Fórum Portal Vídeos Guia de Episódios Sobre



Todos os horários são GMT - 3 horas


Portal Chespirito



Criar novo tópico Responder  [ 81 mensagens ]  Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Próximo
  Exibir página para impressão

Re: O tempo passa no Chaves e Chapolin?
Autor Mensagem
MensagemEnviado: 12 Dez 2016, 13:21 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2016, 20:22
Mensagens: 505
Curtiu: 32 vezes
Foi curtido: 9 vezes
Time de Futebol: Grêmio
James Revolti escreveu:
Barbano escreveu:
IgorBorgesCH escreveu:
Mais só que tem vários episódios que o Seu Barriga desconta alguns meses do Seu Madruga.

Sim. E, como não há cronologia, ele sempre está devendo 14 meses. Tanto faz se ele continua sem pagar, ou se já teve vários meses descontados. No episódio seguinte tudo volta ao normal.

Sempre achei que todo mês ele paga um dos meses atrasados... e aí fica sempre com 14. :lol:

Faz sentido. Falando em alugueis, lembram do episódio que o Seu Barriga se finge de morto, aí o Quico inventa uma história em que o Seu Barriga cobra o aluguel do Seu Madruga, aí ele paga tudo e o Seu Barriga morre de susto? :lol:

_________________
Nomes antigos: ,Edu e ¡Edu!


Algumas informações:
Jonas: 04/12/2016-07/12/2016
Grêmio: 07/12/2016-02/01/2017
Cyanide and Happiness: 02/01/2017-22/02/2017
Ervilha: 22/02/2017-02/03/2017
Alan Sugar: 02/03/2017-23/03/2017
GIF Yoshi: 23/03/2017-04/04/2017
GIF Extraterrestre muito dançante: 04/04/2017-04/05/2017
Quico bebendo o produto de tirar manchas: 04/05/2017-25/05/2017
Lua: 25/05/2017-02/06/2017
Gengar: 02/06/2017-15/06/2017
Homem-palito com fundo azul: 15/06/2017-02/07/2017
Meu emoticon: 02/07/2017-24/08/2017
Cigarro fumando pessoas: 24/08/2017-20/09/2017
Rio Ferdinand boxing: 20/09/2017-30/11/2017
Chapolin Gremista: 30/11/2017-

Visite o meu (ex)site: http://centralfoot.blogspot.com.br/


"Prêmios" no Fórum:
1° lugar de Campeonato de Jogos Antigos do Fórum Chaves
19º lugar para melhor usuário de dez/2016
39º lugar para melhor usuário de 2016
20° lugar para melhor usuário de fev/2017


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: O tempo passa no Chaves e Chapolin?
MensagemEnviado: 12 Dez 2016, 15:38 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 12 Jul 2009, 20:30
Mensagens: 819
Curtiu: 45 vezes
Foi curtido: 125 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Botafogo
Barbano escreveu:
Sim. E, como não há cronologia, ele sempre está devendo 14 meses. Tanto faz se ele continua sem pagar, ou se já teve vários meses descontados. No episódio seguinte tudo volta ao normal.


Não é assim que acontece. Vamos lá: Seu Madruga deve 14 meses. Aí o Senhor Barriga vai lá cobrar a dívida e o Seu Madruga paga com uma casimira made in Taubaté, por exemplo. Então continua devendo 14 meses porque, se ele não pagasse, a lógica seria subir para 15 meses. Mas ele pagou, fica nos 14 mesmo. Isso é perfeitamente natural, até indica uma sequência lógica. Além disso, nem sempre o Senhor Barriga vai na vila só uma vez no mês. Às vezes ele vai lá mais de uma vez no mês, pra cobrar a dívida só do Seu Madruga e pressioná-lo a pagar. Isso acontece, por exemplo, em "O Campeão de Iô-Iô" (1974), onde ele vai só pra falar com o Seu Madruga e ainda diz que vai voltar pra falar com ele na semana que vem, em vez do mês que vem. Se o Senhor Barriga vai lá pra cobrar a dívida mas sem ter passado um mês completo, então mesmo que o Seu Madruga não pague o aluguel, fica nos 14 meses mesmo em vez de aumentar. Há também, como já foi comentado, episódios onde o Seu Madruga consegue pagar o aluguel ou o Senhor Barriga perdoa a dívida. E, por ser uma série semi-cronológica, também poderia ocorrer do Senhor Barriga perdoar toda a dívida mas o Seu Madruga voltar a dever tudo em pouco tempo, como eu disse antes. Portanto, há explicação lógica, ou melhor, cronológica, pra que a dívida fique nos 14 meses.


JoãoB escreveu:
Claro, pois são episódios festivos. Pela lógica, cada episódio festivo é exibido em sua data comemorativa (e é o que o sbt faz). Mas os episódios são independentes. Se quiserem exibir apenas um e sumir com o outro, não afeta em nada o entendimento. Poderiam até ser de temporadas diferentes, sem nenhum problema.


Pois então veja como o próprio SBT fazia até pouco tempo atrás: exibiam só o Natal na Casa do Senhor Barriga e depois o do Ano Novo de 1973. Eu mesmo vi gente que não entendeu porque o Professor Girafales falou de natal na casa da Dona Florinda se eles passaram o Natal foi na casa do Senhor Barriga. Pegar um episódio e sumir com o outro, ou os episódios serem de temporadas diferentes, como você diz, causa confusão. Os episódios do Natal e Ano Novo de 1973 podem ter histórias diferentes, e não são uma saga, mas não são independentes porque há uma sequência de acontecimentos de um episódio para o outro. E, sendo assim, há uma cronologia nesse caso.



Barbano escreveu:
Assim como o Seu Madruga em um esquete mora no 14, e do nada já aparece na casa 72. E assim com em 1981 o Seu Madruga volta para o 72, e a Dona Neves some do nada, e no ano seguinte ela volta a ser a moradora do 72.

Já te disse, é óbvio que episódios com um personagem só podem existir depois de sua criação, mas isso não implica em cronologia. Em episódios com a Dona Neves, a Chiquinha e o Chaves não são necessariamente mais velhos do que nos episódios anteriores.

Como disse o ,Edu, Pica-Pau é um exemplo de produto sem cronologia. Ainda assim, episódios com a Miny Ranheta, por exemplo, só aparecem a partir dos anos 60, que é quando a personagem foi criada. Isso não quer dizer que há uma cronologia envolvida. É só uma introdução de um novo personagem, e nada mais.


Na temporada de 1981, a Dona Neves não sumiu do nada, houve explicações para ela não aparecer nos episódios. Por exemplo, no Natal daquele ano, ela não apareceu porque foi na casa de um pretendente, como a Chiquinha explicou no mesmo episódio. E no caso da esquete onde o Seu Madruga mora no 14, ali Chaves ainda era um quadro que estava começando e com isso não tinha características tão definidas, o que só aconteceu depois, com o sucesso do quadro e a transformação de Chaves num programa independente.

Você está falando como se eu estivesse dizendo que Chaves tem uma cronologia perfeita. O que eu estou dizendo é que Chaves é uma série semi-cronológica. Isso pode permitir que os personagens não envelheçam e, ao mesmo tempo, que tenha alguma sequência de acontecimentos ao longo da série. E com o Jaiminho e a Dona Neves em Chaves foi diferente da Meany Ranheta do Pica-Pau porque a entrada deles na série e a participação deles à partir daí se deu com uma sequência lógica de acontecimentos. Eles foram para a vila e tudo que aconteceu depois na série foi à partir da chegada deles. No Pica-Pau, a Meany Ranheta simplesmente começou a aparecer e não fez diferença dentro do desenho, o surgimento dela não gerou nenhuma sequência de fatos, não mudou o desenho, diferente do Jaiminho e da Dona Neves em Chaves. Além disso, a questão não é só os personagens, tem o restaurante da Dona Florinda também. Como já expliquei antes, nunca que o episódio "Reivindicação Salarial para o Chaves", por exemplo, poderia vir antes do episódio que a Dona Florinda compra e abre o restaurante. Há uma sequência de acontecimentos, toda uma nova condição dos personagens com a criação do restaurante.


Barbano escreveu:
Eu não disse que é o último. :estrelas: Disse que, no contexto da série, poderia perfeitamente ser.


Mas o raciocínio do que você disse leva a isso porque, se pode ser o último, e é a exibição que determina as coisas, então Acapulco é o último com o Quico, já que a Televisa o exibe antes de "Vamos ao Cinema?", que marca a saída do Quico. Mas já se sabe que Acapulco não é o último episódio com o Quico. O contexto da série, pelo que você fala, implica que a série é cheia de episódios independentes e, portanto, sem cronologia. Como já expliquei, há episódios independentes, mas há outros que se nota uma sequência de acontecimentos, mesmo não sendo sagas. Então, há uma cronologia, ainda que imperfeita.

Barbano escreveu:
Nem mesmo implica que todos os episódios sem o Quico são posteriores. Vide "Uma epidemia de gripe". Isso se aplica para a Chiquinha também, que não aparece em um episódio de 1976. Não quer dizer que esse episódio seja da fase em que ela estava morando com as tias.


Mas uma coisa é o personagem não aparecer em um episódio, outra é ele deixar de morar na vila. Em "O Filme de Terror", por exemplo,, o Seu Madruga não aparece mas se nota que ele ainda mora na vila, logo esse episódio não pode ser da fase que ele saiu. Nesses episódios que você citou, o Quico e a Chiquinha não aparecem, mas não é explicado que eles deixaram de morar na vila. Logo, não são da fase onde os dois não estavam.


Chaves é semi-cronológico.


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: O tempo passa no Chaves e Chapolin?
MensagemEnviado: 12 Dez 2016, 19:09 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 17 Nov 2014, 23:16
Mensagens: 78
Curtiu: 11 vezes
Foi curtido: 2 vezes
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Flamengo
Vamos traçar uma linha do tempo. Durante os 7 anos do Chaves seu madruga ainda tinha emprego e por isso podia morar no 14,ou seja, na melhor casa da vila, porém foi demitido e teve que ir para o 72.
Passou um período sem dever nada ou devendo pouco, tão tal q tem eps que o Sr. Barriga não cobra o aluguel (Futebol Americano) nisso passou o tempo e ele acumulou uma dívida de 14 meses com o Sr. Barriga. O motivo de sempre ser 14 meses é devido ao fato de que em alguns episódios(Gesseiros, Balões, Bola de boliche) Seu Madruga paga uma parte da dívida, mas com o passar do tempo ele volta a acumular mais 14 meses.
Seu Madruga então manda chiquinha ir morar com as tias por não ter condições, mas ela acaba voltado e então ele arruma um emprego no salão e lá ela corta o cabelo(corte esse que se manteve até o fim da série). Mas seu madruga cansado dessa vida de bicos resolve viajar atrás de um emprego que de muito dinheiro e a deixa com a Biscavó.
Conclue-se que o tempo passa

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: O tempo passa no Chaves e Chapolin?
MensagemEnviado: 12 Dez 2016, 22:00 
Offline
Avatar do usuário
Administrador

Registrado em: 28 Jan 2009, 13:29
Mensagens: 37366
Localização: São Carlos (SP)
Curtiu: 1523 vezes
Foi curtido: 2910 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: São Paulo
JoãoB escreveu:
Não é assim que acontece. Vamos lá: Seu Madruga deve 14 meses. Aí o Senhor Barriga vai lá cobrar a dívida e o Seu Madruga paga com uma casimira made in Taubaté, por exemplo. Então continua devendo 14 meses porque, se ele não pagasse, a lógica seria subir para 15 meses. Mas ele pagou, fica nos 14 mesmo. Isso é perfeitamente natural, até indica uma sequência lógica. Além disso, nem sempre o Senhor Barriga vai na vila só uma vez no mês. Às vezes ele vai lá mais de uma vez no mês, pra cobrar a dívida só do Seu Madruga e pressioná-lo a pagar. Isso acontece, por exemplo, em "O Campeão de Iô-Iô" (1974), onde ele vai só pra falar com o Seu Madruga e ainda diz que vai voltar pra falar com ele na semana que vem, em vez do mês que vem. Se o Senhor Barriga vai lá pra cobrar a dívida mas sem ter passado um mês completo, então mesmo que o Seu Madruga não pague o aluguel, fica nos 14 meses mesmo em vez de aumentar. Há também, como já foi comentado, episódios onde o Seu Madruga consegue pagar o aluguel ou o Senhor Barriga perdoa a dívida. E, por ser uma série semi-cronológica, também poderia ocorrer do Senhor Barriga perdoar toda a dívida mas o Seu Madruga voltar a dever tudo em pouco tempo, como eu disse antes. Portanto, há explicação lógica, ou melhor, cronológica, pra que a dívida fique nos 14 meses.

A explicação mais óbvia é que a série não é cronológica e que, ao término de um episódio, tudo volta ao normal, e o Seu Madruga volta a dever os mesmos 14 meses de antes. Mas se você prefere criar toda essa justificativa mirabolante para tentar justificar a sua semi-cronologia para a série... :lol:

Esse é apenas um dos exemplos. Dá para citar também que o Nhonho explode em um episódio, e no próximo episódio com ele tá tudo normal. Ou que o Seu Madruga é esmagado no final de um episódio, e no próximo também já está normal. Ou que a Chiquinha pegou catapora três vezes, sendo que essa é uma doença que só se pega uma vez. Enfim, tem uma série de exemplos que mostram que cada episódio da série tem sua independência, e em geral não tem fatos que afetem os episódios seguintes.

JoãoB escreveu:
Pois então veja como o próprio SBT fazia até pouco tempo atrás: exibiam só o Natal na Casa do Senhor Barriga e depois o do Ano Novo de 1973. Eu mesmo vi gente que não entendeu porque o Professor Girafales falou de natal na casa da Dona Florinda se eles passaram o Natal foi na casa do Senhor Barriga. Pegar um episódio e sumir com o outro, ou os episódios serem de temporadas diferentes, como você diz, causa confusão. Os episódios do Natal e Ano Novo de 1973 podem ter histórias diferentes, e não são uma saga, mas não são independentes porque há uma sequência de acontecimentos de um episódio para o outro. E, sendo assim, há uma cronologia nesse caso.

Ao contrário, são completamente independentes. Poderiam tranquilamente ser exibidos ou produzidos em temporadas diferentes sem nenhum problema.

JoãoB escreveu:
Na temporada de 1981, a Dona Neves não sumiu do nada, houve explicações para ela não aparecer nos episódios. Por exemplo, no Natal daquele ano, ela não apareceu porque foi na casa de um pretendente, como a Chiquinha explicou no mesmo episódio.

Nesse episódio de Natal o Ramón já não estava mais no elenco. Por isso a menção à Dona Neves. Mas que eu saiba ela sumiu do nada sim, assim como o Ramón tanto em 79 quanto em 81.

JoãoB escreveu:
Eles foram para a vila e tudo que aconteceu depois na série foi à partir da chegada deles. No Pica-Pau, a Meany Ranheta simplesmente começou a aparecer e não fez diferença dentro do desenho, o surgimento dela não gerou nenhuma sequência de fatos, não mudou o desenho, diferente do Jaiminho e da Dona Neves em Chaves.

Eles também foram apenas novos personagens inseridos na série. Não vejo diferença. Jaiminho nem morador da vila era, e participou de poucos episódios de Chaves. Tem até mais episódios com a Paty ou com o Godinez do que com o Jaiminho. Ele só se tornou um personagem relevante no programa Chespirito, em 82, quando virou morador da vila e um novo Madruga. Já a Dona Neves tem uma relevância maior, mas é uma personagem que já existia. Já havia aparecido em "O despejo do Seu Madruga" e "O dia da criança". Só ganhou mais espaço.

JoãoB escreveu:
Como já expliquei antes, nunca que o episódio "Reivindicação Salarial para o Chaves", por exemplo, poderia vir antes do episódio que a Dona Florinda compra e abre o restaurante. Há uma sequência de acontecimentos, toda uma nova condição dos personagens com a criação do restaurante.

Não há problema algum se esse episódio for exibido aleatoriamente (como era nos anos 80). O público simplesmente considera que a Dona Florinda é uma moradora da vila que também tem um restaurante. O fato de na maioria dos episódios isso não fazer parte de seu universo não quer dizer nada. Nos anos 80, por exemplo, ela continuava dona do restaurante, e na maioria dos episódios é como se ele não existisse.

JoãoB escreveu:
Mas o raciocínio do que você disse leva a isso porque, se pode ser o último, e é a exibição que determina as coisas, então Acapulco é o último com o Quico, já que a Televisa o exibe antes de "Vamos ao Cinema?", que marca a saída do Quico. Mas já se sabe que Acapulco não é o último episódio com o Quico.

Oras, toda produção tem uma ordem original de exibição, seja ela cronológica ou não. O fato da saga de Acapulco ser da temporada de 1977 só interfere na ordem de exibição, e nada mais. O deslocamento que a Televisa fez não causa inconsistência alguma na série, não interfere em nada cronologicamente.

Nós sabemos que esse não foi o último episódio produzido com o Carlos, nem o último exibido originalmente. Mas, como não há cronologia, também não há problemas em deixá-lo na ordem atual (embora eu como fã preferisse que fosse mantida sempre a ordem original, assim como as BGMs e aberturas originais).

JoãoB escreveu:
Mas uma coisa é o personagem não aparecer em um episódio, outra é ele deixar de morar na vila. Em "O Filme de Terror", por exemplo,, o Seu Madruga não aparece mas se nota que ele ainda mora na vila, logo esse episódio não pode ser da fase que ele saiu. Nesses episódios que você citou, o Quico e a Chiquinha não aparecem, mas não é explicado que eles deixaram de morar na vila. Logo, não são da fase onde os dois não estavam.

De qualquer forma, sabemos bem que isso é apenas consequência da entrada e saída de atores no elenco, e não algo planejado para que a série tivesse uma cronologia. E, isoladamente, não tem diferença um episódio de 1974 sem a Chiquinha, ou o de 76 que também não tem ela. Com a série sendo exibida de forma aleatória, são apenas episódios que não contam com a personagem. Idem para aquela doideira de primo do Seu Madruga.

JoãoB escreveu:
Chaves é semi-cronológico.

Na verdade não tem nada de cronológico. :lol:


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: O tempo passa no Chaves e Chapolin?
MensagemEnviado: 12 Dez 2016, 22:26 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 30 Abr 2010, 16:00
Mensagens: 17644
Localização: Rio de Janeiro - RJ
Curtiu: 1142 vezes
Foi curtido: 601 vezes
Programa CH: Chapolin
Sinceramente, me surpreende que esse tópico tenha chegado a 4 páginas. A resposta é tão óbvia.

_________________
Trakt.tv | Last.fm

Moderador do TV de Segunda Mão (Novembro de 2010 / Novembro de 2013).
Moderador do Da Discussão Nasce a Luz! (Maio de 2014 / Novembro de 2014).
Moderador Global desde Novembro de 2014.
No Meio CH desde 2010.


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: O tempo passa no Chaves e Chapolin?
MensagemEnviado: 12 Dez 2016, 23:52 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2016, 20:22
Mensagens: 505
Curtiu: 32 vezes
Foi curtido: 9 vezes
Time de Futebol: Grêmio
Barbano escreveu:
Eles também foram apenas novos personagens inseridos na série. Não vejo diferença. Jaiminho nem morador da vila era, e participou de poucos episódios de Chaves.

PARA AÍ!

O Jaiminho era morador da vila sim, tanto que assim como o Seu Madruga o Seu Barriga o cobrava 14 meses de aluguel, a diferença é que ele morava na casa da escadaria.

_________________
Nomes antigos: ,Edu e ¡Edu!


Algumas informações:
Jonas: 04/12/2016-07/12/2016
Grêmio: 07/12/2016-02/01/2017
Cyanide and Happiness: 02/01/2017-22/02/2017
Ervilha: 22/02/2017-02/03/2017
Alan Sugar: 02/03/2017-23/03/2017
GIF Yoshi: 23/03/2017-04/04/2017
GIF Extraterrestre muito dançante: 04/04/2017-04/05/2017
Quico bebendo o produto de tirar manchas: 04/05/2017-25/05/2017
Lua: 25/05/2017-02/06/2017
Gengar: 02/06/2017-15/06/2017
Homem-palito com fundo azul: 15/06/2017-02/07/2017
Meu emoticon: 02/07/2017-24/08/2017
Cigarro fumando pessoas: 24/08/2017-20/09/2017
Rio Ferdinand boxing: 20/09/2017-30/11/2017
Chapolin Gremista: 30/11/2017-

Visite o meu (ex)site: http://centralfoot.blogspot.com.br/


"Prêmios" no Fórum:
1° lugar de Campeonato de Jogos Antigos do Fórum Chaves
19º lugar para melhor usuário de dez/2016
39º lugar para melhor usuário de 2016
20° lugar para melhor usuário de fev/2017


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: O tempo passa no Chaves e Chapolin?
MensagemEnviado: 13 Dez 2016, 00:22 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 12 Jul 2009, 20:30
Mensagens: 819
Curtiu: 45 vezes
Foi curtido: 125 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Botafogo
Barbano escreveu:
A explicação mais óbvia é que a série não é cronológica e que, ao término de um episódio, tudo volta ao normal, e o Seu Madruga volta a dever os mesmos 14 meses de antes. Mas se você prefere criar toda essa justificativa mirabolante para tentar justificar a sua semi-cronologia para a série... :lol:

Esse é apenas um dos exemplos. Dá para citar também que o Nhonho explode em um episódio, e no próximo episódio com ele tá tudo normal. Ou que o Seu Madruga é esmagado no final de um episódio, e no próximo também já está normal. Ou que a Chiquinha pegou catapora três vezes, sendo que essa é uma doença que só se pega uma vez. Enfim, tem uma série de exemplos que mostram que cada episódio da série tem sua independência, e em geral não tem fatos que afetem os episódios seguintes.


Eu já expliquei antes essa questão do Nhonho explodir. E o mesmo também se aplica a esses outros casos que você citou.
Existe bons motivos sim para explicar a dívida do Seu Madruga, já foram falados e eles estão na série, assistindo dá pra ver isso. Logo, isso de "a explicação mais óbvia é de que não há é cronologia" não é verdade, pois há uma sequência de acontecimentos e uma cronologia, ainda que imperfeita, ao longo da série.

Barbano escreveu:
Ao contrário, são completamente independentes. Poderiam tranquilamente ser exibidos ou produzidos em temporadas diferentes sem nenhum problema.


Desculpe, mas você não tem argumento algum pra sustentar isso. :linguinha: Não são independentes, já expliquei várias vezes porque.

Barbano escreveu:
Nesse episódio de Natal o Ramón já não estava mais no elenco. Por isso a menção à Dona Neves. Mas que eu saiba ela sumiu do nada sim, assim como o Ramón tanto em 79 quanto em 81.


Não foi bem assim: o Ramón saiu, mas no mesmo episódio falaram do Seu Madruga e a Chiquinha explicou a saída dele. E também explicou o sumiço da Dona Neves no episódio. Logo, Dona Neves não sumiu do nada, nem o Ramón em 81. A justificativa para a saída do Ramón em 1979 veio depois, em 81, quando ele voltou. Logo, houve uma sequência lógica de acontecimentos.

Barbano escreveu:
Eles também foram apenas novos personagens inseridos na série. Não vejo diferença. Jaiminho nem morador da vila era, e participou de poucos episódios de Chaves. Tem até mais episódios com a Paty ou com o Godinez do que com o Jaiminho. Ele só se tornou um personagem relevante no programa Chespirito, em 82, quando virou morador da vila e um novo Madruga. Já a Dona Neves tem uma relevância maior, mas é uma personagem que já existia. Já havia aparecido em "O despejo do Seu Madruga" e "O dia da criança". Só ganhou mais espaço.


Mas a questão não é o espaço deles na série. A Dona Neves já existia, mas ela não morava na vila antes. Ela se mudou para a vila e tudo que aconteceu depois foi com ela morando lá e o Jaiminho participando também, ainda que sem morar ali. Se a Dona Neves e o Jaiminho tivessem sido simplesmente inseridos na série, não existiria o episódio "Nasce uma Biscavó", eles simplesmente apareciam lá com a Dona Neves morando no 72 e o Jaimnho já trabalhando de carteiro. Em vez disso, houve um episódio marcando a chegada dos dois e a partir daí, tudo que aconteceu foi depois desse episódio, assim como acontece em outras séries de TV cronológicas ou semi-cronológicas. Houve uma sequência de acontecimentos com a chegada dos dois.

Barbano escreveu:
Não há problema algum se esse episódio for exibido aleatoriamente (como era nos anos 80). O público simplesmente considera que a Dona Florinda é uma moradora da vila que também tem um restaurante. O fato de na maioria dos episódios isso não fazer parte de seu universo não quer dizer nada.


Ao contrário, quer dizer sim, porque desse jeito que você diz a Dona Florinda já teria então um restaurante desde o início da série. E não foi assim, ela só passou a ter o restaurante à partir da temporada de 1979 (o que indica uma cronologia). Se o público considera que a Dona Florinda é uma moradora da vila que também tem um restaurante, é porque viu o episódio em que ela abre o restaurante, ela não poderia ficar a série inteira na vila e, de uma hora para outra, ter um restaurante, fica sem sentido.

Barbano escreveu:
Nos anos 80, por exemplo, ela continuava dona do restaurante, e na maioria dos episódios é como se ele não existisse.


Claro, porque teve o episódio onde ela abre o restaurante, ainda em 1979. Aí o público entende que ela é também dona de um restaurante, mesmo que ela passe muito tempo na vila. Como eu expliquei aqui em cima, a Dona Florinda não poderia ficar a série inteira na vila e, de uma hora para outra, ter um restaurante.

Barbano escreveu:
Oras, toda produção tem uma ordem original de exibição, seja ela cronológica ou não. O fato da saga de Acapulco ser da temporada de 1977 só interfere na ordem de exibição, e nada mais. O deslocamento que a Televisa fez não causa inconsistência alguma na série, não interfere em nada cronologicamente.

Nós sabemos que esse não foi o último episódio produzido com o Carlos, nem o último exibido originalmente. Mas, como não há cronologia, também não há problemas em deixá-lo na ordem atual (embora eu como fã preferisse que fosse mantida sempre a ordem original, assim como as BGMs e aberturas originais).


Indo no raciocínio do que você disse antes, se a Televisa exibe esse episódio antes do episódio do Cinema e o deixa como "o último com o Quico", então nós fãs, mesmo sabendo agora que não foi o último com o Quico, teríamos que considerar esse episódio como o último com o Quico definitivamente. A música "Boa Noite, Vizinhança" seria pra se despedir dele então. Não acho que estaria certo isso. Seria o mesmo que dizer que o Bolaños, estando brigado com o Villagrán, quis fazer uma música pra ele de despedida e isso é ilógico.
Pode ser que, dentro na série, não cause nada cronologicamente mas aí a gente volta em outra coisa que eu já repeti: Chaves é semi-cronológico. Ou seja, há momentos em que há uma cronologia, e outros que não. Se não interfere, é porque esse é um dos momentos onde não tem cronologia, mas não quer dizer que não exista cronologia na série inteira.

Barbano escreveu:
De qualquer forma, sabemos bem que isso é apenas consequência da entrada e saída de atores no elenco, e não algo planejado para que a série tivesse uma cronologia. E, isoladamente, não tem diferença um episódio de 1974 sem a Chiquinha, ou o de 76 que também não tem ela. Com a série sendo exibida de forma aleatória, são apenas episódios que não contam com a personagem. Idem para aquela doideira de primo do Seu Madruga.


Se foi planejado ou não, se foi consequência da entrada e saída dos atores ou não, o fato é que formou-se uma cronologia tanto nas fases sem o Quico como sem a Chiquinha. Quando a Chiquinha saiu, ficou vários episódios sem ela aparecer, até ela voltar da casa das tias no episódio "Chiquinha, o Terror do Cortiço". Com o Quico, logo na saída dele, no episódio do Cinema, foi explicado que ele foi morar com a madrinha rica e daí para frente ele não apareceu mais. Da forma como aconteceram, os dois casos seguem uma sequência lógica de acontecimentos.
Assistindo os episódios aleatoriamente, não dá pra explicar dentro da série porque o Quico (assim como o Seu Madruga) nunca se encontra com o Jaiminho ou não vai no restaurante da Dona Florinda. O Quico e o Seu Madruga não são da mesma fase que o Jaiminho, mas assistir tudo aleatoriamente, sem cronologia alguma, como você diz, faz parecer que tudo é uma fase só e aí fica sem explicação porque o Jaiminho, o Quico e o Seu Madruga não se encontram e porque o Quico e o Seu Madruga não vão ao restaurante da Dona Florinda. Também fica sem sentido o episódio do regresso da Chiquinha. Porque, se Chaves é só uma série sem cronologia, onde tudo pode ser visto fora de ordem, então a Chiquinha nunca teria saído da vila e não precisaria do regresso dela, mas o episódio existe e, se existe, é porque teve um retorno, e se teve retorno ela tem que ter ido embora. No caso do primo do Seu Madruga, ele apenas substituiu o Seu Madruga em um episódio, nada mais. Assistir os episódios da série aleatoriamente, como você diz, causa confusão.

Barbano escreveu:
Na verdade não tem nada de cronológico. :lol:


Ao contrário, é semi-cronológico :lol: :lol: Já expliquei várias vezes.

E pra mim chega, não vou continuar a conversa. Como diz mais ou menos o Chespirito no episódio O Show Deve Continuar parte 5: "Quantas vezes eu disse, disse, mas ele teima, teima, e assim a gente fica discutindo durante hora e hora até que eu paro, porque eu não sou daqueles homens que gosta de ficar repetindo repetindo a mesma coisa" :lol: :lol: :lol:


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: O tempo passa no Chaves e Chapolin?
MensagemEnviado: 13 Dez 2016, 00:50 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 19 Fev 2016, 22:10
Mensagens: 5907
Curtiu: 279 vezes
Foi curtido: 502 vezes
Programa CH: Chespirito
Time de Futebol: Clube Atlético Mineiro
JoãoB escreveu:
Barbano escreveu:
E pra mim chega, não vou continuar a conversa. Como diz mais ou menos o Chespirito no episódio O Show Deve Continuar parte 5: "Quantas vezes eu disse, disse, mas ele teima, teima, e assim a gente fica discutindo durante hora e hora até que eu paro, porque eu não sou daqueles homens que gosta de ficar repetindo repetindo a mesma coisa" :lol: :lol: :lol:


_________________
Imagem

O senhor, e a senhora, tão pensando que já viram esse comercial... SE FODEU! Porque, não é esse, é esse aqui! Pra vender os jogos da raspadinha do cú, que tem a explosão, puta... é peido pra todo lado. E tem o triplo 7 pra arrebentar a boca da buceta. Você ganha 70 milhões, é... E o caralho e coroa?! O nome já diz: tem o cara e a coroa, é. Raspou a buceta aqui e achou 4 caralhos, ganhou! Se achar aqui 4, ganhou também tudo na bunda, tudo!!! A senhora vem aqui, é só arriar a calça e deixar meu pau duro. Tem prêmio de montão; Tem raspadinha no cú, tem raspadinha na buceta, tem tudo que é raspadinha. Pra senhora, pro viado do seu marido e pro puto do seu filho e tem também pra aquele filho da puta que está lá em Piracicaba, tá? Todos os prêmios da Raspadinha do Rio, sai é o caralho! E quem sabe seu primo não vai aí dá uma chupadinha na senhora?! BOA NOITE.

Barbano escreveu:
El Chavo Arachán escreveu:
matheus153854 escreveu:
El Chavo Arachán escreveu:
Domingo 13 de mayo de 2018 - Outra Emissora São Paulo / Rede
09:00 (Hora de Uruguay - Brasília) / 07:00 (Hora do Acre)
#4 - Seu Madruga, o sapateiro - parte 4 (1978)
Imagem

Olha só, um perdido mundial :vamp:

Corregido. :joinha:
Agora tem que corrigir esse "corregido" :[


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: O tempo passa no Chaves e Chapolin?
MensagemEnviado: 13 Dez 2016, 06:54 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 15 Mar 2011, 14:57
Mensagens: 7534
Curtiu: 208 vezes
Foi curtido: 775 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Vasco
Que discussão louca. Aonde já se viu introdução de personagem ser justificativa pra cronologia? Vc já leu Turma da Mônica? Por acaso tem cronologia? Não né.. Mas personagens como Do Contra, Nimbus, Marina, Luca etc tem histórias especiais de apresentação. Isso quer dizer que se algum leigo ler um gibi de 1980 por exemplo vai saber que algum desses personagens não existiam? Nada a ver esse ponto..


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: O tempo passa no Chaves e Chapolin?
MensagemEnviado: 13 Dez 2016, 08:17 
Offline
Avatar do usuário
Administrador

Registrado em: 28 Jan 2009, 13:29
Mensagens: 37366
Localização: São Carlos (SP)
Curtiu: 1523 vezes
Foi curtido: 2910 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: São Paulo
,Edu escreveu:
PARA AÍ!

O Jaiminho era morador da vila sim, tanto que assim como o Seu Madruga o Seu Barriga o cobrava 14 meses de aluguel, a diferença é que ele morava na casa da escadaria.

Na série Chaves não, ele nunca foi morador da vila. Ele só se tornou morador em 1982, quando se tornou um novo Madruga. Na série Chaves ele era apenas o carteiro que entregava cartas na vila.

Há até um episódio que apresenta a mudança do Jaiminho para a vila: A chegada do Senhor Garabito, o novo inquilino.

JoãoB escreveu:
Eu já expliquei antes essa questão do Nhonho explodir. E o mesmo também se aplica a esses outros casos que você citou.
Existe bons motivos sim para explicar a dívida do Seu Madruga, já foram falados e eles estão na série, assistindo dá pra ver isso. Logo, isso de "a explicação mais óbvia é de que não há é cronologia" não é verdade, pois há uma sequência de acontecimentos e uma cronologia, ainda que imperfeita, ao longo da série.

Na verdade você é que tá tentando criar uma semi-cronologia para explicar as coisas. A série não explica isso em momento algum. Ela simplesmente coloca sempre o homem devendo os mesmos 14 meses, mesmo quando em episódios anteriores ele quita vários meses de aluguel (como em Quem descola o dedo da bola) ou até mesmo toda a dívida (como em Recordações e O despejo do grande campeão). Pode-se considerá-la não-cronológica, ou fazer malabarismos para tentar justificar uma cronologia.

JoãoB escreveu:
Desculpe, mas você não tem argumento algum pra sustentar isso. :linguinha: Não são independentes, já expliquei várias vezes porque.

São independentes, e já expliquei várias vezes o motivo. A única coisa que existe é uma menção ao Natal que teriam passado na casa de Dona Florinda, e nada mais. Mas poderia perfeitamente um episódio ser de 1973 e o outro de 1975 que não mudaria nada. Mencionar que a ceia foi lá não implica na existência de um episódio com a ceia uma semana antes. É como supor que deva existir um episódio "Dona Clotilde vai a Bogotá" antes do episódio "A casa da bruxa".

JoãoB escreveu:
Não foi bem assim: o Ramón saiu, mas no mesmo episódio falaram do Seu Madruga e a Chiquinha explicou a saída dele. E também explicou o sumiço da Dona Neves no episódio. Logo, Dona Neves não sumiu do nada, nem o Ramón em 81. A justificativa para a saída do Ramón em 1979 veio depois, em 81, quando ele voltou. Logo, houve uma sequência lógica de acontecimentos.

A saída em 79 foi sim do nada. Tanto que, como você disse, só houve uma menção em 81, quando ele voltou ao elenco. Na série Chaves, que terminou em 1980, foi sim um sumiço do nada.

JoãoB escreveu:
Mas a questão não é o espaço deles na série. A Dona Neves já existia, mas ela não morava na vila antes. Ela se mudou para a vila e tudo que aconteceu depois foi com ela morando lá e o Jaiminho participando também, ainda que sem morar ali. Se a Dona Neves e o Jaiminho tivessem sido simplesmente inseridos na série, não existiria o episódio "Nasce uma Biscavó", eles simplesmente apareciam lá com a Dona Neves morando no 72 e o Jaimnho já trabalhando de carteiro. Em vez disso, houve um episódio marcando a chegada dos dois e a partir daí, tudo que aconteceu foi depois desse episódio, assim como acontece em outras séries de TV cronológicas ou semi-cronológicas. Houve uma sequência de acontecimentos com a chegada dos dois.

Acho que o Quase Seca definiu bem essa questão. É óbvio que não se introduz um personagem do nada, como se ele sempre estivesse ali. Até no caso do Seu Madroga, que foi um quebra-galho de apenas um episódio, houve alguma apresentação dele ao público e aos moradores. Isso não implica em cronologia. E assistir episódios posteriores sem assistir ao episódio de introdução também não chega a deixar o público sem entender nada, né? O sbt não exibia "O festival da burrice", e isso não prejudicou para o público saber quem são Pópis e Nhonho.

JoãoB escreveu:
Indo no raciocínio do que você disse antes, se a Televisa exibe esse episódio antes do episódio do Cinema e o deixa como "o último com o Quico", então nós fãs, mesmo sabendo agora que não foi o último com o Quico, teríamos que considerar esse episódio como o último com o Quico definitivamente. A música "Boa Noite, Vizinhança" seria pra se despedir dele então. Não acho que estaria certo isso. Seria o mesmo que dizer que o Bolaños, estando brigado com o Villagrán, quis fazer uma música pra ele de despedida e isso é ilógico.

Mas você tá inferindo pro conta própria que a música seria uma homenagem a ele, e que o episódio seria para marcar a despedida dele. Eu só tô dizendo que esse poderia ser o último, como qualquer outro poderia ser, e não que o episódio é uma homenagem a ele. Não há um episódio especial "A despedida do Quico". Simplesmente foram rolando vários episódios independentes, e em algum momento o ator saiu do elenco. Como não há cronologia, não faz diferença qual foi o último episódio com ele.

JoãoB escreveu:
Assistindo os episódios aleatoriamente, não dá pra explicar dentro da série porque o Quico (assim como o Seu Madruga) nunca se encontra com o Jaiminho ou não vai no restaurante da Dona Florinda. O Quico e o Seu Madruga não são da mesma fase que o Jaiminho, mas assistir tudo aleatoriamente, sem cronologia alguma, como você diz, faz parecer que tudo é uma fase só e aí fica sem explicação porque o Jaiminho, o Quico e o Seu Madruga não se encontram e porque o Quico e o Seu Madruga não vão ao restaurante da Dona Florinda.

Mas não é preciso existir uma explicação para isso. Voltando à comparação com Pica-Pau, a Miny Ranheta e o Leôncio também nunca se encontram. São apenas personagens de fases diferentes, e isso não necessariamente implica em alguma cronologia. Lembrando que, em 1981, se bem me lembro, Jaiminho e Madruga também seguem sem se encontrar, mesmo com ambos os personagens já existindo. Madruga segue sem ir ao restaurante, mesmo com ele já existindo. Não precisa de uma explicação cronológica para o fato dos personagens não se encontrarem ou nunca irem a algum cenário.

JoãoB escreveu:
Também fica sem sentido o episódio do regresso da Chiquinha. Porque, se Chaves é só uma série sem cronologia, onde tudo pode ser visto fora de ordem, então a Chiquinha nunca teria saído da vila e não precisaria do regresso dela, mas o episódio existe e, se existe, é porque teve um retorno, e se teve retorno ela tem que ter ido embora.

Assim como teve um retorno em 1977 sem que ela tivesse saído do elenco. :P

O episódio é apenas para introduzir novamente a personagem. Também não implica em cronologia. Tanto que poucas semanas depois a Televisa reprisou episódios como "Viva a independência", "Tocando violão", "Quem descola o dedo da bola", e outros sem a personagem. Para o público pode ter ficado como se fossem episódios em que ela não aparecia, mesmo morando na vila.


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: O tempo passa no Chaves e Chapolin?
MensagemEnviado: 13 Dez 2016, 10:29 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 12 Abr 2014, 21:25
Mensagens: 14132
Localização: Moro no Oito
Curtiu: 946 vezes
Foi curtido: 1252 vezes
Programa CH: Chespirito
Time de Futebol: Vasco
Respondendo ao título em vez de ler quatro fucking páginas:

Não.

_________________
Imagem


“Não existe episódio semelhante! Existe preguiça de ver o episódio até o fim!”
- XAVIER, Evilásio


MINHA TRAJETÓRIA:

12/04/2014 a 13/07/2014 - Toupas Prancas
13/07/2014 a 30/12/2014 - O gordo e o obeso
30/12/2014 em diante - O Gordo

MEMBRO do FÓRUM CHAVES desde 12/ABR/2014
USUÁRIO DO MÊS em DEZ/2014, FEV/2015, MAR/2015, ABR/2015, NOV/2016, FEV/2017, DEZ/2017, FEV/2018 e em MAI/2018
.
MODERADOR em 09/MAI/2015 (1º mandato - DDNL); 09/NOV/2015 (2º mandato - DDNL);
MODERADOR GLOBAL em 05/MAI/2016 (3º mandato - Global)
MODERADOR em 07/MAI/2017 (4º mandato - Moderador)


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: O tempo passa no Chaves e Chapolin?
MensagemEnviado: 13 Dez 2016, 14:56 
Offline
Avatar do usuário
Colaborador

Registrado em: 24 Mai 2011, 00:56
Mensagens: 2194
Localização: Cuenca - Ecuador
Curtiu: 0 vez
Foi curtido: 73 vezes
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: El Nacional
Veré si puedo aportar con algo (aunque ese aporte represente un reprisse de lo dicho en 4 páginas :P )

Quiero poner un ejemplo de "continuidad" dentro de la serie del Chavo: Un año cualquiera comienza en enero, y posterior al día de reyes el Chavo sigue pidiendo dinero con motivo de esta celebración, mientras Don Ramón trata de esconder una alcancía para que el Sr. Barriga no le cobre la renta. Luego en febrero, hay una confusión con una tarjeta de San Valentín, poco después, Doña Florinda invita a todos a una cena por el día de la amistad. Avanza el tiempo y, al llega mayo, se celebra el cumpleaños de Quico en su casa y la semana siguiente el prof. Jirafales le regala un gato, mismo que es atropellado por el Chavo. A finales del mes, el prof. Jirafales les da el día libre a los niños por ser día del maestro. El año sigue transcurriendo, se celebran otros cumpleaños y los niños terminan clases, debiendo rendir varios exámenes. Salen de vacaciones y todos se dedican a varias cosas; el Chavo intentará ganar dinero limpiando zapatos, los vecinos organizan una fiesta para celebrar la buena vecindad, etc. Las vacaciones terminan y los niños deben volver a clases; el primer día Don Ramón decide ser un alumno más de la escuela, como pretexto para escapar de Doña Florinda. Sin darse cuenta, ha llegado diciembre, ocasión que los vecinos aprovechan para realizar una posada, una cena en casa de Doña Florinda y finalmente reciben al nuevo año en casa de Don Ramón.

Acabo de inventarme una continuidad de un año a los episodios del Chavo, pero con un pequeño detalle: Utilicé para ello episodios de todas las temporadas que me fueron posibles. De la misma forma, cualquier persona puede crear su propia continuidad como más le convenga. Esto es posible gracias a una sola razón: Todos los episodios son INDEPENDIENTES y cada quien puede armarlos como le guste para crear un mes, un año o lo que quiera. No hay vínculos entre ellos, por más que traten de buscarlos.

Por otro lado, es verdad que a Chespirito, de vez en cuando le gustaba romper los esquemas. Y así tenemos unas pocas ocasiones en las que tomó una idea del episodio anterior para darle pie a una nueva historia, sin que esto le reste independencia a ninguno de los dos episodios. Por ejemplo, del cumpleaños de Quico nace El juicio del Chavo, del Desalojo de Don Ramón nace Don Ramón Boxeador, y ciertamente creo que no hay más casos. Fue simplemente aprovechar un detalle ya visto para comenzar una nueva historia, y en únicas ocasiones; así como en el Chapulín Colorado cuando en 1979 usa un parche en el ojo, en un episodio da una explicación (inventada) y en el siguiente dice que lo explicó en el programa pasado.

Ahora bien, respecto a la pregunta de si es que pasa el tiempo, es algo relativo. Como en mi ejemplo anterior, hice que pase un año. Así mismo, en ocasiones pueden pasar varios días en un mismo episodio. Adaptando esto a los guiños mencionados, cuando recuerdan un episodio anterior, podríamos decir que: Entre el epsodio de Satanás y el del robachicos transcurre una semana. Entre navidad y año nuevo otra semana. Entre el cumpleaños de Quico y el juicio del chavo hay otra semana y entre el desalojo y el boxeador otra semana. He mencionado los 4 únicos casos entre 273 episodios. Es tan relevante como para decir que la serie tiene continuidad? No lo creo, son simplemente casos aislados.

Y finalmente una cuestión más. Yo armé la continuidad de un año, a mi gusto. Se puede armar dos años? Los episodios dan para hacerlo, pero habría que considerar que durante el segundo año, todos tendrían la misma edad que durante el año pasado. Eso sin olvidar que durante el primer año, los 14 meses de renta de Don Ramón nunca aumentaron ni disminuyeron. Por lo tanto y como conclusión repetiré lo mismo que todos dijeron diré que, en definitiva, NO EXISTE continuidad real entre los episodios, pero en definitiva todo puede quedar para la subjetividad y la imaginación de cada uno.

_________________
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: O tempo passa no Chaves e Chapolin?
MensagemEnviado: 13 Dez 2016, 16:50 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 04 Dez 2016, 20:22
Mensagens: 505
Curtiu: 32 vezes
Foi curtido: 9 vezes
Time de Futebol: Grêmio
Barbano escreveu:
Na série Chaves não, ele nunca foi morador da vila. Ele só se tornou morador em 1982, quando se tornou um novo Madruga. Na série Chaves ele era apenas o carteiro que entregava cartas na vila.

Há até um episódio que apresenta a mudança do Jaiminho para a vila: A chegada do Senhor Garabito, o novo inquilino.

De qualquer forma, a Série Chaves começar a ser dependente da Série Chespirito não muda muita coisa, apenas a duração dos episódios.

E aí você já disse mais um motivo pra ser semi-cronológico(que eu não sabia desse episódio kk): Imagina se o Jaiminho começar a disser em episódios que vai pra sua casa na vila quando ele estiver no restaurante da Florinda e ninguém perguntar, por exemplo.

Obs: Não vejo problema algum em o tópico ter 2, 4, 10, 50, 100 ou até 10000 páginas.

_________________
Nomes antigos: ,Edu e ¡Edu!


Algumas informações:
Jonas: 04/12/2016-07/12/2016
Grêmio: 07/12/2016-02/01/2017
Cyanide and Happiness: 02/01/2017-22/02/2017
Ervilha: 22/02/2017-02/03/2017
Alan Sugar: 02/03/2017-23/03/2017
GIF Yoshi: 23/03/2017-04/04/2017
GIF Extraterrestre muito dançante: 04/04/2017-04/05/2017
Quico bebendo o produto de tirar manchas: 04/05/2017-25/05/2017
Lua: 25/05/2017-02/06/2017
Gengar: 02/06/2017-15/06/2017
Homem-palito com fundo azul: 15/06/2017-02/07/2017
Meu emoticon: 02/07/2017-24/08/2017
Cigarro fumando pessoas: 24/08/2017-20/09/2017
Rio Ferdinand boxing: 20/09/2017-30/11/2017
Chapolin Gremista: 30/11/2017-

Visite o meu (ex)site: http://centralfoot.blogspot.com.br/


"Prêmios" no Fórum:
1° lugar de Campeonato de Jogos Antigos do Fórum Chaves
19º lugar para melhor usuário de dez/2016
39º lugar para melhor usuário de 2016
20° lugar para melhor usuário de fev/2017


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: O tempo passa no Chaves e Chapolin?
MensagemEnviado: 13 Dez 2016, 17:38 
Offline
Avatar do usuário
Membro

Registrado em: 10 Nov 2014, 14:39
Mensagens: 5547
Localização: No país
Curtiu: 488 vezes
Foi curtido: 387 vezes
Programa CH: Chapolin
Quase 5 páginas e eu não li absolutamente nada :asso:

_________________
Imagem

O Gordo escreveu:
Acho bizarro chamar episódio de "Ex-inédito". Todo episódio é ex-inédito, pô aseihasieuhsaieuhsauie


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Re: O tempo passa no Chaves e Chapolin?
MensagemEnviado: 13 Dez 2016, 20:37 
Offline
Moderador

Registrado em: 12 Dez 2009, 22:54
Mensagens: 15138
Localização: Jaboatão - PE
Curtiu: 2322 vezes
Foi curtido: 645 vezes
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Sport
Chilpayate escreveu:
Quase 5 páginas e eu não li absolutamente nada :asso:

Nem eu, e o pior é que nem o criador do tópico ta postando acho que até ele ta vendo que o tópico é inútil :asso:


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 81 mensagens ]  Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Próximo

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: CaspahCar, Red e 3 visitantes


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Procurar por:
Ir para: