Tecnologia

Espaço para debates sobre assuntos que não sejam relacionados a Chespirito, como cinema, política, atualidades, música, cotidiano, games, tecnologias, etc.
Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 90973
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5579 vezes
Curtiram: 2032 vezes

Tecnologia

Mensagem por E.R » 01 Dez 2020, 02:43

NOTÍCIAS
https://exame.com/tecnologia/imagens-va ... a-samsung/

Imagem

Imagens vazadas mostram o suposto novo visual do Galaxy S21, principal smartphone da Samsung para 2021.

Essa linha de aparelhos foi apresentada em fevereiro de 2020, mas a companhia sul-coreana deve revelar o produto ainda no mês de janeiro de 2021.

Portanto, detalhes sobre o S21 já começaram a surgir na web.

As imagens foram obtidas pelo site chinês IT Home com uma fonte que seria próxima de executivos da Samsung.

Em vez de adotar o visual quadrado da geração passada, as câmeras múltiplas do Galaxy S21 aparecem em linha reta e na vertical.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 90973
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5579 vezes
Curtiram: 2032 vezes

Tecnologia

Mensagem por E.R » 07 Dez 2020, 19:48

NOTÍCIAS
https://tecnoblog.net/391432/exclusivo- ... -na-caixa/

A Anatel homologou o Galaxy S21, S21+ e S21 Ultra nesta segunda-feira (7) e confirmou algo polêmico : os três modelos da Samsung serão vendidos no Brasil sem carregador e sem fone de ouvido na caixa, confirmando diversos rumores.

A Apple lançou o iPhone 12 sem fone e adaptador de tomada inclusos, e retirou os acessórios do iPhone 11, XR e SE.

“O telefone celular não será comercializado com fonte de alimentação”, diz a documentação dos três modelos na Anatel. Eles foram testados com dois adaptadores diferentes, ambos de 25 W. Além disso, temos o seguinte : “o telefone celular não será comercializado com fones de ouvido”.
:no:
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Noizuresu
Membro
Membro
Mensagens: 4341
Registrado em: 20 Mar 2017, 16:31
Programa CH: Chapolin
Localização: Vitória - ES
Curtiu: 1042 vezes
Curtiram: 529 vezes

Tecnologia

Mensagem por Noizuresu » 07 Dez 2020, 19:50

Até a Samsung?

Espero que não vire moda. :unsure:
Canal onde posto YTPBR, shitpost e outras coisas aleatórias: https://www.youtube.com/c/MemeirodoOito

Avatar do usuário
Bazzo
Membro
Membro
Mensagens: 2920
Registrado em: 08 Nov 2017, 11:08
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Curtiu: 268 vezes
Curtiram: 356 vezes

Tecnologia

Mensagem por Bazzo » 07 Dez 2020, 19:52

Se até a Samsung embarcou nisso, significa que já virou moda entre as empresas, agradeçam a Apple.
Imagem

Avatar do usuário
gusta dos biscoitos
Membro
Membro
Mensagens: 10696
Registrado em: 24 Jul 2018, 12:05
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Grêmio
Localização: RSRSRSRS
Curtiu: 4579 vezes
Curtiram: 993 vezes

Tecnologia

Mensagem por gusta dos biscoitos » 07 Dez 2020, 22:27

E o Procon não vai fazer nada aí no caso da Samsung? É um absurdo isso que as empresas estão fazendo.

Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Barbano
Administrador
Administrador
Mensagens: 42328
Registrado em: 28 Jan 2009, 13:29
Time de Futebol: São Paulo
Localização: São Carlos (SP)
Curtiu: 1979 vezes
Curtiram: 3948 vezes

Tecnologia

Mensagem por Barbano » 08 Dez 2020, 16:34

gusta dos biscoitos escreveu:
07 Dez 2020, 22:27
E o Procon não vai fazer nada aí no caso da Samsung? É um absurdo isso que as empresas estão fazendo.
Nem deveria. Carregador é acessório, não acho que as empresas devam ser obrigadas a fornecê-los, exceto se tiverem formatos próprios.

