Carnaval 2019

Mancha Verde campeã inédita em São Paulo e Mangueira campeã no Rio de Janeiro

Tópicos fechados criados originalmente no Bar do Chespirito.
Avatar do usuário
Rondamon
Membro
Membro
Mensagens: 5339
Registrado em: 30 Jul 2012, 11:48
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: São Paulo
Localização: Caieiras, SP
Curtiu: 301 vezes
Curtiram: 260 vezes

Re: Carnaval 2019

Mensagem por Rondamon » 26 Fev 2019, 15:06

O “surubão global” fez uma parada no metrô de SP... :vamp:

Mas parece ter uma usada ali...
Há 8 anos no Fórum Chaves! :vitoria:

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88686
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5471 vezes
Curtiram: 1960 vezes

Re: Carnaval 2019

Mensagem por E.R » 28 Fev 2019, 01:42


Ator Moacyr Franco no Carnaval da Imperatriz Leopoldinense.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88686
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5471 vezes
Curtiram: 1960 vezes

Re: Carnaval 2019

Mensagem por E.R » 28 Fev 2019, 18:00

https://brasil.estadao.com.br/noticias/ ... 0002739514

Faltando um dia para o início oficial do carnaval, o Ministério Público do Rio de Janeiro acaba de pedir a interdição do Sambódromo - palco dos desfiles das escolas de samba.

A alegação é de que não há garantias de segurança para os frequentadores, especialmente no que diz respeito a incêndios.

A passarela do samba não tem certificado de aprovação dos Bombeiros.

Na verdade, segundo a 6ª Promotoria de Justiça, o Sambódromo já se encontra interditado preventivamente pelo Corpo de Bombeiros para sediar eventos, ficando sua liberação condicionada a uma autorização especial.

"Em se tratando de local frequentado pelo grande público deve, obrigatoriamente, observar o Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico do Estado, que fixa os requisitos exigíveis nas edificações e no exercício de atividades, estabelecendo normas de segurança contra incêndio e pânico", justifica o MP.

O MP informa que a estrutura apresenta risco à vida e à integridade física de espectadores e integrantes das escolas de samba que passarão por lá a partir desta sexta-feira.

Há arquibancadas com vãos na estrutura, buracos e vergalhões expostos.

"Em se tratando de local frequentado pelo grande público deve, obrigatoriamente, observar o Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico do Estado, que fixa os requisitos exigíveis nas edificações e no exercício de atividades, estabelecendo normas de segurança contra incêndio e pânico", justifica o MP.

O MP informa que a estrutura apresenta risco à vida e à integridade física de espectadores e integrantes das escolas de samba que passarão por lá a partir desta sexta-feira. Há arquibancadas com vãos na estrutura, buracos e vergalhões expostos.

A ação proposta se baseia em inquérito iniciado após o grande incêndio que destruiu diversos barracões de escolas de samba em 2011. "A insegurança no local é uma velha conhecida dos réus e a ocorrência de sinistro ali é costumeira em virtude dos materiais manuseados na confecção de alegorias e do maquinário utilizado para tais serviços, como maçaricos, isopores e resinas inflamáveis", sustenta o MP.

O MP diz que, apesar o incêndio de oito anos atrás, perdura até hoje a ausência de um plano de prevenção e controle de incêndios para todo o complexo da Cidade do Samba. Na ocasião, quatro dos 14 barracões ficaram totalmente destruídos, comprometendo o desfile de algumas agremiações.

Reportagem do jornal O Globo publicada no último dia 13 sobre o setor 11 do Sambódromo revelou ausência de brigadistas, falta de sinalização de rotas de fuga e mangueiras de incêndio. Segundo a matéria, havia ainda um bueiro com fiação elétrica a céu aberto.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
CHarritO
Moderador
Moderador
Mensagens: 56240
Registrado em: 02 Fev 2009, 12:40
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Localização: Indaial/SC
Curtiu: 235 vezes
Curtiram: 968 vezes

Re: Carnaval 2019

Mensagem por CHarritO » 03 Mar 2019, 16:42

Desfile das Escolas de Samba de SP (1º dia)
Colorado do Brás
Imagem

A Colorado do Brás abriu a noite de desfiles da sexta-feira em sua volta ao Grupo Especial após 25 anos. Após subir de divisão em 2018, graças ao enredo sobre candomblé, a escola vermelha e branca escolheu de novo uma temática africana.

