Fórum Portal Vídeos Guia de Episódios Sobre



Todos os horários são GMT - 3 horas


Portal Chespirito



Criar novo tópico Responder  [ 231 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16  Próximo
  Exibir página para impressão

Re: Relação entre Globo, FIFA e CBF
Autor Mensagem
MensagemEnviado: 27 Out 2017, 00:03 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 71943
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 4382 vezes
Foi curtido: 1073 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
https://tvefamosos.uol.com.br/colunas/flavio-ricco/2017/10/27/problemas-internos-causam-inseguranca-e-mudam-estreia-de-apocalipse.htm

:globo:

Não há ainda manifestação oficial de ninguém, mas fontes muito seguras revelam que o Grupo Globo fechou negociação com a CBF para a transmissão dos amistosos e eliminatórias da seleção brasileira. Pacote todo.

E isso já a partir dos jogos contra Japão e Inglaterra no mês que vem.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Relação entre Globo, FIFA e CBF
MensagemEnviado: 27 Out 2017, 06:37 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 71943
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 4382 vezes
Foi curtido: 1073 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
http://www1.folha.uol.com.br/esporte/2017/10/1930626-globo-vence-queda-de-braco-com-a-cbf-e-compra-diretos-da-selecao-ate-2022.shtml

:globo:

A TV Globo vai transmitir os jogos da seleção brasileira nas próximas eliminatórias e todos os amistosos até a Copa do Mundo de 2022.

A Globo fechou um acordo com os dirigentes da CBF para obter um pacote de quase 40 partidas até a Copa do Qatar.

Na negociação, a Globo também comprou os direitos para exibir os jogos em TV fechada.

O valor de cada partida não foi divulgado, mas ficou abaixo do lance mínimo proposto pela CBF no leilão realizado em setembro.

Na ocasião, a entidade ofereceu os direitos dos amistosos por US$ 3,5 milhões por jogo (R$ 11,3 milhões). Nenhum canal fez proposta. O montante mínimo chegava a US$ 129,5 milhões (R$ 420 milhões).

Até o ano passado, a Globo pagava cerca de US$ 2 milhões (R$ 6,4 milhões) por partida para exibir os jogos da seleção nas TVs aberta e fechada e na internet.

Como não conseguiu viabilizar uma proposta concorrente, a CBF decidiu fechar com os executivos da Globo nesta semana sem fazer uma segunda rodada da licitação.

O jogo do dia 10 de novembro será o primeiro do pacote. O Brasil enfrentará o Japão, em Lille.

Quatro dias depois, o Brasil jogará contra a Inglaterra, em Wembley.

Com o desfecho, a emissora líder de audiência no país venceu a queda de braço travada pela CBF há quase um ano. A entidade tentava faturar mais com os amistosos.

Em janeiro, a confederação abriu o sinal para todas as emissoras na partida contra a Colômbia, no Engenhão, e anunciou que faria uma concorrência pública.

Logo depois, em junho, sem conseguir um acordo com a Globo, a CBF produziu e transmitiu os dois amistosos da seleção na Oceania.

Pelé foi contratado por R$ 400 mil para ser o comentarista. Para os amistosos serem exibidos nos canais abertos, a CBF comprou horário na TV Brasil e na TV Cultura.

A entidade, porém, não pôde fazer anúncios de seus patrocinadores na TV Brasil. A legislação não permite que o canal público veicule comerciais, apenas publicidade institucional.

A experiência independente foi considerada um balde de água fria. A audiência foi pequena. Segundo os dados nacionais consolidados do Ibope, a Cultura alcançou 1,2 ponto; a TV Brasil, 0,9 e a Globo, 9,9 pontos.

Pelo pacote comprado pela Globo, a emissora transmitirá outras quatro partidas até a abertura da Copa do Mundo.

A revanche contra a Alemanha é o jogo mais aguardado. O amistoso será em março, em Berlim. É primeiro confronto entre os dois países desde a goleada imposta pelos alemães por 7 a 1, em Belo Horizonte, na Copa do Mundo de 2014.

Dias antes, a seleção brasileira jogará contra a Rússia. A partida será em um dos estádios do Mundial, mas ainda não tem local definido.

Em maio, o time de Tite fará um amistoso, provavelmente no Brasil. A CBF quer que a partida aconteça no estádio do Maracanã.

No mês seguinte, pouco antes do início do Mundial, o Brasil jogará o último amistoso. A partida deve ser disputado em Londres.

Tite pediu para enfrentar um adversário africano.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Relação entre Globo, FIFA e CBF
MensagemEnviado: 03 Nov 2017, 17:51 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 71943
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 4382 vezes
Foi curtido: 1073 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
http://www.esporteemidia.com/2017/11/globo-antecipa-e-cancela-novela-para.html

:globo:

Após acertar os direitos de transmissão de jogos da seleção brasileira até o ano de 2022, a Globo já definiu como ficará sua grade de programação no próximo dia 14 de novembro de 2017, quando acontece a partida amistosa entre Inglaterra x Brasil.

O jogo será às 17h00 (de Brasília), e acontecerá no estádio de Wembley, em Londres.

Para exibir o jogo, a Globo fará mudanças importantes. As novelas 'Senhora do Destino' e 'Malhação : Viva a Diferença' terão sua exibição adiantada. 'Senhora do Destino' começará logo após o 'Vídeo Show', por volta das 15h00. Já 'Malhação' começará pouco antes das 16h30, e entregará para o jogo.

Com isso, dois programas serão cancelados : a 'Sessão da Tarde' e a novela 'Tempo de Amar', recém lançada no horário das 18h00.

Os jornais locais serão exibidos após a partida, por volta das 19h00.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Relação entre Globo, FIFA e CBF
MensagemEnviado: 03 Nov 2017, 20:42 
Offline
Membro

Registrado em: 19 Fev 2013, 17:42
Mensagens: 707
Curtiu: 261 vezes
Foi curtido: 63 vezes
Programa CH: Chapolin
Engraçado.

Em outubro teve jogo 17h e a Globo exibiu Sessão da Tarde e Senhora do Destino, cancelou Malhação e exibiu a novela das seis depois do jogo.

Por que será que mudou?


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Relação entre Globo, FIFA e CBF
MensagemEnviado: 08 Nov 2017, 04:43 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 71943
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 4382 vezes
Foi curtido: 1073 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
http://www1.folha.uol.com.br/esporte/2017/11/1933687-globo-paga-25-a-mais-para-a-cbf-para-transmitir-partidas-da-selecao-ate-2022.shtml

:globo:

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) vai receber cerca de US$ 2,5 milhões (R$ 8,2 milhões) por partida da Globo pelos direitos de transmissão dos jogos da seleção brasileira até 2022, ano de disputa da Copa no Qatar.

O valor é 25% maior do que a entidade recebia da mesma emissora no contrato anterior, encerrado em 2016.

Até o ano passado, a Globo pagava cerca de US$ 2 milhões (R$ 6,5 milhões) para exibir as partidas da seleção.

Com a aquisição do pacote, a Globo terá direito a transmitir com exclusividade quase 40 jogos da seleção, entre amistosos e partidas das eliminatórias sul-americanas da Copa de 2022.

Nesta sexta-feira (10), o Brasil fará a primeira partida pelo novo contrato fechado entre CBF e Rede Globo. Em Lille, no norte da França, a seleção enfrentará o Japão. O amistoso de preparação para a Copa do Mundo do ano que vem, na Rússia, começará às 10h (de Brasília).

Quatro dias depois, a equipe comandada pelo técnico Tite jogará contra a Inglaterra, no estádio de Wembley.

No próximo ano, a seleção terá mais quatro amistosos antes da disputa da Copa do Mundo.

O acordo para a transmissão das partidas foi fechado no mês passado, mas o valor do negócio era mantido em sigilo pelos cartolas.

Com o negócio, a Globo manteve os direitos de transmissão para as TVs abertas e fechada e pela internet.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Relação entre Globo, FIFA e CBF
MensagemEnviado: 15 Nov 2017, 05:41 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 71943
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 4382 vezes
Foi curtido: 1073 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
http://www1.folha.uol.com.br/esporte/2017/11/1935355-testemunha-do-caso-fifa-diz-que-globo-pagou-propina-por-direitos-de-tv.shtml

:globo:

Em um dos depoimentos mais aguardados do julgamento do escândalo de corrupção da Fifa, em Nova York, o empresário Alejandro Buzarco, ex-homem forte da companhia de marketing argentina Torneos y Competencias, disse que a TV Globo e outros grupos de mídia, entre eles a brasileira Traffic, a Televisa, do México, a americana Fox e a argentina Full Play, pagaram propina em contratos de transmissão de campeonatos de futebol.

O empresário citou ainda o grupo Clarín, mas disse que este foi o único deles que não chegou a pagar propinas.

Ele foi ouvido como uma das testemunhas de acusação no julgamento José Maria Marin, ex-presidente da CBF acusado de extorsão, fraude financeira e lavagem de dinheiro em negociações de contratos com o órgão que controla o futebol mundial.

Em seu depoimento, Buzarco deu detalhes de uma suposta reunião em Buenos Aires há cinco anos onde esteve com Marin.

Segundo ele, na mesa também estariam Marco Polo Del Nero, atual presidente da CBF, Marcelo Campos Pinto, então o executivo do Grupo Globo responsável por negociar direitos esportivos, e Julio Grondona, o chefe do futebol argentino na época.

No Tomo Uno, um restaurante da capital argentina, teria ficado acordado que Marin e Del Nero passariam a receber juntos US$ 600 mil em propina a cada ano relativo a aos contratos de transmissão da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana. Os valores teriam passado para US$ 900 mil por ano em 2013.

Segundo o delator, esses pagamentos antes eram destinados a Ricardo Teixeira, que acabava de deixar o comando da CBF. Marin e Del Nero, que Buzarco comparou a um par de "gêmeos siameses" por andarem sempre juntos, ainda teriam recebido mais US$ 2 milhões, que Ricardo Teixeira tinha a receber como propina de outros negócios.

"Marin me deu um abraço, mostrou gratidão e fez um discurso", afirmou Buzarco.

"Del Nero sacou um caderno e anotou os detalhes. Marcelo Campos Pinto, da TV Globo, estava lá e deu seu aval", completou o empresário no tribunal de Nova York.

Buzarco disse ainda que liderou desde 2010 as negociações de pagamentos de propina a seis presidentes de federações sul-americanas na Conmebol, o que então ficou conhecido nas reuniões secretas como Grupo dos Seis.

Imagem

O delator disse que Ricardo Teixeira era um de seus integrantes, ao lado dos chefes do futebol na Bolívia, na Colômbia, no Equador, no Uruguai e na Venezuela.

O empresário argentino também é réu na investigação conduzida pela Justiça americana. Ex-diretor da Torneos y Competencias, empresa de marketing esportivo de Buenos Aires, ele fechou um acordo de delação premiada com os promotores do caso e ainda aguarda a sua sentença.

Buzarco, que está em prisão domiciliar em Nova York, disse também que manteve a Fox Panamericans informada sobre os pagamentos.

Sua empresa, em associação com a brasileira Traffic numa parceria chamada T&T, financiava pagamentos aos cartolas, com verbas às vezes desviadas da Conmebol.

No tribunal do Brooklyn, diante dos jurados, Buzarco apontou para Marin, além de dois outros réus na corte, o paraguaio Juan Ángel Napout e o peruano Manuel Burga, ex-chefes do futebol em seus países, afirmando que havia pago propina a todos eles.
Marin, Burga e Napout são os únicos de réus entre os 40 indiciados no caso que se declaram inocentes.

O depoimento de Buzarco, portanto, é uma das principais armas da acusação no julgamento que acusa dirigentes do futebol mundial de receber até R$ 500 milhões em pagamentos ilícitos em paralelo a negociações de contratos com a Fifa ao longo das últimas duas décadas.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Relação entre Globo, FIFA e CBF
MensagemEnviado: 16 Nov 2017, 12:18 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 30 Jul 2012, 11:48
Mensagens: 4521
Localização: Caieiras, SP
Curtiu: 236 vezes
Foi curtido: 227 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: São Paulo
A coisa é tão séria que até a Globo divulgou (via Globo Esporte e Jornal Hoje, deve ter saído no JN também). O Alex Escobar leu um texto dizendo que a Globo preza pela idoneidade, que é contra a corrupção, enfim... Pra mim não convenceu.

_________________
Há 6 anos no Fórum Chaves! :vitoria:


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Relação entre Globo, FIFA e CBF
MensagemEnviado: 21 Nov 2017, 13:24 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 71943
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 4382 vezes
Foi curtido: 1073 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
https://blogdoohata.blogosfera.uol.com.br/2017/11/21/pacote-de-tv-da-libertadores-veta-globo-e-fox-de-repassar-jogos-a-parceiros/

Os pacotes dos direitos de TV dos jogos da Libertadores oferecidos pela Conmebol e que passarão a valer a partir de 2019 afetam diretamente a Globo, SporTV e Fox Sports, emissoras que transmitem no Brasil as partidas da competição, ao proibir lances conjuntos, o repasse ao direito de partidas a parceiros e obriga que a TV aberta escolha só um jogo para exibir para todas as praças.

O grupo formado pelas agências IMG e Perform, vencedor da licitação da Conmebol para negociar os direitos de TV, explicou os detalhes do leilão dos direitos da Libertadores durante road show (visita às emissoras) e apresentou quatro pacotes :

Pacote 1 (TV aberta) : Um jogo por semana da Libertadores, que deverá ser transmitido para toda a rede.

Pacote 2 (TV por assinatura) : Direito de fazer a primeira, terceira, quinta, sétima escolhas das partidas que exibirá na rodada, mais o direito de escolher um semifinal, que poderá ou não ser a mesma que a TV aberta transmitirá, mais a final, que a TV aberta também poderá ou não transmitir.

Pacote 3 (TV por assinatura) : Direitos de fazer a segunda, quarta, sexta, oitava escolhas das partidas que transmitirá na rodada, mais a semifinal que não for escolhida pelo detentor do pacote 2, e os direitos de exibição da final com delay.

Pacote 4 (TV aberta, por assinatura ou internet) : Jogos de quinta-feira durante a fase de grupos, mais uma partida das oitavas-de-final e uma das quartas-de-final. Não tem direito às semifinais ou à final.

Hoje, os direitos de TV da Libertadores para o Brasil pertencem ao Fox Sports, que sublicencia os direitos ao Grupo Globo. A Globo, por sua vez, repassa os direitos de partidas da Copa do Brasil e sublicenciará os jogos da Copa do Mundo da Rússia ao Fox Sports.

A Globo costumeiramente exibe um jogo para a rede, outro para São Paulo e, eventualmente, uma terceira partida para outro município.

A previsão é de que as diretrizes oficiais do leilão serão apresentadas dentro dos próximos meses. Mas não devem diferir muito das quatro propostas já apresentadas. O leilão define os direitos de transmissão de 2019 para a frente.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Relação entre Globo, FIFA e CBF
MensagemEnviado: 21 Nov 2017, 16:04 
Offline
Avatar do usuário
Administrador

Registrado em: 28 Jan 2009, 13:29
Mensagens: 38181
Localização: São Carlos (SP)
Curtiu: 1628 vezes
Foi curtido: 3182 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: São Paulo
Que merda, heim?

Com 7 a 9 times na Liberadores é ruim escolher só uma transmissão por rodada. Brasil não é o Uruguai ou a Colômbia. Futebol aqui é mais regionalizado, dada a dimensão continental do país. Ter que abrir mão do Flamengo para exibir o Corinthians, ou vice-versa, é ruim para a emissora e para o torcedor.


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Relação entre Globo, FIFA e CBF
MensagemEnviado: 30 Nov 2017, 06:01 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 71943
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 4382 vezes
Foi curtido: 1073 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
http://www1.folha.uol.com.br/esporte/2017/11/1939216-globo-volta-a-ser-citada-como-pagadora-de-propina-no-julgamento-de-marin.shtml

:globo:

Mais uma das testemunhas de acusação do julgamento do ex-presidente da CBF José Maria Marin no escândalo de corrupção da Fifa citou a TV Globo em suposto esquema de pagamento de propinas por direitos de transmissão da Copa América e da Libertadores.

José Eladio Rodríguez, ex-braço direito de Alejandro Burzaco, o empresário argentino dono da Torneos y Competencias, disse que a T&T, uma offshore desse grupo de marketing esportivo, foi criada na Holanda para receber pagamentos de grupos de mídia, entre eles a Globo, que então seriam desviados aos chefes do futebol.

Os valores, segundo José Eladio Rodríguez , eram inflados na venda dos direitos a essas empresas para disfarçar o volume de verbas ilícitas embutida nos contratos.

José Eladio Rodríguez afirmou que José Maria Marin, ex-presidente da CBF que agora está sendo julgado em Nova York, foi um dos que receberam propina. Ele citou ainda Marco Polo Del Nero, atual chefe do futebol brasileiro, e Ricardo Teixeira, que abandonou o mesmo cargo há cinco anos sob uma série de suspeitas.

Nas planilhas da contabilidade paralela da Torneos y Competencias, examinadas em detalhe pela acusação diante do júri, os cartolas apareciam sob o nome "iluminados". Seria a designação secreta de José Eladio Rodríguez para destinatários de pagamentos - durante anos, a testemunha foi responsável por executar as transferências seguindo as instruções de seu ex-chefe.

Nos exercícios fiscais sob a rubrica "iluminados", a palavra Globo aparece pelo menos quatro vezes, associada a pagamentos que chegam a US$ 12,8 milhões relativos aos direitos da Libertadores e da Copa Sul-Americana.

O mais novo depoimento dado no julgamento, que está agora em sua quarta semana, coincidem com as alegações de Burzaco, dadas há duas semanas.

Milhões de dólares fluíram das contas da Torneos para offshores e contas bancárias em instituições financeiras do mundo todo, entre elas os bancos Julius Bähr e Credit Suisse, na Suíça, e Hapoalim, com uma sede em Nova York.

Rodríguez reconheceu diante do júri a mesma troca de e-mails com o ex-chefe em que discutiam a impaciência de Marin e Del Nero, irritados com a demora para receber seus pagamentos – os cartolas, segundo documentos da Torneos, recebiam US$ 600 mil, valor depois atualizado para US$ 900 mil por ano, relativos à manutenção dos contratos de transmissão dos campeonatos da Conmebol.

Ele também confirmou que usava o termo "brasilero", presente em documentos da Torneos, como codinome de Ricardo Teixeira e depois de Marin e Del Nero, que passaram a receber a parcela de propina antes destinada a Ricardo Teixeira.

Num ponto que atesta o que os advogados de defesa de Marin vinham frisando, Rodríguez se disse confuso ao identificar quem naquele momento presidia a CBF, já que Marin e Del Nero eram sempre vistos juntos –Burzaco, em seu depoimento, chegou a comparar a dupla de cartolas a gêmeos siameses.

Rodríguez reconheceu Alexandre da Silveira, secretário pessoal de Del Nero, e José Hawilla, o brasileiro dono da Traffic, empresa de marketing esportivo, em fotografias mostradas pela acusação.

Ele relatou telefonemas com Silveira e disse ter visto Hawilla num encontro com Burzaco e os donos da argentina Full Play, Hugo Jinkis e Mariano Jinkis, em Buenos Aires. Na ocasião, eles discutiam formar a joint venture Datisa, empresa que teria distribuído propina aos cartolas.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Relação entre Globo, FIFA e CBF
MensagemEnviado: 01 Dez 2017, 07:57 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 71943
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 4382 vezes
Foi curtido: 1073 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Imagem

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Relação entre Globo, FIFA e CBF
MensagemEnviado: 05 Dez 2017, 21:24 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 71943
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 4382 vezes
Foi curtido: 1073 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
http://www.esporteemidia.com/2017/12/atletico-nao-fecha-acordo-com-globo.html

O Atlético-PR decidiu não fechar contrato com a Globo para transmissão das suas partidas válidas pelo Campeonato Paranaense de 2018.

A informação é do UOL Esporte, por Eduardo Ohata.

A posição do Coritiba ainda depende do candidato que sair vencedor nas eleições previstas para o próximo final de semana.

Os dois clubes se recusaram a assinar com a Globo em 2017 por discordar dos valores oferecidos e, além de o Estadual não contar com os jogos das equipes, os clubes disponibilizaram ao público via mídias sociais (Facebook e YouTube) a transmissão do Atletiba.

Cartolas do rubro-negro se dizem ofendidos pelo valor oferecido pelo Paranaense deste ano e que desde então não foram procurados pela Globo com uma nova e superior proposta.

O que está claro para eles é que de qualquer maneira, a Globo, o SporTV, ou seu sistema de pay-per-view não poderão transmitir o clássico regional.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Relação entre Globo, FIFA e CBF
MensagemEnviado: 15 Dez 2017, 18:05 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 71943
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 4382 vezes
Foi curtido: 1073 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2017/12/a-globo-e-a-corrupcao-no-futebol-vai-ser-muito-dificil-jogar-para-debaixo-do-tapete

:globo:

As investigações em curso nos Estados Unidos sobre a corrupção no futebol e denúncias contra a Rede Globo de pagamento de propina para ter direitos de transmissão de jogos de competições como Copa América, Copa Libertadores e Copa Sul-Americana podem romper uma parceria "informal" estabelecida entre a emissora e membros do Ministério Público.

Essa é a avaliação do jornalista Luis Nassif, editor do Jornal GGN.

Em entrevista aos jornalistas Marilu Cabañas e Glauco Faria, na Rádio Brasil Atual, Luis Nassif disse acreditar que a pressão vinda do FBI e dos Ministérios Públicos da Espanha e da Suíça vai tornar impossível uma blindagem da Globo em relação ao escândalo de corrupção no futebol. "Todo o escândalo da Fifa é um escândalo brasileiro, que foi desenvolvido com participação do João Havelange e da Globo", analisa. "Nenhum governo que entre pode conviver com um poder absoluto como o da Globo e a sua capacidade de manipulação. Em algum momento, isso vai explodir."

Quando exatamente começou esse esquema de corrupção envolvendo a participação da Rede Globo ?

A questão da compra de direitos de transmissão começa nos anos 1970. Naquele momento, o presidente da CBD (Confederação Brasileira de Desportos, antecessora da CBF), João Havelange, descobre um veio grande. As grandes marcas, como a Nike, não tinham ainda descoberto o futebol como um grande veículo de vendas. Então, é provavelmente nos anos de 1970 que começa isso, com a Globo assumindo gradativamente a compra dos direitos de transmissão. O esquema criado por ela era assim : pegava-se um laranja – no caso, o J. Hawilla –, a CBF vendia os direitos, digamos, por 100. Ele pagava 200 e 100 iam para o bolso dos cartolas. Depois, revendia para a Globo por 300, que então revendia as cotas de patrocínio por três vezes esse valor. Esse know how de corrupção chega até a Fifa. Todo o escândalo da Fifa é um escândalo brasileiro, que foi desenvolvido com participação do Havelange e da Globo.

Depois teve o caso da compra dos direitos sem o uso de laranjas, não ?

Essa que foi a bola fora da Globo. Quem levantou tudo isso foi o FBI, no âmbito de uma grande operação destinada a desmontar o monopólio de grupos nacionais sobre o futebol nos diversos países da América Latina e da África.

J. Hawilla foi detido, lá atrás. Então, o Marcelo Campos Pinto, da Globo, compra os direitos diretamente de Ricardo Teixeira, e do pessoal da CBF, sem o uso de um laranja. Aí a Globo se expõe, de forma ampla. O FBI já tinha essa informação, desde 2013, 2014, e as investigações continuavam.

Os Estados Unidos têm uma estratégia global baseada em dispositivo de cooperação internacional, um acordo envolvendo Ministérios Públicos de todos os países no combate à corrupção, que foi criado em 2002, depois dos atentados. Eles criaram um novo departamento para centralizar todas as investigações, inicialmente, contra o terrorismo. Depois, aquilo se expandiu para combater a corrupção.

Conseguiram aprovar, na OCDE, uma legislação maluca, que diz que qualquer ato de corrupção, se envolver o dólar, o local para julgar é nos Estados Unidos. Esse departamento começa a desenvolver uma estratégia em defesa dos interesses econômicos das empresas americanas. Os dois setores que eles passam a investigar são o petróleo e o futebol. Com a internet, os grupos de mídia norte-americanos passam a querer controlar esse mercado bilionário que é o do futebol.

É um caso de corrupção brasileira, envolvendo a CBF, mas que foi descoberta pelo MP da Espanha, quando prendeu o ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell, assecla de Ricardo Teixeira.

O repórter do Estadão Jamil Chade tem feito um belíssimo trabalho que mostra que tudo foi levantado pelo FBI, que alimentou o pessoal da Espanha e da Suíça, porque o Brasil já não respondia mais. Só depois que o caso explodiu na Espanha é que o MP pediu para transferir para cá as investigações. A PGR passou para o Ministério Público do Rio para que investigasse. E tenho todas as dúvidas se isso vai acontecer. Até agora, nada. Totalmente parado.

Essas investigações dos Estados Unidos ficaram mais intensas após perderem a disputa para sediar a Copa do Mundo de 2022 para o Catar.

Não sei se especificamente por isso. Se analisarmos a expansão do capitalismo norte-americano, no pós-guerra, eles entram em praticamente todos os mercados da América Latina, em todos os setores, o que faz parte da estratégia geopolítica e econômica deles. O único setor que não conseguiram entrar foi a mídia. As redes de TV norte-americanas tentaram entrar por aqui, mas, nos países da América Latina, havia de um lado as concessões públicas – a TV aberta – e, por outro lado, legislações nacionais que impediam o controle de capital estrangeiro nos veículos de comunicação.

A única tentativa que ocorreu foi da Globo com o grupo Time Life, que, depois, foi obrigado a devolver a parte que tinha comprado. Teve CPI e um monte de coisas. Não conseguiram entrar.

Quando vem a TV a cabo, começam a romper com isso. Mas aí há uma dispersão de audiência, porque, na TV a cabo, são muitos canais. Quando vem a internet, implode de vez todo esse sistema de defesa desses grupos nacionais, como a Globo e o Clarín.

O grande diferencial deles era o controle sobre o futebol. Na Inglaterra, por exemplo, mesmo os programas de maior audiência não chegam a 5%. Quando entra o futebol, vai a 15%. No Brasil, é a mesma coisa. Toda a estrutura de audiência da Globo repousa nos eventos esportivos. Por isso que a Record entrou na briga para conseguir esses direitos, justamente quando o J. Hawilla caiu fora.

Para os grupos americanos que entraram agora – Disney, ESPN, Fox –, e que estão transmitindo futebol no mundo, o interesse era esse : acabar com esse esquema de máfia, envolvendo grupos de mídia, que garantiam blindagem aos cartolas perante o poder público de cada país. Por que a CBF ficou intocável durante tanto tempo ? Porque a Globo dava retaguarda. Tudo isso veio abaixo agora.

Tem um ponto central, que é o seguinte : é o FBI que está investigando, é o MP da Espanha, da Suíça. Então vai ser impossível para o MP brasileiro segurar por muito tempo.

O MP tem gente séria. Dependendo do procurador, vamos ver o trabalho que vai ser feito. Mas, repito : a pressão para apurar virá de fora, com o FBI, o MP da Espanha e o da Suíça. Vai ser muito difícil jogar para debaixo do tapete.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Relação entre Globo, FIFA e CBF
MensagemEnviado: 17 Dez 2017, 00:39 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 71943
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 4382 vezes
Foi curtido: 1073 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
:globo:

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: Relação entre Globo, FIFA e CBF
MensagemEnviado: 23 Dez 2017, 06:32 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Mensagens: 71943
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 4382 vezes
Foi curtido: 1073 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
https://rodrigomattos.blogosfera.uol.com.br/2017/12/23/conmebol-quer-jogos-mais-cedo-na-libertadores-no-horario-da-novela/

A Conmebol tem a intenção de antecipar o horário do último jogo da noite da Libertadores, passando de 21h50 para 21h30. Esse projeto faz parte da reformulação do campeonato para a edição de 2019 quando a entidade assumirá mais mais poder na competição. A Globo, que participará da concorrência dos direitos, já foi comunicada e analisaria como isso a afetaria.

A concorrência de direitos de televisão da Libertadores tem previsão de estar pronta até fevereiro. É organizada pela empresas IMG/Perform que ganharam o direito de ser a agência oficial da Conmebol.

Entre as condições, a Conmebol pretende tomar para si prerrogativas que antes estavam nas mãos das televisões. Entre eles, está a organização da tabela da competição.

Atualmente, após o sorteio, há uma reunião entre a confederação sul-americana e as redes de televisões para definir os horários dos jogos. Isso ocorreu nesta quinta-feira com encontro entre dirigentes da Conmebol, Globo e Fox Sports. Até 2015, a Globo tinha a prerrogativa por contrato de que os jogos fossem após às 21h50 com escolha de duas partidas.

O projeto que está sendo traçado pela Conmebol prevê formato bem diferente: a tabela seria feita unicamente pela entidade, sem interferência das televisões. Depois, a confederação repassaria quais os dias e jogos escolhidos para se encaixar nos pacotes que foram comprados pelas emissoras.

Ao antecipar o horário dos jogos das quartas-feiras, a Conmebol pretende atender os torcedores brasileiros. Há a consciência de que o horário das 21h50 é bem tarde e portanto atrapalha a volta do torcedor para casa depois. A intenção é ter três horários fixos de jogos.


A Globo já foi comunicada pela confederação sul-americana e, obviamente, não ficou satisfeita com a ideia. Continuará a haver conversas entre as partes, assim como a Conmebol tem falado com todas as televisões que participarão da concorrência. Resta saber se a Conmebol manterá sua intenção de tomar o poder sobre a tabela e antecipar jogos como sinalizou até agora, o que hoje tem aval do presidente Alejandro Dominguez.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 231 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16  Próximo

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Willianch e 1 visitante


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Procurar por:
Ir para: