa CH: Chespirito
Time de Futebol: Genoa
Marcelo Jungbluth escreveu:
E.R escreveu:
Michel Temer cancelou o jantar em seu apoio por falta de apoio.

Putz :garg:

Me lembrou um movimento da greve geral que cancelou o protesto pq não tinham transporte ( já que os motoristas tbm estavam em greve)
heehehehehhehe

_________________
Imagem
"Não costumo ser um homem religioso, mas se tu estás lá em cima, me salva, SUPER HOMEM"


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Michel Temer
MensagemEnviado: 22 Mai 2017, 11:26 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 68181
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 4071 vezes
Foi curtido: 939 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
http://www1.folha.uol.com.br/poder/2017/05/1886163-se-quiserem-me-derrubem-afirma-temer-ao-negar-de-novo-a-renuncia.shtml

O sr. estabeleceu que ministro denunciado será afastado e, se virar réu, exonerado. Caso o procurador-geral da República o denuncie, o sr. vai se submeter a essa regra ?

Michel Temer : Não, porque eu sou chefe do Executivo. Os ministros são agentes do Executivo, de modo que a linha de corte que eu estabeleci para os ministros, por evidente, não será a linha de corte para o presidente.

Mas o sr. voluntariamente poderia se afastar.

Michel Temer : Não vou fazer isso, tanto mais que já contestei muito acentuadamente a gravação espetaculosa que foi feita. Tenho demonstrado com relativo sucesso que o que o empresário fez foi induzir uma conversa. Insistem sempre no ponto que avalizei um pagamento para o ex-deputado Eduardo Cunha, quando não querem tomar como resposta o que dei a uma frase dele em que ele dizia : "Olhe, tenho mantido boa relação com o Cunha". [E eu disse]: "Mantenha isso". Além do quê, ontem mesmo o Eduardo Cunha lançou uma carta em que diz que jamais pediu [dinheiro] a ele [Joesley] e muito menos a mim. E até o contrário. Na verdade, ele me contestou algumas vezes. Como eu poderia comprar o silêncio, se naquele processo que ele sofre em Curitiba, fez 42 perguntas, 21 tentando me incriminar ?

O Joesley fala em zerar, liquidar pendências. Não sendo dinheiro, seria o quê ?

Michel Temer : Não sei. Não dei a menor atenção a isso. Aliás, ele falou que tinha [comprado] dois juízes e um procurador. Conheço o Joesley de antes desse episódio. Sei que ele é um falastrão, uma pessoa que se jacta de eventuais influências. E logo depois ele diz que estava mentindo.

Não é prevaricação se o sr. ouve um empresário dentro da sua casa relatando crimes ?

Michel Temer : Você sabe que não ? Eu ouço muita gente, e muita gente me diz as maiores bobagens que eu não levo em conta. Confesso que não levei essa bobagem em conta. O objetivo central da conversa não era esse. Ele foi levando a conversa para um ponto, as minhas respostas eram monossilábicas...

Quando o sr. fala "ótimo, ótimo", o que o sr. queria dizer ?

Michel Temer : Não sei, quando ele estava contando que estava se livrando das coisas etc.

Era nesse contexto da suposta compra de juízes.

Michel Temer : Mas veja bem. Ele é um grande empresário. Quando tentou muitas vezes falar comigo, achei que fosse por questão da [Operação] Carne Fraca. Eu disse : "Venha quando for possível, eu atendo todo mundo". [Joesley disse] "Mas eu tenho muitos interesses no governo, tenho empregados, dou muito emprego". Daí ele me disse que tinha contato com Geddel [V. Lima, ex-ministro], falou do Rodrigo [Rocha Loures], falei: "Fale com o Rodrigo quando quiser, para não falar toda hora comigo."

Ele buscou o sr. diretamente ?

Michel Temer : Ele tentou três vezes me procurar. Ligou uma vez para a minha secretária, depois ligou aquele rapaz, o [Ricardo] Saud, eu não quis atendê-lo. Houve um dia que ele me pegou, conseguiu o meu telefone, e eu fiquei sem graça de não atendê-lo. Eu acho que ele ligou ou mandou alguém falar comigo, agora confesso que não me recordo bem.

Por que não estava na agenda ? A lei manda.

Michel Temer : Você sabe que muitas vezes eu marco cinco audiências e recebo 15 pessoas. Às vezes à noite, portanto inteiramente fora da agenda. Eu começo recebendo às vezes no café da manhã e vou para casa às 22h, tem alguém que quer conversar comigo. Até pode-se dizer, rigorosamente, deveria constar da agenda. Você tem razão.

Foi uma falha ?

Michel Temer : Foi, digamos, um hábito.

Um hábito ilegal, não ?

Michel Temer : Não é ilegal porque não é da minha postura ao longo do tempo [na verdade, está na lei 12.813/13]. Talvez eu tenha de tomar mais cuidado. Bastava ter um detector de metal para saber se ele tinha alguma coisa ou não, e não me gravaria.

É moralmente defensável receber tarde da noite, fora da agenda, um empresário que estava sendo investigado ?

Michel Temer : Eu nem sabia que ele estava sendo investigado.

O sr. não sabia ?

Michel Temer : No primeiro momento não.

Estava no noticiário o tempo todo, presidente [Joesley naquele momento era investigado nas operações Sepsis, Cui Bono? e Greenfield].

Michel Temer : Ele disse na fala comigo que as pessoas estavam tentando apanhá-lo, investigá-lo.

Um assessor muito próximo do sr. [Rocha Loures] foi filmado correndo com uma mala pela rua. Qual sua avaliação ?

Michel Temer : Vou esclarecer direitinho. Primeiro, tudo foi montado. Ele [Joesley] teve treinamento de 15 dias, vocês que deram [refere-se à Folha], para gravar, fazer a delação, como encaminhar a conversa.

A imagem dele correndo com dinheiro não é montagem.

Michel Temer : [Irritado] Não, peraí, eu vou chegar lá, né, se você me permitir... O que ele [Joesley] fez ? A primeira coisa, o orientaram ou ele tomou a deliberação: "Grave alguém graúdo". Depois, como foi mencionado o nome do Rodrigo, certamente disseram: "Vá atrás do Rodrigo". E aí o Rodrigo certamente foi induzido, foi seduzido por ofertas mirabolantes e irreais. Agora, a pergunta que se impõe é a seguinte : a questão do Cade foi resolvida ? Não foi. A questão do BNDES foi resolvida ? Não foi.

O Rocha Loures errou ?

Michel Temer : Errou, evidentemente.

O sr. se sente traído ?

Michel Temer : Não vou dizer isso, porque ele é um homem, coitado, ele é de boa índole, de muito boa índole. Eu o conheci como deputado, depois foi para o meu gabinete na Vice-Presidência, depois me acompanhou na Presidência, mas um homem de muito boa índole.

Ele foi filmado com R$ 500 mil, que boa índole é essa ?

Michel Temer : Sempre tive a convicção de que ele tem muito boa índole. Agora, que esse gesto não é aprovável.

O sr. falou com ele desde o episódio ?

Michel Temer : Não.

O sr. rompeu com ele ?

Michel Temer : Não se trata de romper ou não romper, não tenho uma relação, a não ser uma relação institucional [com ele].

Quando o sr. diz para o Joesley que ele poderia tratar de "tudo" com o Rodrigo Rocha Loures, o que o sr. quer dizer ?

Michel Temer : Esse tudo são as matérias administrativas. Não é tuuudo [alongando o "u"]. Eu sei a insinuação que fizeram: "Se você tiver dinheiro para dar para ele, você entregue para ele". Evidentemente que não é isso. Seria uma imbecilidade, da minha parte, terrível.

O sr. o conheceu há quantos anos ?

Michel Temer : Quando ele era deputado, portanto, há uns dez anos.

E mesmo o conhecendo há dez anos, ele tendo sido seu assessor...

Michel Temer : Mas espera aí, eu conheço 513 deputados há dez anos.

Mas apenas ele foi seu assessor próximo.

Michel Temer : Como são próximos todos os meus assessores.

E mesmo próximo era apenas uma relação institucional ?

Michel Temer : Institucional, sem dúvida.

Nos últimos dias, o sr. veio numa escalada nas declarações. Acha que a Procuradoria-Geral armou para o sr. ?

Michel Temer : Eu percebo que você é muito calma [risos]. Espero que você jamais sofra as imputações morais que eu sofri. Eu estava apenas retrucando as imprecações de natureza moral gravíssimas, nada mais do que isso. Agora, mantenho a serenidade, especialmente na medida em que eu disse : eu não vou renunciar. Se quiserem, me derrubem, porque, se eu renuncio, é uma declaração de culpa.

No pronunciamento o sr. foi muito duro com o acordo de delação.

Michel Temer : Não faço nenhuma observação em relação à Procuradoria. Agora, chamou a atenção de todos a tranquilidade com que ele [Joesley] saiu do país, quando muitos estão na prisão. Ou, quando saem, saem com tornozeleira. Além disso, vocês viram o jogo que ele fez na Bolsa. Ele não teve uma informação privilegiada, ele produziu uma informação privilegiada. Ele sabia, empresário sagaz como é, que no momento em que ele entregasse a gravação, o dólar subiria e as ações de sua empresa cairiam. Ele comprou US$ 1 bilhão e vendeu as ações antes da queda.

Se permanecer no cargo, em setembro tem de escolher um novo procurador. O sr. acha que tem condição de conduzir esse processo sem estar contaminado depois de tudo isso que está acontecendo ?

Michel Temer : Contaminado por esses fatos ? Não me contamina, não. Aliás, eu tiro o "se". Porque eu vou continuar.

É preciso alguma mudança na maneira como esses acordos são feitos ? Mudança na lei ?

Michel Temer : Acho que é preciso muita tranquilidade, serenidade, adequação dos atos praticados. Não podem se transformar em atos espetaculosos. E não estou dizendo que a Procuradoria faça isso, ou o Judiciário. Mas é que a naturalidade com que se leva adiante as delações... Você veja, as delações estão sob sigilo. O que acontece ? No dia seguinte, são públicas. A melhor maneira de fazer com que eles estejam no dia seguinte em todas as redes de comunicação é colocar uma tarja na capa dizendo : sigiloso.

Esse processo dá novo impulso ao projeto de lei de abuso de autoridade ?

Michel Temer : É claro que ninguém é a favor do abuso de autoridade. Se é preciso aprimorar toda a legislação referente a abuso de autoridade, eu não saberia dizer. Abusar da autoridade é ultrapassar os limites legais.

O sr. falou muito do Joesley. Mas qual a culpa que o sr. tem ?

Michel Temer : Ingenuidade. Fui ingênuo ao receber uma pessoa naquele momento.

Além dos áudios, há depoimentos em que os executivos da JBS fazem outras acusações. Por exemplo, que o sr. pediu caixa dois em 2010, 2012 e 2016. Inclusive para o [marqueteiro] Elsinho Mouco, para uma campanha da internet.

Michel Temer : No caso do Elsinho, ele fez a campanha do irmão do Joesley, e por isso recebeu aquelas verbas. Fez trabalhos para a empresa. Diz que até recentemente, esse empresário grampeador pediu se o Elsinho poderia ajudá-lo na questão da Carne Fraca.

Empresário grampeador ?

Michel Temer : Mas qual é o título que ele tem de ter ? Coitadinho, ele tem de ter vergonha disso. Ele vai carregar isso pelo resto da vida. E vai transmitir uma herança muito desagradável para os filhos.

Nos depoimentos, há conversa do Loures com o Joesley sobre a suposta compra do Cunha que é muito explícita.

Michel Temer : Por que é explícita ?

Porque eles conversam sobre pagamentos.

Michel Temer : Você está falando de uma conversa do Joesley com o Rodrigo. De repente, você vai me trazer uma conversa do Joesley com o João da Silva.

O Rocha Loures não é um João da Silva.

Michel Temer : [Irritado] Eu sei, você está insistindo nisso, mas eu reitero que o Rodrigo era uma relação institucional que eu tinha, de muito apreço até, de muita proximidade. Era uma conversa deles, não é uma conversa minha.

Um desembarque do PSDB e do DEM deixaria o sr. em uma situação muito difícil. O sr. já perdeu PSB e PPS.

Michel Temer : O PSB eu não perdi agora, foi antes, em razão da Previdência. No PPS, o Roberto Freire veio me explicar que tinha dificuldades. Eu agradeci, mas o Raul Jungmann, que é do PPS, está conosco.

Até onde o sr. acha que vai a fidelidade do PSDB ?

Michel Temer : Até 31/12 de 2018.

Até que ponto vale a pena continuar sem força política para aprovar reformas e com a economia debilitada ?

Michel Temer : [Irritado] Isso é você quem está dizendo. Eu vou revelar força política precisamente ao longo dessas próximas semanas com a votação de matérias importantes.

O sr. acha que consegue ?

Michel Temer : Tenho absoluta convicção de que consigo. É que criou-se um clima que permeia a entrevista do senhor e das senhoras de que vai ser um desastre, de que o Temer está perdido. Eu não estou perdido.

O julgamento da chapa Dilma-Temer recomeça no TSE em 6 de junho. Essa crise pode influenciar a decisão ?

Michel Temer : Acho que não. Os ministros se pautam não pelo que acontece na política, mas pelo que passa na vida jurídica.

Se o TSE cassar a chapa, o sr. pretende recorrer ao STF ?

Michel Temer : Usarei os meios que a legislação me autoriza a usar. Agora, evidentemente que, se um dia, houver uma decisão transitada e julgada eu sou o primeiro a obedecer.

O sr. colocou ênfase no fato de a gravação ter sido adulterada. Se a perícia concluir que não há problemas, o sr. não fica em situação complicada ?

Michel Temer : Não. Quem falou que o áudio estava adulterado foram os senhores, foi a Folha [com base em análise de um perito feita a pedido do jornal]. E depois eu verifiquei que o "Estadão" também levantou o mesmo problema. Se disserem que não tem modificação nenhuma eu direi : a Folha e o "Estadão" erraram.

Como o sr. vê o fato de a OAB [Ordem dos Advogados do Brasil] ter decidido pedir o seu impeachment ?

Michel Temer : Lamento pelos colegas advogados. Eu já fui muito saudado, recebi homenagens da OAB. Tem uma certa surpresa minha, porque eles que me deram espada de ouro, aqueles títulos fundamentais da ordem, agora se comportam dessa maneira. Mas reconheço que é legítimo.

Em quanto tempo o sr. acha que reaglutina a base ?

Michel Temer : Não sei se preciso reaglutinar. Todos os partidos vêm dizer que estão comigo. É natural que, entre os deputados... Com aquele bombardeio, né ? Há uma emissora de televisão [TV Globo] que fica o dia inteiro bombardeando.

Essa crise atrasou quanto a retomada da economia ?

Michel Temer : Tenho que verificar o que vai acontecer nas próximas semanas. [Henrique] Meirelles [Fazenda] me contou que se não tivesse acontecido aquele episódio na quarta [dia da divulgação do caso], ele teria um encontro com 200 empresários, todos animadíssimos. Causam um mal para o país.

Como o sr. está sentindo a repercussão de seus dois pronunciamentos, mais incisivo ?

Michel Temer : Olha, acho que eles gostaram desse novo modelito [risos]. As pessoas acharam que "enfim, temos presidente".

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Michel Temer
MensagemEnviado: 22 Mai 2017, 14:09 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 21 Out 2014, 18:50
Mensagens: 5944
Localização: São Paulo - SP
Curtiu: 360 vezes
Foi curtido: 616 vezes
Programa CH: Chapolin
Temer sobre Roucha Loures: "ele é de boa índole, de muito boa índole".

Meu Deus.

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 1127 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 51, 52, 53, 54, 55, 56, 57 ... 76  Próximo

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Procurar por:
Ir para: