Fórum Portal Vídeos Guia de Episódios Sobre



Todos os horários são GMT - 3 horas


Portal Chespirito Chico Rei



Criar novo tópico Responder  [ 1801 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 112, 113, 114, 115, 116, 117, 118 ... 121  Próximo
  Exibir página para impressão

Re: Eleições 2018 • Tópico destinado a notícias e comentários sobre as eleições gerais de 2018
Autor Mensagem
MensagemEnviado: 24 Jul 2017, 19:53 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 62572
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3312 vezes
Foi curtido: 774 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
Kassab vai ser um fracasso na eleição pra governador.

Imagem muito manchada : envolvimento na Operação Lava Jato, tentativa de limitar a internet no Brasil...

Nem pra senador ele se elege, se fosse mais sensato seria candidato apenas a deputado federal.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Eleições 2018 • Tópico destinado a notícias e comentários sobre as eleições gerais de 2018
MensagemEnviado: 24 Jul 2017, 19:56 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Mensagens: 23407
Curtiu: 1912 vezes
Foi curtido: 1233 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Imagem

Lembram do Waldir Maranhão? Talvez seja candidato a senador, e pelo PT: http://robertlobato.com/eleicoes-2018-a ... s-de-lula/

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Eleições 2018 • Tópico destinado a notícias e comentários sobre as eleições gerais de 2018
MensagemEnviado: 24 Jul 2017, 20:02 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 62572
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3312 vezes
Foi curtido: 774 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
Outro criminoso esse Maranhão.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Eleições 2018 • Tópico destinado a notícias e comentários sobre as eleições gerais de 2018
MensagemEnviado: 26 Jul 2017, 20:32 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Mensagens: 23407
Curtiu: 1912 vezes
Foi curtido: 1233 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
PSDB e DEM ensaiam aliança na Bahia e em SP para 2018
Estadão Conteúdo
26.07.17 - 08h48

Além da reaproximação no Congresso Nacional, PSDB e DEM também esperam estar juntos onde for possível nas eleições de 2018. No jantar que tiveram anteontem com o governador Geraldo Alckmin, em São Paulo, os líderes do DEM falaram sobre a eleição estadual na Bahia, onde o prefeito de Salvador, ACM Neto, deve reunir em seu palanque o PSDB e todos os demais partidos da base do presidente Michel Temer. O objetivo é fazer frente ao governador petista Rui Costa.

“Na Bahia os partidos anti-PT se reúnem em torno do ACM Neto. Há uma unanimidade: onde está o PT, estamos do outro lado”, disse ao Estado o senador José Agripino Maia (RN), presidente nacional do DEM. Ele nega, porém, que a eleição presidencial do ano que vem tenha sido abordada. Em São Paulo, os dois partidos também devem estar juntos em torno do candidato do PSDB ao Palácio dos Bandeirantes escolhido por Alckmin. Já em Pernambuco, não há consenso entre DEM e PSDB.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
ISTOÉ / ESTADÃO CONTEÚDO

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Eleições 2018 • Tópico destinado a notícias e comentários sobre as eleições gerais de 2018
MensagemEnviado: 28 Jul 2017, 00:18 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Mensagens: 23407
Curtiu: 1912 vezes
Foi curtido: 1233 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
PSB avisa a Alckmin que lançará nome ao Bandeirantes
Legenda escolheu Márcio França para disputar o governo paulista em 2018

Por Estadão Conteúdo
27 jul 2017, 09h11

Imagem
Alckmin: minimizou o movimento dos aliados por candidatura própria (Marcelo Camargo/ABr/Reprodução)

São Paulo – Em um encontro na noite desta quarta-feira, 26,no Palácio dos Bandeirantes, o governador Geraldo Alckmin recebeu da cúpula nacional do PSB a informação que o partido está “100% fechado” com a candidatura do vice-governador Márcio França ao governo paulista em 2018. A reunião ocorreu dois dias depois de os dirigentes do DEM afirmarem ao tucano que planejam lançar o secretário de Habitação, Rodrigo Garcia, para a sucessão de Alckmin.

“Cem por cento do partido apoia a candidatura de França para o governo de São Paulo e a de Márcio Lacerda (ex-prefeito de Belo Horizonte) em Minas Gerais. Nesses dois Estados é fundamental termos candidatura própria”, afirmou è reportagem o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira (PE).

Alckmin minimizou o movimento dos aliados por candidatura própria. “É legítimo que cada partido queira ter candidato próprio. Você pode ter aliança no primeiro turno, no segundo, em nível federal, em nível estadual”, disse o governador tucano em entrevista no Bandeirantes ao lado do governador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) após assinar um termo de cessão de uso de equipamentos hidráulicos ao Distrito Federal.

Questionado sobre uma aliança nacional com o PSB em 2018, Alckmin afirmou que “cada coisa tem seu tempo”, mas que é “sempre bom conversar”.

Impasse

Os movimentos dos dois partidos, que são aliados históricos de Alckmin e integram seu secretariado, porém, criam um impasse para o PSDB, que governa São Paulo há mais de 20 anos. Os tucanos não aceitam um nome de fora do partido para encabeçar a chapa.

Para barrar essa hipótese, o presidente do PSDB paulistano, Mário Covas Neto, pressiona o diretório estadual a antecipar para agosto a abertura das inscrições para os interessados em disputar prévias para 2018.

“Não há possibilidade nenhuma de o PSDB não ter candidato próprio. O partido tem nomes de sobra para apresentar na disputa”, disse o deputado estadual Pedro Tobias, presidente do PSDB paulista. O dirigente citou nomes: o suplente de senador José Aníbal, o senador José Serra, os prefeitos João Doria e Orlando Morando e o secretário da Saúde, David Uip. “Márcio França e Rodrigo Garcia são nossos amigos e aliados. Estaremos juntos no segundo turno”, afirmou Tobias.

Divergências

A avaliação no PSB, que rompeu formalmente com o governo do presidente Michel Temer, é de que não há a possibilidade de reedição na Câmara do bloco da “antiga oposição” – formado por PSDB, DEM, PSB e PPS. Após apoiar o impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff, esse consórcio se aliou ao deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) para elegê-lo presidente da Casa.

“Temos posições diferentes. O PSDB apoia as reformas e nós temos uma posição programática diferente. Em alguns temas pode ser que haja uma posição comum. Mas não vejo uma atuação em bloco”, disse Siqueira.

O dirigente também reclamou do “assédio” do ex-aliado DEM aos deputados do PSB. Pelo menos dez deputados do PSB, entre eles a líder, Tereza Cristina (MS), negociam a mudança de sigla. “O Rodrigo Maia, que é um pretenso presidente da República, poderia estar mais preocupado em discutir com os partidos e a sociedade o enfrentamento da crise do que cooptar deputados”, disse o presidente nacional do PSB.

“Eles estão desgastando intencionalmente o PSB para criar um constrangimento. A líder encaminha na bancada posição contrária à do partido. É uma posição esquizofrênica. Isso é ridículo”, afirmou o deputado Julio Delgado (PSB-MG), crítico ao governo.
EXAME / ESTADÃO CONTEÚDO

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Eleições 2018 • Tópico destinado a notícias e comentários sobre as eleições gerais de 2018
MensagemEnviado: 31 Jul 2017, 22:46 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Mensagens: 23407
Curtiu: 1912 vezes
Foi curtido: 1233 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Chance de 2º turno leva parlamentares a negociar vaga de vice de Bolsonaro
Pelo menos dois parlamentares já procuraram o deputado para se colocar à disposição nas eleições de 2018

Igor Gadelha, O Estado de S.Paulo
31 Julho 2017 | 08h42

BRASÍIA - A perspectiva do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) chegar ao segundo turno nas eleições presidenciais de 2018 revelada por recentes pesquisas de intenção de voto abriu uma procura de interessados em ser candidato a vice-presidente na chapa dele. Pelo menos dois parlamentares já procuraram Bolsonaro para se colocar à disposição: o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) e o senador Magno Malta (PR-ES).

Imagem
Deputado Jair Bolsonaro (PR-RJ) Foto: Dida Sampaio/Estadão

Última pesquisa Datafolha sobre a disputa presidencial de 2018, divulgada em junho, mostrou que o deputado do PSC está em segundo lugar, tecnicamente empatado com a ex-ministra Marina Silva (Rede), com 16% e 15% das intenções de voto, respectivamente. O parlamentar fluminense registou tendência de alta. Na pesquisa de dezembro de 2016, tinha 8%, passando para 14% em abril. O ex-presidente Lula (PT) manteve liderança, com 30% das intenções.

Faria de Sá e Malta procuraram, nos últimos meses, tanto Bolsonaro quanto políticos ligados ao "Muda Brasil", partido que está em fase de registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ligada ao ex-deputado Valdemar Costa Neto (PR), um dos condenados pelo mensalão do PT, a sigla é uma das legendas para que o deputado fluminense cogita migrar para disputar o Palácio do Planalto em outubro do próximo ano.

Segundo apurou o Estado/Broadcast Político, Faria de Sá e Malta querem disputar o pleito de 2018 como vice de Bolsonaro pelos seus atuais partidos. O argumento é de que poderão reforçar o tempo de propaganda na TV de campanha do deputado fluminense. Esse ponto é considerado primordial por aliados de Bolsonaro, uma vez que o parlamentar deve concorrer por uma legenda pequena, que tem pouco tempo de TV.

Pela legislação eleitoral, 90% do tempo de TV deverá ser dividido entre os candidatos proporcionalmente ao tamanho das bancadas na Câmara dos partidos que fazem parte da coligação dele. Os outros 10% restantes são distribuídos igualitariamente. Das 26 siglas com representantes na Casa, o PR tem a quinta maior bancada, com 38 deputados, enquanto o PTB, tem a 11ª maior, com 17 parlamentares.

Magno Malta confirmou que vem conversando sobre as eleições de 2018 com Bolsonaro. "Temos conversado que, em 2018, todos estaremos juntos, independente de posições. Aliás, não só eu e ele, mas todos aqueles que repudiam esse modelo esquerdopata que destruiu o País", afirmou ao Estado/Broadcast Político. O senador capixaba não descarta ser o cabeça de chapa, com Bolsonaro como vice. "Quem pode ser vice também pode ser o verso", disse.

Em vídeo postado nas redes sociais em junho ao lado de Malta, Bolsonaro fez um afago ao senador. "Magno, você tem muita responsabilidade para com 2018. Você tem consciência disso? Não o teu mandato de senador, algo mais alto, ou colaborar com algo mais importante para nosso Brasil. Porque, sempre digo, se a gente quiser mudar o Brasil, tem que ter gente no nosso perfil sentado naquela cadeira presidencial. (...) No ano que vem, uma certeza aqui: estaremos do mesmo lado", disse o deputado.

Arnaldo Faria de Sá afirmou que seu nome para vice de Bolsonaro foi lembrado por apoiadores dos dois. "Não partiu de mim, foi um comentário que fizeram. Minha preocupação agora é alterar o texto dessa reforma da Previdência", desconversou. Ele, no entanto, rasgou elogios ao colega. "Gosto do Jair, tenho boa relação com ele. É um bom nome para presidente. Se não for para o 2º turno, é ele quem vai definir a disputa", afirmou.

Bolsonaro já afirmou que está 99% acertado com o Partido Ecológico Nacional (PEN). A filiação, segundo o próprio, deve ser anunciada em breve. “É um noivado nota 10. Estamos, inclusive, estudando a mudança do nome do partido. Em poucos dias devemos selar esse casamento”, disse o deputado.
ESTADÃO

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Eleições 2018 • Tópico destinado a notícias e comentários sobre as eleições gerais de 2018
MensagemEnviado: 31 Jul 2017, 23:39 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Mensagens: 23407
Curtiu: 1912 vezes
Foi curtido: 1233 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Bolsonaro diz ser ‘99% certo’ ida para PEN
A filiação, segundo o próprio, deve ser anunciada em breve; “é um noivado nota 10", diz deputado

Gilberto Amendola, O Estado de S. Paulo
31 Julho 2017 | 04h00

Imagem
O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) Foto: Dida Sampaio/Estadão

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), provável candidato à Presidência da República em 2018, afirmou que está 99% acertado com o Partido Ecológico Nacional (PEN). A filiação, segundo o próprio, deve ser anunciada em breve. “É um noivado nota 10. Estamos, inclusive, estudando a mudança do nome do partido. Em poucos dias devemos selar esse casamento”, disse Bolsonaro.

O deputado não quis dizer qual seria o nome da legenda, mas procura algo como Pátria Amada, Patriotas e mesmo Prona (partido que foi presidido pelo cardiologista Enéas Carneiro). Embora fale em “99% de certeza”, é preciso lembrar que, ainda neste mês, Bolsonaro já esteve “quase casado” com o PSDC, partido de José Maria Eymael, e com o ainda em formação ‘Muda Brasil’. Bolsonaro tem dito que “procura um partido que não esteja enrolado com casos de corrupção”. O Estado procurou o presidente do PEN, Adilson Barroso, mas não o localizou.
ESTADÃO

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Eleições 2018 • Tópico destinado a notícias e comentários sobre as eleições gerais de 2018
MensagemEnviado: 01 Ago 2017, 16:57 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Mensagens: 23407
Curtiu: 1912 vezes
Foi curtido: 1233 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Pelo jeito vai comprar um nanico que se diz ecológico e que mudará de nome para algo nada a ver com o estatuto do partido, simplesmente para desenterrarem um morto e assim tentarem obter votos por lembrança de uma sigla...

