Fórum Portal Vídeos Guia de Episódios Sobre



Todos os horários são GMT - 3 horas [ DST ]


Portal Chespirito Chico Rei



Criar novo tópico Responder  [ 551 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 33, 34, 35, 36, 37
  Exibir página para impressão

Re: PMDB • Operador confirma ter pago milhões de reais em propina para Renan Calheiros e Jader Barbalho
Autor Mensagem
MensagemEnviado: 18 Set 2017, 22:24 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 20:39
Mensagens: 63838
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3426 vezes
Foi curtido: 801 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
http://g1.globo.com/politica/blog/andreia-sadi/post/geddel-o-homem-bomba-do-planalto.html

Sob a ótica de amigos do presidente Michel Temer – que hoje dividem com ele a acusação de integrar uma organização criminosa – Geddel Vieira Lima vai delatar.

Mas, se falar, vai delatar o quê ? E quem ?

Geddel Vieira Lima é descrito por aliados como um político que aponta o dedo sempre que está encurralado em alguma situação delicada, no melhor estilo "eu posso até ter feito, mas ele também fez".

Estratégia parecida com a de outro ex-político encrencado – e hoje preso – Eduardo Cunha.

Quando Eduardo Cunha estava na iminência de perder o mandato, encontrou-se com Michel Temer, então presidente em exercício, para pedir ajuda. O encontro era secreto, no escurinho do Palácio do Jaburu.

Procurado, Eduardo Cunha negou à época que tivesse ido ao encontro do presidente. Mas o Palácio do Planalto foi obrigado a confirmar após os questionamentos da imprensa.

Michel Temer não queria que viesse a público que havia se encontrado com Eduardo Cunha naquele momento. Estavam em etapas diferentes de carreira : Eduardo Cunha, em decadência, prestes a ser cassado. Michel Temer se organizando com a sua base aliada para confirmar o impeachment de Dilma Rousseff.

Mas, ali, o histórico de Eduardo Cunha com Michel Temer falara mais alto : Eduardo Cunha queria ajuda do presidente para salvar seu mandato. Michel Temer repetia a aliados que nada poderia fazer. E Eduardo Cunha ameaçava o Planalto : dizia ter munição para "explodir" o quarto andar do palácio.

O "quarto andar" era formado por Eliseu Padilha e Geddel Vieira Lima.

Eduardo Cunha sempre negou ter dito essa frase ao presidente, mas os interlocutores de Michel Temer confirmavam que haviam recebido a mensagem.

Por isso, explicavam, cediam aos pleitos de Eduardo Cunha sempre que possível.

Geddel e Cunha se aproximaram no PMDB nos últimos anos. Mas a primeira linhagem de Geddel é ao lado de Temer. São amigos há mais de três décadas. Geddel trata Temer por "Michel", assim como Padilha e Moreira Franco, mesmo após Temer virar presidente.

Geddel, quando abatido pelo primeiro apartamento polêmico de sua trajetória no governo Temer, negou-se a deixar o cargo.

Diferentemente do que se viu em outros governos, aqui, nenhum ministro do PMDB coloca o cargo à disposição do presidente.

Pelo contrário : comunica que não sai (Geddel) ou que vai se licenciar (Eliseu Padilha) sempre que enrolado em algum escândalo. Uma relação de iguais.

No episódio do apartamento embargado, Geddel argumentava que não sairia do governo porque não havia sido o único a pressionar o ex-ministro Marcelo Calero a derrubar junto ao Iphan o empreendimento imobiliário de alto luxo em Salvador no qual ele adquirira um apartamento.

À Polícia Federal, Calero havia afirmado que fora "enquadrado" pelo presidente Michel Temer e se sentiu pressionado a "construir uma saída" ao pedido de Geddel sobre a obra na Bahia.

No relato de um peemedebista, Geddel apontou o dedo aos aliados e dizia que, "se fosse assim, então todo mundo tinha que renunciar".

O episódio foi resgatado por integrantes do governo após o novo apartamento polêmico de Geddel, este com R$ 51 milhões em dinheiro vivo dentro.

Nos bastidores do Planalto, poucos demonstram surpresa com o fato de Geddel "estar operando". Mas sim com o valor encontrado.

E agora o principal temor do Planalto é que Geddel explique que aquele valor tinha mais donos.

De olho nisso, palacianos já adotaram um discurso-vacina para afastar qualquer ligação com peemedebistas na ativa. Afirmam que, se Geddel for explicar o dinheiro, pode ser que o ligue a Cunha, de quem tinha se aproximado nos últimos tempos.

Do lado de Geddel, silêncio sobre seus próximos passos incomodam o governo.

Lembram aliados do presidente que, no dia seguinte da primeira prisão, em julho, apareceu no Palácio do Planalto o irmão do ex-ministro, o deputado Lucio Vieira Lima, diferentemente do que ocorreu na prisão após apartamento.

Para palacianos, o silêncio da família Vieira Lima é ensurdecedor : Geddel não é Joesley Batista, e, se falar, tem potencial para se transformar no verdadeiro homem-bomba do Planalto de Temer.

Diante do potencial explosivo de Geddel, Temer conta com o tempo. Após a a reviravolta na delação da JBS, os acordos de delação premiada serão mais duros.

Isso porque dificilmente os investigadores aceitarão uma delação com imunidade ou sem alguma pena de prisão fechada, como acontecia até aqui.

No caso de Geddel, dificilmente a sociedade aceitaria que o homem das malas de R$ 51 milhões cumpra pena em casa – e tudo isso deve atrasar as tratativas de uma colaboração premiada dele.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: PMDB • Operador confirma ter pago milhões de reais em propina para Renan Calheiros e Jader Barbalho
MensagemEnviado: 21 Set 2017, 23:05 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 23854
Curtiu: 1937 vezes
Foi curtido: 1248 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Fundador da Gol deu Porsche a Eduardo Cunha em troca de apoio a MPs, aponta a PF
Imagem
http://ultimosegundo.ig.com.br/politica ... cunha.html


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: PMDB • Operador confirma ter pago milhões de reais em propina para Renan Calheiros e Jader Barbalho
MensagemEnviado: 23 Set 2017, 21:06 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 23854
Curtiu: 1937 vezes
Foi curtido: 1248 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Barulho à vista. Em guerra declarada, PMDB e DEM terão novo embate à vista. No dia 4 de outubro, o PMDB vira MDB e pretende rejuvenescer a legenda usando apenas a marca “Movimento” ou “Move”.

Só que… “Movimento” era um dos nomes preferidos do DEM para batizar o seu projeto de repaginação. Os dois partidos disputam a filiação de novos quadros.

Tem de tudo. O criminalista Gamil Foppel diz que tem sido vítima de fake news desde que acionou a Justiça para que Geddel Vieira Lima fosse solto por risco de estupro. Vê relação com sua candidatura à presidência da OAB-Bahia.
COLUNA DO ESTADÃO / ESTADÃO


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: PMDB • Operador confirma ter pago milhões de reais em propina para Renan Calheiros e Jader Barbalho
MensagemEnviado: 26 Set 2017, 20:41 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 20:39
Mensagens: 63838
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3426 vezes
Foi curtido: 801 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
https://www.oantagonista.com/brasil/o-preco-da-democracia-2/

Romero Jucá disse que R$ 2 bilhões de recursos públicos – do nosso bolso – para financiar campanhas eleitorais “não é demais para se ter democracia no Brasil”.

“Eu não quero acabar com o horário gratuito eleitoral, porque na hora que acabar com o horário gratuito eleitoral só vai ter horário quem é rico (…). Agora, R$ 2 bilhões não é demais, ainda mais se abrindo mão de dotações do Congresso, não é demais para se ter democracia no Brasil”, disse Romero Jucá.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: PMDB • Operador confirma ter pago milhões de reais em propina para Renan Calheiros e Jader Barbalho
MensagemEnviado: 27 Set 2017, 01:28 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 23854
Curtiu: 1937 vezes
Foi curtido: 1248 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Relator de CPI da JBS é acusado de desvio de R$ 16,6 mi
Deputado Carlos Marun (PMDB-MS) responde por improbidade administrativa; parlamentar nega a acusação e informou comissão sobre o caso
http://politica.estadao.com.br/noticias ... 0002016013?


@JF CHmaníaco


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: PMDB • Operador confirma ter pago milhões de reais em propina para Renan Calheiros e Jader Barbalho
MensagemEnviado: 30 Set 2017, 05:45 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 20:39
Mensagens: 63838
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3426 vezes
Foi curtido: 801 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
http://epoca.globo.com/politica/noticia/2017/09/eduardo-cunha-moro-queria-destruir-elite-politica-conseguiu.html

ÉPOCA – O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot não aceitou sua proposta de delação premiada. O senhor ainda está disposto a colaborar, caso a nova procuradora-geral, Raquel Dodge, aceite negociar ?
Eduardo Cunha – Estou pronto para revelar tudo o que sei, com provas, datas, fatos, testemunhas, indicações de meios para corroborar o que posso dizer. Assinei um acordo de confidencialidade com a Procuradoria-Geral da República, de negociação de colaboração, que ainda está válido. Estou disposto a conversar com a nova procuradora-geral. Tenho histórias quilométricas para contar, desde que haja boa-fé na negociação.

ÉPOCA – Não houve boa-fé na negociação com Janot ?
Cunha – Claro que não. Nunca acreditei que minha delação daria certo com o Janot. Tanto que não deu.

ÉPOCA – Então, por que negociou com a equipe dele ?
Cunha – Topei conversar para mostrar a todos que estou disposto a colaborar e a contar a verdade. Mas só uma criança acreditaria que Janot toparia uma delação comigo. E eu não sou uma criança. O Janot não queria a verdade; só queria me usar para derrubar o Michel Temer. Janot queria que eu colocasse mentiras na delação para derrubar o Michel Temer. Se vão derrubar ou não o Michel Temer, se ele fez algo de errado ou não, é uma outra história. Mas não vão me usar para confirmar algo que não fiz, para atender aos interesses políticos do Janot. Ele operou politicamente esse processo de delações.

ÉPOCA – O que há de político nas delações ?
Cunha – O Janot, na verdade, queria um terceiro mandato. Mas seria difícil, tempo demais para um só. O candidato dele era o Nicolao Dino [vice de Janot], mas a resistência ao Dino no PMDB era forte. Se o Dino estivesse fora, a Raquel Dodge, desafeto do grupo dele, seria escolhida. É nesse contexto que aparece aquela delação absurda da JBS. O Janot viu a oportunidade de tirar o Michel Temer e conseguir fazer o sucessor dele na PGR.

ÉPOCA – O que há de absurdo na delação da JBS ? Ou o senhor se refere aos benefícios concedidos aos delatores ?
Cunha – O Joesley fez uma delação seletiva, para atender aos interesses dele e do Janot. Há omissões graves na delação dele. O Joesley poupou muito o PT. Escondeu que nos reunimos, eu e Joesley, quatro horas com o Lula, na véspera do impeachment. O Lula estava tentando me convencer a parar o impeachment. Isso é só um pequeno exemplo. Eu traria muitos fatos que tornariam inviável a delação da JBS. Tenho conhecimento de omissões graves. Essa é uma das razões pelas quais minha delação não poderia sair com o Janot. Ele, com esses objetivos políticos, acabou criando uma trapalhada institucional, que culminou no episódio do áudio da JBS.
Janot queria que eu colocasse na proposta de delação que houve pagamentos para deputados votarem a favor do impeachment. Isso nunca aconteceu. Um absurdo. Se o próprio Joesley confessou o contrário na delação dele, dizendo que se comprometeu a pagar deputados para votar contra o impeachment, de onde sai esse tipo de coisa ? Qual o sentido ? Mas aí essa história maluca, olha que surpresa, aparece na delação do Lúcio [Funaro, doleiro próximo a Cunha]. É uma operação política, não jurídica. Eles tiram as conclusões deles e obrigam a gente a confirmar. Os caras não aceitam quando você diz a verdade. Queriam que eu corroborasse um relatório da PF que me acusa de coisas que não existem. Não é verdade. Então não vou. Não vou.

ÉPOCA – Janot estabeleceu uma disputa entre o senhor e Funaro. Só um fecharia delação, por terem conhecimento de fatos semelhantes envolvendo o PMDB da Câmara.
Cunha – O Janot tem ódio de mim. Mas o ódio dele pelo Michel Temer passou a ser maior do que a mim. Então, se eu conseguisse derrubar o Michel Temer, ele aceitava. Mas eu não aceitei mentir. E ele preferiu usar o Lúcio Funaro de cavalo.

ÉPOCA – Alguma outra razão para a delação não ter saído ?
Cunha – O que eu tenho para falar ia arrebentar a delação da JBS e ia debilitar a da Odebrecht. E agora posso acabar com a do Lúcio Funaro.

ÉPOCA – O que o senhor tem a contar de tão grave ?
Cunha – Infelizmente, não posso adiantar, entrar no mérito desses casos. Quebraria meu acordo com a PGR. Eu honro meus acordos.

ÉPOCA – Nem no caso de Funaro ? O senhor já mencionou um fato que diz ser falso.
Cunha – Ainda não tive acesso à íntegra da delação do Lúcio Funaro. Mas, pelo que li na imprensa e pelo que já tive conhecimento, há muito contrabando e mentiras ali. A delação do Lúcio Funaro foi feita única e exclusivamente pelo que ele ouviu dizer de mim. O problema é que ele disse que ouviu de mim coisas que não aconteceram. Como um encontro dele com Michel Temer e comigo na Base Aérea em São Paulo. Ou esse episódio da véspera do impeachment, de compra de deputados, que o Janot colocou na boca do Lúcio Funaro. Tudo que ele falou do Michel Temer que disse ter ouvido falar de mim é mentira. Ele não tinha acesso ao Michel Temer ou aos deputados. Eu tinha.

ÉPOCA – O senhor está preso preventivamente há quase um ano. Já foi condenado em primeira instância e ainda enfrenta inquéritos e ações penais em Curitiba e em Brasília. Tem esperança de sair da cadeia um dia ?
Cunha – Minha prisão foi absurda. Não me prenderam de acordo com a lei, para investigar ou porque estivesse embaraçando os processos. Prenderam para ter um troféu político. O outro troféu é o Lula. Um troféu para cada lado. O MP e o Moro queriam ter um troféu político dos dois lados. Como Janot já era meu inimigo, todos da Lava Jato estavam atrás de mim.

ÉPOCA – As decisões de Moro sobre a necessidade das preventivas na Lava Jato têm sido mantidas nas instâncias superiores. Não é um sinal de que ele está certo ?
Cunha – Nós temos um juiz que se acha salvador da pátria. Ele quis montar uma operação Mãos Limpas no Brasil – uma operação com objetivo político. Queria destruir o establishment, a elite política. E conseguiu.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: PMDB • Operador confirma ter pago milhões de reais em propina para Renan Calheiros e Jader Barbalho
MensagemEnviado: 30 Set 2017, 21:54 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 23854
Curtiu: 1937 vezes
Foi curtido: 1248 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Gado é furtado em fazenda de Geddel na Bahia
http://www.valor.com.br/politica/514002 ... l-na-bahia


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: PMDB • Operador confirma ter pago milhões de reais em propina para Renan Calheiros e Jader Barbalho
MensagemEnviado: 05 Out 2017, 21:02 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 23854
Curtiu: 1937 vezes
Foi curtido: 1248 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
PMDB dá troco no PSDB ao não ajudar Aécio
Coluna do Estadão
04 Outubro 2017 | 05h30

Imagem
Foto: André Dusek/Estadão

O voto do PMDB no Senado pelo adiamento da decisão que poderia devolver o mandato de Aécio Neves foi o troco dado pelo partido aos tucanos que votaram na Câmara pela abertura de denúncia contra o presidente Michel Temer. Foi chumbo trocado. Os peemedebistas vingaram seu presidente atingindo o presidente do PSDB. Na primeira denúncia contra Temer, os tucanos deram 21 votos pela abertura de processo contra Temer. O recado foi dado: a forma como o PSDB vai agir na segunda denúncia ditará a resposta do PMDB no Senado.

Tá anotado. O PMDB está irritado com os movimentos do líder do PSDB na Câmara, Ricardo Tripoli (SP), que ontem mandou oito emissários diferentes para convencer Bonifácio Andrada (PSDB-MG) a desistir de relatar denúncia contra Temer na CCJ.

Sob ataque. Na primeira denúncia, Bonifácio votou pelo arquivamento e não há dúvidas de que manterá essa posição, contrariando o grupo de Tripoli. O relator tem recebido ligações de apoio do Planalto.

Conta outra. Antonio Anastasia (PSDB-MG) tentou convencer os colegas de que defendia a institucionalidade e não seu padrinho político ao pedir para que derrubassem as medidas contra Aécio Neves.


SINAIS PARTICULARES – ANTÔNIO ANASTASIA
ILUSTRAÇÃO – KLÉBER SALES
COLUNA DO ESTADÃO / ESTADÃO


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: PMDB • Operador confirma ter pago milhões de reais em propina para Renan Calheiros e Jader Barbalho
MensagemEnviado: 06 Out 2017, 04:10 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 20:39
Mensagens: 63838
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3426 vezes
Foi curtido: 801 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
Imagem

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: PMDB • Operador confirma ter pago milhões de reais em propina para Renan Calheiros e Jader Barbalho
MensagemEnviado: 09 Out 2017, 21:06 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 23:00
Mensagens: 23854
Curtiu: 1937 vezes
Foi curtido: 1248 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Separa. O ministro Edson Fachin pediu a opinião da PGR sobre desmembramento da investigação dos R$ 51 milhões de Geddel Vieira Lima. Na PF, a torcida é para que Geddel seja investigado na 1ª instância e seu irmão, o deputado Lúcio Vieira Lima, no STF.
COLUNA DO ESTADÃO / ESTADÃO


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: PMDB • Operador confirma ter pago milhões de reais em propina para Renan Calheiros e Jader Barbalho
MensagemEnviado: 09 Out 2017, 21:12 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 20:39
Mensagens: 63838
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3426 vezes
Foi curtido: 801 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/pf-testa-810-bilhoes-de-senhas-mas-nao-abre-arquivos-de-operador-do-pmdb/

Após 810 bilhões de tentativas frustradas, a Polícia Federal encerrou relatório sem conseguir acessar arquivos dos operadores Jorge Luz e Bruno Luz, que confessaram pagamento de R$ 11,5 milhões em propinas a peemedebistas oriundos de contratos da Petrobrás.

A perícia sobre os documentos, que foram entregues pela própria defesa dos empresários, se encerrou após outo dias ininterruptos de testes com o fim de descriptografar arquivos referentes às offshores usadas por eles para o intermédio de vantagens indevidas.

Em uma planilha entregue à Justiça Federal do Paraná, em agosto de 2017, Jorge Luz identifica US$ 418 mil dos R$ 11,5 milhões em propinas que confessou ter intermediado aos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Jader Barbalho (PMDB-PA), ao ex-ministro de Minas e Energia do governo Lula, Silas Rondeau, e ao deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE).

Os repasses teriam ocorrido em contrapartida do suposto apoio dos políticos para fortalecer os ex-diretores da área Internacional Nestor Cerveró e de Abastecimento, Paulo Roberto Costa, na estatal, após solicitação de Fernando Soares, em 2005.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 551 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 33, 34, 35, 36, 37

Todos os horários são GMT - 3 horas [ DST ]


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Red e 3 visitantes


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Procurar por:
Ir para: