Campeonato Paulista 2022

Futebol, Basquete, Vôlei, Tênis, Fórmula 1, UFC, NFL... Aqui é o espaço para os amantes do esporte.
Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 93137
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3987 vezes
Curtiram: 1538 vezes

Campeonato Paulista 2022

Mensagem por E.R » 16 Set 2021, 20:37

CAMPEONATO PAULISTA 2022

Imagem

Títulos mais recentes dos principais clubes paulistas :

Imagem
São Paulo - 2021

Imagem
Palmeiras - 2020

Imagem
Corinthians - 2019

Imagem
Santos - 2016

--

Participantes :

Palmeiras
Corinthians
São Paulo
Santos
Guarani
Red Bull Bragantino
Ferroviária
Ponte Preta
Ituano
Novorizontino
Botafogo de Ribeirão Preto
Mirassol
Inter de Limeira
São Bernardo
Santo André
Água Santa
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 93137
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3987 vezes
Curtiram: 1538 vezes

Campeonato Paulista 2022

Mensagem por E.R » 16 Set 2021, 20:40

NOTÍCIAS
https://natelinha.uol.com.br/televisao/ ... 169478.php

O SBT tem interesse nos direitos de transmissão do Campeonato Paulista. Houve muito otimismo com a venda de jogos da competição para o YouTube.

Só que a Globo continua conversando com a Federação Paulista de Futebol e tem interesse na renovação do contrato, mas com moldes diferentes do contrato anterior.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 93137
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3987 vezes
Curtiram: 1538 vezes

Campeonato Paulista 2022

Mensagem por E.R » 22 Set 2021, 13:17

NOTÍCIAS
https://noticiasdatv.uol.com.br/noticia ... ista-65956

A Band entrou na briga com Globo e SBT para adquirir os direitos de transmissão do Campeonato Paulista em 2022.

Diretores já demonstram interesse para exibir alguns jogos. Seria a volta do torneio após seis anos - a última edição do Paulistão na emissora foi a de 2016, quando ela ainda tinha contrato com a Globo para licenciamento de eventos.

Segundo apurou o Notícias da TV, a Band quer o torneio para o seu Show do Esporte, que está esvaziado de eventos após a saída de torneios de futebol europeu, como o Campeonato Italiano.

O interesse é pelo pacote de TV aberta, o mesmo em que suas concorrentes estão de olho.

A emissora já fez um aceno para a Livemode, empresa que ajuda a FPF (Federação Paulista de Futebol) a vender o torneio a partir do ano que vem. A Band, porém, prega bastante cautela.

A emissora não vai fazer loucuras financeiras para ter o Estadual, se for possível. A FPF não tem pressa para fechar um acordo e vê com calma todas as propostas. Ao todo, são oito. Além de três TVs, outras cinco empresas, entre streamings e multinacionais, manifestaram interesse.

Globo e SBT também estão firmes para tentar exibir o Paulistão em 2022. A líder de audiência já enviou para a FPF uma proposta formal para a renovação dos direitos - que eram seus até o fim da edição de 2021 em TV aberta, TV paga e pay-per-view.

A Globo analisa que ter o Campeonato Paulista na grade ainda é importante. O Estadual conquista uma audiência relevante, principalmente em suas fases decisivas, na Grande São Paulo, principal mercado publicitário do Brasil. Na temporada 2021, inclusive, a final entre São Paulo e Palmeiras registrou o maior ibope do futebol até o momento - com 30,1 pontos de média.

O SBT demonstrou interesse, mas ainda não fez uma proposta oficial. As negociações são feitas pela FPF com consultoria da Livemode, empresa do ex-dono do Esporte Interativo, Edgar Diniz.

O contrato antigo da Globo com o Paulistão acabou com a edição de 2021. Para ter a exclusividade em todas as mídias (TV aberta, TV paga e pay-per-view), a Globo desembolsava R$ 225 milhões por ano. Para o novo pacote, ela ofereceu bem menos.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 93137
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3987 vezes
Curtiram: 1538 vezes

Campeonato Paulista 2022

Mensagem por E.R » 24 Set 2021, 16:15

NOTÍCIAS
https://www1.folha.uol.com.br/colunas/p ... 2022.shtml

A Record ganhou disputa pelos direitos de transmissão em TV aberta do Campeonato Paulista de Futebol e comprou pacote de 16 partidas na TV aberta a partir de 2022.

A emissora fez a proposta que foi considerada a melhor pela Federação Paulista de Futebol, que também recebeu ofertas das concorrentes, como Globo e SBT. O processo de venda dos direitos do torneio é conduzido pela empresa LiveMode, em nome da Federação Paulista.

O contrato tem duração de quatro anos. O YouTube também comprou um pacote e será a única plataforma aberta para transmissão em streaming.

Segundo apurou o Painel, outros acordos similares serão anunciados nas próximas semanas. Com a assinatura dos contratos com Record, YouTube e os acordos em negociação, a FPF considera já ter assegurado aumento de valor dos direitos em relação ao ciclo anterior.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Billy Drescher
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 12866
Registrado em: 05 Ago 2011, 20:35
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Botafogo
Localização: Belford Roxo - RJ
Curtiu: 26 vezes
Curtiram: 724 vezes

Campeonato Paulista 2022

Mensagem por Billy Drescher » 25 Set 2021, 01:36

Que não boicotem como fizeram com o Carioca.
Moderador - DDNL / Exterior (05/2013 - 11/2013)
Moderador Global (11/2013 - 11/2014)
Administrador (11/2014 - 05/2016)
Moderador - DDNL / Exterior (05/2016 - 11/2016)
Moderador (11/2016 - 05/2018, 07/2018 - 05/2019 e 11/2019 - 05/2021)
► Exibir Spoiler

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 93137
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3987 vezes
Curtiram: 1538 vezes

Campeonato Paulista 2022

Mensagem por E.R » 04 Out 2021, 14:50

NOTÍCIAS
https://ge.globo.com/negocios-do-esport ... ista.ghtml

A Federação Paulista de Futebol (FPF) colocará em prática, a partir de 2022, um novo modelo para a venda da transmissão do Campeonato Paulista. Em vez de vender todos os direitos apenas para a Globo, como fez nos últimos anos, a entidade experimentará a comercialização de pacotes de jogos para variadas plataformas.

Duas parcerias foram fechadas até o momento. Na TV aberta, os direitos foram comprados pela Record. A emissora adquiriu a transmissão de 16 partidas. Na internet, o YouTube também comprou um pacote com 16 jogos – que inclui 12 da fase de grupos, uma das quartas de final, uma semifinal e os dois confrontos na decisão. Os únicos dois confrontos que coincidem no acordo com ambas as empresas são os dois jogos da final.

A FPF agora avalia se fará a transmissão de todas as partidas em plataforma própria, o Paulistão Play, viabilizado pela startup LiveMode, ou se também repassará os direitos de pay-per-view. O Premiere, da Globo, é uma das possibilidades. A entidade também estuda vender um novo pacote de jogos, desta vez para TV fechada.

O novo modelo para a venda dos direitos de transmissão foi conduzido pela federação, com a validação de todos os clubes que participam do estadual. Esta é a primeira negociação que segue as diretrizes da Lei do Mandante, aprovada pelo Congresso brasileiro em agosto.

Valores vêm sendo mantidos em sigilo por todas as partes do negócio: clubes, federação e parceiros. O contrato em vigor até 2021, com a Globo, estava em R$ 225 milhões anuais. Após a pandemia e a mudança da postura da emissora no mercado, esse número é difícil de repetir.

Após adquirir 16 partidas do Campeonato Paulista, o YouTube partiu ao mercado publicitário para encontrar patrocinadores para seu pacote de futebol. A empresa, de propriedade do Google, precisará captar mais dinheiro do que gastou na compra dos direitos para lucrar.

De acordo com a apresentação comercial, obtida pela reportagem, a companhia criou quatro cotas estimadas em R$ 19,5 milhões cada. Potencialmente, portanto, o faturamento poderá chegar a R$ 78 milhões. Na prática, é comum que descontos sejam concedidos.

Além da transmissão em si do Campeonato Paulista, o YouTube oferece ao mercado a visibilidade em canais de clubes, na exibição do Paulista Feminino e em criadores de conteúdo – "Desimpedidos" e "Passa a Bola".

Os resultados que a empresa obterá em 2022 servirão, de certa forma, como sinalização ao mercado sobre o futuro da transmissão do futebol. A entrada dos gigantes da tecnologia é aguardada por dirigentes, sobretudo em negociações maiores, como a do Campeonato Brasileiro.

Até a edição de 2021, a Globo desembolsava R$ 225 milhões por ano para adquirir todos os direitos de transmissão do Campeonato Paulista. Esse valor inclui os pagamentos a todos os clubes, que por sua vez cediam parte de suas receitas para a federação estadual.

A emissora fez propostas para adquirir os direitos de TV aberta de 2022, mas se retirou da disputa. Consultada pela reportagem, a direção da Globo afirma que "a escalada dos valores dos direitos esportivos impôs uma revisão no investimento" que faz no futebol.

– Temos enorme respeito e reconhecimento pela Federação Paulista de Futebol e pelo Paulistão e a certeza de que, ao longo dos anos, tanto a Globo como o futebol paulista se beneficiaram mutuamente desta parceria. Somos o maior parceiro e investidor do esporte e do futebol em especial no Brasil. Papel que desempenhamos há algumas décadas – afirma a emissora ao ge.

– Nos últimos anos, vivemos um período de transição nos negócios no esporte e na mídia como um todo. A escalada dos valores dos direitos esportivos nos impôs uma revisão no investimento do portfólio de todas as janelas, com inúmeras decisões de investimento, sempre mirando a sustentabilidade dos negócios. Nos negócios nem sempre se conciliam possibilidades e expectativas. Foi o caso.

A saída do Paulista coloca pontos de interrogação sobre o modelo que a emissora adota no futebol há muitos anos, sobretudo no pay-per-view, o Premiere. Sem as partidas dos estaduais de São Paulo e Rio de Janeiro – que fez em 2021 sua edição sem a Globo –, o apelo comercial do produto perante o público será reduzido, pois terá menos partidas.

Apesar de ainda existir a possibilidade de um acerto entre FPF e Globo para os direitos de pay-per-view, a negociação não é simples. Isso porque a federação decidiu lançar em janeiro deste ano uma plataforma própria, o Paulistão Play. Para a exibição dos jogos no Premiere, teoricamente, teria de haver exclusividade. Esses produtos concorreriam.

Sobre o pay-per-view do Paulista, a Globo afirma que "mantém o diálogo e avalia possibilidades". Questionada pela reportagem sobre o impacto que a saída desse estadual causará no Premiere, a empresa diz que ainda conta com a maior oferta de conteúdo nesse tipo de plataforma, considerando os demais campeonatos sob contrato.

Leia o posicionamento da Globo sobre o Premiere na íntegra :

"O Premiere tem representado, há anos, a maior e mais completa oferta do futebol brasileiro (principais estaduais, Copa do Brasil, Séries A e B), colocando à disposição dos torcedores assinantes uma grande oferta de jogos, de maneira organizada. Valorizamos todos os campeonatos do futebol brasileiro, incluindo o Paulista.

É importante ressaltar também o impacto positivo do Premiere no futebol nacional, com ganhos crescentes para os clubes e as federações parceiras. Nesta sociedade os clubes são remunerados nos meses de campeonato nacional com uma participação da receita, ponderada pelo percentual de cadastro de cada torcida.

A ausência de oferta de um Estadual fragmenta a experiência para o torcedor dos times deste estado, o que pode gerar impacto na remuneração dos clubes durante os campeonatos nacionais, seja por reduzir a receita ou por alterar a proporção da torcida na base.

O Premiere continuará oferecendo conteúdo de qualidade com base nos direitos que adquirimos e em modelos de negócios que sigam gerando, de forma sustentável, benefícios para os clubes, para os torcedores e para a Globo."

A tentativa paulista não é a primeira. Em 2021, o Campeonato Carioca foi disputado sob um novo modelo de direitos de transmissão. A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) também optou por fragmentar os direitos de seu estadual entre vários parceiros.

Em resumo, a competição teve menos audiência e arrecadou menos do que seu contrato anterior rendia. Considerando os valores que chegam até as contas bancárias dos clubes, o montante passou de R$ 120 milhões anuais, até 2019, para menos de R$ 20 milhões em 2021.

Houve muitas queixas de demora nos repasses e boa parte da verba acabou consumida por custos de produção do campeonato.

Nos bastidores, os responsáveis pelo Campeonato Paulista evitam a comparação com os vizinhos. A entrada de um parceiro com o porte do Google, que não existiu no caso carioca, dá impulso à esperança por resultados melhores para os clubes e para a federação em São Paulo.

Ambos os estaduais são experimentos que influenciarão na maior negociação de direitos de transmissão do futebol nacional, a que envolve o Campeonato Brasileiro, cujos contratos atuais estão em vigor até 2024. O sucesso – ou o fracasso – dos novos modelos dará base para que dirigentes tomem as próximas decisões.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 93137
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 3987 vezes
Curtiram: 1538 vezes

Campeonato Paulista 2022

Mensagem por E.R » 05 Out 2021, 15:35

NOTÍCIAS
https://noticiasdatv.uol.com.br/noticia ... sney-66876

A FPF (Federação Paulista de Futebol), junto à empresa Livemode, procurou a Disney para conversar sobre a possibilidade de a empresa americana comprar um pacote de jogos para TV por assinatura do Campeonato Paulista a partir de 2022.

A entidade máxima do futebol de São Paulo já tem acordos com Record (TV aberta) e YouTube (streaming aberto).

Segundo apurou o Notícias da TV, as conversas são iniciais. A Disney está tranquila, porque o seu foco neste momento não é o futebol nacional.

Nas últimas semanas, o conglomerado de Mickey Mouse comprou vários eventos estrangeiros, também com o desejo de reforçar o Star+, seu novo serviço de streaming.

A conversa inicial para a Disney foi a mesma que ocorreu com outros acordos : a FPF e a Livemode oferecem um pacote de jogos exclusivos mediante o pagamento de um valor. O contrato se iniciaria no ano que vem e teria longo prazo, até 2025, como o praxe no atual ciclo de conversas.

Caso decida avançar nas negociações, a ESPN Brasil retornará a ter o Campeonato Paulista na sua programação depois de 19 anos. A última edição exibida foi em 2003, quando o narrador titular das transmissões era Milton Leite, hoje um dos principais nomes do Grupo Globo.

Além de seus canais lineares, a Disney também teria o evento no Star+. Seria o retorno de uma competição de futebol nacional profissional desde a saída da Copa do Brasil da emissora, no fim de 2016. Hoje, clubes brasileiros só são atração com suas partidas da Libertadores.

A Record terá exclusividade em TV aberta, e o YouTube será a única plataforma digital gratuita a transmitir os jogos. A emissora de Edir Macedo pagou entre R$ 40 e 50 milhões de reais pelo campeonato. Ambas as empresas terão direito a 16 partidas com exclusividade em toda a competição. A Livemode busca novos acordos para pay-per-view ou streaming fechado e TV paga.

Para as transmissões, o YouTube vai usar influenciadores digitais com grande relevância nas redes sociais, em busca de uma audiência mais jovem.

Já a Record busca um narrador famoso e que esteja no mercado para comandar seus jogos no ano que vem.

A Globo, que perdeu os direitos na TV aberta, busca um acordo para manter o campeonato no Premiere, o serviço de pay-per-view da competição. A ideia é manter a relevância de seu canal pago antes do início do Brasileirão, em maio.
Imagem
Imagem

Responder