Fez uma homenagem ao Quênia, país da África Oriental, mas com menções ao desenho "O Rei Leão". A animação da Disney foi lembrada no samba-enredo, citando a música "Hakuna Matata", conhecida por conta de Timão e Pumba. Os dois personagens apareceram em uma das 21 alas.

O terceiro carro mostrou uma aranha de 20 metros de comprimento e 11 de largura para contar a lenda da aranha que "tecia contos". O último carro trouxe a fauna e a flora da selva de "O Rei Leão".
Império de Casa Verde
Imagem

A Império de Casa Verde se inspirou no cinema para fazer o segundo desfile da noite. O enredo "O Império contra-ataca" foi inspirado na saga "Star Wars", mas passou por toda a história do cinema, dos precursores irmãos Lumière na comissão de frente a franquias recentes como "Transformers" no final.

A tentativa foi citar o máximo possível de sucessos do cinema. O samba, as fantasias e as alegorias se inspiraram em "...E o vento levou", "Mary Poppins", "A noviça rebelde", "Indiana Jones", "E.T", "Piratas do Caribe", "Robocop", "Harry Potter", "Avatar"...

A ala "Cantando na chuva" veio a calhar e ajudou os integrantes a não se molharem, já que a escola desfilou em parte sob chuva. Outra referência a "Star Wars" foi a bateria, que tinha 215 ritmistas vestidos como Darth Vader. Lívia Andrade foi a madrinha de bateria.
Mancha Verde
Imagem

A Mancha Verde usou seu desfile sobre a princesa africana Aqualtune para discutir escravidão, direitos de negros e mulheres e intolerância religiosa. A escola foi a terceira a entrar no Anhembi.

Viviane Araújo completou seu 13º ano como rainha da bateria vestida como uma princesa africana. Uma ala tinha passistas com mãos acorrentadas e barrigas de grávidas, representando escravas reprodutoras. Outra tinha um mar vermelho de sangue dos escravos.

O último carro mostrava o quilombo dos Palmares, com direito a um busto de Zumbi, neto de Aqualtune.
Acadêmicos do Tucuruvi
Imagem

A Acadêmicos do Tucuruvi fez um desfile sobre liberdade. A escola da Zona Norte apresentou um enredo cheio de críticas políticas e sociais. O samba destacou versos da época da ditadura, como "Alegria, Alegria", de Caetano Veloso, e "Apesar de você", de Chico Buarque.

No fim, alguns membros da escola vieram com boias de patinhos amarelos, fingindo estar sendo controlados como marionetes. Entre os 230 ritmistas da bateria, Alessandro Silva chamou atenção por ser cego.

No ano passado, a escola não foi julgada após um incêndio que destruiu parte das fantasias.
Acadêmicos do Tatuapé
Imagem

Em busca do tricampeonato, a Acadêmicos do Tatuapé falou sobre guerreiros, de figuras mitológicas de civilizações antigas a "lutadores do cotidiano" do Brasil atual.

O samba forte que exaltava os diversos guerreiros foi bem cantado no Anhembi. Dois carros tiveram problemas para sair da concentração, mas a escola conseguiu contornar sem estourar o tempo. Outro carro passou com um painel de LED apagado.

As fantasias foram de samurais, vikings e guerreiros egípcios até guerreiros cotidianos, como garis, professores e bombeiros.
X-9 Paulistana
Imagem

O sambista Arlindo Cruz foi homenageado pela X-9 Paulistana. A escola, a sexta a desfilar, comemorou os 60 anos do cantor, que se recupera de um acidente vascular cerebral (AVC) acontecido em 2017.

Arlindo esteve presente no último carro da escola, após ser liberado por médicos para participar e acompanhado de uma equipe de enfermeiros. Seu filho, Arlindo Neto (o Arlindinho), também participou da homenagem ao cantar o samba-enredo ao lado do intérprete Darlan Alves.

O terceiro carro curiosamente representava outra duas escolas. A Império Serrano, escola carioca do coração de Arlindo, e a Portela foram lembradas na alegoria.
--
Desfile das Escolas de Samba de SP (2º dia)
Águia de Ouro
Imagem

A escola abriu o segundo dia levando um protesto contra a ganância e a corrupção ao Anhembi. A escola da Zona Oeste retornou à elite do carnaval paulistano com o enredo “Brasil, eu quero falar de você! Que país é esse!”.

A campeã do Grupo de Acesso de 2018 contou como o Brasil já foi explorado, em 21 alas e cinco alegorias. Vampiros, urubus e ratazanas foram os símbolos da corrupção.

Os componentes da última ala representaram a Operação Lava Jato. Outra parte trocou os batuques pelo bater de panelas, com os componentes trajando verde e amarelo.
Dragões da Real
Imagem

A Dragões da Real viajou por passado, presente e futuro no Anhembi em seu desfile sobre os diversos aspectos do tempo. Relógios, ampulhetas e calendários eram retratados em diferentes alas para mostrar a contagem do tempo.

Foi a segunda escola a desfilar na noite. O deus grego Cronos abençoou o desfile como grande destaque do carro abre-alas. Simone Sampaio, rainha de bateria, está na Dragões desde 2011.

A escola foi mais uma a usar o cinema em seu desfile ao trazer um DeLorean, carro usado nos filmes "De volta para o futuro" como máquina do tempo, e com a referência a "2001 - Uma Odisseia no Espaço" (1968) na comissão de frente.
Mocidade Alegre
Imagem

A Mocidade levou uma lenda amazônica ao terceiro desfile. A escola vice-campeã do ano passado usou cores fortes e variadas para mostrar a história romântica em que o sol (deus Guaraci) e a lua (deusa Jaci) eram amantes que nunca conseguiam se encontrar.

Segundo a lenda, a lua começa a chorar e, das suas lágrimas, nasce o Rio Amazonas. Foi uma volta vibrante do cantor Igor Sorriso à escola. Ele tinha sido campeão em 2014 e passou pela Vila Isabel, no Rio.

A presidente da escola, Solange Rezende, passou mal durante o desfile e foi atendida no serviço médico móvel do Anhembi. No final, ela já estava de pé à frente da bateria.
Vai-Vai
Imagem

A escola do Bixiga mostrou as lutas do povo negro e o que chamou de "quilombo do futuro”. A maior campeã do carnaval de São Paulo tenta seu 16º título desfilando com 3 mil componentes.

Marielle Franco, vereadora do PSOL morta a tiros em março do ano passado, foi homenageada em um mosaico com uma foto e a expressão "Marielle presente" na ala "Eu tenho um sonho". Luyara Santos e Anielle Franco, filha e irmã de Marielle, desfilaram

A bateria se fantasiou de Pantera Negra, herói negro da Marvel. O movimento americano dos Panteras Negras foi homenageado no terceiro carro, destacando a luta contra o preconceito nos Estados Unidos.
Rosas de Ouro
Imagem

A Rosas contou a história da República da Armênia. O enredo era "Viva Hayastan!" (nome do país na língua armênia). O genocídio dos armênios, quando 1,5 milhão foram mortos pelos turcos há cem anos, foi um dos temas principais, lembrado na comissão de frente.

Na frente da bateria, com fantasias de militantes chamados Fedayiners, estava Ellen Roche, rainha há 13 anos da Rosas de Ouro. Ela se disse à vontade em fantasia mais 'ousada': 'Sou fera, recatada e do lar'.

Foi uma viagem de referências diversas, como Charles Aznavour, cantor francês de origem armênia que morreu no ano passado, e a Praça Armênia, em SP, onde sambistas se concentravam para desfilar na Avenida Tiradentes.
Vila Maria
Imagem

A Unidos de Vila Maria fez homenagem ao Peru, contando a história do país desde as origens de seu povo, até a cultura, a culinária e as belezas naturais do chamado "Império do Sol".

A comissão de frente representava seres lendários da mitologia peruana, os guardiões de Inti, metade pássaro e metade homem. Os grandes carros da escola exploraram diferentes aspectos da cultura peruana, desde suas lendas, à riqueza de grãos e à religião no país.

Enquanto o condor foi celebrado tanto no começo quanto no fim do desfile, um dos destaques foram as três lhamas gigantescas que "puxavam" o segundo carro.
Gaviões da Fiel
Imagem

A Gaviões da Fiel encerrou a programação do Grupo Especial de São Paulo já na manhã deste domingo. Em busca de seu quinto título, a escola fez uma releitura de um enredo que havia apresentado em 1994, sobre a história do tabaco.

Sabrina Sato fez sua estreia como rainha da bateria. Ela era madrinha da escola desde 2004. A comissão de frente veio com um diabo em embate contra um arcanjo, além de uma serpente e Santo Antão.

Uma parte do desfile retratou a conquista de direitos das mulheres. Segundo o enredo, "fumar representava um ato de liberdade".
Meus títulos e conquistas no FCH:
Moderador Global do FCH (2012 à 2014 / desde 2016)
Moderador do Meu Negócio é Futebol (2010 à 2012 / 2015 à 2016)
Eleito o 1º vencedor do Usuário do Mês - Março 2010
Campeão do Bolão da Copa do FCH (2010)
Campeão do 13º Concurso de Piadas (2011)
Bicampeão do Bolão do FCH - Brasileirão (2011 e 2012)
Campeão do Bolão do FCH - Liga dos Campeões (2011/2012)
Campeão de A Casa dos Chavesmaníacos 10 (2012)
Campeão do Foot Beting (2014)
Pentacampeão da Chapoliga (2014, 2015, 2016, 2017 e 2019)
Campeão de O Sobrevivente - Liga dos Campeões (2016/2017)
Campeão de O Sobrevivente - Copa América (2019)
Campeão do Bolão da Copa América (2019)

Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38447
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3639 vezes
Curtiram: 3084 vezes

Re: Carnaval 2019

Mensagem por Victor235 » 04 Mar 2019, 02:05


Pensei que o Nelson gostasse de outra coisa.
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88686
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5471 vezes
Curtiram: 1960 vezes

Re: Carnaval 2019

Mensagem por E.R » 04 Mar 2019, 08:31

Imagem

Imagem

Muito bonito o desfile da Viradouro.

Paulo Barros, mais uma vez, fez um grande Carnaval.

Imagem
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
CHarritO
Moderador
Moderador
Mensagens: 56240
Registrado em: 02 Fev 2009, 12:40
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Localização: Indaial/SC
Curtiu: 235 vezes
Curtiram: 968 vezes

Re: Carnaval 2019

Mensagem por CHarritO » 04 Mar 2019, 10:56

Desfile das Escolas de Samba do RJ (1º dia)
Império Serrano
Imagem

A Império abriu a noite com o enredo “O que é, o que é?”. Baseada na música de Gonzaguinha de 1982, falou sobre o sentido da vida e tentar uma colocação melhor do que o último lugar no carnaval passado, com um rebaixamento anulado.

O carro abre-alas trouxe um coração gigante verde, a cor da escola. Os membros da bateria vieram vestidos com estampas militares, para lembrar que a vida também pode ser uma guerra, com a rainha Quitéria Chagas.

Os 3.200 componentes mostraram os prazeres, perrengues e questionamentos da vida em 31 alas.


Viradouro
Imagem

Bruxas voadoras, livros encantados, motoqueiro fantasma, poções mágicas, príncipes, princesas e outras figuras de histórias infantis passaram pelo desfile da Viradouro, de volta ao Grupo Especial após três anos.

Foi também volta do carnavalesco Paulo Barros à Viradouro após 11 anos. O enredo "ViraViradouro", sobre seres encantados, foi a chance de ele mostrar seu estilo cheio de efeitos.

Ele criou a história de um livro trazido pela avó para um neto com contos de fadas, mistérios, fantasias e maldições.
Grande Rio
Imagem

A Grande Rio pediu reflexão do público com seu desfile descontraído sobre a falta de educação de algumas pessoas em diferentes aspectos da vida em sociedade.

A comissão da frente tinha um Moisés tentando modernizar os 10 mandamentos através de emojis, que saíam voando das cabeças dos dançarinos como drones, e de um grande tablet

A escola, que ficou na penúltima colocação em 2018 por causa de um carro quebrado, com rebaixamento anulado, até teve dificuldades com a 3ª alegoria, mas nada que prejudicasse o desfile Juliana Paes voltou como rainha da bateria pela 2ª vez.
Salgueiro
Imagem

O Salgueiro recontou a história de Xangô, mostrando o orixá como símbolo de religiões e da imparcialidade. A partir dessa associação, a escola da Zona Norte também falou sobre a justiça no Brasil.

O enredo também homenageou Júlio Machado (1939-2007). O Xangô do Salgueiro, como era chamado, desfilou por 39 anos na escola, sempre com o mesmo figurino

A comissão de frente mostrou os anjos da pedreira, com homens pedra camuflados que brotavam de uma parede. Viviane Araujo foi a rainha da bateria mais uma vez.
Beija-Flor
Imagem

Os 70 anos da Beija-Flor passaram em pouco mais de uma hora na Sapucaí. A atual campeã foi a quinta a desfilar e fez uma coletânea de seus melhores momentos

Cada ala lembrou um carnaval específico. Elas se dividiram em blocos temáticos, com 5 carros separando os setores: enredos biográficos, herança africana, sátiras políticas e histórias lúdicas e críticas sociais.

Raíssa de Oliveira bateu recorde ao completar 17 carnavais como rainha de bateria, superando a Luiza Brunet com 16 carnavais pela Imperatriz Leopoldinense. Tema do enredo de 1983, Pinah Ayoub se emocionou ao ser homenageada em ala de passistas com 35 mulheres negras com a cabeça raspada.
Imperatriz Leopoldinense
Imagem

A Imperatriz pintou a Sapucaí de dourado, verde e prata com seu desfile sobre ganância, a história do dinheiro e a relação do homem com a moeda.

Através de um guindaste manual controlado pelos próprios membros da comissão de frente, um Robin Hood voador jogava dinheiro (falso) para o público

A Imperatriz ainda homenageou o dinheiro na cultura pop, com representações do professor Raimundo, de Chico Anysio e seu bordão "e o salário ó", e a peça "Deus lhe pague". Como destaque estava o cantor Moacyr Franco. :reverencia:
Unidos da Tijuca
Imagem

A Unidos da Tijuca encerrou a noite contando a história do pão como alimento físico e espiritual. A história da humanidade foi contada tendo o pão como fio condutor.

O carro abre-alas apresentou a imagem da última ceia e uma escultura de um pavão, mascote da escola. No desfile, o pão também foi tratado como parte importante de vários momentos conturbados da história, como a Revolução Francesa e a Revolução Russa.

Uma história da Bíblia foi recontada na comissão de frente. Quinze bailarinos simbolizaram a jornada dos hebreus pelo deserto por 40 anos e um milagre de Deus que fez chover pão dos céus para alimentá-los.
Meus títulos e conquistas no FCH:
Moderador Global do FCH (2012 à 2014 / desde 2016)
Moderador do Meu Negócio é Futebol (2010 à 2012 / 2015 à 2016)
Eleito o 1º vencedor do Usuário do Mês - Março 2010
Campeão do Bolão da Copa do FCH (2010)
Campeão do 13º Concurso de Piadas (2011)
Bicampeão do Bolão do FCH - Brasileirão (2011 e 2012)
Campeão do Bolão do FCH - Liga dos Campeões (2011/2012)
Campeão de A Casa dos Chavesmaníacos 10 (2012)
Campeão do Foot Beting (2014)
Pentacampeão da Chapoliga (2014, 2015, 2016, 2017 e 2019)
Campeão de O Sobrevivente - Liga dos Campeões (2016/2017)
Campeão de O Sobrevivente - Copa América (2019)
Campeão do Bolão da Copa América (2019)

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88686
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5471 vezes
Curtiram: 1960 vezes

Re: Carnaval 2019

Mensagem por E.R » 04 Mar 2019, 13:23

Meu ranking de domingo (da melhor a pior) :
1. Viradouro
2. Unidos da Tijuca
3. Salgueiro
4. Beija-Flor
5. Grande Rio
6. Império Serrano
7. Imperatriz Leopoldinense
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88686
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5471 vezes
Curtiram: 1960 vezes

Re: Carnaval 2019

Mensagem por E.R » 04 Mar 2019, 22:26

Esse canal aqui tem os vídeos dos desfiles na íntegra :

https://www.youtube.com/channel/UClJn5m ... Fhg/videos


Viradouro - 2019
Imagem
Imagem

Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38447
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3639 vezes
Curtiram: 3084 vezes

Re: Carnaval 2019

Mensagem por Victor235 » 05 Mar 2019, 00:04

Modelo que mostrou ânus na TV se afasta do Carnaval e diz que faz terapia
“Estou indo para Los Angeles, vou passar férias lá. Fiquei um pouco desiludida com as coisas que aconteceram comigo, com aquela história do c* verde. Até hoje é traumático para mim. Foi uma exposição horrível, ridícula, que realmente me deixou para baixo. Tanto que eu não fui para o Carnaval ano passado e neste, mas recusei”, arma.
“A Léo me pediu para fazer agachamento. Brinquei e disse que se ela fizesse, eu faria também. E a Flávia e o Nelson Rubens pediram para eu fazer de costas. Na hora do agachamento, a câmera veio por baixo e filmou. Que culpa tenho? Nenhuma! Só que realmente fiquei muito chateada. Minha avó estava me vendo, e na hora, ao vivo, com a minha mãe e meus familiares todos. Não é uma coisa bacana”, desabafa.
O jejum de Carnaval de Ju Isen acabará em 2020. Ela promete retomar sua passagem pelas avenidas do Rio de Janeiro e de São Paulo, e arma ter convites para desfilar como rainha e madrinha de bateria de algumas escolas. “Vou voltar. E quando voltar, eu vou causar”, promete a musa.
https://amazonas1.com.br/entretenimento ... z-terapia/
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Avatar do usuário
CHarritO
Moderador
Moderador
Mensagens: 56240
Registrado em: 02 Fev 2009, 12:40
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Localização: Indaial/SC
Curtiu: 235 vezes
Curtiram: 968 vezes

Re: Carnaval 2019

Mensagem por CHarritO » 05 Mar 2019, 10:19

Desfile das Escolas de Samba do RJ (2º dia)
São Clemente
Imagem

A São Clemente abriu o segundo dia de desfiles criticando geral em uma tentativa de discutir a relação das escolas com o carnaval. Ela reapresentou o enredo "Samba sambou", que em 1990 deu o sexto lugar à escola no Grupo Especial.

O carnavalesco Jorge Luiz Silveira usou suas 26 alas para falar mal de dirigentes, cambistas, imprensa, os compositores sem talento, a burocracia no carnaval e as rainhas que compram seu cargo.

Os 3100 componentes mandaram a real no desfile inteiro. A comissão de frente, por exemplo, criticou presidentes de escolas que compram e vendem sambistas.
Vila Isabel
Imagem

A Vila Isabel fez um carnaval luxuoso para contar a história de Petrópolis, desde antes do período imperial até os dias de hoje. Eram carros gigantes e imponentes. O abre-alas impressionou, reproduzindo uma carruagem imperial, com carros três acoplados em 60 metros de comprimento.

A escola passou um minuto além do tempo permitido, em 1h16. Segundo o regulamento, para cada minuto a mais, a escola perde um décimo. Sabrina Sato foi a rainha da bateria.

Familiares de Marielle Franco - incluindo a mãe, Marinete, o pai, Antônio, e a irmã, Anielle - apareceram em um carro sobre a abolição da escravidão, junto da imagem de Princesa Isabel, com uma faixa escrita "Marielle presente".
Portela
Imagem

A Portela celebrou Clara Nunes na Sapucaí, homenageando a famosa cantora mineira e portelense, revivida em performance de Emanuelle Araújo.

A carnavalesca Rosa Magalhães, sete vezes campeã, investiu em fantasias unindo Madureira, Minas Gerais e religiosidade africana, temática pouco explorada em sua carreira.

Várias mineirices apareceram, como igrejas de arquitetura barroca no terceiro carro e em alas dedicadas ao passado católico da homenageada.
União da Ilha
Imagem

A União da Ilha do Governador levou a cultura e os costumes do Ceará à Sapucaí na madrugada com um enredo sobre as obras dos escritores Rachel de Queiroz e José de Alencar.

Obras como "Iracema", "O Guarani" e "O sertanejo", de José de Alencar, e "As três marias", "O quinze" e "Memorial de Maria Moura" serviram como inspiração direta de fantasias e alegorias.

E comissão de frente misturou tradição com modernidade ao mostrar um cortejo de sertanejos pedindo salvação, até serem abençoados por um Padim Ciço voador – um "milagre" realizado com um ator em cima de um hoverboard. Gracyanne Barbosa foi a rainha de bateria da escola.
Paraíso da Tuiuti
Imagem

Vice-campeã de 2018 com críticas políticas, a Paraíso do Tuiuti voltou ao tema neste ano, e contou a história do Bode Ioiô, eleito vereador em Fortaleza nos anos 1920. Foi o ponto de partida para brincadeiras e relações com a política atual.

O samba foi bem cantado nas arquibancadas, mas a escola teve problema com a evolução. O último carro demorou a andar e algumas partes foram retiradas para ele entrar na avenida. Mas deu para terminar dentro do tempo, em 74 minutos.

Uma ala mostrou a luta entre "o bode da resistência e a coxinha ultraconservadora", seguida do carro com o bode dando coice em um animal em forma de tanque de guerra.
Mangueira
Imagem

A Mangueira deu uma aula de história na Sapucaí. Mas uma história alternativa, com destaque para heróis da resistência negros e índios em vez dos personagens tradicionais das páginas de livros escolares.

O segundo carro apresentou uma releitura do Monumento às Bandeiras, em São Paulo. A obra apareceu manchada de sangue, em referência à forma violenta com a qual os bandeirantes exploravam o Brasil.

O samba citou Marielle Franco, vereadora do PSOL morta a tiros em março do ano passado. A arquiteta Mônica Benício, viúva de Marielle, o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL) e o vereador Tarcísio Motta (PSOL) desfilaram à frente da última ala.
Mocidade
Imagem

A Mocidade Independente de Padre Miguel fez uma reflexão sobre a passagem do tempo no encerramento dos desfiles. O carnavalesco Alexandre Louzada, vencedor com a Mocidade em 2017 com um enredo sobre o Marrocos, construiu uma narrativa baseada nas mitologias e nos mecanismos de contagem do tempo.

A cantora Elza Soares, que será o tema da escola em 2020, foi um dos destaques do carro abre-alas, sobre o deus grego do tempo Cronos e a criação dos astros. Ela representava a estrela maior, que é o símbolo da Mocidade.

A escola celebrou três de seus seis títulos no final de seu desfile, defendendo que as lembranças são a melhor forma de derrotar o tempo.
--
Imagem

Mangueira ganha Estandarte de Ouro de 2019. :campeao:
Meus títulos e conquistas no FCH:
Moderador Global do FCH (2012 à 2014 / desde 2016)
Moderador do Meu Negócio é Futebol (2010 à 2012 / 2015 à 2016)
Eleito o 1º vencedor do Usuário do Mês - Março 2010
Campeão do Bolão da Copa do FCH (2010)
Campeão do 13º Concurso de Piadas (2011)
Bicampeão do Bolão do FCH - Brasileirão (2011 e 2012)
Campeão do Bolão do FCH - Liga dos Campeões (2011/2012)
Campeão de A Casa dos Chavesmaníacos 10 (2012)
Campeão do Foot Beting (2014)
Pentacampeão da Chapoliga (2014, 2015, 2016, 2017 e 2019)
Campeão de O Sobrevivente - Liga dos Campeões (2016/2017)
Campeão de O Sobrevivente - Copa América (2019)
Campeão do Bolão da Copa América (2019)

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88686
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5471 vezes
Curtiram: 1960 vezes

Re: Carnaval 2019

Mensagem por E.R » 05 Mar 2019, 11:21

Em relação aos desfiles de segunda-feira (do melhor ao pior) :
1. Mangueira
2. Portela
3. Vila Isabel
4. União da Ilha
5. Mocidade
6. Paraíso do Tuiuti
7. São Clemente

--

Ranking geral (na minha opinião) :
1. Viradouro
2. Mangueira
3. Portela
4. Vila Isabel
5. Unidos da Tijuca
6. União da Ilha
7. Salgueiro
8. Beija-Flor
9. Mocidade
10. Grande Rio
11. Paraíso do Tuiuti
12. São Clemente
13. Império Serrano
14. Imperatriz Leopoldinense

--

Mangueira - 2019 - desfile
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
E.R
Membro
Membro
Mensagens: 88686
Registrado em: 01 Fev 2009, 19:39
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Flamengo
Localização: Rio de Janeiro (RJ)
Curtiu: 5471 vezes
Curtiram: 1960 vezes

Re: Carnaval 2019

Mensagem por E.R » 05 Mar 2019, 17:22

Imagem
A Mancha Verde é a campeã 2019 do Carnaval de São Paulo. É o primeiro título da escola de samba ligada ao Palmeiras. :campeao:

E a Vai-Vai foi rebaixada. :o
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
JF CHmaníaco
Membro
Membro
Mensagens: 13210
Registrado em: 29 Dez 2015, 14:02
Programa CH: Chapolin
Time de Futebol: Santos
Localização: Dourados-MS
Curtiu: 1133 vezes
Curtiram: 1090 vezes

Re: Carnaval 2019

Mensagem por JF CHmaníaco » 05 Mar 2019, 18:07

Carnaval veio antes do Mundial hein, Parmera :vamp:
JF CHmaníaco
Usuário do Fórum Chaves desde 29 de Dezembro de 2015
Campeão do De Que Episódio é Essa Foto? - Edição 2016
Usuário do Mês de Outubro/2016, Janeiro/2018, Maio/2019 e Janeiro/2020

Churi Churin Fun Flais escreveu:
17 Set 2020, 13:08
Não agora é sério, tem muita viadagem aqui no fórum são viadagens fora do normal, fora dó nível aceitável de viadagem, precisamos de mais representatividade heterossexual aqui e é isso.
piadaitaliano/

Victor235
Membro
Membro
Mensagens: 38447
Registrado em: 04 Dez 2011, 22:00
Programa CH: Chaves
Time de Futebol: Palmeiras
Curtiu: 3639 vezes
Curtiram: 3084 vezes

Re: Carnaval 2019

Mensagem por Victor235 » 05 Mar 2019, 20:09

Gostei do tema da Paraíso do Tuiuti.
"Se aproveitaram da minha astúcia" - VELOSO, Caetano

Trancado