Avatar do usuário
Bazzo
Membro
Membro
Mensagens: 2920
Registrado em: 08 Nov 2017, 11:08
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Curtiu: 268 vezes
Curtiram: 356 vezes

Tecnologia

Mensagem por Bazzo » 08 Dez 2020, 16:57

Barbano escreveu:
08 Dez 2020, 16:34
Carregador é acessório, não acho que as empresas devam ser obrigadas a fornecê-los
Um carregador é essencial para o funcionamento do produto, e quando as empresas não fornecem os originais, isso estimula a compra de carregadores incompatíveis ou piratas potencialmente perigosos.
Imagem

Avatar do usuário
Barbano
Administrador
Administrador
Mensagens: 42328
Registrado em: 28 Jan 2009, 13:29
Time de Futebol: São Paulo
Localização: São Carlos (SP)
Curtiu: 1979 vezes
Curtiram: 3948 vezes

Tecnologia

Mensagem por Barbano » 09 Dez 2020, 10:14

Bazzo escreveu:
08 Dez 2020, 16:57
Um carregador é essencial para o funcionamento do produto, e quando as empresas não fornecem os originais, isso estimula a compra de carregadores incompatíveis ou piratas potencialmente perigosos.
Não é essencial. O aparelho pode ser carregado em tomadas USB ou em PCs, por exemplo.

Carregador é acessório, não vejo problemas em vender à parte (mas concordo contigo que aumenta os riscos, pois povão é bem capaz de gastar 2 mil num smartphone e comprar carregador no camelô pra economizar).

Um paralelo que eu faço é com as impressoras da HP, que são vendidas sem o cabo USB (essencial para o funcionamento delas). O consumidor tem que comprar um cabo à parte, e o Procon nunca chiou...

Avatar do usuário
JF CHmaníaco
Membro
Membro
Mensagens: 14481
Registrado em: 29 Dez 2015, 14:02
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Santos
Localização: Dourados-MS
Curtiu: 1319 vezes
Curtiram: 1234 vezes

Tecnologia

Mensagem por JF CHmaníaco » 09 Dez 2020, 10:21

Só pelos riscos eu já acho errado. Fone de ouvido até vai, não é algo indispensável, carregador sim.
JF CHmaníaco
Usuário do Fórum Chaves desde 29 de Dezembro de 2015
Campeão do De Que Episódio é Essa Foto? - Edição 2016
Usuário do Mês de Outubro/2016, Janeiro/2018, Maio/2019, Janeiro/2020 e Setembro/2020

Antonio Felipe escreveu:
07 Dez 2020, 19:39
Nessa pandemia eu rodo mais quilômetros descendo o scroll pelos posts gigantes do Flash do que caminhando na rua.
http://forumchaves.com.br/piadaitaliano/

Avatar do usuário
Flash
Membro
Membro
Mensagens: 1543
Registrado em: 19 Jul 2018, 22:07
Programa CH: Chespirito
Curtiu: 373 vezes
Curtiram: 413 vezes

Tecnologia

Mensagem por Flash » 09 Dez 2020, 10:44

Barbano escreveu:
08 Dez 2020, 16:34
gusta dos biscoitos escreveu:
07 Dez 2020, 22:27
E o Procon não vai fazer nada aí no caso da Samsung? É um absurdo isso que as empresas estão fazendo.
Nem deveria. Carregador é acessório, não acho que as empresas devam ser obrigadas a fornecê-los, exceto se tiverem formatos próprios.
Deveria sim, senhor. O Procon está "chiando" com a Apple não porque ela removeu o carregador da embalagem, mas porque não deu a entender que o consumidor que utilizasse carregadores de modelos anteriores ou de outras marcas não perderia a garantia ou não teria riscos em relação ao produto.
Se a SAMSUNG disser que não precisam comprar um carregador novo para o produto, o Procon não fará nada, pois aí a ideia é a de que você NÃO PRECISA comprar um carregador NOVO e DA SAMSUNG para gozar da qualidade de seu aparelho. Além disso, segundo o Procon, a ideia "ambiental" da Apple não é plausível (até porque, se você compra um smartphone sem fones e carregador numa embalagem, você tem que receber mais embalagens para cada item).
Imagem Correndo pelo Meio CH Imagem

Bia N
Membro
Membro
Mensagens: 2179
Registrado em: 07 Ago 2011, 19:05
Curtiu: 131 vezes
Curtiram: 327 vezes

Tecnologia

Mensagem por Bia N » 09 Dez 2020, 12:58

Barbano escreveu:
09 Dez 2020, 10:14
Um paralelo que eu faço é com as impressoras da HP, que são vendidas sem o cabo USB (essencial para o funcionamento delas). O consumidor tem que comprar um cabo à parte, e o Procon nunca chiou...
No caso das impressoras, nem tanto. Hoje em dia elas possuem conexão aos dispositivos via rede, tornando o uso do cabo opcional.

Agora, carregadores de celulares, considero essenciais, ainda mais por conta do alto consumo e pouca duração da bateria.
Opcional mesmo são os fones, que ainda vem com o produto.
Esses usuários curtiram o post de Bia N (total: 1):
JF CHmaníaco
Ela não desapareceu, apenas se escondeu.


Desde 2011

Avatar do usuário
Barbano
Administrador
Administrador
Mensagens: 42328
Registrado em: 28 Jan 2009, 13:29
Time de Futebol: São Paulo
Localização: São Carlos (SP)
Curtiu: 1979 vezes
Curtiram: 3948 vezes

Tecnologia

Mensagem por Barbano » 10 Dez 2020, 09:22

Flash escreveu:
09 Dez 2020, 10:44
Deveria sim, senhor. O Procon está "chiando" com a Apple não porque ela removeu o carregador da embalagem, mas porque não deu a entender que o consumidor que utilizasse carregadores de modelos anteriores ou de outras marcas não perderia a garantia ou não teria riscos em relação ao produto.
Ela disse que haveria perda de garantia? Se não tiver isso explícito no certificado de garantia, ela não pode fazer isso.

Procon gosta é de ganhar mídia.
Bia N escreveu:
09 Dez 2020, 12:58
No caso das impressoras, nem tanto. Hoje em dia elas possuem conexão aos dispositivos via rede, tornando o uso do cabo opcional.
Nem todos os modelos tem conexão de rede. E, no caso das que possuem conexão de rede apenas cabeada, o cabo de rede também não acompanha.

Avatar do usuário
Flash
Membro
Membro
Mensagens: 1543
Registrado em: 19 Jul 2018, 22:07
Programa CH: Chespirito
Curtiu: 373 vezes
Curtiram: 413 vezes

Tecnologia

Mensagem por Flash » 10 Dez 2020, 09:46

Barbano escreveu:
10 Dez 2020, 09:22
Flash escreveu:
09 Dez 2020, 10:44
Deveria sim, senhor. O Procon está "chiando" com a Apple não porque ela removeu o carregador da embalagem, mas porque não deu a entender que o consumidor que utilizasse carregadores de modelos anteriores ou de outras marcas não perderia a garantia ou não teria riscos em relação ao produto.
Ela disse que haveria perda de garantia? Se não tiver isso explícito no certificado de garantia, ela não pode fazer isso.
Nem havia dito que sim, nem que não. Mas, graças ao Procon ter "chiado", a Apple teve de se manifestar sobre o assunto:
https://tecnoblog.net/391113/apple-diz- ... ela-anatel

Resumindo a matéria: se você adquirir um iPhone 12 e usar QUALQUER outro carregador que seja CERTIFICADO pela Anatel, você não perderá sua garantia.
Imagem Correndo pelo Meio CH Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 90973
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5579 vezes
Curtiram: 2032 vezes

Tecnologia

Mensagem por E.R » 14 Dez 2020, 05:28

NOTÍCIAS
O ESTADO DE S.PAULO

Como a maioria das empresas, a Positivo Tecnologia, a principal companhia brasileira do setor de equipamentos de tecnologia, preparou-se para o pior no início da pandemia de covid-19 : à medida que a economia se fechava, buscava formas de cortar custos, cancelar encomendas e se preparar para o pior.

Em questão de semanas, no entanto, ficou claro que o contrário ocorreria : o ensino a distância e o home office fizeram a procura por laptops explodir – mudando radicalmente a narrativa da empresa para 2020.

“Mudamos de um cenário pessimista para corremos para abastecer um mercado que precisava do produto de qualquer jeito”, disse o empresário Hélio Rotenberg, fundador e presidente da Positivo Tecnologia.

Resultado : em lugar de cancelar pedidos de peças, a Positivo se viu disputando componentes em todo o mundo. “O movimento de busca por computadores foi global. Logo, o relacionamento fez bastante diferença. Só não vendemos mais porque não conseguimos entregar.”

A inesperada retomada do mercado de PCS apareceu claramente no balanço do terceiro trimestre de 2020 : com ganhos superiores a R$ 50,3 milhões, o resultado superou em 455% o lucro de R$ 9 milhões do mesmo período de 2019.

E, embora parte do resultado seja explicado pela pandemia, houve uma ajuda da diversificação da empresa – que recentemente ganhou uma licitação para fornecer as novas urnas eletrônicas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e também passou a focar em novos produtos, entre eles itens para casas inteligentes (com funções conectadas à internet).

Essa injeção de ânimo no mercado de PCS, segundo Hélio Rotenberg, fez com que o computador voltasse a ser um item pessoal.

Desde que os smartphones começaram a se popularizar, há cerca de dez anos, era comum que todas as pessoas de uma residência tivessem seu próprio telefone, mas dividissem um único computador. “Com a necessidade de trabalhar de casa e com as crianças fazendo aulas online, um só laptop passou a não ser mais suficiente”, diz o empresário.

Segundo o IDC, que acompanha de perto o mercado de tecnologia, as vendas de computadores cresceram 16% no primeiro trimestre – resultado que, segundo o analista de mercado Rodrigo Okayama Pereira, reflete a “corrida” pelo produto nas últimas semanas de março. “Teve empresa que, sem conseguir ser atendida por distribuidores ou fornecedores tradicionais, foi ao varejo comprar computador”.

Fundada em 1989, a Positivo surgiu como uma afiliada do grupo educacional. Hélio Rotenberg apresentou ao fundador da companhia – o hoje senador Oriovisto Guimarães (Podemos) – a ideia de fornecer computadores às escolas que usavam o material didático da Positivo. “Cada sócio entrou com US$ 20 mil. O investimento total foi de US$ 120 mil”, lembra o fundador. “Se o termo startup já existisse há 31 anos, a Positivo teria se tornado um unicórnio quando chegou a valer US$ 1 bilhão, em 2006.”

Depois de anos como líder de mercado, a Positivo está atrás de Dell, Lenovo e Samsung no Brasil, segundo apurou o Estadão com fontes do setor.

Ainda assim, a Positivo está bem à frente da segunda principal empresa brasileira do setor, a Multilaser.

Além de buscar novos nichos – como produtos ligados à internet das coisas, que estão sendo uma “porta de entrada” da marca nos domicílios das classes A e B –, Hélio Rotenberg diz que a Positivo também está de olho na retomada das licitações para equipamentos de tecnologia do governo.

Por sua competitividade de preço, essa é uma área em que a Positivo costuma disputar a liderança com as concorrentes multinacionais.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 90973
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5579 vezes
Curtiram: 2032 vezes

Tecnologia

Mensagem por E.R » 26 Dez 2020, 18:50

NOTÍCIAS
https://www1.folha.uol.com.br/colunas/p ... tivo.shtml

A venda de impressoras caiu quase 5% no terceiro trimestre ante o igual período de 2019, segundo a empresa de pesquisa de mercado IDC. A queda foi puxada por recuo de aproximadamente 40% no consumo dos modelos à laser.

O desempenho das impressoras à base de tinta, porém, foi cerca de 6% melhor na mesma comparação.

No varejo, as vendas dos produtos avançou 2%, enquanto no mercado corporativo houve queda de 16%.

A IDC diz que os resultados são reflexo do home office, que impulsionou a compra do produto por consumidores trabalhando de casa, mas derrubou a demanda por impressão nas empresas.
Imagem
Imagem

Responder