Bancos

Tópico para falar dos principais bancos brasileiros

Espaço para debates sobre assuntos que não sejam relacionados a Chespirito, como cinema, política, atualidades, música, cotidiano, games, tecnologias, etc.
Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Bancos

Mensagem por E.R » 31 Jul 2019, 09:28

https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2 ... cias.shtml

A digitalização das operações bancárias começa a afetar com mais força a sobrevivência de agências e postos de atendimento — o negócio físico — do Itaú.

O banco Itaú fechou mais de 200 agências no primeiro semestre e deve continuar o processo de redução na rede de atendimento nos próximos meses.

Em paralelo, o banco anunciou um PDV (Programa de Demissão Voluntária) para funcionários acima de 55 anos.

"Diversas iniciativas digitais têm contribuído para maior necessidade de mão de obra. Ao fazer a redução, nós miramos um público que nós acreditamos que pode estar mais propenso e desejoso de ter uma alteração de carreira, seja porque está em idade que as pessoas começam a ponderar (mudança de carreira), seja pelas condições de estabilidade (financeira)”, disse o presidente do Itaú, Candido Bracher.

O grupo considerado apto para o PDV inclui 6.900 funcionários. Pelas regras do programa, eles poderão aderir durante o mês de agosto.

Atualmente, o banco tem 85.160 funcionários no Brasil — cerca de mil a menos do que tinha no ano passado.

Os desligamentos chegaram a afetar os resultados do Itaú, que teve um crescimento com despesa de pessoal de cerca de 7% entre junho do ano passado e junho deste ano. Além dos gastos com desligamentos, também cresceu a despesa com processos trabalhistas.

Candido Bracher disse que ainda não tem estudos concluídos, mas estima que o número de agências que serão fechadas nos próximos meses não deve superar o do primeiro semestre.

Ao todo, o banco Itaú tem hoje 4.722 agências.

“Tem diminuído a busca de clientes pelas agências e temos muitas [agências] próximas umas das outras, resultado de inúmeras fusões que fizemos”, disse o presidente do banco para explicar a redução de unidades.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Bancos

Mensagem por E.R » 26 Ago 2019, 05:23

EXTRA

Grande parte dos brasileiros que possuem contas em bancos gastam dinheiro mensalmente para tê-las — e não sai barato.

Pesquisa do aplicativo de controle de finanças pessoais Guiabolso com os seus mais de 5 milhões de usuários mostrou que 45% deles pagaram para manter a sua conta no banco em junho deste ano — o que saiu em média por R$ 36,88.

E esses custos têm pesado cada vez mais no bolso, com reajustes acima da inflação.

Um levantamento do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) mostrou que, em dois anos, os preços de 70 pacotes de serviços ofertados pelos bancos subiu em média 14%, enquanto a inflação do período foi de 7,5%.

— Infelizmente falta regulação para controlar o reajuste desses preços e, com a pouca concorrência no setor bancário, eles cobram o que querem. Mas contribui também uma desinformação do consumidor sobre seus direitos e a falta de controle de seus gastos — afirmou Ione Amorim, economista do Idec e responsável pelo estudo.

O Banco Central, que regula o setor bancário, obriga os bancos a oferecerem uma conta de serviços essenciais gratuita, mas pouca gente sabe disso e acaba gastando mais do que o necessário.

Segundo uma levantamento do Guiabolso, 99% dos usuários ativos do aplicativo não usavam tudo que pagavam da cesta de produtos oferecida pelo banco.

E poderiam economizar, em média, cerca de R$ 500 por ano em tarifas.

— Muita gente nem sabe o quanto paga ou a que tem direito com os pacotes. Fizemos a pesquisa e mandamos um alerta no início do ano para ver onde a pessoa poderia economizar. Como resultado, 15% passaram a pagar menos ou deixaram de pagar as manutenções bancárias. E 14% passaram a não pagar mais nada — afirmou Julio Duran, diretor de produto e tecnologia do Guiabolso.

O recomendado é analisar o que se consome de serviços bancários mensalmente e ver o que vale mais a pena : contratar um pacote ou pagar pelos serviços avulsos.

Em alguns casos, principalmente para quem precisa fazer muitas transferências entre bancos diferentes e muitos saques, pode sim valer a pena pagar por um pacote de serviços.

Mas é preciso escolher o que se ajusta mais ao seu perfil de consumo.

Os bancos são obrigados a divulgar o extrato anual de tarifas, que mostra o que cada cliente consumiu de serviços bancários até o dia 28 de fevereiro de cada ano.

Com ele, pode-se ter uma ideia da quantidade de saques, transferências, cheques, extratos, entre outros serviços necessários.

Os bancos também oferecem em seus aplicativos, sites e terminais a opção de consultar extratos e pesquisar a oferta de pacotes (o que oferecem e valores — que variam de R$ 7 a R$ 80).
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Barbano
Administrador
Administrador
Mensagens: 41786
Registrado em: 28 Jan 2009, 13:29
Time de Futebol: São Paulo
Localização: São Carlos (SP)
Curtiu: 1894 vezes
Curtiram: 3816 vezes

Re: Bancos

Mensagem por Barbano » 26 Ago 2019, 10:06

Só trouxa ainda paga pacote de serviços e anuidade de cartão em pleno 2019. Eu não gasto um centavo com isso.

Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38447
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3639 vezes
Curtiram: 3083 vezes

Re: Bancos

Mensagem por Victor235 » 28 Ago 2019, 22:52

[facebookvideo]10217812432534958[/facebookvideo]
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Avatar do usuário
Barbano
Administrador
Administrador
Mensagens: 41786
Registrado em: 28 Jan 2009, 13:29
Time de Futebol: São Paulo
Localização: São Carlos (SP)
Curtiu: 1894 vezes
Curtiram: 3816 vezes

Re: Bancos

Mensagem por Barbano » 29 Ago 2019, 09:37

Parabéns, o cara descobriu o NFC :garg:

O objetivo da tecnologia é exatamente esse, inclusive possibilitando o pagamento sem o cartão, só com o celular. Aliás, o meu celular tem isso desde 2016, mas nunca habilitei porque a maioria dos comerciantes não tem o menor preparo. Capaz de acharem que eu hackeei a maquininha e não paguei nada :lol:

No caso do celular é um pouco mais seguro, pois a transação só ocorre com a tela desbloqueada. No caso de cartões com NFC tem o risco de fazerem transações em caso de furto ou perda do cartão, já que não há exigência de senha, e por isso é importante bloquear o mais rápido possível. Mas se o valor for alto é exigido senha sim, como protocolo adicional de segurança.

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Bancos

Mensagem por E.R » 02 Out 2019, 13:55

https://noticias.uol.com.br/politica/ul ... bilhao.htm

Investigações da Operação Lava Jato apontam que contas abertas nos cinco maiores bancos do Brasil foram usadas para lavagem de dinheiro.

De acordo com apurações que basearam duas fases da operação realizadas neste ano, recursos usados para pagamento de propina passaram por Itaú, Banco do Brasil, Bradesco, Caixa e Santander.

Ao todo, as contas abertas em nome de empresas de fachada operadas por doleiros investigados teriam movimentado cerca de R$ 1,3 bilhão.

A cooptação de funcionários dos bancos e falhas em sistemas de controle de operações suspeitas teriam viabilizado a utilização do sistema financeiro nacional para transações ilegais.

Por causa dessas falhas, investigadores apuram se os grandes bancos citados em fases da operação também são responsáveis pelos crimes cometidos.

Transações investigadas

. Bradesco : R$ 989,6 milhões

. Banco do Brasil : cerca de R$ 200 milhões

. Itaú : R$ 94,5 milhões

. Santander : R$ 19,5 milhões

. Caixa : R$ 4,1 milhões
Imagem
Imagem

Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38447
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3639 vezes
Curtiram: 3083 vezes

Re: Bancos

Mensagem por Victor235 » 09 Out 2019, 23:16

TED e DOC vão perder espaço para o QR Code, e isso é bom para o seu bolso
https://www.gazetadopovo.com.br/economi ... seu-bolso/?
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Bancos

Mensagem por E.R » 10 Out 2019, 20:55

https://veja.abril.com.br/blog/radar/pe ... -publicos/

Uma pesquisa, encomendada pela gestora de recursos Studio Investimentos, ao Instituto FSB Pesquisa ouviu 247 deputados federais e senadores sobre a possibilidade de privatização de bancos públicos.

O levantamento mostra baixa aceitação do Congresso sobre o tema.

66,4% dos congressistas ouvidos são contra a privatização do Banco do Brasil (apenas 24,8% são favoráveis) e 63,9% contra a privatização da Caixa Economica Federal (23,8% de favoráveis).
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Bugiga
Moderador
Moderador
Mensagens: 4444
Registrado em: 06 Fev 2009, 23:33
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Inter
Localização: Porto Alegre - RS
Curtiu: 3269 vezes
Curtiram: 1158 vezes

Re: Bancos

Mensagem por Bugiga » 11 Out 2019, 13:43

Até porque a maior parte dos políticos com certeza vai ser a favor da privatização de algo que é uma moeda de troca para obtenção de cargos em benefício próprio... :rolleyes:
Puxa! Re-Puxa! Super-Ultra-Puxa!

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Bancos

Mensagem por E.R » 10 Nov 2019, 05:46

LAURO JARDIM - O GLOBO

A Caixa Econômica Federal vai anunciar uma redução drástica dos juros do cheque especial.

As taxas dos grandes bancos estão em cerca de 13 % ao mês.

A Caixa quer reduzir os juros do cheque especial para 4,9 % ao mês.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Bancos

Mensagem por E.R » 22 Nov 2019, 04:26

VEJA

O físico alemão Albert Einstein disparou, em meados do século passado, uma frase que virou aforismo ao descrever um conceito-chave do mundo das finanças : “As regras de composição dos juros são a oitava maravilha do mundo. Quem as conhece ganha. Quem as ignora paga”. A máxima do criador da teoria da relatividade se encaixa com precisão no cenário brasileiro atual.

Detentor da segunda maior taxa de juros para o consumidor do planeta, a cobrada pelas instituições financeiras, o Brasil fica atrás apenas de Madagascar, conforme um estudo da Fundação Getulio Vargas (FGV).

Na última quarta-feira, 30, o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) cortou sua taxa básica de juros para 5%, o patamar mais baixo da história. O impacto para o consumidor, entretanto, foi pífio. Os juros do cheque especial ficarão irrisório 0,58% mais baixos, passando dos atuais 275,24% ao ano para 273,63%. De acordo com um levantamento da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), a taxa de juros média do cartão de crédito no país deve passar de 266,85% para 264,49% ao ano. São números que, mesmo com os ajustes, seguem astronômicos sob qualquer padrão — nos Estados Unidos, para efeito de comparação, os juros do cartão de crédito são de, em média, 15% ao ano.

A justificativa dos bancos e das operadoras de cartão para cobrança tão alta se calca principalmente no risco de inadimplência dos tomadores de empréstimos.

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) disse em nota que cabe ao governo tomar medidas para baratear o crédito. Mas o raciocínio vigente no setor é que os bons pagadores financiam o calote dos maus. “Cerca de 35% das pessoas que entram no rotativo não vão pagar a dívida”, avalia Ricardo Vieira, diretor executivo da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs).

A questão é que, embora o número de devedores se mantenha estável nos últimos três anos — são 63 milhões atualmente, em comparação com 60 milhões em 2016, segundo a Serasa Experian, uma variação de 5% de aumento — a taxa de juros média do cheque especial subiu 10%. “Nada justifica as taxas cobradas, todas têm patamares muito elevados”, critica Miguel de Oliveira, diretor executivo da Anefac.

A lista de argumentos tradicionalmente utilizados pelos bancos é longa, mas boa parte dela se mostra anacrônica. Eles reclamam, por exemplo, do compulsório, recolhimento obrigatório que o BC determina como garantia da liquidez aos correntistas. De fato, o Brasil é mais exigente do que a média dos países, mas, nos últimos três anos, essa alíquota exigida sobre os depósitos caiu de 40% para 25%.

Também citam a falta de dados disponíveis sobre o comportamento financeiro dos clientes. Entretanto, a criação do cadastro positivo, em junho de 2011, e seu aprimoramento, em abril último, praticamente pulverizaram tal problema.

Para os teóricos das finanças, a grande causa dos altos juros ao consumidor é a falta de concorrência no sistema financeiro brasileiro. Os cinco maiores bancos do país detêm 84,8% das operações de crédito. “Só a entrada de competidores no mercado vai resolver a questão dos altíssimos juros brasileiros”, vaticina o coordenador do mestrado da FGV, Ricardo Teixeira.

O BC tem tomado medidas para mitigar esse problema, abrindo espaço para instituições estrangeiras e as chamadas financeiras digitais, ou fintechs. A situação, porém, ainda está bem longe de fazer com que a máxima de Einstein seja apenas uma anedota.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Bancos

Mensagem por E.R » 27 Nov 2019, 19:40

https://valor.globo.com/financas/notici ... cial.ghtml

O Conselho Monetário Nacional (CMN) anunciou nesta quarta-feira as mudanças nas regras do cheque especial.

Foi estabelecido que a taxa mensal dessa linha de crédito não poderá superar 8% ao mês.

Além disso, foi implantada a cobrança de tarifas para o uso do cheque especial.

O cliente do banco terá, a princípio, um limite pré-aprovado de R$ 500 na linha — valor sobre o qual não haverá a cobrança de tarifas.

Caso o cliente supere esse limite, será cobrada tarifa de 0,25% sobre esse valor excedente. Essa tarifa será descontada do valor dos juros do mês.

O limite para os juros entra em vigor em 6 de janeiro de 2020.

Já a cobrança de tarifas só vale a partir de 1º de junho de 2020.

No caso do cheque especial, o Banco Central afirma que o objetivo é permitir a transferências de dívidas de uma linha de crédito cara para outras modalidades mais baratas. “Como o saldo devedor dessas operações pode variar diariamente, será criado um ‘valor máximo de cobertura’ para a instituição que irá receber o crédito, que não poderá ser superior ao valor informado pela instituição credora original.”
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Bancos

Mensagem por E.R » 30 Dez 2019, 13:00

https://g1.globo.com/fantastico/noticia ... asil.ghtml

Está escrito na fachada do Instituto de Perícias de Santa Catarina : "da prova nasce a verdade". Prova existe - mais de uma. A verdade é que ainda não apareceu. E nem o dinheiro.

Os primeiros furtos ocorreram em fevereiro deste ano. Quando a polícia chegava ao local, não encontrava nem porta arrombada de agência nem caixa eletrônico destruído.

De fevereiro a outubro de 2019, os dois ladrões roubaram cerca de R$ 2,5 milhões em postos de 7 estados.

Os bandidos instalaram microcâmeras em caixas eletrônicos e roubavam a senha do gerente.

Os criminosos que integravam a quadrilha só foram presos 9 meses depois.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88200
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5436 vezes
Curtiram: 1948 vezes

Re: Bancos

Mensagem por E.R » 01 Jan 2020, 02:40

https://painel.blogfolha.uol.com.br/202 ... onsumidor/

A cobrança de tarifa a quem mantiver um limite acima de R$ 500 no cheque especial foi condenada pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), que vê ilegalidade na medida.

A medida começa a vigorar no próximo dia 6.

O Banco Central deu permissão para os bancos cobrarem pela disponibilidade da reserva, mesmo se o cliente não usá-la.

A entidade afirma que a resolução é abusiva e fere o Código de Defesa do Consumidor e a Constituição e já enviou ofício ao BC.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Chapolin Comunista
Membro
Membro
Mensagens: 3240
Registrado em: 03 Fev 2009, 00:22
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Grêmio
Localização: Viamão - RS
Curtiu: 152 vezes
Curtiram: 45 vezes

Re: Bancos

Mensagem por Chapolin Comunista » 07 Jan 2020, 02:50

Medidas contra os bancários
Banqueiros do Santander anunciam fim das contratações até abril
Presidente do Banco Santander anuncia em comunicado interno que pretende explorar ainda mais os seus funcionários sem novas contratações

O representante, no Brasil, dos banqueiros imperialistas do banco espanhol, Santander, Sérgio Rial, divulgou em comunicado interno da empresa que estarão suspensas, até abril de 2020, contratações de novos funcionários e congelou a movimentação de cargos de pessoal em igual período. A justificativa do banqueiro golpista é de que o cenário econômico ainda não está definido, e sustenta a sua argumentação com a justificativa da redução da taxa básica de juros (Selic), feita pelo Banco Central, que passou a ser de 4,5% ao ano.

Na verdade, o objetivo de mais esse ataque dos banqueiros do Santander é jogar nas costas dos seus funcionários parte do ônus da crise, fruto da orgia capitalista, e diz respeito à gigantesca crise econômica pela qual passa o país.

É uma crise generalizada. A diminuição da taxa Selic é parte do retrocesso da política que os golpistas impuseram ao Brasil. Fica claro que os banqueiros estão tomando medidas numa economia que passa pela desindustrialização e da falência comercial e, além disso, enfrenta um desemprego em ascensão e uma diminuição constante das expectativas para do crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) em 2020. Em 2019, o crescimento Produto Interno ficou em pífio 1%, número insignificante para um país atrasado como o Brasil, que precisa desenvolver, inclusive, sua própria produção capitalista.

Diante disso, os banqueiros e os capitalistas querem descarregar todo o prejuízo com a crise nas costas da classe trabalhadora para manter abarrotados os cofres dos banqueiros e empresas falidas, financiadores do golpe.

E é nesse sentido que se desenvolve a política dos banqueiros e particularmente em relação à determinação da direção do Banco Santander em não realizar contratações e congelar a movimentação de cargos.

Segundo a própria imprensa capitalista, os quatros maiores bancos do país planejam fechar mais de 1200 agências até o final do ano, e isso irá, logicamente, acarretar a demissão de dezenas de milhares trabalhadores bancários.

Os banqueiros e seus governos declaram guerra contra os trabalhadores bancários através das mais diversas medidas que liquida com os direitos da classe trabalhadora. Estão jogando no olho da rua dezenas de milhares de pais de família para manter os privilégios de meia dúzia de banqueiros e capitalistas que vivem de parasitar toda a população.

Os trabalhadores e suas organizações devem, imediatamente preparar uma vigorosa campanha contra as demissões e contra o conjunto de ataques da direita reacionária que tenha como palavra de ordem central colocar abaixo o governo golpistas e seus lacaios: Fora Bolsonaro e todos os golpistas, Eleições Gerais já!

https://www.causaoperaria.org.br/banque ... ate-abril/
Avatar: Bolsocorno, o rei do gado se transformou em boi para se assemelhar ao rebanho bolsonarista. Osmar Enterra na rachadinha da Micheque.

O Chapolin é um herói latino-americano lutando contra as forças imperialistas (Super Sam, Batman, Superman). Ele sempre foi vermelho.

Chaves é sobre a luta de classes. Burguesia (Seu Barriga, Nhonho), Pequeno-burguesia (Dona Florinda, Girafales, Quico) e Classe Operária (Chaves, Seu Madruga, Chiquinha).E você, de que lado está?


''A direita é a escória.''
RUI COSTA PIMENTA

Responder