Bolsonaro acerta filiação ao PEN para disputar a Presidência
Imagem
VEJA.com
Ricardo Bunduky

1 dia atrás

Imagem
© Dida Sampaio O deputado federal Jair Bolsonaro (RJ) trocará o PSC pelo PEN

O deputado federal Jair Bolsonaro (RJ) escolheu o partido pelo qual lançará a sua pré-candidatura à Presidência da República. O vice-líder das pesquisas de intenção de voto trocará o PSC pelo PEN (Partido Ecológico Nacional). A mudança será feita assim que o político receber o aval do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para formalizar a filiação.

Bolsonaro confirmou o acerto. “Dei a minha palavra, só falta a autorização do TSE”, disse a VEJA. A próxima “janela partidária” está prevista para março, mas o projeto de reforma política que tramita no Congresso poderá antecipar o prazo.

O acordo com o PEN estipulou a mudança de nome do partido para Prona, em homenagem a Enéas Carneiro, deputado recordista de votos que morreu em 2007. A alteração na nomenclatura não implicará na refundação do Prona, uma vez que a sigla original de Enéas se fundiu ao PL para criar o Partido da República (PR) em 2006.

Bolsonaro afirmou que o PEN aguarda a autorização de uma das filhas de Enéas para dar entrada no processo de mudança de nome. Assim que o TSE permitir a troca de partido, o deputado federal levará para a sigla todos os filhos que ocupam cargos políticos pelo PSC — Eduardo Bolsonaro é deputado federal por São Paulo, Flávio Bolsonaro é deputado estadual pelo Rio de Janeiro e Carlos Bolsonaro é vereador pelo Rio.

A pré-candidatura de Bolsonaro à Presidência foi lançada pelo PSC no ano passado, mas o deputado rompeu com o presidente da sigla, Pastor Everaldo, após as eleições municipais. Bolsonaro ficou irritado com a aliança que partido fez com o PT e o PCdoB para eleger prefeitos no Maranhão.

Antes de acertar com o PEN, o deputado negociou a sua filiação com o PHS, o PSDC, de José Maria Eymael, e o Muda Brasil, um projeto de partido capitaneado por Valdemar Costa Neto, condenado no Mensalão. Bolsonaro somou 16% das intenções de voto na última pesquisa Datafolha, de junho, e empatou tecnicamente na vice-liderança com Marina Silva (Rede), que tem 15%. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera com 30%.
MSN NOTÍCIAS / VEJA

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Eleições 2018 • Tópico destinado a notícias e comentários sobre as eleições gerais de 2018
MensagemEnviado: 01 Ago 2017, 17:01 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 62572
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3312 vezes
Foi curtido: 774 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Fantasias: Não utilizo
O problema de colocar o nome do partido de Prona é ao invés das pessoas votarem 51 (número do PEN), votarem 56 e acabar anulando o voto.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Eleições 2018 • Tópico destinado a notícias e comentários sobre as eleições gerais de 2018
MensagemEnviado: 01 Ago 2017, 17:49 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Mensagens: 23407
Curtiu: 1912 vezes
Foi curtido: 1233 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Imagem

Como apesar de ser bem votado não consegue um sólido apoio partidário e parlamentar, Bolsonaro resolveu adotar o discurso de que conseguirá disputar a presidência através de um partido pequeno e que não esteja envolvido em denúncias de corrupção. Namorou o PSDC e logo em seguida levou um fora do partido de Eymael. Agora, anunciou que migrará para o PEN.

O Partido Ecológico Nacional pouco tem de ecológico, já foi vice-presidido por Dr. Rey, apresentou candidatos como "Bin Laden 5186" na última eleição nacional e publica notícias como "Quatro pessoas são mortas a tiros na Zona Sul de Porto Alegre" e "Boliviana briga com companheiro e abandona bebê no Brás" no site do partido. Fernando Francischini, na época que era do PEN, disse que os seguidores da legenda são "penianos".

No canal oficial da legenda no Youtube, vídeos institucionais e da candidatura de seu presidente levam títulos como "Tiririca - Federal" (e o PEN nem era coligado ao PR). Outros títulos falsos para caçar cliques já foram retirados do ar há bastante tempo. O Facebook da legenda também já chegou a postar bobagens como um relógio da cachaça 51.

Em fevereiro de 2014, e isso pode ser provado vendo-se os registros históricos do blog de Fernando Rodrigues (https://fernandorodrigues.blogosfera.uo ... os-juntos/), o PEN, recém-criado e ainda desconhecido, era o MAIOR partido das redes sociais. Só no Facebook, tinha 103 mil curtidas. Sem muito alarde, a página sumiu e foi substituída por outra que em anos conseguiu juntar apenas 35 mil curtidas, indício nítido de que as curtidas da primeira página do partido tinham sido compradas.

É esta legenda que agora pode ser controlada por Bolsonaro, onde este poderá centralizar suas vontades. O acordo com a legenda, segundo a Veja, estipulou a mudança de nome do partido para PRONA, em "homenagem" a Enéas Carneiro. Ou seja, a nova aposta de Bolsonaro é filiar-se a este partido que se diz ecológico e que pode mudar de nome para algo que nada tem a ver com seu estatuto, simplesmente para desenterrar um morto e assim tentar obter votos pela lembrança de uma sigla que NADA tem a ver com esta... Ainda que mude de nome para alguma outra opção contida em enquete, nenhuma guarda qualquer semelhança com a causa que deu registro ao partido, a ecologia.

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Eleições 2018 • Tópico destinado a notícias e comentários sobre as eleições gerais de 2018
MensagemEnviado: 01 Ago 2017, 19:52 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Mensagens: 23407
Curtiu: 1912 vezes
Foi curtido: 1233 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
O que pensa o futuro partido de Bolsonaro e por que quer homenagear Enéas
01/08/2017 11:21 -03 | Atualizado Há 4 horas

“Quem não ganha com uma família saudável de estrutura e de decência?”, afirmou ao HuffPost Brasil o presidente do PEN, Adilson Barroso sobre questões LGBT.

Marcella Fernandes
Repórter de política, HuffPost Brasil

Imagem
MONTAGEM / AGÊNCIA BRASIL / YOUTUBE
Deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) irá se filiar ao PEN para se candidatar à Presidência da República em 2018.

Fundado em 2012, o Partido Ecológico Nacional (PEN) foi o escolhido pelo deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que se auto-intitula o "Neymar da política", para disputar a Presidência da República em 2018. "Se Deus quiser teremos Bolsonaro no partido", afirmou ao HuffPost Brasil o presidente da legenda, Adilson Barroso.

De acordo com Barroso, o parlamentar irá se filiar na próxima semana, mas a assessoria de Bolsonaro informou que ele irá aguardar a janela partidária. Caso contrário, o PSC pode pedir a cassação do mandato atual.

O período para troca de partido é o mês anterior ao prazo de seis meses antes da eleição, no caso da disputa do próximo ano, seria em março. A antecipação da data, contudo, está em discussão na reforma política em tramitação na Câmara dos Deputados.

Apesar do nome, a sigla rejeita a marca de defensora do meio ambiente, que não encontra ressonância no eleitorado do deputado. "O PEN não é só natureza. É a economia e a segurança sustentáveis. A segurança hoje não funciona", afirmou Barroso.

Para se descolar da ecologia, a sigla irá mudar de nome. O objetivo é homenagear Enéas Ferreira Carneiro, fundador do Partido de Reedificação da Ordem Nacional, (Prona) e candidato ao Planalto em 1989, 1994 e 1998.

Contrário ao comunismo e considerado de extrema-direita, Enéas ficou marcado pelo bordão "Meu nome é Enéas!", usado no curto tempo com o qual contava no horário eleitoral gratuito. Em 2002, ele foi eleito deputado federal pelo estado de São Paulo com votação recorde: mais de 1,57 milhão de votos, a maior votação já registrada no País.

O PEN lançou uma enquete para o rebatismo. Além de Prona, as opções são Patriota, Pátria Amada Brasil e Republicanos.

[facebookvideo=]721725298019401[/facebookvideo]

Para mudar de nome, é preciso autorização do plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No caso do PTN, por exemplo, que se tornou Podemos neste ano, o processo demorou seis meses.

Porta aberta

Em conversa por telefone, o presidente do PEN deixa claro que Bolsonaro terá liberdade na defesa de suas pautas. "Ele tem boas ideias, bons projetos". Na área de saúde, educação e economia, o lema será similar ao de Juscelino Kubitschek: 50 anos em cinco.

Sobre a política de armas, Barroso, que já foi deputado do estado de São Paulo pelo Prona em 2012, e é atual vereador de Barrinha (SP), diz que defende o mesmo que o pré-candidato. "Hoje no Brasil não tem porte de arma para o cidadão de bem e é liberado para o mal. A lei é tão fraca que bandido não tem medo de andar por aí com fuzil no peito. Tem que rever", afirmou.

Quanto à defesa de direitos humanos e questões que envolvem mulheres e a população LGBT, o presidente do PEN acredita que as controvérsias envolvendo o deputado federal são fruto de "comentários descontextualizados que querem enquadrá-lo no radicalismo".

A visão de Barroso, por sua vez, é similar ao de Bolsonaro.

"Quem não ganha com uma família saudável de estrutura e de decência?"

Sobre a descriminalização do aborto, o presidente do partido responde: "Quem quer que um bebê de oito meses, com cabelo, que só falta falar 'mamãe' seja arrancado da barriga e jogado no mar?"

Ecológico ou cristão?

O PEN conta com um deputado no estado de São Paulo e três deputados federais. Um deles, Júnior Marreca (MA) se absteve na votação que cassou o mandato do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Em 2016, primeira eleição municipal, a sigla elegeu 96 vereadores em São Paulo, cinco vice-prefeitos e um prefeito.

Apesar do tamanho da legenda - o que implica em uma percentual pequeno do Fundo Eleitoral - Barroso acredita que "nada dificulta a candidatura" de Bolsonaro. Ele aposta que os 4 milhões de seguidores do deputado no Facebook junto com 6 milhões em sua página na mesma rede social garantem a vitória nas urnas. "Não precisa de tanto dinheiro para mostrar que tem condição de fazer um país de primeiro mundo em tão pouco tempo", afirmou.

Em ascensão nas pesquisas eleitorais, Bolsonaro procurou antes o PSDC, partido de José Maria Eymael, e o Muda Brasil, legenda em processo de formação comandado por Valdemar Costa Neto, ex-deputado federal condenado no Mensalão.

De acordo com pesquisa Datafolha divulgada em junho, o parlamentar tem 16% das intenções de voto, empatado em segundo lugar com Marina Silva (Rede), que conta com 15%. Na lideraça, está Lula (PT), com 30%.

No estatuto, o PEN diz que o "foco central é a defesa da sustentabilidade" e que tem como base "os conceitos da Social Democracia Cristã". O símbolo da legenda é um trevo de quatro folhas e as cores são as mesmas da bandeira do Brasil: verde, amarelo, azul e branco.

A sigla é contra a prisão após condenção em segunda instância, decidida pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A medida é considerada um avanço no combate à impunidade, mas foi criticada pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), por relativizar o princípio constitucional da presunção de inocência.

No site do partido, o texto que conta a história da formação faz questão de destacar que o registro no TSE foi concedido "no dia 19 de junho de 2012, em plena discussão internacional sobre o futuro do planeta, durante a Rio + 20, e uma semana após a comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente".

A sigla tentou atrair Marina Silva para ser candidata ao Palácio do Planalto em 2014, mas o acordo não foi fechado. O candidato Aécio Neves (PSDB) ficou com o apoio da legenda à época.

A aproximação com Marina é justamente um dos pontos do PEN criticados por Marcelo Vivorio, sindicalista de Campos dos Goytacazes (RJ) que tenta refundar o Prona. "Encaramos essa postura do PEN como um desrespeito ao povo brasileiro. Um partido de esquerda vir para a direita, que vem se colocando como uma opção para mudança no País?", afirmou ao HuffPost Brasil.

A página dos que defendem a volta do partido de Enéas chegou a emitir uma nota contra o novo partido de Bolsonaro:

"NOTA DE REPÚDIO AO PRESIDENTE NACIONAL DO PEN-PARTIDO ECOLÓGICO NACIONAL- ADILSON BARROSO, E DE COMPROMISSO COM OS MEMBROS, MILITANTES E DIRIGENTES DO PRONA.

O Partido da Reedificação da Ordem Nacional-PRONA, em fase de fundação, devidamente registrado e cumprindo as fases administrativas junto aos cartórios, Tribunais, TSE e ideologia partidária, vem a público REPUDIAR A TENTATIVA DE RASTEIRA que, o Presidente Nacional do PEN - Adilson Barroso, que tem o apoio da ex - Deputada Patrícia Lima, ex-PR-Partido da República, que tem como Líder Nacional Valdemar Costa Neto, que já foi condenado e responde a diversos crimes de CORRUPÇÃO, Patrícia Lima , que teve seu nome envolvido em diversas suspeitas de crimes de CORRUPÇÃO, enquanto Deputada, que decepcionou os eleitores do Dr Enéas, e sequer se reelegeu, agora tenta a qualquer custo, alcançar o poder, referenda essa aberração que atenta contra a ideologia e contra tudo que o Dr Enéas planejou para o nosso Brasil.

Ocorre que, o PEN é uma sigla reconhecida no Brasil como sigla sem identidade ideológica e atua com práticas de troca-troca de executivas provisórias e dirigentes, o que torna o partido sem militância, grupo político e credibilidade. O que tenta construir o Presidente Nacional Adilson Barroso, com essa manobra? Manobra com suspeitas de ter uma única finalidade: usar o nome PRONA e imagem do eterno Líder Dr Enéas Carneiro, para ENGANAR O POVO BRASILEIRO.

Vamos além, o Presidente Nacional Adilson Barroso, no pleito de 2014, ofereceu da mesma forma que oferece hoje ao Bolsonaro, o partido para Marina Silva encabeçar a chapa de Presidente da República pelo mesmo, o que Marina Silva não aceitou. Naquele período, a sigla PEN se chamaria REDE, o que afirmou em diversos veículos de comunicação a época, o Presidente Nacional, Adilson Barroso, e ainda afirmou que o PEN tem a cara de Marina Silva, o que referenda a tendência e alinhamento político da sigla na esquerda.

Como seria a esquerda ter um candidato que afirma ser de Direita?

Pelo poder vale perder os princípios ideológicos?

Tentar transformar um partido de Esquerda em Direita, é subestimar a inteligência do povo Brasileiro que, não aceitará essa manobra sórdida.

Aos membros, militantes e dirigentes do Partido da Reedificação da Ordem Nacional-PRONA e Brasileiros, reafirmamos o nosso compromisso de lutar incansavelmente pela nossa Nação e também para que essa aberração não aconteça.

Podem até tentar levar a nossa nomenclatura, mas a nossa ideologia, legado do PRONA, grupo político e apoio, não levarão.

Brasília-DF, 31 de Julho de 2017."


De acordo com o TSE, os apoiadores da refundação do partido de Enéas contam com 857 apoiamentos aptos até o momento. Vitório diz que já reuniu 445 mil assinaturas e que a intenção é concluir o processo em 2018 para lançar candidaturas próprias, inclusive ao Planalto, já para o próximo pleito.
HUFFPOST BRASIL

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Eleições 2018 • Tópico destinado a notícias e comentários sobre as eleições gerais de 2018
MensagemEnviado: 01 Ago 2017, 20:57 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 29 Dez 2015, 14:02
Mensagens: 5361
Localização: Dourados-MS
Curtiu: 767 vezes
Foi curtido: 348 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Santos
Fantasias: Não utilizo
Se o Enéas ressuscitasse... :triste:

_________________
JF CHmaníaco

Usuário do Fórum Chaves desde 29 de Dezembro de 2015
Campeão do De Que Episódio é Essa Foto? - Edição 2016
Usuário do Mês de Outubro/2016


Cleberson Pereira escreveu:
Já podem fecha o tópico

Chilpayate escreveu:
Sim, sr. moderador.


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Eleições 2018 • Tópico destinado a notícias e comentários sobre as eleições gerais de 2018
MensagemEnviado: 01 Ago 2017, 21:26 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 23 Abr 2012, 21:18
Mensagens: 8511
Curtiu: 293 vezes
Foi curtido: 477 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Portuguesa
Fantasias: Não utilizo
Ele já estaria morto de desgosto com os rumos que a Dra. Havanir tomou lá em 2008.

_________________
Imagem


Títulos e posições de destaque:

1º em A Fazenda do Fórum Chaves 4 :campeao:
1º no Foot Betting 2015 :campeao:
1º na eleição de usuário do mês - dezembro/2015 :campeao:
1º na eleição de usuário do mês - setembro/2016 :campeao:
1º no Torneio GUF 19 - Série A :campeao:
2º na eleição de usuário do mês - agosto/2012 :vice:
2º na eleição de usuário do mês - outubro/2013
2º no XIV Concurso de Piadas
2º no Trivia Fórum Chaves 3
2º na A Casa do Chavesmaníacos 14
3º na eleição de usuário do mês - setembro/2013 :terceiro:
3º no Torneio GUF Série B 14
3º na eleição de usuário do mês - outubro/2015
3º no Torneio GUF Série A 18
3º na eleição de usuário do mês - janeiro/2016
3º na eleição de usuário de 2016
4º na III A Fazenda do Fórum Chaves Imagem
4º na eleição de usuário do mês - abril/2015
4º na eleição de usuário do mês - novembro/2015


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Eleições 2018 • Tópico destinado a notícias e comentários sobre as eleições gerais de 2018
MensagemEnviado: 01 Ago 2017, 21:27 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Mensagens: 23407
Curtiu: 1912 vezes
Foi curtido: 1233 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Fantasias: Não utilizo
Depois de levar fora do PSDC...

PEN do Ceará quer liberação para apoiar Ciro em vez de Bolsonaro em 2018
01/08/2017 12:51 pm
POR Letícia Alves

Imagem
Representante do PEN na Assembleia defende apoio a Ciro no 1° turno em 2018 (Foto: Divulgação / AL-CE)

Aposta do PEN para disputar a presidência da República em 2018, o deputado federal Jair Bolsonaro (RJ), ainda no PSC, pode não ter palanque no Ceará no 1° turno. Isso porque a sigla no Estado é aliada do grupo dos Ferreira Gomes e vai tentar liberação para apoiar o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) na eleição. A informação é do único representante do PEN na Assembleia Legislativa, deputado Bruno Gonçalves.

“Ouvi falar que dia 11 será a filiação do Bolsonaro em Barrinha, em São Paulo, e nós iremos para tratar disso. Precisamos conversar, afinal nós temos um grupo político no Ceará, um grupo político de amigos que terá um candidato a presidente. Então, a gente vai, com certeza, na hora lá pedir a liberação para que no primeiro turno a gente possa apoiar Ciro Gomes”, afirmou.

O parlamentar disse que se não houver liberação, vai conversar com o grupo para tomar um posicionamento. “Na minha opinião, uma aliança com o Ciro no 1° turno, para a gente poder agregar a maior quantidade de votos para o Ciro no 1° turno, a gente poderia ser mais forte para o Bolsonaro em um eventual 2° turno”, defendeu.

“Extremismo”

Embora tenha comemorado a filiação de Bolsonaro à sigla, afirmando ser um “grande nome” com apoio de 20% da população, Bruno Gonçalves disse que o deputado federal terá de abrandar posicionamento “extremista“.

“(O Bolsonaro) é extremista total, o Bolsonaro é uma das pessoas que, para ganhar eleição, precisa ouvir gente como a gente, de que extremismo não vai para canto nenhum, todos os extremistas ou estão presos ou mortos. Eu admiro o Bolsonaro pelas declarações firmes, mas ele precisa também ter um lado conciliador para agregar os 30% da população que ainda falta”, disse.

O anúncio de que Bolsonaro embarcaria no PEN saiu nesta segunda-feira, 31.
POLÍTCA / O POVO

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Eleições 2018 • Tópico destinado a notícias e comentários sobre as eleições gerais de 2018
MensagemEnviado: 01 Ago 2017, 21:29 
Offline
Avatar do usuário
Moderador Global

Registrado em: 12 Abr 2014, 21:25
Mensagens: 11692
Localização: Imperatriz - MA
Curtiu: 512 vezes
Foi curtido: 753 vezes
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Vasco
Fantasias: Não utilizo
O Enéas podia ser meio louco mas pelo menos sabia do que estava falando e não era inconsistente

_________________
Imagem

Bem vindos ao Bomberman 3D


“Não existe episódio semelhante! Existe preguiça de ver o episódio até o fim!”
- XAVIER, Evilásio


Cleberson Camargo escreveu:
Leandro Boutsen escreveu:
Mule of 6 deve ter tido um orgasmo vendo isso.


O Mesmo que tive quando peguei sua mae.


MINHA TRAJETÓRIA:

12/04/2014 a 13/07/2014 - Toupas Prancas
13/07/2014 a 30/12/2014 - O gordo e o obeso
30/12/2014 em diante - O Gordo

MEMBRO do FÓRUM CHAVES desde 12/ABR/2014
USUÁRIO DO MÊS em DEZ/2014, FEV/2015, MAR/2015, ABR/2015, NOV/2016 e em FEV/2017

MODERADOR desde 09/MAI/2015 (1º mandato - DDNL); 09/NOV/2015 (2º mandato - DDNL);
MODERADOR GLOBAL desde 05/MAI/2016 (3º mandato - Global)


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 1801 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 112, 113, 114, 115, 116, 117, 118 ... 121  Próximo

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Procurar por:
Ir para: